domingo, 19 de janeiro de 2014

CASO DE POLÍCIA


Comércio de favela da zona sul fecha após morte de suspeito em confronto com PMs

Homem de 21 anos estava armado com pistola israelense no Cantagalo, dizem agentes da UPP

Comércio do Cantagalo fechou após morte do suspeito, dizem PMsDivulgação / Prefeitura
O comércio da comunidade do Cantagalo, na zona sul do Rio, estava fechado na tarde deste sábado (18) após a morte de um suspeito. A informação é de policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) que atuam na área.
Segundo a Coordenadoria de Polícia Pacificadora, policiais da UPP faziam às 20h30 de sexta (17) patrulhamento na comunidade, na localidade Arlete, e flagraram Petrick Costa dos Santos, conhecido como Cachorrão, armado com uma pistola israelense.  
Na ação, Petrick foi ferido e levado para o Hospital Miguel Couto, sendo autuado por posse ilegal de arma de uso restrito. Petrick, que tinha passagem pela polícia por agressão, uso e posse de entorpecentes e resistência a prisão, morreu no hospital. Ele também era investigado em inquérito que apura tráfico de drogas na região.
De acordo com a 12ª DP (Copacabana), Petrick foi baleado durante confronto com PMs da UPP Pavão-Pavaozinho/Cantagalo. Com ele, foi apreendida uma pistola 9 mm. Os agentes realizaram perícia no local. Os PMs foram ouvidos e suas armas apreendidas para exame de confronto balístico. As circunstâncias da ação estão sendo investigadas.
O policiamento na comunidade foi reforçado com policiais do 23° BPM (Leblon), do Batalhão de Polícia de Choque e do Batalhão de Grandes Eventos. Policiais de outras UPPs foram deslocados para o local para proporcionar sensação de segurança aos comerciantes e garantir que seus estabelecimentos funcionem normalmente. 

Nenhum comentário: