segunda-feira, 30 de junho de 2014

CANTAGALO

Anna Ramalho


Pub do Morro do Cantagalo na mira da polícia

Os moradores de Ipanema estão sofrendo, há cerca de 2 meses, com as festas que ocorrem às sextas-feiras e sábados, e, agora, em dias de jogos  do Brasil, no Lula Sam Pub, que fica no Cantagalo, logo ao lado do elevador panorâmico da Rua Teixeira de Melo.
Elas começam em torno de 23:00 e vão até às 06:00, com uma intensidade de som bem maior do que os antigos bailes funk que existiam na comunidade.
Guarda  Municipal e a Polícia Militar têm recebido constantes reclamações dos moradores, até mesmo dos da comunidade, que não conseguem dormir, mas, pelo que parece, não têm tido força para permitir o descanso merecido.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

PEGA LADRÃO

Ex-jogador inglês reage a assalto e ajuda a prender ladrão em Ipanema

Além do ótimo nível das partidas da Copa do Mundo e de muitas polêmicas dentro e fora de campo, o Mundial está pródigo em histórias engraçadas e inusitadas com personagens ligados ao torneio. E nesta sexta-feira, mais uma entrou para a lista. O ex-jogador inglês Chris Kamara reagiu a um assalto em Ipanema, correu atrás do ladrão e ajudou a prendê-lo. Ele narrou a história pelo Twitter, publicando textos e fotos.

O ladrão arrancou o cordão do cunhado de Kamara, no calçadão da Praia de Ipanema. O caso foi registrado na 14ª DP (Leblon), onde Kamara teve de prestar depoimento. Pelo Twitter, ele disse para ninguém fazer o que ele fez e que foi alertado pelo consulado britânico para não reagir, pois muitos assaltantes andar armados.

Pelas redes sociais, ele também postou uma foto com o cordão recuperado e reclamou da demora na delegacia, falando que estava de férias. Kamara vai acompanhar o jogo entre Colômbia e Uruguai, sábado, às 17h, no Maracanã - jogo que poderia ter a Inglaterra, caso não fosse eliminada no Grupo D.
Com 56 anos, Kamara foi revelado pelo Portsmouth e rodou por diversos clubes do país como Stoke City, Leeds United, Sheffield United e Middlesbrough.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

CANTAGALO

terça-feira, 24 de junho de 2014

SÓ FALTAVA ESSA !

THAMINE LETA24.06.2014 15h54m
 
Sim, é isso mesmo que você está vendo. Tinha uma vaca passeando à beira-mar, no Arpoador, na manhã desta terça-feira. "Foi um verdadeiro evento, ninguém acreditou no que estava acontecendo", diz o engenheiro Guilherme Aguiar, que passava por lá na mesma hora. A foto acima foi feita por Suzana Sullivan, que acompanhou tudo. "A vaca parecia velhinha e cansada e teve a maior dificuldade para subir a escadinha do calçadão", conta. A escada é feita de maneira improvisada, com sacos de areia, pelos barraqueiros da área.
Segundo Guilherme, a vaca estava participando da gravação de uma campanha publicitária. "Os guardas se mobilizaram e pediram à equipe de filmagem que a vaca fosse retirada da areia imediatamente. Eles disseram: se cachorro não pode ficar na areia, a vaca também não vai poder", disse o engenheiro, autor da foto que você vê logo abaixo. 

segunda-feira, 23 de junho de 2014

ATENÇÃO !

Procon descarta 65 kg de produtos impróprios em lanchonetes de Ipanema

Enviarr



RIO - A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), através do Procon estadual, realizou nesta segunda-feira a Operação Camisa 10, com o objetivo de fiscalizar restaurantes e bares de Ipanema, na Zona Sul do Rio. Dois restaurantes e duas lanchonetes foram vistoriadas durante a ação. Destes quatro estabelecimentos, três apresentaram irregularidades, foram autuados e serão multados. No total, os fiscais descartam 65 kg de produtos impróprios para o consumo.
Em nota, o Procon afirma que o caso mais grave foi da filial da rede Beach Sucos, localizada na esquina das ruas Visconde de Pirajá e Farme de Amoedo. No local os fiscais encontraram 37,4kg de produtos vencidos entre bacon, hambúrguer, camarão cozido, frango desfiado, salsicha, presunto, queijo, filé de peixe, linguiça calabresa, fermento, creme champignon e molho de pizza, além de 6,3kg de produtos que não apresentam o prazo de validade, entre lombo suíno, carne bovina e massa para crepe. O estabelecimento também foi autuado por armazenar produtos diretamente no chão e pelas suas condições de higiene. Segundo o Procon, a lanchonete terá cinco dias para melhorar suas condições de higiene e de armazenamento de produtos na cozinha e nas câmaras frigoríficas. Caso isso não ocorra, o local pode ser interditado.
Na lanchonete Néctar Sucos, em outra esquina das ruas Visconde de Irajá e Farme de Amoedo, a fiscalização descartou 10,5kg de produtos impróprios para o consumo, entre carne bovina, presunto, queijo, camarão cozido, brownie, frango cozido e maionese. Já no restaurante Tô Nem Aí, na Rua Farme de Amoedo, foi descartada a mesma quantidade de alimentos impróprios, entre lagostinha, pastel de queijo, molho tártaro e bacon.
O único estabelecimento que não apresentou irregularidades foi o restaurante Galitos Grill, localizado na esquina da Visconde de Pirajá com Farme de Amoedo.

BAGUNÇA NO ARPOADOR







sábado, 21 de junho de 2014

INAUGURAÇÃO

Família real belga inaugura placa de avenida no Rio

Nova placa em homenagem à Rainha Elisabeth, em Copacabana
Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil
Aproveitando a passagem da família real da Bélgica pelo Rio de Janeiro para assistir ao confronto com a Rússia, amanhã no Maracanã, o consulado geral do país europeu organizou hoje a reinauguração da avenida Rainha Elisabeth, que liga Copacabana a Ipanema, em uma homenagem ao rei Alberto I e à rainha Elisabeth. Os monarcas vieram ao Brasil em 1920, na primeira visita de Estado recebida pela República.
"O rei retornou dessa visita com uma ideia de que a Bélgica, com muita capacidade em minas e ferrovias, tinha muito a fazer no Brasil. Tanto que, em 1922, foi fundada a mineradora Belgo-Mineira", destacou o cônsul-geral, Bernard Quintin.
O subsecretário de relações internacionais da secretaria de Casa Civil do governo do Rio, Pedro Spadale, acompanhou a visita e destacou as expectativas de novas parcerias entre os dois países. "Hoje teremos um almoço de trabalho em um hotel do Rio, voltado para os Jogos Olímpicos, com autoridades e empresas belgas e brasileiras. A ideia é aprofundar a parceria no plano político e econômico", disse ele, explicando que as relações comerciais entre o Brasil e a Bélgica cresceram nos últimos cinco anos.
Já o coordenador de relações internacionais da prefeitura, Laudemar Aguiar, disse que será apresentado aos belgas o projeto da cidade para os jogos, na busca de cooperação na área de tecnologia e de infraestrutura. "Eles vão mostrar o que interessa a eles na parte de infraestrutura. É um encontro que tem um lado histórico-político e um lado empresarial".  Junto com a realeza, estavam na comitiva integrantes do governo belga, como os ministros da Defesa e das Relações Exteriores.
Além das autoridades, o rei e a rainha da Bélgica encontraram uma carioca que também guardava parte da história da passagem de seus antecessores pelo Brasil. Hyene Kurcinak, de 69 anos, é filha de Raimundo Ferreira da Silva, um marinheiro que, aos 17 anos, participou da tripulação que trouxe a família real ao Brasil e a levou de volta para a Europa. O percurso foi registrado em um diário de bordo que ela guardou por anos, sem saber do que se tratava até o dia em que descobriu que seu pai havia transportado a rainha que dava nome à sua rua e o rei, cujo busto estava exposto em sua esquina. Hyene se mudou há dois anos.
"Foi uma coincidência eu vir morar nessa esquina em 2009. Quando vi uma homenagem aqui ceerta vez, resolvi pegar esse manual e ver do que se tratava. E li tudo sobre essa viagem, que levou meses. Papai morreu quando eu era muito nova e eu achei que essa condecoração era só um broche", conta ela, que teve a oportunidade de mostrar os objetos a Phlippe e Matilda. "Eles foram muito simpáticos. Fiquei muito emocionada."
Vizinha do monumento, a guia de turismo Andrea Costa, acordou com a banda que tocava no evento. "Meu marido falou: levanta que os reis da Bélgica estão chegando. E ficamos todos aqui, animados. Como o monumento fica em uma esquina, muita gente não olha e passa direto. Um dia, voltando do supermercado, eu parei e li que a rainha Elisabeth homenageada é a da Bélgica e não a rainha Elizabeth II, da Inglaterra". Ela e muitos curiosos acompanharam a cerimônia e aplaudiram a quando o rei inaugurou a placa, que diz "Rainha da Bélgica e incentivadora das artes". 

IMITAÇÃO


Ponte sobre o canal do Jardim de Alah começa a ganhar cadeados de casais apaixonados

A exemplo do que ocorre em Paris, eles prendem o objeto nas grades como símbolo do amor duradouro

POR 

Cadeados na ponte sobre o canal do Jardim de Alah: tradição europeia no Rio
Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo
Cadeados na ponte sobre o canal do Jardim de Alah: tradição europeia no Rio - Marcos Tristão / Agência O Globo

RIO — Para quem não pode ir a Paris, onde casais apaixonados fazem juras de amor na Pont des Arts, a saída é dar um pulo no Jardim de Alah. Ali, assim como acontece na capital francesa, cadeados, símbolo do amor, começaram a ser postos numa ponte sobre o canal, próximo à Lagoa. Segundo a superstição, deve-se jogar a chave fora: com isso, acredita-se, fica selado um compromisso, e a união vai durar para sempre. Em Paris, as chaves estão no fundo do Rio Sena. No Rio, vão para o leito do canal do Jardim de Alah.
Segundo historiadores, a tradição teve início na década de 1980 em Pécs, na Hungria, e logo se espalhou por outras cidades consideradas românticas. Conforme a lenda, a única forma de quebrar o pacto de amor seria encontrar a chave do cadeado e destrancá-lo. No entanto, em Paris, algumas pessoas de coração partido acabam voltando com alicates para arrancar o cadeado de lá.
EM PARIS, PEDAÇO DE PONTE RUIU
No Rio, a moda por enquanto ainda tem poucos adeptos. Nas grades da ponte do Jardim de Alah, ainda é pequeno o número de cadeados. Em dois deles, que estão unidos, foram amarradas fitas do Nosso Senhor do Bonfim — uma pitada de brasilidade na simpatia europeia. Outro casal, Ricardo e Denise, também declarou sua paixão do mesmo modo. O cadeado dos dois, com direito a coraçãozinho impresso, tem data de 20 de setembro.
Em Paris, o excesso de cadeados já preocupa a prefeitura da cidade há alguns anos. Acredita-se que o peso extra possa causar um acidente, levando partes da estrutura a desabar sobre os barcos com passageiros que passam sob a ponte.
No último dia 8, por exemplo, turistas foram impedidos de participar da tradição, porque a ponte chegou a ser interditada depois que um trecho 2,4 metros da grade cedeu, ao não suportar o peso dos objetos metálicos. Na Pont des Arts, os 150 metros de grade, de ambos os lados, estão quase todos tomados por cadeados.
Preocupados com os danos à ponte, duas americanas chegaram a fazer um abaixo-assinado para acabar com a prática. Para preservar a estrutura, autoridades francesas chegaram a pedir aos amantes da tradição que aderissem aos cadeados virtuais — os chamados e-love locks.


Read more: http://oglobo.globo.com/rio/ponte-sobre-canal-do-jardim-de-alah-comeca-ganhar-cadeados-de-casais-apaixonados-12953072#ixzz35IojJstJ

quarta-feira, 11 de junho de 2014

ATENÇÃO MORADORES DE IPANEMA E LEBLON



O Projeto de Segurança de Ipanema convida os moradores de Ipanema e Leblon para uma reunião extraordinária dia 16/06 às 18hrs. No Colégio Notre Dame, à Rua Barão da Torre 308, para viabilizarmos a ação exigindo que as obras do tatuzão sejam feitas de modo a não colocar a população em risco de morte e os moradores em risco de perda de seus patrimônios.
Esta reunião tem o OBJETIVO EXCLUSIVO de apresentar a advogada contatada pelo PSI – Dra. Regina Carquejo, que tem uma estratégia muito interessante e com honorários que estão super razoáveis e que poderão ser absorvidos por qualquer morador.
NÃO VAMOS DISCUTIR O OCORRIDO NA RUA BARÃO DA TORRE. TODOS JÁ SABEMOS O QUE ACONTECEU E QUE ESTA OBRA ESTÁ SENDO FEITA SEM A GARANTIA DE SEGURANÇA MINIMAMENTE DEVIDA À POPULAÇÃO. VAMOS APRESENTAR A PROPOSTA, COLHER AS ADESÕES. PRECISAMOS DE ADESÃO EXPRESSIVA PARA QUE A AÇÃO TENHA LEGITIMIDADE.
Por favor, divulguem, mandem a convocação aos seus amigos e vizinhos, coloquem no face, blogs e twitter.
Ignez

segunda-feira, 9 de junho de 2014

TITULARIDADE DO CANTAGALO



                                  Rio de Janeiro, 9 de junho de 2014



TITULARIDADE NO CANTAGALO


Acredito que todos devem ter lido matéria no jornal O Globo de 8/6/214, a qual relatou sobre estrangeiro que irá inaugurar pousada de quatro andares no Morro do Cantagalo.

O Projeto de Segurança de Ipanema vem há anos solicitando a distribuição de ti-
tularidade aos moradores daquele local e, até ao presente momento não foi realizada.

Dessa forma, perguntamo-nos se aquele estrangeiro pagará os impostos necessários, como adquiriu o imóvel, e o mais importante; será pago IPTU?



JGuia

quinta-feira, 5 de junho de 2014

ATA


Reunião do PSI – 02/06/2014 – Colégio Notre Dame – Ipanema


      Compareceram mais uma vez, moradores do bairro preocupados com o andamento da obra do Metrô ( Linha 4).
      Foi comentado o sucesso da passeata, realizada no sábado, dia 31/05. Foi uma manifestação pacífica, verdadeira com a participação de pessoas indignadas e amedrontadas com a possibilidade de ter suas vidas arriscadas e seus patrimônios ameaçados de desabamento se o método usado pelas empreiteiras, não for totalmente reformulado, obedecendo o padrão de segurança ao realizar as escavações subterrâneas com o equipamento comprado (‘tatuzão”) pelo Governo do Estado, com o propósito de perfurar terreno arenoso de características semelhantes aos subsolos de Ipanema e Leblon.
      Dentre os presentes, foram apresentadas várias opiniões sobre o assunto. Porém, considerando-se a gravidade da situação, por unanimidade, foi sugerido que se dê entrada numa Ação Cautelar por antecipação de provas, devido ao acidente ocorrido no dia 11/05, quando duas crateras se abriram nas calçadas da Rua Barão da Torre, no trecho entre as Ruas Teixeira de Melo e Farme de Amoedo, justamente onde a máquina começou a trabalhar a 18 metros de profundidade, onde o ideal estipulado pelo fabricante seria a 40 metros, obedecendo o limite de segurança para as estruturas dos prédios.
      Foi comentado que  a razão deste absurdo, dentre diversos tipos de interesses do Governo e empreiteiras, está ligado ao fato de ter sido encomendada à Fundação Getúlio Vargas, uma pesquisa entre a população, que desconhece totalmente os riscos e detalhes técnicos de uma obra de tal importância, para opinar como gostaria que fosse a Estação N. s. da Paz. Pois bem, segundo a pesquisa, a maioria das pessoas queriam que os acessos fossem imediatos, próximos à superfície para que não fosse preciso descer muito como as estações Arco Verde , Cantagalo e Gal. Osório que são bastante profundas. A população, mal informada, ignora o porquê da profundidade e não tem noção dos riscos de uma estação à 12 metros de profundidade, como está sendo construída. Sendo assim, o “tatuzão” que deveria está trabalhando com segurança a 40 metros, na verdade está fazendo o percurso com uma elevação de 18 para 12 metros até chegar à praça N. S.da Paz.       
      O acidente acontecido, só não teve graves conseqüências, por ter sido de madrugada, quando não passava ninguém nas calçadas afetadas.
      Os moradores do bairro, principalmente da Barão da Torre, sugerem também, que se adote outros tipos de “batalha”, devido ao tempo que uma Ação judicial tramita no Fórum.
      Foi comentado também, que devido a um inquérito policial, proveniente de uma denúncia de moradores de um prédio ameaçado de desabamento, a obra está paralisada por tempo indeterminado. Estão todos aguardando uma solução segura para a situação.
      Todos foram unânimes em se utilizar todos os recursos possíveis para que o projeto seja refeito, respeitando os padrões de segurança que este tipo de obra requer.

      Em relação à Praça N. S. da Paz, foi comentado que a Ação Popular que envolve dentre outras coisas, crime ambiental, ao patrimônio público, foi encaminhada para Brasília, para ser julgada pelo STJ. Devido ao fato, foi sugerido que a quantia arrecadada pelas ruas do bairro, objetivando o  pagamento de uma perícia designada pela justiça, para comprovar método sugerido por geólogos e engenheiros competentes. Método esse,  seguro e sem destruição das características da praça e das árvores. Porém, esta quantia não foi utilizada, devido ao alto valor cobrado (R$158.000,00), fosse entregue à Advogada Regina Carquejo, que vem trabalhando no processo, desde o início, sem nunca ter cobrado nenhum centavo sequer, como honorários. Todos presentes votaram à favor. O valor a ser entregue, foi o que restou dos R$ 17.000,00 arrecadados totalmente. Foram então utilizados quase R$ 7.000,00 com despesas em cartórios, cópias, cartazes, deslocamentos, petições etc. Todos então, acharam por bem, que os R$ 10.600,00 disponíveis, deverão ser entregues à Advogada, para os próximos gastos com o processo em Brasília.      


domingo, 1 de junho de 2014

REUNIÃO DO PSI

REUNIÃO PSI

COLÉGIO NOTRE DAME DIA 2 DE JUNHO ÀS 18HS