CONSERTARAM




Melhor assim 

A prefeitura fez reparos na calçada esburacada da Rua Visconde de Pirajá, altura do 547, em Ipanema, mostrada aqui ontem.

SOLAR MENINOS DE LUZ


Caros amigos, neste domingo, dia 04 de agosto teremos mais um Arraiá!

Será o Arraiá da Ajuda, organizado pelos voluntários do Lar Paulo de Tarso em benefício do Solar Meninos de Luz. O evento que fez sucesso ano passado se repete esse ano com muitas novidades!

A festa será no Clube Israelita Brasileiro, em Copacabana e todas as atrações e guloseimas estão incluídas no preço (exceto bebida, que será vendida a preço de custo).
Teremos música ao vivo com o Trio Forró Primos do Nordeste, barraca de artesanato e decoração, quadrilha e danças.

Vista sua caipira , carregue no sotaque e venha brincar e ajudar no nosso Arraiá !

Valor: R$ 50,00

Os ingressos estão à venda na secretaria do Lar Paulo de Tarso - Rua Sousa Lima, 433. Copacabana
Ou ligue para Neide Oliveira: 9351-9444

Crianças até 6 anos não pagam.

Garanta já o seu! 
Atenciosamente,


Equipe de Comunicação e Eventos
Solar Meninos de Luz

CALÇADAS !

Beatriz Segall pôr a boca no trombone sobre o tombo que levou numa calçada na Gávea, no Rio, para começar uma mobilização na cidade. A caixa de e-mails da coluna lotou. Publicamos aqui dois exemplos, da Zona Sul e da Zona Norte. A primeira (foto de cima) é de um trecho bem maltratado da calçada da Rua Visconde de Pirajá, em frente ao número 547, em Ipanema. Ela foi tirada pelo leitor Alberto Cumplido de Sant’Anna. Já a segunda foto, feita pelo leitor Rafael Oliveira Aguiar, é de um trecho do viaduto de Pilares. Alô, Paes!

AOS SÍNDICOS !


NOVO GOLPE


, A novidade que vem acontecendo no Leblon e Ipanema 

Passam 2 mulheres numa moto, param e perguntam ao porteiro se tem algum apartamento no prédio para vender ou alugar. Enrolam conversa, perguntam se a qualquer hora encontram o porteiro, se ele sai para almoço, se no fim de semana tem sempre alguem na portaria, etc. Agradecem e vão embora. Depois, ou no dia seguinte, vem 1 ou 2 ou até 3. Todos com celular e 1 deles dá um jeito de entrar no prédio, junto com algum morador ou esperando uma bobeira de alguem que não fecha a porta direito. Bate nos apartamentos perguntando se foi dali que pediram bateria de celular, etc.
Vão batendo nos apartamentos até pegar algum sem morador. Arrombam a porta e fazem a limpa. Tudo que caiba em mochilas. Encostam a porta de novo, e saem na tranquilidade.
Na Delegacia do Leblon, já conhecem  o delito pois já há várias denuncias parecidas. Os preferidos são os prédios pequenos que não tem porteiro 24 h. Tudo muito tranquilo, sem violências...

DESCASO COM O POVO

Tonéis cheios de água ficam descobertos em obra em Ipanema

  • Moradores temem que equipamentos se transformem em grandes focos do mosquito da dengue
  • Secretaria municipal de Saúde diz que agentes fazem vistorias periódicas no local

O GLOBO COM O LEITOR SERGIO DOS SANTOS MARTINS (


Tonéis de água ficam descobertos em obra da Linha 4 do metrô, em Ipanema -
Foto: Leitor Sergio dos Santos Martins / Eu-Repórter
Tonéis de água ficam descobertos em obra da Linha 4 do metrô, em Ipanema - Leitor Sergio dos Santos Martins / Eu-Repórter
RIO - Dois grandes tonéis, cheios de água, têm tirado o sono dos moradores de Ipanema, especialmente de quem mora ao lado do canteiro de obras da Linha 4 do metrô, onde eles estão instalados. De acordo com o leitor Sergio dos Santos Martins, há dias eles estão descobertos, na Rua Barão da Torre, entre as ruas Teixeira de Melo e Farme de Amoedo. O medo de quem vive no bairro é de que os equipamentos se transformem em grandes focos do mosquito da dengue:
— Os tonéis ficam em frente ao número 107, estão com água até em cima, descobertos, com plantas, madeira. Já falei com um funcionário do metrô e ele disse que tomaria providências, mas não aconteceu nada. Estamos receosos por causa da dengue — diz Martins.
Procurada pelo Eu-Repórter, a Secretaria municipal de Saúde informou que o local recebe vistorias periódicas dos agentes de vigilância em saúde, que realizarão nova visita baseada em imagens feitas pelo leitor. Em caso de dúvida ou denúncia, a secretaria orienta a população para ligar para a central de atendimento da prefeitura, pelo telefone 1746, e solicitar vistorias. O serviço funciona 24 horas.



CULTURA

Cultura

Teatro Ipanema apresenta Zezé Motta e Sérgio Dumont em “Chega de Saudade”, uma homenagem a Elizeth Cardoso e Vinícius de Moraes

da redação | 22-07-2013 07:05:40
O Teatro Ipanema e a secretaria municipal de cultura do Rio apresentam o espetáculo “Chega de Saudade”, um retrato da música brasileira, que será realizado no dia 30 de julho (terça-feira) às 20h através de dois grandes artistas da música popular brasileira. O show apresentará ao público sucessos de Vinícius de Moraes (1913-1980) e Elizeth Cardoso (1920-1990).
O ano de 1958 marcaria o início de um dos movimentos mais importantes da música brasileira, a Bossa Nova. A pedra fundamental do movimento veio com o álbum "Canção do Amor Demais", gravado pela cantora Elizeth Cardoso. Além da faixa-título, o antológico LP contava ainda com outras canções de autoria da dupla Vinicius e Tom, como "Chega de Saudade", canção fundamental daquele novo movimento. Já o ano de 2013 é marcado por uma série de eventos que já estão programados para a comemoração dos 100 anos de nascimento de um dos mais importantes nomes da poesia e da música brasileira: Vinícius de Moraes.

Chega de Saudade é uma canção escrita por Vinícius de Moraes (letra) e por Antônio Carlos Jobim (música), em meados dos anos 50. Foi gravada pela primeira vez em 10 de julho de 1958, na voz de Elizeth Cardoso, que a gravou com arranjos do maestro Antônio Carlos Jobim, acompanhada também pelo violão de João Gilberto. Mais tarde, esta gravação antológica ficou reconhecida como o primeiro registro fonográfico da bossa nova.

Dividido em dois atos, o espetáculo traz Sérgio Dumont cantando Vinícius de Moraes e Zezé Motta cantando Elizeth Cardoso. Os artistas virão acompanhados pelo maestro Ricardo Mac Cord.

Os traços comuns entre Zezé Motta e Elizeth Cardoso vão além de serem mulheres, cantoras, negras e brasileiras. Mergulhadas em uma espécie de underground da vida musical carioca, Zezé e Elizeth emergiram com suas artes em um país marcado pelo machismo e pelo racismo. Esse universo é também característico do vivido por grandes divas do jazz: Bessie Smith, Billie Holiday, Lenna Horn. O repertório de Zezé faz parte do disco que a cantriz lançou no ano de 2000, intitulado (Divina Saudade – uma homenagem a Elizeth Cardoso) e será composto por pérolas como “Tudo É Magnífico”, “Nossos Momentos”, “A Noite do Meu Bem”, “Consolação”, “Tristeza”, “Noites Cariocas” e “Barracão”.

Carioca nascido em 1960, Sérgio Dumont, começou cedo seu amor pela música. Uma das suas maiores paixões é o violão, instrumento que viabiliza suas inspirações melódicas que o levou a cursar o Conservatório Brasileiro de Música e a Academia de Música Lorenzo Fernandes, formando-se em harmonia tradicional e licenciando-se e especializando-se em Educação Musical. No repertório do artista músicas de sucesso como “Samba da Benção”, “A Felicidade”, “Tarde em Itapoã” e “Onde Anda Você”.

Show: Zezé Motta e Sérgio Dumont em Chega de Saudade
Local: Teatro Ipanema
Endereço: Rua Prudente de Moraes, 824, Ipanema.
Horário: 20h
Data: 30 de julho - (terça-feira)
Valor: R$ 30,00 (inteira) – R$ 15,00 (meia-entrada para idosos, estudantes e cariocas);

Vendas: compreingresso.com.br, e na bilheteria do teatro;
Informações: (21) 2267-3750.

MENOS UMA

Moda praia

A Bumbum, uma das grifes de praia mais tradicionais e famosas do Brasil, de Cidinho Pereira, está atravessando um momento difícil.
Sua loja em Ipanema, em frente à Praça Nossa Senhora da Paz, vai fechar. No lugar, vai funcionar a Maria Filó.
É pena.

REUNIÃO



            A próxima reunião do Projeto de Segurança de Ipanema será, SEGUNDA FEIRA,  dia 22/07 às 18hs. no Colégio Notre Dame .

           
PAUTA

Relato da reunião com o governador

Acompanhamento das árvores que ainda restaram na praça e a compensação ambiental

Localização dos acessos à estação – photoshop

Reunião com os síndicos dos prédios comerciais

Reunião com o presidente do IAB e outros urbanistas de renome

Pauta da próxima reunião com o governador dia 15/08

ACESSE O NOSSO BLOG – WWW.PSIPANEMA.BLOGSPOT.COM

PROJETODEIPANEMA@gmail.COM.

ENTRE NO FACEBOOK  E INDIQUE NOVOS AMIGOS -  PSI IPANEMA

Twitter: @psi_seguipanema

HTTP//WWW.flickr.com/photos/psi ipanema

DEDIC – 14ª. DP – 23322866/ 23322880

DISQUE DENÚNCIA – 22531177



VERGONHA !


‘Finding network’ é o cacete




A prefeitura do Rio colocou um painel eletrônico na esquina das ruas Visconde de Pirajá e Jangadeiros, para informar a mudança de mão no trecho.
Só que, na manhã de ontem, o aparelho parecia fora de órbita.

PROTESTOS

Confronto deixa rastro de destruição no Leblon e em Ipanema

  • Vândalos fazem barricadas de fogo, destroem e saqueiam lojas; grupo seguiu também para a Lagoa
  • Governador convoca reunião de emergência para discutir violência
  • Na Rocinha, trânsito foi fechado nos dois sentidos da Autoestrada Lagoa-Barra
Tópicos da matéria:

LETÍCIA FERNANDES (EMAIL·FACEBOOK·TWITTER)
CAROL ROCHA (EMAIL·FACEBOOK·TWITTER)
BRUNO AMORIM (EMAIL·FACEBOOK·TWITTER)
GUSTAVO GOULART (EMAIL·FACEBOOK·TWITTER)
LEONARDO BARROS (EMAIL·

Barricadas de fogo ao longo da rua Ataulfo de Paiva Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo
Barricadas de fogo ao longo da rua Ataulfo de Paiva Marcelo Carnaval / Agência O Globo
RIO — A ação de vândalos deixou um rastro de destruição nos bairros do Leblon e Ipanema após confronto entre manifestantes e policiais na noite desta quarta-feira, perto da residência do governador Sérgio Cabral. No início da madrugada, uma reunião de emergência foi convocada por Cabral para discutir ações a fim de conter os protestos violentos nas ruas da cidade. O encontro deve ocorrer às 8h no Palácio Guanabara.
Pelo menos cinco agências bancárias, bancas de jornal, pontos de ônibus, vitrines e alguns painéis elétricos foram vandalizados durante a confusão. Uma loja de roupas também foi saqueada na Ataulfo de Paiva. Lojas também foram saqueadas em Ipanema. O cheiro de gás ficou muito forte na região. Bombeiros também atuaram no combate às chamas.
O clima nesses bairros da Zona Sul foi de apreensão por parte de moradores e clientes de bares e restaurantes. Vários estabelecimentos comerciais fecharam suas portas e os frequentadores saíram às pressas.
Segundo a Polícia Militar, sete PMs ficaram feridos com pedradas. Uma quinta policial se feriu ao ser atingida nas costas por uma bomba de fabricação caseira. O número de manifestantes feridos não foi confirmado.
Dezesseis pessoas foram detidas e levadas para a 14ª DP (Leblon). Seis foram enquadrados no crime de formação de quadrilha e pagaram fiança. Outras nove também foram liberados, incluindo dois menores. Um homem, que estava com três morteiros na mochila, identificado só como Anderson, foi autuado por porte de explosivo e ficou preso.
Por volta de 1h30m, cerca de cem manifestantes se concentraram em Ipanema, na esquina das ruas Aníbal de Mendonça e Redentor, para protestar perto da casa do Secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. Eles foram dispersados pelo Batalhão de Choque com balas de borracha, jatos d´água e bombas de efeito moral. Alguns manifestantes se dirigiram, então, para a Lagoa Rodrigo de Freitas, onde ocuparam a Avenida Epitácio Pessoa.
O conflito desta quarta-feira começou por volta das 22h45m, na esquina da Avenida General San Martin com a Rua Aristides Espínola, quando um grupo teria jogado pedras contra os militares. Os policiais revidaram com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.
Mais cedo, uma das bombas atingiu o bar Jobi, na Avenida Ataulfo de Paiva, e alguns clientes que estavam no local tiveram que sair correndo. Muitos se abrigaram no interior do estabelecimento, mas, devido ao incômodo causado pelo gás, também foram obrigados a deixar o bar. A Prima Bruschetteria, na mesma avenida, também foi atingida pelo gás.
Por volta das 22h55m, um manifestante atirou um morteiro contra as tropas. Um caminhão de jato de água da PM foi usado para apagar focos de incêndio nas ruas. Algumas ruas do bairro ficaram sem luz por quase uma hora. Pouco antes do conflito, um grupo já havia ateado fogo em lixeiras em dois pontos da Avenida General San Martin.
No começo da noite, duas manifestações realizadas na Zona Sul do Rio complicaram o trânsito para motoristas que seguiam em direção à Barra da Tijuca. No Leblon, o protesto contra o governador Sérgio Cabral, com aproximadamente mil pessoas, fechou os dois sentidos da Avenida Delfim Moreira, na altura da Rua Aristides Espínola, até por volta das 22h30m. A via, onde mora Cabral, ficou isolada por 13 carros do Batalhão de Choque e 80 policiais. Para tentar chegar à Aristides Espínola, cerca de 500 pessoas seguiram, às 20h, pela Rainha Guilhermina até a General San Martin, passando pelo Ataulfo de Paiva. O grupo caminhou entre os carros, complicando o tráfego, que já estavam na pista. A Delfim Moreira foi interditada a partir da Avenida Bartolomeu Mitre.
Já na Rocinha, moradores que protestaram contra o desparecimento de uma pessoa, ocorrido domingo, chegaram a interditar a Autoestrada Lagoa-Barra nos dois sentidos. A via foi completamente liberada às 22h. O trânsito ficou parado, com reflexos na Gávea e na Lagoa. A CET-Rio chegou a colocar uma reversível em operação na Avenida Niemeyer, que foi desativada em seguida. Mais cedo, houve um princípio de tumulto entre os participantes e três PMs. Enquanto os jovens se dispersavam, um grupo destruiu lixeiras pelas ruas do Leblon e danificou a portaria de um prédio administrativo da Rede Globo, na Bartolomeu Mitre.
Um grupo de estudantes universitários usou um projetor para expor imagens na fachada de um prédio na esquina da Avenida Delfime Moreira e da Rua Aristides Espínola. Sofia Maldonado, de 23 anos, estudante de cinema na UFF, disse que se reuniu com um grupo de amigas para entender os motivos dos protestos. Ela estava com o projetor nas mãos, enquanto uma amiga monitorava um laptop com as imagens sentada num canteiro.
— Não queríamos ir para as ruas sem entender, de fato, o que estava acontecendo. Estudamos o assunto bastante e agora resolvemos participar. Juntamos várias frases, imagens e estamos fazendo nosso manifesto em repúdio ao que está acontecendo — disse Sofia


MENOS UM !


Subprefeitura Zona Sul
Mais um carro de som, daqueles que compram seus eletrodoméstico usado e tiram a sua paz, circulando pelo seu bairro sem qualquer autorização, e que já foi apelidado como o novo "Carro da Pamonha", foi retirado de circulação na tarde de hoje. Ponto para a equipe da VI Região Administrativa. O Veículo trafegava pela Rua Prudente de Morais. O equipamento sonoro foi apreendido e o sossego dos moradores de Ipanema garantido

SOLAR

O ARRAIÁ DO SOLAR SERÁ DIA 20/07!
Amigos,
O “Arraiá do Solar” está chegando! Todos os alunos, pais, funcionários, voluntários e parceiros participam desse evento, tão aguardado pela Comunidade.
Nossa festa será no dia 20 de julho, de 13 às 17 horas, com tudo o que tem direito: quadrilhas, comidas típicas, brincadeiras e forró com a participação do grupo Trio Pé de Serra. Toda a renda será revertida para a manutenção do Solar.
Ainda estamos arrecadando alguns produtos e/ou recursos para os itens abaixo. Toda contribuição é muito bem-vinda!
Segue abaixo as necessidades para o Arraiá do Solar:
• Objetos novos para rifar: utensílios de casa; cama, mesa e banho; cozinha; brinquedos, mochila, bolsa, etc.
• Prendas, muitas prendas para as barraquinhas!
• Pratos típicos já prontos (doces e salgados)
• Ingredientes para o cachorro-quente (400 pães/ 25kg de salsinha/ 5kg de cebola/ 1 kg de alho/5kg de pimentão/6 kg de tomate/ 2 maços de cebolinha/ 3 latas de milho grandes/ 2 latas de ervilha grandes/ 1 bombona de katchup/ 1 bombona de mostarda/ 1 balde de 3 kg de maionese/ 2 vidros de óleo (90ml)
• Milho (4 sacos de milho)
• Canjica: 5kg de canjica / 5 garrafas de leite de coco / 15L de leite/ 1kg de coco ralado / 8kg de açúcar / 5 pacotes de canela em casca.
• Caldinho de feijão
• Caldo-verde - 6 kg de batata-inglesa; 10 molhos de couve-mineira; 5kg de bacon; 5kg de linguiça calabresa; 1/2kg de alho; 1kg de cebola
• Salsichão (200 unidades)
• Gelo (5 sacos)
• Voluntários (para montagem e desmontagem do Arraiá)
Se você puder colaborar com a festa, nos retorne o quanto antes, informando o(s) item(ns)  que gostaria de doar.
Contatos através dos telefones 2522-9524 ou 3202-6900 - Falar com Alessandra, Rosane, Julianna, Fábio ou Carlos.

Obrigada!
Equipe de Comunicação e Eventos 

Solar Meninos de Luz

HOSPITAL DE IPANEMA



Campanha mundial em hospitais públicos busca prevenir fraturas de repetição

Pior das fraturas é a de fêmur, que exige cirurgia e internação e tem elevada taxa de mortalidade

Da Agência Brasil

A Fundação Internacional de Osteoporose (IOF, a sigla em inglês) lança nesta sexta-feira (12) no Rio a campanha mundial Capture the Fracture, que será implantada até o fim deste ano nos hospitais públicos de todo o País. Em um primeiro momento, a campanha  abrangerá os hospitais públicos do estado do Rio.
O  objetivo é identificar as pessoas que já tiveram fratura por osteoporose (doença que afeta os ossos, com perda de massa óssea), explica Bernardo Stolnick, vice-presidente do Comitê de Doenças Osteometabólicas da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot) e chefe do Serviço de Ortopedia do Hospital Federal de Ipanema.
— Porque essas pessoas têm risco muito maior de ter uma segunda fratura do que aquelas, por exemplo, que têm osteoporose e nunca tiveram uma fratura antes.
Pesquisa avalia equilíbrio e força muscular em mulheres com osteoporose no início da menopausa
A unidade do Ministério da Saúde já implementou a campanha há dois anos, por meio do Programa de Prevenção a Refraturas (PrevRefrat), considerado referência no mundo entre os serviços de excelência que adotam o parâmetro. O PrevRefrat servirá de modelo para os demais hospitais brasileiros, porque adota a linha e a filosofia da campanha da IOF.
Fratura de quadril provoca mais mortes entre idosos
Será lançada também nesta sexta-feira a campanha informativa da Sbot regional Rio de Janeiro em todos os hospitais públicos do estado que tenham ambulatório de ortopedia ou emergência ortopédica. O objetivo é orientar as pessoas que já tiveram fratura por fragilidade óssea, ou seja, que decorre de uma queda simples, a ligar para o PrevRefrat para agendar consulta e tratamento. O programa do Hospital Federal de Ipanema tem, no momento, 250 pacientes em tratamento, sendo que apenas cinco tiveram refratura.
— Ou seja, temos uma taxa de refratura de 2%. Provavelmente, é a melhor taxa do mundo.
Segundo o especialista, já está comprovado o sucesso da filosofia da campanha da IOF em relação à gestão pública dos pacientes que têm osteoporose. Além de maior risco de ter as chamadas fraturas de repetição, esses pacientes apresentam mais taxas de internação e reinternação, “gerando um custo social, humano e financeiro grande para todos os países”.
A pior das fraturas é a de fêmur, que exige cirurgia e internação e tem elevada taxa de mortalidade. Stolnick informou que 50% das pessoas que tiveram esse tipo de ocorrência, “antes disso tiveram outra fratura qualquer”. Ele explicou que, se houver a intervenção em pacientes depois desse primeiro caso, consegue-se reduzir entre 50% e 60% a ocorrência de fratura de fêmur.
Stolnick disse ainda que existe o compromisso de reduzir em 20% a incidência de fratura de fêmur em todo o mundo até 2020.
— A única forma de fazer isso é intervindo em relação a esses pacientes.
O  chefe do Serviço de Ortopedia do Hospital Federal de Ipanema ajudou a elaborar o painel de boas práticas da campanha.
Dados da IOF mostram que uma fratura por osteoporose ocorre a cada três segundos no mundo, correspondendo a 25 mil casos por dia ou 9 milhões por ano. Stolnick acrescentou que uma fratura vertebral ocorre a cada 22 segundos.
— Uma em cada quatro mulheres depois dos 50 anos de idade vai ter uma fratura osteoporótica e um a cada cinco homens também.
Só que os homens não parecem se preocupar com a osteoporose. Ele alertou que, com o aumento da longevidade da população, haverá mais gente com essa deficiência óssea e tendo fraturas. No Brasil, a estimativa é que 10 milhões de pessoas tenham osteoporose hoje.
A projeção para 2050  é que haverá uma fratura de quadril na América do Sul a cada 72 segundos, com base no crescimento da população e no aumento da longevidade.
— Então, é  imperioso que você reduza esse número de fraturas. E a melhor forma, mais efetiva e mais barata é intervir em relação aos pacientes que já tiveram fratura por osteoporose. Esta é a base da campanha. 

SÓ TEM MALUCO !

Mulher é flagrada nua na Praia de Ipanema, no Rio

Cena aconteceu na manhã desta quinta-feira (11) na altura do Posto 7.
Guarda Municipal e PM afirmam que não foram acionadas para ocorrência.

Do G1 Rio

Mulher foi flagrada nua na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio (Foto: Elias Nogueira/Arquivo Pessoal)Mulher foi flagrada nua na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio (Foto: Elias Nogueira/Arquivo Pessoal)
saiba mais

Uma mulher foi flagrada nua na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por volta das 9h30 desta quinta-feira (11). Segundo o fotógrafo Elias Nogueira, que presenciou a cena, a moça deixou as roupas próximo ao calçadão da praia e mergulhou no mar.
Tanto a Guarda Municipal do Rio quanto a Polícia Militar afirmam que não foram acionadas para qualquer caso de nudez em Ipanema nesta manhã.
O fato inusitado aconteceu na altura do Posto 7. "Sempre saio com uma câmera. Quando olhei ela pelada, não acreditei. Desci na areia, fui lá e tirei as fotos. Falei que ia mandar para o jornal, e ela disse 'pode por onde quiser'. Ainda fez um chifrinho de roqueiro pra mim", brinca Nogueira. Segundo ele, a mulher estava sozinha.
Mulher fez sinal de rock para fotógrafo na Praia de Ipanema (Foto: Elias Nogueira/Arquivo Pessoal)Mulher acena para fotógrafo na Praia de Ipanema (Foto: Elias Nogueira/Arquivo Pessoal)

tópicos:

  •  

REUNIÃO COM O GOVERNADOR


: reunião com o governador


 




A reunião foi cordial , mas muito dura. Foram  quase três horas. O pessoal do governo e das empreiteiras vieram com uma montanha de projeções contando as maravilhas da obra etc. Graças a Deus nós não caímos no engodo, fomos firmes . Conseguimos o seguinte;
 - que o PSI acompanhe de imediato o monitoramento das árvores que ainda estão de pé;
- que o PSI acompanhe passo a passo a aplicação da verba de compensação ambiental que está na Licença de Instalação da obra, que é de 1 bilhão quinhentos e sessenta e oito milhões de reais! Queremos ver que parte deste dinheiro cabe a Ipanema e que ele seja aplicado no bairro. Não adianta plantar árvores em Bangú. Queremos também as árvores que foram sacrificadas sejam substituídas por mudas da mesma espécie e não por palmeirinhas.

Ficou pendente:
- a questão da mudança da localização dos acessos. Diz o governo que seria muito complicado , mas o governador mandou que a empreiteira – Odebrecht- fizesse os estudos etc. e que nós voltaríamos a nos reunir no dia 15/08 às 18hs. Para resolver o assunto.
- os tapumes transparentes- a reunião ficou tão longa que acabamos não concluindo este ponto. Um beijo,
Ignez


JUSTIÇA


Justiça condena homem que estuprou estudantes em hotel no Rio

Caso ocorreu em novembro de 2012 em um hotel de Ipanema.
Estudantes vieram de Brasília assistir ao show da Lady Gaga na cidade.

Do G1 Rio


Yuri foi preso em novembro de 2012 (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Yuri foi preso em novembro de 2012
(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A Justiça condenou João Iuri Ramos Campos, de 20 anos, a pena de 23 anos de reclusão, em regime inicial fechado, por ter roubado duas estudantes e estuprado uma delas em um hotel, em Ipanema, Zona Sul do Rio, em novembro de 2012. A decisão é do juiz da 34ª Vara Criminal da Capital, Rudi Baldi Loewenkron, nesta segunda-feira (8).

O juiz também negou ao réu o direito de recorrer em liberdade. “Os gravíssimos delitos cometidos, além dos fortes indícios do cometimento de inúmeros outros delitos patrimoniais e sexuais de características semelhantes, evidenciam que o réu é um perigoso criminoso serial, fazendo-se extremamente necessária para a preservação da ordem pública  a manutenção de sua custódia”, afirmou.
João Iuri foi preso no dia 10 de novembro de 2012 na Via Dutra após fugir da cidade com um carro roubado em Ipanema, na Zona Sul.  O criminoso confessou o estupro na delegacia. Ao ser apresentado na 13ª DP (Ipanema), o jovem, que foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), disse que era garoto de programa, chorou e se disse arrependido.
Relembre o caso
Em novembro do ano passado, duas estudantes de Brasília estavam hospedadas em um hotel, em Ipanema, para acompanhar o show da cantora Lady Gaga na cidade. As jovens voltavam de uma boate, às 4h da manhã, quando foram abordadas pelo réu, na porta do quarto do hotel. O homem, armado, espancou as estudantes, estuprou uma delas e fugiu com as malas e os pertences das vítimas.

SHOW NO MAR

Golfinhos chamam a atenção de banhistas na Praia de Ipanema

  • Animais ainda fizeram ‘show’ de saltos próximo à pedra do Arpoador

O GLOBO



Banhistas e praticantes de stand up paddle observam os golfinhos na praia do Arpoador
Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
Banhistas e praticantes de stand up paddle observam os golfinhos na praia do Arpoador Guito Moreto / Agência O Globo
RIO - Um grupo de cerca de dez golfinhos fez a alegria de banhistas nas praias de Ipanema e Arpoador, na Zona Sul do Rio, na tarde deste domingo. Por volta das 15h, os animais passaram nadando próximo à areia e chamaram a atenção de quem aproveitava o domingo de sol na orla. Praticantes de stand up paddle ainda tentaram se aproximar deles com suas pranchas.
Depois de fazer os banhistas de Ipanema sacarem seus celulares e câmeras para registrar a exibição, os golfinhos ainda passaram saltitando próximo à pedra do Arpoador, ganharam muitos aplausos e seguiram em direção à Copacabana.

PROTESTO

Protesto no Rio reúne cerca de 40 manifestantes



Agência Estado
Cerca de 40 manifestantes se reuniram nesta sexta-feira na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, na zona sul do Rio, para protestar por melhorias na saúde e no transporte e pelo combate à corrupção. O ato foi liderado por funcionários do Hospital Federal de Ipanema, na zona sul. Eles reclamam do que consideram privatização do sistema público de saúde. O governo federal criou uma empresa para administrar os hospitais federais universitários e isso, de acordo com os funcionários do estabelecimento de Ipanema, facilita o desvio de verbas e a corrupção. "Mas também queremos alertar sobre outros aspectos além da saúde. A obra do metrô está gastando uma fortuna, e poderia ser diferente", reclama o enfermeiro Mauro Cataldi, presidente da Associação dos Servidores do Hospital de Ipanema. Cerca de 20 policiais observam o ato e, até as 18h30, não houve confronto nem prisões.

CONVOCAÇÃO


O governador Sergio Cabral, finalmente, solicitou uma reunião com uma comissão do Projeto de Segurança de Ipanema cuja pauta será – mudança no método construtivo, salvar as árvores ainda existentes, parar com a compactação do terreno que as coloca em risco assim como à população, mudanças na localização dos acessos para  calçadas comerciais da Visconde de Pirajá afastadas da praça e acessos simples, sem coberturas.
A reunião está marcada para dia 8/07, segunda feira, às 11hs. No Palácio Guanabara. O acordo foi que o PSI se abstivesse de participar da manifestação sexta feira dia 05/07 que sai da Praça da Paz e vai para a casa do Cabral no Leblon, até a conclusão do consenso que possa sair desta reunião.

O grupo do PSI que está agindo mais ativamente na questão da praça – Regina Carquejo – advogada, Newton Carvalho – geólogo, Fernando Azevedo – engenheiro civil , Mario Elian – urbanista, Tony e eu entendemos que;

- a praça é o nosso objetivo principal nesta luta, e resolvemos convocar a manifestação exatamente porque a obra na praça com todas as mazelas que ela leva a reboque, não estava na pauta das reivindicações das ruas

- entendemos que estamos pagando um custo alto por aceitar o diálogo, uma vez que abrimos mão do nosso direito de cidadãos de nos manifestar. Mas, ao mesmo tempo, já que existe a possibilidade de que se chegue a algum consenso nesta reunião, não poderíamos perde-la.

Peço que divulguem esta posição do PSI para as suas listas de contatos, face, twitter,blogs etc.  É importante dizer que foi a condição exigida pelo governador para nos receber.Façam o mesmo esforço de divulgação que foi feito para divulgar a manifestação.
A manifestação com seus outros apoiadores – ASHI, Movimento 31/07 e Brasil Eficiente está mantida. Vai sair dia 05/07 ``as 17hs. Da Praça N. Sra. da Paz.

 Um abraço,

Ignez

MANIFESTAÇÃO







Como já tinha antecipado estamos organizando uma manifestação no dia 05/07. A concentração será às 17hs. Na Praça N. Sra. da Paz e vamos sair pela Maria Quitéria, pegar a Vieira Souto e acabar na esquina da Aristides Espínola ( rua do Cabral) onde nos encontramos com o grupo que está acampado.

Serão quatro grupos participando e convocando para a manifestação:

1-      O PSI que vai colocar a questão da Praça da Paz nas reivindicações. Na praça , infelizmente, temos reunidos todas as mazelas denunciadas pela população durante as manifestações de rua;
Corrupção;
Superfaturamento – vocês sabiam que a estação de metrô na Av. Paulista em S. Paulo construída pelo método subterrâneo vai custar entre R$200 e 300 milhões de reais enquanto a da N. Sra. da Paz com toda a lambança adicional vai custar R$ 1bilhão e 57 milhões de reais?
Falta de transparência;
Falta de diálogo;
Crime ambiental e patrimonial com a conivência do tribunal de Justiça d Rio de Janeiro. Vocês sabiam que mais de 90% das ações populares movidas pela população ou MP contra o governo estadual, a prefeitura ou as empreiteiras , têm decisões favoráveis aos governos? No nosso caso o veredicto foi por unanimidade. Será que nem um só desembargador achou que poderíamos ter razão?

2-      A ASHI – Associação dos Servidores do Hospital de Ipanema – este hospital que já foi uma referência na nossa cidade hoje encontra se sucateado e prestes a ser repassado para a iniciativa privada contra a opinião e avaliação de seu corpo de médicos, técnicos e servidores.
        
3-      O Movimento contra a corrupção 31/07. É um movimento que fez várias manifestações durante 2011 e 2012 contra a corrupção focando muito no mensalão. São autores de eventos como Algemas de Ouro que deram o prêmio ao maior corrupto do país em votação pela internet.  

4-      Movimento Brasil Eficiente – pedem a diminuição da carga tributária, sua reforma e a gestão mais eficiente do dinheiro resultado de nossos impostos.

5-      Estamos tentando entrar em contato com os coordenadores do União Contra a Corrupção para ver se eles também aderem à manifestação.

        A idéia é que cada movimento faça a sua convocação nas redes sociais, faça seus cartazes e faixas defendendo suas idéias e denunciando tudo que está errado.

Para nós do PSI e de Ipanema peço que:
A)     -  convoquem pela rede, face twitter , blogs, e-mails, chamando para a manifestação dia 5/07 com concentração ás 17hs. Na Praça N. Sra. da Paz.
B)      Façam cartazes de cartolina ou faixas, quem quiser fazer. Os cartazes de cartolina como são muito baratos peço que façam mais de um que é para serem distribuídos entre os manifestantes.
C)      Sugiro alguns temas para serem desenvolvidos falando da praça. É bom saber que é importantíssimo a gente botar a praça na pauta destas manifestações. Precisamos de dar apoio ao MP, que já fez uma perícia sobre o crime ambiental, cujo laudo deve sair em breve. Se o judiciário verificar que a população está disposta a ir até  fim pela praça, o MP e a nossa ação  vão  sair fortalecidos. Talvez consigamos, finalmente, ganhar alguma coisa.
SUGESTÕES PARA CARTAZES OU FAIXAS

- CASO N. SRA DA PAZ. ONDE ESTÁ O JUDICIÁRIO?
- AGORA O GOVERNO QUER DIÁLOGO? POR QUE APOPULAÇÃO NÃO FOI OUVIDA?
- POR QUE EM S. PAULO UMA ESTAÇÃO DE METRÔ CUSTA 200 MILHÕES E A N. SRA. DA PAZ UM BILHÃO E CINQUENTA MILHÕES?
- TJ-RJ CADÊ VOCÊ?
- A POPULAÇÃO QUER ACESSOS NA N. SRA. DA PAZ SIMPLES, DISCRETOS, SEM COBERTURAS HORROROSAS E NAS CALÇADAS COMERCIAIS, AFASTADAS DA PRAÇA.
- NÃO AO CORTE DE ÁRVORES CENTENÁRIAS.
- NÃO À COMPACTAÇÃO DO TERENO QUE VAI MATAR AS ÁRVORES QUE AINDA SOBRARAM NA PRAÇA DA PAZ .

Gente, apesar da surra que estamos levando ainda vale a pena lutar, não só pela praça, mas pela nossa cidade e país.
Vamos todos mandar ver nas redes , convocar o máximo possível de pessoas, comparecer, com cartazes, faixas e muita convicção. Vamos botar o bloco na rua!

Ignez



ARRAIAL DO SOLAR

Amigos,
O “Arraiá do Solar” está chegando! Todos os alunos, pais, funcionários, voluntários e parceiros participam desse grande evento, tão aguardado pela Comunidade! E a nossa festa vem com tudo o que tem direito: quadrilhas, comidas típicas, brincadeiras, forró. Toda a renda é revertida para a manutenção do Solar.
Para isso, buscamos contribuições para a nossa confraternização. Estamos arrecadando produtos e/ou recursos, além de voluntários, que são muito necessários no dia. O mês de Julho está chegando e até agora recebemos poucas colaborações. Toda contribuição é muito bem-vinda!
Seguem abaixo as necessidades para o Arraiá do Solar:
• Objetos novos para rifar: utensílios de casa; cama, mesa e banho; cozinha; brinquedos, mochila, bolsa, etc.
• Prendas, muitas prendas para as barraquinhas!
• Pratos típicos já prontos (doces e salgados)
• Ingredientes para o cachorro-quente (400 pães/ 25kg de salsinha/ 5kg de cebola/ 1 kg de alho/5kg de pimentão/6 kg de tomate/ 2 maços de cebolinha/ 3 latas de milho grandes/ 2 latas de ervilha grandes/ 1 bombona de katchup/ 1 bombona de mostarda/ 1 balde de 3 kg de maionese/ 2 vidros de óleo (90ml)
• Milho (4 sacos de milho)
• Canjica: 5kg de canjica / 5 garrafas de leite de côco / 15L de leite/ 1kg de côco ralado / 8kg de açúcar / 5 pacotes de canela em casca.
• Caldinho de feijão
• Caldo-verde: 6 kg de batata-inglesa/ 10 molhos de couve-mineira/ 5kg de bacon/ 5kg de linguiça calabresa/ 1/2kg de alho/ 1kg de cebola
• Salsichão (200 unidades)
• Gelo (5 sacos)
• Voluntários (para montagem e desmontagem do Arraiá)
Se você puder colaborar com a festa, nos retorne o quanto antes, informando o(s) item(ns) que poderia colaborar.
Contatos através dos telefones 2522-9524 ou 3202-6900 - Falar com Alessandra, Rosane, Fábio ou Carlos.

Obrigada pelo apoio!

Comunicação e Eventos
Solar Meninos de Luz
 
 
 
Nossas redes sociais
     

HISTÓRIA DE VIDA



Ex-Miss vira pedinte desdentada pelas ruas de Ipanema


Sonia Schuller ficou em segundo lugar no Miss Guanabara, em 1965


Ex-Miss vira pedinte desdentada pelas ruas de Ipanema - Reprodução


Quase todo mundo ouviu falar no caso de pedintes de rua que um dia já foram professores, médicos e outras profissões. Mas uma mulher que já  foi miss, isso é inédito.
Pois a coluna Gente Boa, do jornal O Globo, publicou a triste e decadente história de Sonia Schuller, que foi candidata à Miss Guanabara, em 1965, representando o bairro de Botafogo, e acabou em segundo lugar:
 “Ela era ensolarada, cheia de energia e tinha um sorriso lindo”, disse ao jornal o advogado Daslan Mello Lima, criador de um blog sobre misses. “Foi um frisson incrível quando essa moça apareceu no palco”, lembrou ele.
Vera Lucia Couto, hoje uma funcionária da Riotur, contou que Sonianão levando o título, mas, segundo a revista Manchete da semana seguinte, a catarinense que veio para o Rio ainda criança recebeu “uma das maiores ovações da história do Maracanãzinho”.
Quarenta e oito anos se passaram e hoje aquela linda mulher da passarela foi reduzida a uma pessoa sem dente na arcada superior e com a inferior em frangalhos. A coluna conta ainda que Sonia tem dificuldades até para comer o pastel chinês que o dono de um bar no Jardim de Alah, na zona sul carioca, que a serve diariamente e que é sua única refeição.
A ex-vicecampeã do Miss Guanabara e Sereia das Praias Cariocas de 1965 virou uma pedinte nas ruas de Ipanema, bairro onde mora:
“Sonia sofre de esquizofrenia”, informo à publicação seu irmão, Cláudio Schuller. Ele conta que “a desgraça da vida dela começou em 1986”, depois que uma moto a atropelou, perto da Praça General Osório.
 “Naquele dia, ela perdeu os dentes e a autoestima”, disse Cláudio.
O filho mais velho da ex-miss, Bruno, de 46 anos, confirmou: “Dali pra frente tudo desandou.”
Bruno, que há 19 anos mora em Curitiba, é fruto do curto relacionamento de Sonia com Sergio Petezzoni, um dos fundadores do Clube dos Cafajestes, de Copacabana.
O jornal conta que Bruno nasceu e foi criado no apartamento 404 de um prédio da Rua Barão da Torre, em Ipanema, onde vivia com a mãe e a avó, a fisioterapeuta Antonia Schuller.
E no último andar fica a famosa cobertura de Rubem Braga, com quem, diz o jornal, Sonia teve um affair:
“Era uma admiração mútua, ela vivia na casa dele”, conta Cláudio. “Eu ia lá para ler jornal, pegar uns livros”, conta a ex-Sereia.
Durante a entrevista para a coluna, Sônia, segundo a repórter que  entrevistou, alterna momentos de extrema lucidez com comentários que fazem pouco sentido e incluem ciborgues, androides e assuntos como “uma nova tecnologia que suga a energia e te deixa seca como uma ameixa”.
Sonia não fez faculdade. “Achei que esse negócio de sereia era suficiente”, diz, coçando o dedão do pé esquerdo, com unhas enormes e empretecidas. “Minha mãe também achava. Mas olhaí, virei uma sereia desdentada”, disse a ex-miss.
O cigarro, segundo Sônia, é sua perdição. É por ele que Sonia sai de casa todos os dias. Vai para as ruas pedir dinheiro para comprar pelo menos um maço.
“Peço um real e vou juntando. Quando consigo comprar um maço, volto para casa”.
Cláudio, que mora em Friburgo e vem ao Rio com frequência. É ele também quem paga o condomínio do apartamento onde a irmã mora.
A derrocada da ex-Sereia, conforme conta a publicação, começou mesmo quando ela perdeu o emprego de executiva de marketing no BarraShopping, no início dos anos 80, pouco depois da morte do pai.
“Lembro dela nesta época do shopping, linda, saindo de carro, salto agulha e tailleur”, diz o vizinho Mario Vicenzio Cardillo.
No final dos anos 90, Sônia ficou duas semanas internada no Instituto Pinel, onde foi diagnosticada a esquizofrenia. Como não tomou os remédios, voltou à estaca zero. Daí, vive de caminhar, mulambenta, pelas ruas de Ipanema. Faz colagens com papéis e revistas que recolhe nos lixos e quer publicar um livro. “Mas sem ninguém dizer como tem que ser. Livro artesanal mesmo.”
E ainda na matéria, levanta-se a hipótese de que Sonia piorou quando a mãe morreu, há dois anos. Ela estaria mais triste, ficando mais tempo fechada no apartamento, entulhado de coisas que pega na rua. No lugar ela mora com o filho mais novo, o estudante de Direito Igor, nascido um ano depois do acidente

HISTÓRIA DE VIDA


desculpem,o computador não deixou colocar as fotos na ordem certa !