quarta-feira, 1 de maio de 2013

FALTA LIMITE E RESPEITO ,E MUITA PUNIÇÃO !


Mais um triatleta é atropelado no Rio

  • Acidente ocorreu na manhã desta quarta-feira na Praça da Bandeira
  • Vítima teve ferimentos leves e foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro
  • Motorista fugiu sem prestar socorro ao ciclista

TAÍS MENDES (EMAIL·

RIO - Um dia após o dentista e triatleta Pedro Nikolay, de 31 anos, ter morrido atropelado por um ônibus na esquina da Avenida Vieira Souto com a Rua Henrique Dumont, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, outro foi atingindo e teve ferimentos leves. Desta vez, o acidente ocorreu na Praça da Bandeira, na Zona Norte. A vítima foi identificada como Alberto da Silveira Júnior, de 40 anos. De acordo com a PM, o motorista que atropelou o ciclista não teria parado para prestar socorro.
O empresário que também é triatleta não teve tempo nem de ver qual o modelo do carro que atingiu a sua bicicleta, por trás, na Praça da da Bandeira, na manhã desta quarta-feira. Segundo a profissional de Educação Física Denise Charpenel, de 44 anos, esposa do triatleta, ele seguia para Copacabana, onde participaria de uma prova de natação.
— O motorista que o atropelou não parou para prestar socorro. Por sorte, um amigo passava pelo local e o socorreu, com a ajuda de um outro motorista, que isolou a área. Do carro que atropelou o meu marido, só ficou o retrovisor, que quebrou e caiu no chão — contou Denise.
Morador do Engenho de Dentro, Alberto costuma treinar com a mulher, que também é triatleta, na Barra da Tijuca. Denise, que treinava em outro ponto da cidade quando soube do acidente com o marido, correu para o local
— Ele nunca tinha feito esse trajeto pelo Centro. Mas como hoje (quarta-feira) teria a prova de natação em Copacabana, ele resolveu ir. Ainda assustada com o episódio do rapaz em Ipanema, eu cheguei a pedir que ele não fosse hoje treinar. Mas, teimoso, resolveu ir — contou.
Com ferimentos leves, Alberto está fazendo exames e sendo avaliado pelos médicos do Hospital Souza Aguiar e deve deixar a unidade de saúde ainda nesta quarta-feira.
— Os motoristas cariocas não repeitam ciclistas — desabafou Denise.

Nenhum comentário: