terça-feira, 11 de novembro de 2014

RECEBIDO POR EMAIL

LEONARDO BOFF
    Ao analisar-se as crônicas de Leonardo Boff, notadamente a última publicada na edição eletrônica de Jornal do Brasil de 9/11/2014, percebe-se grande radicalização em suas idéias. Naquela última há grande ataque aos moradores dos bairros de Ipanema, Leblon no Rio de Janeiro e dos Jardins em São Paulo.
   Acredita-se que seria mais efetivo que voltasse suas críticas à desconstrução da infra-estrutura habitacional, à queda da educação ampla e saúde durante os últimos anos.
É conveniente ressaltar que as classes mais abastadas são responsáveis pela geração de empregos , criação de fábricas e outros estabelecimentos, como também, aos programas sociais distribuídas às classes desvalidas.
O momento é grave e tais declarações contribuem ainda mais para a divisão existente e não proporciona diálogo ao consenso. A intelectualidade não pode deixar-se envolver pela violência das idéias que porventura são veiculadas nas redes sociais.
JGuia

Rio de Janeiro, 11 de novembro de 2014

Um comentário:

Anônimo disse...

Enquanto o PSI for contra o metrô da Nossa Senhora da Paz, usando diversos subterfúgios, mas no fundo não querendo que o pessoal "diferenciado" frequente esta região, teremos crônicas deste tipo.