ATA


Reunião PSI – dia 09/12/2013 – Colégio Notre Dame – Ipanema

Estratégias de trabalho relacionado aos “Fiscais do bairro”:

      Com ajuda de jornalistas e autoridades vinculadas ao assunto, aos poucos vamos conseguindo algumas adesões para o combate à desorganização, falta de segurança e sujeira que cada vez mais está tomando conta de Ipanema.    
      Luísa Sabatino, que é assessora do secretário da SEOP – Alex Costa,  solicitou que se envie as denúncias das irregularidades por escrito para que o PSI as encaminhe à ela.
O Administrador da 6ª R.A. , Leonardo Spritzer junto com a sub prefeitura de Ipanema e a SEOP montaram um esquema de controle de população de rua e limpeza que tem dado bons resultados. A Rua Visconde de Pirajá está visivelmente mais limpa e com muito menos gente dormindo sob as marquises, mas  não tem estrutura para dar conta de inúmeras reclamações, como vem ocorrendo e além do mais, não tem autonomia para resolver diversos tipos de questões, como por exemplo: o supermercado Zona Sul da Prudente de Moraes, que transforma nos fins de semana e feriados as calçadas em frente em bar, vendendo bebidas alcoólicas a quem quer que seja.
      Estamos também aguardando uma reportagem sobre o “lixão  da Teresa Aragão” que funciona como depósito de entulho de pequenas obras em apartamentos ou simplesmente como cemitério de eletrodomésticos que os moradores das proximidades “entregam” para os famigerados “burros sem rabo” se livrarem, não se importando como e nem onde aqueles dejetos serão jogados. Muitas vezes por comodismo ou por serem desinformados de que a Comlurb disponibiliza este tipo de atendimento à população gratuitamente. Para comprovação desta irregularidade, também é preciso que sejam tiradas fotos do local.


Segurança no bairro:


      Existem ruas do bairro em que os assaltos foram mais freqüentes nos últimos meses. Talvez por maior movimento de turistas. A Prudente de Moraes em toda extensão, talvez pela falta de comércio e pelo movimento de pessoas que embarcam e desembarcam dos ônibus, acaba se transformando num “corredor” propicio à roubos e furtos. A Vieira Souto depois da 17horas, na calçada junto aos prédios em toda extensão também. A Joana Angélica na quadra da praia. Esquina da Prudente de Morares com Aníbal de Mendonça.
      Foi então sugerido que se apresente as autoridades, propostas de tipo de policiamento para a região. Estas propostas poderiam surgir depois de conversas como por exemplo com o comandante do 23º Batalhão de Polícia. Conversa com Luis Eduardo Soares  que  foi o idealizador do GEPAE que funcionava como as atuais UPPs. Fazer contato também com Itagiba.
      Com uma proposta concreta de pessoas moradoras do bairro que vivenciam este grave problema diariamente, seria mais fácil de se conseguir algum resultado positivo do que simplesmente pedir maior segurança sem nenhuma sugestão.

Desordem nas praias:

      Foram feitos comentários sobre a desordem nas praias. Existe uma crônica desobediência das leis, por parte dos comerciantes e uma também crônica falta de fiscalização séria por parte das autoridades. Chegou-se então à uma conclusão que se tudo continuar desta maneira, corre-se o risco de ser instituída uma dominância de área pública que tem como objetivo principal persuadir o banhista ou qualquer outra pessoa que se dirija às areias das praias de que aquela região tem um “dono” e que para estar lá se tem que pagar um preço estipulado por este “dono”.
     
Ata elaborada por Sylma Reis
          


Nenhum comentário: