ATA



Reunião PSI – Colégio Notre Dame – Ipanema – 22/04/2013


Novas informações sobre a obra de construção da estação N. S. da Paz :

 O  Governo do Estado do Rio De Janeiro, sob a alegação de tempo restrito para a conclusão da obra da linha 4 do Metrô, fez a opção de construir a estação no subsolo da praça N.S. da Paz , pelo método “ vala aberta”. Além de ser a pior escolha, o método ultrapassado e de extrema agressividade ambiental, tornará todo o futuro solo da praça infértil, injetando uma substância chamada Lama Betonítica com o objetivo de dar sustentabilidade às paredes e teto, devido à porosidade do subsolo da futura estação.  Esta lama, destrói todo o lençol freático e consequentemente inviabilizará a sobrevivência das árvores que ainda permanecem no local. A praça corre o sério risco de futuramente se tornar um espaço árido sem nenhum tipo de vegetação.
 Todo este processo trata-se de um assassinato declarado das árvores centenárias que proporcionam sombra e renovação de oxigênio da região.
Ainda existe uma tentativa de se frear este absurdo ecológico, denunciando-se este crime ambiental que está para acontecer.  Uma das empresas responsáveis pela construtora, a Odebrecht além de negligente sobre o risco,   agora reconhece que o método proposto pelo PSI é o mais indicado .
A situação do Leblon é semelhante à de Ipanema, uma vez que o tipo de solo é o mesmo e também o método de construção.

 Uma ação vai ser proposta, na próxima semana, pelo Ministério Público, contra o Governo e empreiteiras denunciando-os como responsáveis por crime ambiental.

Ata elaborada por Sylma 
  
  

ASSALTO


Homens armados invadem e roubam edifício de Ipanema, Zona Sul do Rio

Criminosos levaram pertences das vítimas.
Inquérito foi instaurado para apurar circunstâncias do crime.

Gabriel Barreira Do G1 Rio
25 comentários
Edifício assaltado em Ipanema, na Zona Sul do Rio. (Foto: Gabriel Barreira/G1)Edifício assaltado em Ipanema, na Zona Sul do Rio. (Foto: Gabriel Barreira/G1)
Um edifício de Ipanema, na Zona Sul do Rio, foi invadido por assaltantes na noite deste domingo (28). De acordo com a delegada da 14ª DP (Leblon), Ana Paula Costa, cerca de sete homens armados renderam o porteiro de um prédio na altura do número 60, na Rua Paul Redfern, e invadiram dois apartamentos.

Os criminosos levaram pertences das vítimas. Foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias do crime, testemunhas estão sendo ouvidas e os agentes analisam imagens de câmeras de segurança do local e de proximidades para identificar e localizar os ladrões.

Moradores assustados
Segundo o porteiro de um prédio vizinho, os moradores também estão assustados. Afinal, não é a primeira vez que um crime acontece na rua. O albergue “Che Lagarto”, próximo ao prédio, foi assaltado em 2010, segundo ele.

Ainda segundo testemunhas, o prédio seria o único que não tem câmeras de segurança e está com a portaria em obras.

As imagens dos equipamentos dos prédios vizinhos já foram pedidas pela polícia. A intensa movimentação de polícia e até do exército no domingo despertou a curiosidade de testemunhas. Mas a garçonete de um restaurante que trabalhou no domingo só soube do assalto nesta segunda-feira (29).29/04/2013 19h32 - Atualizado em 30/04/2013 07h31

Homens armados invadem e roubam edifício de Ipanema, Zona Sul do Rio

Criminosos levaram pertences das vítimas.
Inquérito foi instaurado para apurar circunstâncias do crime.

Gabriel Barreira Do G1 Rio
25 comentários
Edifício assaltado em Ipanema, na Zona Sul do Rio. (Foto: Gabriel Barreira/G1)Edifício assaltado em Ipanema, na Zona Sul do Rio. (Foto: Gabriel Barreira/G1)
Um edifício de Ipanema, na Zona Sul do Rio, foi invadido por assaltantes na noite deste domingo (28). De acordo com a delegada da 14ª DP (Leblon), Ana Paula Costa, cerca de sete homens armados renderam o porteiro de um prédio na altura do número 60, na Rua Paul Redfern, e invadiram dois apartamentos.

Os criminosos levaram pertences das vítimas. Foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias do crime, testemunhas estão sendo ouvidas e os agentes analisam imagens de câmeras de segurança do local e de proximidades para identificar e localizar os ladrões.

Moradores assustados
Segundo o porteiro de um prédio vizinho, os moradores também estão assustados. Afinal, não é a primeira vez que um crime acontece na rua. O albergue “Che Lagarto”, próximo ao prédio, foi assaltado em 2010, segundo ele.

Ainda segundo testemunhas, o prédio seria o único que não tem câmeras de segurança e está com a portaria em obras.

As imagens dos equipamentos dos prédios vizinhos já foram pedidas pela polícia. A intensa movimentação de polícia e até do exército no domingo despertou a curiosidade de testemunhas. Mas a garçonete de um restaurante que trabalhou no domingo só soube do assalto nesta segunda-feira (29).

MORTE EM IPANEMA


30/04/2013 10h15 - Atualizado em 30/04/2013 13h08

Ciclista morre após ser atropelado por ônibus em Ipanema, no Rio

Pedro Nikolay, de 30 anos, treinava na Vieira Souto quando foi atingido.
Ele foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea.

Cristiane Cardoso e Renata Soares Do G1 Rio
249 comentários
Ciclista Pedro Nikolay foi atropelado em Ipanema (Foto: Reprodução/Facebook)Ciclista Pedro Nikolay foi atropelado em Ipanema
(Foto: Reprodução/Facebook)
Eduardo Werneck, amigo do ciclista atropelado em Ipanema (Foto: Renata Soares/G1)Eduardo Werneck, amigo do ciclista atropelado em
Ipanema (Foto: Renata Soares/G1)
Mapa ciclista atropelado em Ipanema (Foto: Editoria de Arte/G1)
O ciclista Pedro Nikolay, de 30 anos, morreu por volta de 10h10 desta terça-feira (30), após ser atropelado na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, esquina com a Rua Henrique Dumont, na Zona Sul do Rio de Janeiro, por um ônibus da linha 433 (Vila Isabel x Leblon). Nikolay, que era dentista, participava de um treinamento que reunia cerca de 20 atletas, por volta das 5h50, quando foi atingido pelo coletivo.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Pedro Nikolay morreu em decorrência politraumatismo. Ainda de acordo com a secretaria, o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em torno de 11h.
Até as 12h45, o motorista do ônibus não tinha sido localizado pela polícia.
Sinal vermelho
De acordo o amigo da vítima Eduardo Werneck, o motorista do ônibus teria avançado o sinal vermelho.
"Um amigo nosso que estava com ele disse que foi um ônibus da linha 433 que desrespeitou essa faixa de ciclistas, avançou um sinal vermelho e atropelou esse nosso amigo Pedro Nikolay, que infelizmente veio a falecer", disse Werneck, pedindo que o caso não fique impune.
Ainda segundo Eduardo, pessoas que estavam no local disseram que a ambulância demorou 30 minutos para chegar. O atleta morava com a mãe e com a avó em Copacabana. Pedro era dentista e tinha um consultório no mesmo bairro de sua residência, na Zona Sul do Rio.
Insegurança
Segundo a amiga Teresa Fuiza, os ciclistas sofrem muito com a insegurança nas ruas da cidade.
“Nós não temos segurança nenhuma. Ele sempre ia e voltava do treino de carro. Nós sofremos com a falta de segurança e com o abuso de motoristas de vans, carros e ônibus”, disse a amiga de mais de 2 anos do ciclista, que acrescentou ainda que ele estava testando um a bicicleta nova. “Ele amava o que ele fazia e era uma pessoa super do bem, sempre alegre e de bem com a vida. Espero que essa situação não fique impune”, afirmou.
Bombeiros do Quartel de Copacabana informaram que foram acionados, no início da manhã, para uma ocorrência de atropelamento na Avenida Vieira Souto, altura do Posto 10, em Ipanema. Segundo os bombeiros, ele foi levado para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea.
A Transportes Vila Isabel S.A., que administra a linha 433 informou, em torno de 10h50, que a empresa não recebeu nenhuma notificação da polícia, hospital, familiares ou Corpo de Bombeiros e está aguardando mais dados para tomar as providências cabíveis e identificar o motorista.
Segundo a psicóloga da empresa, Ládia Rodrigues, a Transportes Vila Isabel S.A. está apurando quais eram os motoristas que circulavam na região em torno deste horário.
Produtora de TV atropelada no Leblon
A morte de Nikolay foi a segunda de ciclistas na Zona Sul neste mês. No dia 1º, Gisela Matta, produtora do programa "Amor e sexo", da TV Globo,  morreu  depois de ter sido atropelada enquanto andava de bicicleta, no domingo, entre as esquinas das Ruas General San Martin e Bartolomeu Mitre, no Leblon, Zona Sul do Rio.
A jornalista foi atendida no mesmo dia no Hospital Miguel Couto, onde passou a noite sob procedimentos médicos, mas morreu.

 

MAIS UMA QUE SE FOI ! JARDIM DE ALAH






O Edney Silvestre tirou esta foto, e  o Anselmo publicou hoje. Acho que ela vai exatamente na direção de nossa denúncia a respeito do risco que as árvores da praça N. Sra. da Paz correm de morrerem todas. Esta árvore é no Jardim de Alá  e comprova, mais uma vez, a total  falta de compromisso do governo e do Consórcio Rio- Barra, liderado pela Odebrecht, com  a preservação do  meio ambiente e do patrimônio da cidade. No Jardim de Alá, ao que me consta, infelizmente não há transparência e a sociedade vive tateando no escuro – vide os tapumes cegos, um acinte – não vai ter escavação. A vala aberta  é na Ataulfo de Paiva entre Borges de Medeiros e Afrânio de Mello Franco que é onde vai ser a estação. No Jardim de Alá são os canteiros de obra. Ora, o local é imenso e tem vários vãos livres.É um absurdo cortarem árvores daquela monta para instalar canteiros, que são instalações provisórias necessárias durante a obra. Além do mais, não se justifica o corte de árvores porque os canteiros podem ser feitos em torno das árvores. Este tipo de instalação é comum mundo afora e no Brasil. Na Praça N. Sra. da Paz  tinha um restaurante que foi do Zé Hugo Celidônio, projeto do saudoso Claudio Bernardes, cujo salão foi feito deixando uma bonita árvore no seu centro. Por que não fazer o mesmo tipo de coisa com os canteiros de obra? Qualquer arquiteto minimamente qualificado pode resolver o problema , se a preservação for uma prioridade. A não ser que as árvores em questão já estivessem morrendo pelo impacto da obra – lama etc.
  

SENTENÇA DE MORTE



A sentença de morte de uma praça, por Ignez Barretto e Newton Carvalho

Ignez Barretto e Newton Carvalho, moradores de Ipanema
A Construtora Norberto Odebrecht (CNO), empresa líder do Consórcio Rio Barra, o Governo do Estado do Rio de Janeiro e o INEA já sabiam que a aplicação do método vala aberta ou invertida na construção da estação do metrô na praça N. Sra. da Paz, em Ipanema, seria a sentença de morte deste importante patrimônio ambiental, histórico e social, e também que o método subterrâneo é perfeitamente viável e factível no subsolo do local.
A empresa do grupo inglês (CH2M Hill \ Halcrow) apresentou um projeto ruim tanto pela total despreocupação com o meio ambiente, a sustentabilidade do bairro, assim como pelo aspecto social da praça que com os acessos mal localizados matarão também a sua função de praça, essencial para a comunidade.
Essa empresa não teve o menor cuidado em ouvir a população, respeitar o tombamento da praça, preservar o patrimônio histórico, cultural, ambiental e a sustentabilidade do bairro, entre outros pontos.
O lançamento intensivo de lama bentonítica no subsolo, exigido pela vala aberta, termina deixando o terreno remanescente como uma espécie de “massa cimentada”.
O resultado é que mesmo as árvores que não serão cortadas e todas de dentro e do entorno da praça, nas ruas Barão da Torre, Maria Quitéria, Visconde de Pirajá e Joana Angélica, poderão acabar mortas.

Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

É bom lembrar que na Rua Barão da Torre, mais ou menos um ano após o final das obras da estação de metrô General Ozório, estranhamente todas as árvores da rua morreram.
Segundo a CNO, a adoção agora do método subterrâneo “arco celular” pode implicar no atraso de 12 meses para a entrega da Estação Nossa Senhora da Paz. Ora, a população vem há quase um ano propondo a mudança no método. Por que não foi ouvida?
E nós sabemos que ainda há tempo para alternativas, sem alterar muito os custos e a infraestrutura montada para a operação do TBM.
A estação de metrô "Venezia", em Milão, com acabamentos, escadas rolantes, bilheteria e tudo mais. custou 56 milhões de euros, ou seja, R$ 145.600 milhões, preço bem diferente do que está afixado nas placas da obra na N. Sra. da Paz!
A falta de transparência, o desprezo pelo diálogo e pela opinião da população, a incompetência e o sentimento de impunidade estão assinando a sentença de morte da praça e mais grave ainda, a da cidadania, que no caso tem sido exercida exemplarmente.


EMAIL RECEBIDO


 
Prezados vizinhos,
gostaria de dividir nossas frustrações com relação à destruição da Praça N. Sra. da Paz, como também, a não retirada dos ônibus na R. Teresa Aragão e Largo Banda de Ipanema.
Os processos tramitam no Ministério Público.
Este MP exarou vários mandatos de multas e interdição porém, resultou em nada!!! O capitalismo selvagem em curso...
JGuia

PERIGO !

Quero informar , que estamos com focos de Dengue em Ipanema, na rua Anibal de Mendonça n* 66 e 72. Como as pessoas são muito descansadas tomei providências, ligando para 1746 que nos atendeu, mas precisamos de Fumacê e não conseguimos que passasse todos os dias, bem como visitas mais frequentes dos Agentes de Saude nas ruas do Bairro. Se alguem tiver boa influência junto à Prefeitura, ou alguma idéia melhor, entre em contato comigo aqui mesmo. Obrigada.

 

EMAIL RECEBIDO





 

 
 
O Governo do Rio de Janeiro cometou algumas irregularidades e atos ditatoriais sobre o assunto metrô na Praça N. Sra. da Paz, em Ipanema:

- Fez uma pesquisa em silêncio, escondido da população, sobre qual seria o melhor local para a nova estação de metrô.
- Informou e impôs à população que a estação seria na Praça, com a destruição de dúzias de árvores.
- Quando promoveu um encontro público (obrigado pela Lei) para debater o assunto com a população, apenas os representantes do Governo tiveram tempo de sobra para falar, obrigando os representantes da população (e inclusive o advogado desta) a ter poucos minutos para falar rapidamente.
- DESRESPEITOU DECISÃO JUDICIAL (que determinou a não destruição de árvore alguma antes de uma perícia no local), cortando e destruindo diversas árvores, e agindo, desta forma, CONTRA A LEI.
- A estação poderia ter sido construída utilizando o método unicamente subterrâneo, com o equipamento apelidado de "Tatuzão", que escava o subsolo sem estragar um centímetro sequer da superfície. Estranhamente, o mesmo "Tatuzão" será usado em outras partes da obra.
- O Governo alega que a estação construída esburacando a Praça é mais barata e mais fácil. Porém, este mesmo Governo pediu (e obteve) milhões de reais à Presidência da República destinadas às obras dos estádios e infra-estrutura para a Copa do Mundo e Olimpíadas, mas não quis pedir dinheiro para construir uma estação que poupasse a Praça da destruição.
- A estação poderia ter sido construída no quarteirão seguinte (apenas 200 metros depois), no subsolo da rua, conforme sugeriram RENOMADOS ENGENHEIROS. Mas o Governo RJ, ditatorialmente, preferiu fazer do jeito dele. Curiosamente, no bairro vizinho, o Leblon, uma estação está sendo construída no subsolo da rua!
- O Governo sabe, desde o ano 2009, que as Olimpíadas 2016 serão no Rio, mas DEMOROU TRÊS ANOS para iniciar as obras do metrô. Agora, alega prazo apertado para executar as obras e diz que abrir uma cratera na Praça será mais rápido.
- Continua pensando que não é obrigado a conceder satisfações à população, enquanto que a população paga seus impostos, e é com o dinheiro dos seus impostos que o salário do Sr. Governandor e de seus Secretários são pagos. Logo, o Governo tem, sim, a obrigação de conceder explicações ao povo que ele governa.
- O Governo RJ está com pressa de organizar uma Olimpíada para o mundo todo ver e esquece da preservação ambiental.

Para completar, pessoas favoráveis à ação do Governo RJ radicalizaram ao difamar os moradores de Ipanema, dizendo que todos os defensores da Praça são preconceituosos com os moradores dos bairros da Zona Norte e da Baixada Fluminense, e que por isto não queriam uma estação de metrô que facilitasse a vinda destes. Na verdade, OS DEFENSORES DA PRAÇA SÃO A FAVOR DO METRÔ. Apenas queriam que a estação fosse construída de outra forma. Sabemos que existe preconceito por parte de alguns moradores da Zona Sul para com os moradores dos bairros acima mencionados, mas os defensores da Praça são a favor do metrô.
 
Hélio B.
 

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ


Amigos,

Estou estarrecida e muito triste com a notícia que recebi hoje.
A obra da ODEBRECHT,para a construção das estações do metrô de Ipanema de Leblon,pelo método vala aberta ou invertida,vai usar LAMA BETONÍTICA,que nada mais é do que VENENO PARA MATAR TODAS AS ÁRVORES ,EU DISSE TODAS,O QUE TRANSFORMARÁ EM UM IMENSO DESERTO AS PRAÇAS NOSSA SENHORA DA PAZ E ANTERO DE QUENTAL.
Será que essa contaminação se dará apenas no solo????? Será que não vai atingir o lençol freático??  Será que essa contaminação ficará apenas onde serão feitas as estações ou vai se espalhar pelos dois bairros ????
Mais informações com detalhes serão dadas AGUARDEM !                   

YOGA EM IPANEMA



Casal é flagrado em pose inusitada de yoga na Praia de Ipanema, no Rio

Céu nublado não afastou cariocas da orla neste domingo.
De acordo com o Inmet, o tempo deve permanecer 'fechado' nesta segunda.

Do G1 Rio

Casal em pose inusitada durante prática de yoga na Praia de Ipanema (Foto: Felipe Cunha/Arquivo Pessoal)Casal em pose inusitada durante prática de yoga na Praia de Ipanema (Foto: Felipe Cunha/Arquivo Pessoal)
O tempo nublado não afastou os cariocas da orla do Rio neste domingo (21). Muitos aproveitaram a temperatura amena para praticar esportes e curtir a paisagem. Outros arriscaram até um mergulho.
Esse casal (foto acima) foi flagrado em uma pose inusitada quando praticava yoga na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio, neste domingo.
Neste domingo (21), a temperatura máxima foi de 27,8ºC no bairro da Saúde, na Zona Portuária do Rio, enquanto a mínima de 17,5ºC foi registrada no Alto da Boa Vista, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).
Previsão para segunda
O tempo deve ficar nublado com períodos de céu claro e chuviscos isolados nesta segunda-feira (22), véspera do feriado de São Jorge, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, segundo a previsão do Inmet. A temperatura na capital deve variar entre 18ºC e 28ºC.
Rio amanhece nublado nesta quarta (6) (Foto: Marcos Teixeixa Estrella/ TV Globo)Tempo deve continuar nublado nesta segunda, véspera de feriado (Foto: Marcos Estrella/ TV Globo)

ESSA É A RUA PRUDENTE DE MORAIS ! CADÊ A POLÍCIA ???


Homem é esfaqueado durante assalto em Ipanema, no Rio

Criminoso foi preso por policiais do 23º BPM (Leblon).
Vítima foi medicada e passa bem, segundo a PM.

Do G1 Rio

Um homem de 29 anos foi esfaqueado durante um assalto, na Rua Prudente de Morais, na altura da Praça General Osório, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, na noite desta sexta-feira (19). As informações foram confirmadas pelo 23º BPM (Leblon).
De acordo com a polícia, a vítima foi atingida no braço e levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. Ele foi medicado e encaminhado à delegacia para prestar depoimento. Os pertences do homem foram recuperados e o criminoso preso.
O caso foi registrado na 14ª DP (Leblon).

JARDIM DE ALAH




JARDIM DE ALAH PRONTA PARA RECEBER OS ÔNIBUS,PASSANDO POR CIMA DA CICLOVIA NA ALTURA DE RUA REDENTOR,PARA DEPOIS ENTRAR NA HENRIQUE DUMOND

REUNIÃO




            A próxima reunião do Projeto de Segurança de Ipanema será, SEGUNDA FEIRA,  dia 22/04 às 18hs. no Colégio Notre Dame .

           
PAUTA

Novas informações a respeito da obra na praça N. Sra. da Paz

Ação do MP contra o Governo e as empreiteiras acusando as de crime ambiental.

Reunião com o prefeito

ACESSE O NOSSO BLOG – WWW.PSIPANEMA.BLOGSPOT.COM

PROJETODEIPANEMA@gmail.COM.

ENTRE NO FACEBOOK  E INDIQUE NOVOS AMIGOS -  PSI IPANEMA

Twitter: @psi_seguipanema

HTTP//WWW.flickr.com/photos/psi ipanema

DEDIC – 14ª. DP – 23322866/ 23322880

DISQUE DENÚNCIA – 22531177


JARDIM DE ALAH


Trecho do Jardim de Alah será interditado sábado para obras do metrô

  • Bloqueio é necessário para a construção de acesso à ponte metálica que está sendo montada no local



Obras do metrô em Ipanema e Leblon provocam interdição de pista do Jardim de Alah neste sábado
Foto: Divulgação / Divulgação
Obras do metrô em Ipanema e Leblon provocam interdição de pista do Jardim de Alah neste sábado Divulgação / Divulgação
RIO - Para finalizar a construção da ponte provisória sobre o Jardim de Alah, como parte das obras da Linha 4 do Metrô (Ipanema – Barra da Tijuca), a pista interna do canal, na Avenida Borges de Medeiros, entre a Rua Professor Antônio Maria Teixeira e a Lagoa, será fechada ao tráfego neste sábado. O bloqueio é necessário para a construção de uma rampa de acesso à ponte metálica que está sendo montada no local.
Os veículos que saem da Rua Humberto de Campos, do estacionamento do Shopping Leblon e dos prédios da Rua Professor Antônio Maria Teixeira deverão seguir pela pista lateral do Jardim de Alah, em direção à praia. Já para chegar à Lagoa, os motoristas deverão seguir até a Avenida Ataulfo de Paiva e contornar o Jardim de Alah pelo lado de Ipanema (Avenida Epitácio Pessoa).
A interdição será mantida até terça-feira. Segundo a concessionária responsável pelas obras da Linha 4, os desvios do tráfego foram definidos em conjunto com a CET-Rio. Agentes de trânsito serão deslocados para o local para orientar os motoristas.
A ponte provisória sobre o canal do Jardim de Alah está sendo construída para viabilizar a escavação da Estação Jardim de Alah. Isso porque, nas próximas semanas, será necessário fechar temporariamente um trecho da Avenida Borges de Medeiros em frente à Avenida Ataulfo de Paiva. Com isso, a nova ponte fará a ligação entre Leblon e Ipanema, em substituição à travessia existente na Ataulfo.
As intervenções no trânsito do Leblon para as obras da Linha 4 do Metrô foram iniciadas em novembro de 2012, com o fechamento de dois trechos da Ataulfo de Paiva, entre a Rua General Venâncio Flores e a Avenida Bartolomeu Mitre e entre as avenidas Afrânio de Melo Franco e Borges de Medeiros. A previsão é que todos os trechos interditados sejam liberados em meados de 2014.

ÔNIBUS COM 12 MULTAS E TOTALMENTE IMPUNE ! BRASILLLLLLLLLLLLL


O ÔNIBUS TINHA 12 MULTAS

Rio -  O ônibus da linha 435 (Grajaú/Gávea) que bateu em um carro, uma banca de jornais e invadiu uma lanchonete na Rua Visconde de Pirajá, em Ipanema, na manhã desta quarta-feira, já havia recebido 12 multas, apenas entre outubro do ano passado e este mês. A metade delas por trafegar em alta velocidade.
A última infração do veículo por alta velocidade foi registrada no último dia 9, na Rua Prudente de Moraes, também em Ipanema. Cinco das multas são por trafegar fora da faixa destinada para os ônibus e uma delas por estacionar em local proibido. 
Na colisão, o ônibus deslocou uma banca de jornais | Foto: Severino Silva / Agência O Dia
Na colisão, o ônibus deslocou uma banca de jornais | Foto: Severino Silva / Agência O Dia
O coletivo subiu a calçada e invadiu uma lanchonete da rede Bob´s, na esquina das ruas Visconde de Pirajá e Garcia D´Ávila, por volta das 7h. Antes, o coletivo se envolveu em um acidente com um veículo de passeio.
O estabelecimento estava fechado no momento batida. Um relógio localizado na calçada foi derrubado, uma banca deslocada e um edificio ao lado da lanchonete atingido.
A Rua Visconde de Pirajá ficou interditada no trecho do acidente durante cerca de três horas | Foto: Severino Silva / Agência O Dia
A Rua Visconde de Pirajá ficou interditada no trecho do acidente durante cerca de três horas | Foto: Severino Silva / Agência O Dia
Bombeiros do quartel de Copacabana foram acionados para a ocorrência. Quatro pessoas ficaram feridas levemente e foram atendidas e liberadas no local. De acordo com os militares, as vítimas são o motorista do ônibus, um passageiro e duas pessoas que estavam na banca de jornal.
A Defesa Civil Municipal foi acionada, pois o ônibus atingiu a marquise e só pode ser retirado com a autorização do órgão.
O tráfego chegou a ser interditado no trecho da Rua Visconde de Pirajá, entre as ruas Garcia D'Ávila e Maria Quitéria durante cerca de três horas.
Ônibus invadiu lanchonete em Ipanema | Foto: Leitora @michellelellis
Ônibus invadiu lanchonete em Ipanema | Foto: Leitora @michellelellis
A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) informou em nota que o coletivo envolvido no acidente estava em dia com as vistorias, tanto do próprio órgão, quanto do Detran. 

ATA DA REUNIÃO




      O  Governo Estadual do Rio de Janeiro, não conseguiu até agora, extinguir a Ação Cautelar, conforme seu objetivo.

      Um dos argumentos alegados no agravo apresentado, foi de que o Governo está impedindo a ação da perícia, com a continuidade da obra e consequentemente a derrubada de árvores centenárias impedindo o equilíbrio ecológico. O “replante” anunciado pelos representantes, se resume apenas sobre as palmeiras que estão sendo levadas para um horto, para depois serem recolocadas, segundo divulgação pelos meios de comunicação.
      Está sendo solicitado pela nossa Advogada, o encaminhamento da Ação para Brasília, onde será alegado todo o desrespeito à justiça, aos cidadãos pagantes de impostos, a prepotência nas informações, a devastação inescrupulosa de área verde do bairro, por parte do Governo Estadual.  Será solicitada a participação  da população na reconstituição da futura praça, com sugestões para o plantio de mudas significantes e adequadas ao local. Assim como nos  acabamentos, desde os locais das saídas, tipo de piso, que deverá ser como o original, sem colocações de cimento e pedras portuguesas, ou material semelhante, como todas as praças que se transformaram em saídas do Metrô.

      O total de recursos arrecadados pelo PSI nos quase quatro meses de trabalho, foi até agora R$ 13.823,71, já descontadas as custas iniciais do processo judicial da Ação. Este valor está depositado numa conta/poupança (HSBC – Ag. 0310 C/P 018177-0) para ser utilizado nas próximas despesas, decorrente do encaminhamento de todo o processo para Brasília.

     
      No dia 22/03/13 foi realizada audiência pública sobre a ocupação das praias da Zona Sul. Houve presença maciça  dos donos das barracas que vendem bebidas, com a finalidade de se chegar a algum acordo com a Prefeitura para explorar toda a orla.
      Foi apresentado pelo movimento “Salve São Conrado”, em forma de DVD, uma pesquisa sobre as condições da praia de São Conrado, muito importante e ilustrativa, mostrando a verdadeira situação do local.
      Não houve a presença da mídia na audiência, mas será apresentado um documento constando todos os assuntos abordados.
      Existe um morador de Ipanema que está tentando uma reunião com o Prefeito Eduardo Paes para uma conversa sobre o assunto: Praias do Rio. 

MAIS FOTOS


FOTOS DE EDUARDO S.

ACIDENTE EM IPANEMA










FOTOS DE  MÁRCIO GONÇALVES E MINHAS

ACIDENTE EM IPANEMA


7/04/2013 07h09 - Atualizado em 17/04/2013 07h16

Ônibus invade calçada em Ipanema, na Zona Sul do Rio

Coletivo bateu em veículo de passeio. 
Acidente ocorreu na esquina da Rua Visconde de Pirajá.

Do G1 Rio
Comente agora
Um ônibus bateu em um carro e subiu a calçada na esquina das ruas Visconde de Pirajá e Garcia d'Ávila, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, na manhã desta quarta-feira (17), segundo o Centro de Operações Rio. Bombeiros foram para o local, mas, até as 7h05, não havia informações sobre feridos.



JEITINHO CARIOCA


Marca de moda praia criada por franceses homenageia “jeitinho carioca”


Nova marca de moda praia carioca “Casa Mosquito”, criada por franceses moradores do Rio, Nadine Gonzalez e Benjamin Cano, com toda a produção desenvolvida nas comunidades cariocas, vai apresentar sua nova coleção nesta quinta (18), às 14h, no Hotel Casa Mosquito, em Ipanema.
Os modelos, todos das comunidades e da agência 40 graus, estarão como esculturas, espalhados pelo local com vista para as praias do Rio.
A coleção consegue captar e idolatrar o jeitinho carioca como ninguém. Inspirada no verão carioca que nunca acaba, a ideia é transpirar uma cumplicidade intensa com o corpo, continuar a contagiar em qualquer lugar do mundo a alma sedutora do Rio, que revela sua beleza.

NOTÍCIAS




Agora, os gays preferem curtir a praia no Coqueirão
16/04/2013:
 
"A Farme saiu de moda". A frase é de um advogado ao se referir ao trecho da Praia de Ipanema, próximo da animada rua Farme de Amoedo, tradicional reduto gay. O jovem de 23 anos dispara: "Na Farme, agora só tem garoto de programa e turista estrangeiro. O resto migrou para o Posto 9 e mais para Aníbal de Mendonça".


Pois é. Há muito tempo a famosa Farme de Amoedo já não reina mais absoluta na cotação do público gay no Rio de Janeiro. A explicação é simples: fugir da confusão deste ponto, que ficou muito popular com o passar dos anos, principalmente no verão.
 
"No carnaval fica pior. Os garotos de programa oferecem sexo na cara de pau. Fora que a gente quer ter mais tranquilidade. Hoje, os homens mais bonitos estão nos Postos 9 e 10. Então vamos para lá", brinca um estudante que tomava sol com um grupo de amigos em Ipanema, na altura da Maria Quitéria. 


As fronteiras da presença gay em Ipanema se ampliam a cada verão. Hoje eles são maioria na Farme e já dividem espaço em outros trechos da praia, inclusive no Coqueirão, quintal da "juventude bronzeada carioca". Conhecido como o local de "maior concentração de gente bonita por metro quadrado da cidade", o Coqueirão - entre as ruas Joana Angélica e Maria Quitéria - está, digamos, mais cor de rosa.


"Acho que daqui a dois anos, o cinturão rosa vai chegar ao Coqueirão. Não tem jeito, Ipanema é gay. Precisam urgentemente trocar o nome da música Garota de Ipanema por Garoto de Ipanema", se diverte o estudante Marcelo Vasconcelos enquanto curte o sol no Coqueirão.
 
Escrito por Ramiro Costa
  

MUDANÇAS NO TRÂNSITO



Subprefeitura anuncia mudanças no trânsito de Ipanema, Zona Sul do Rio

Motoristas vão poder seguir para Copacabana pela Rua Joaquim Nabuco.
Novos sinais de trânsito e sinalização serão implantados.

Do G1 Rio

Motoristas vão poder acessar pista sentido Copacabana da Av. Vieira Souto diretamente pela Rua Joaquim Nabuco (Foto: Divulgação / Subprefeitura da Zona Sul)Motoristas vão poder acessar pista sentido Copacabana da Av. Vieira Souto diretamente pela Rua Joaquim Nabuco (Foto: Divulgação / Subprefeitura da Zona Sul)
Motoristas que utilizam a Rua Joaquim Nabuco, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, terão um novo acesso em direção à Copacabana. A subprefeitura da região anunciou que vai realizar obras para liberar um acesso direto à pista sentido Centro da Avenida Vieira Souto.
Até as próximas semanas, prazo para que a mudança entre em vigor, os motoristas vão continuar tendo que acessar a pista sentido Leblon e um retorno para o outro sentido da via. A readequação viária será feita com apoio do Consórcio Linha 4 Sul, responsável pelas obras do trecho da Linha 4 do metrô, que vai ligar o bairro de Ipanema à Gávea.
Outra novidade é que cinco novos sinais de trânsito serão instalados, além de novas faixas de pedestres e sinalização para a segurança dos pedestres. Segundo o subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos, a ideia é melhorar o trânsito e levar mais segurança aos pedestres.
Acesse o Radar G1 e saiba como está o trânsito no Rio de Janeiro agora, com câmeras nas principais vias e indicações de onde o fluxo de carros está lento, intenso ou livre. Tenha o Radar G1 também no seu celular. O aplicativo é gratuito e pode ser baixado na App Store e no Google Play.

MISTÉRIO



Dois braços na Praia de Ipanema

Rio -  Dois braços, amarrados na altura dos pulsos, foram encontrados, na noite desta segunda-feira na Praia de Ipanema, em frente Ceasar Park, na Zona Sul do Rio.
Os braços, que segundo policiais são de um homem, estavam no mar e foram colocados na areia por um gari.

CADEIA NELE



Equipamentos de TV vendidos irregularmente são apreendidos em Ipanema

Rio -  Policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO-IE) encontraram, na manhã desta quarta-feira, equipamentos desviados, exclusivos e de propriedade da Net-Rio que eram vendidos irregularmente em uma loja em Ipanema, na Zona Sul.
O dono do estabelecimento pode ser indiciado por receptação. No local, subsolo de uma galeria na Rua Visconde de Pirajá, os agentes apreenderam equipamentos da empresa, como controles, vários metros de cabos sem nota fiscal . O dono da loja alegou ter comprado o material no Mercado Popular da Uruguaiana. Ele foi conduzido à Draco, onde presta esclarecimentos.
A Draco recebeu a denúncia recentemente, depois que um técnico da NET-Rio foi à loja e, fazendo-se passar por um cliente, comprou um desses equipamentos (com emissão de Nota Fiscal), constando inclusive o logotipo da empresa.
A Draco demonstrou interesse nessa investigação, pois os equipamentos negociados ilicitamente são similares aos necessários para a instalação das Centrais de Gatonet, que habitualmente são exploradas pelos grupos milicianos por causa da alta rentabilidade dessas atividades clandestinas.

FALTA FISCALIZAÇÃO !


Placa impede visualização de sinal de trânsito no Arpoador

  • Leitor questiona localização do equipamento na Rua Francisco Otaviano
  • CET-Rio vai retirar a sinalização nesta quarta-feira

LEONARDO GORGES, COM O LEITOR GERADO GUIMARÃES JÚNIOR (


Ciclistas não conseguem ver os sinais luminosos na Francisco Otaviano, em frente à Rua Raul Pompeia -
Foto: Fotos do leitor Gerardo Guimarães Júnior / Eu-Repórter
Ciclistas não conseguem ver os sinais luminosos na Francisco Otaviano, em frente à Rua Raul Pompeia - Fotos do leitor Gerardo Guimarães Júnior / Eu-Repórter
RIO - Motoristas e ciclistas que circulam pela Rua Francisco Otaviano precisam ter atenção especial ao passar pelo trecho em frente à Rua Raul Pompeia, no Arpoador. No local, uma placa mal posicionada - que alerta os usuários para terem cuidado no local - está encobrindo o sinal de trânsito, no lado direito da via, tapando a visão de quem transita pela faixa da direita, como mostra o leitor Gerardo Guimarães Júnior.
— Basta ficar observando alguns minutos para ver diversos incidentes por ali. Muitos ciclistas sequer sabem que existe um sinal de trânsito. Os pedestres correm perigo ao tentar atravessar na faixa, porque ninguém para as bicicletas — relata Júnior.
De acordo com o leitor, a árvore que fica ao lado da placa também bloqueia a visão do sinal. Ele afirma que a CET-Rio deveria ter pensado em outra alternativa na hora de instalar o equipamento, já que a planta estava no local anteriormente.
A CET-Rio, por sua vez, nega que a árvore atrapalhe a visão dos motoristas. De acordo com a companhia, uma equipe visitou o local na tarde desta terça-feira e constatou que apenas a placa de trânsito bloqueia a visão do sinal. A instalação do equipamento ocorreu por um equívoco do funcionário responsável, diz o órgão. A retirada da placa está programada para ocorrer nesta quarta-feira pela manhã.