quarta-feira, 1 de outubro de 2014

ATA


   Reunião PSI – Colégio Notre Dame – Ipanema -25/08/14

   Ação Obra Metrô Barão da Torre e Pça N. S. da Paz:

        Com relação à Ação de Denúncia quanto às irregularidades da obra de extensão do Metrô para a Barra, passando por Ipanema que tem início na Rua Barão da Torre, informamos que a Advogada encarregada está atualmente reunindo material adequado para iniciar o processo que será encaminhado ao TCU. Com ajuda do Ministério Público, está sendo elaborada a petição, pois o Governo Estadual do Rio de Janeiro até agora não cumpriu com a obrigação de fornecer ao órgão, os documentos por este solicitados, em relação à tal obra que incluiu também a destruição da Praça N. S. da Paz como patrimônio cultural e ambiental.
      Por enquanto, a escavação subterrânea por meio “tatuzão”, está estacionada. Pelo o que se sabe, deverá continuar após as eleições, como ocorreu na Praça que foi invadida pelos equipamentos destruidores, logo depois das eleições passadas. Agindo assim, não prejudicaria a campanha de Luís Fernando Pezão.
      Dentre os presentes, foi também comentado sobre a situação do sub solo, sobre a elevação do piso da Praça, em virtude da estação que está sendo construída abaixo.
      Foi comentado que a Ação encaminhada ao TCU, questiona-se também o destino da quantia destinada à recuperação ambiental da Praça e arredores, de R$ 1. 568.000.000,00.  Todos se mostraram indignados com tantos absurdos numa só obra que poderia perfeitamente ser feita dentro de todos os padrões de segurança, preservação do patrimônio, do ambiente, estética e bom senso.

Ação Carnaval/ venda de bebidas pelos ambulantes:

      Foram aceitas as duas Denúncias quanto à venda de bebidas alcoólicas  por ambulantes descredenciados durante o Carnaval. Este procedimento através das autoridades e certamente havendo fiscalização permanente neste setor, possibilitaria que o “mega evento” anual, transcorresse com mais segurança, limpeza e organização, pois assim sendo, a bebida só seria vendida em estabelecimentos próprios, diminuindo então a facilidade de consumo, o que torna a permanência dos fuliões por mais tempo nas ruas e consequentemente propiciando a desordem, tumultos e falta de higiene.
       Existe também uma solicitação quanto à diminuição do número de blocos pelo bairro, acarretando também uma diminuição de não moradores, podendo assim consequentemente, minimizar o caos que se instala no bairro durante eventos de grande porte. Pode-se contatar que Ipanema não comporta o excesso de pessoas que insistem em se estabelecer à procura de diversão barata e sem limite. A proposta seria a autorização concedida apenas aos blocos tradicionais desfilarem por Ipanema.

Novos quiosques pela orla de Ipanema – Organizar reunião com o Secretário de Ordem Pública - exposição do projeto à população:

      Existe um projeto da Prefeitura da cidade, para a implantação de quiosques para venda de bebidas e alimentos, semelhantes aos de Copacabana, em toda a orla de Ipanema e Leblon. Pelo que foi divulgado até agora, estes quiosques avançariam pelos recentes e recuperados canteiros de restinga que faz parte da vegetação característica da paisagem natural de nossas praias.
      Mais uma vez, a Prefeitura toma decisões sobre projetos sem consultar a população que paga impostos caros que tem a finalidade de manter a cidade e não destruir com discurso de que irá melhorar e modernizar a cidade. Pois tudo isso pode ser feito com bom senso e coerência.

      Está sendo programada uma reunião com o atual Secretário de Ordem Pública, para um debate em que será solicitada a apresentação do projeto à população.

Nenhum comentário: