quinta-feira, 21 de março de 2013

ATA



Reunião PSI – Colégio Notre Dame – Ipanema – 18/03/13

. Ação Cautelar no TJ-RJ: andamento, estratégias e perspectivas;

      O desenrolar da ação  continua no mesmo impasse. O Tribunal de Justiça não aceitou os embargos que objetivavam a interrupção das obras.
      Foi dada entrada na 2ª Ação Cautelar, estamos aguardando o pronunciamento do Juiz, que já nomeou outro perito que poderá ter valor diferente.
      Houve encaminhamento de um recurso alegando a derrubada de árvores, desrespeitando a 1ª liminar.
      O atual objetivo está sendo voltado para a possibilidade de que a citada Ação seja encaminhada para Brasília para ser julgada.
      Também foi feito um pedido de redução do valor da perícia designada na primeira Ação, porém, ainda não se obteve nenhuma posição a respeito.

      Um voluntário do PSI, depois de fazer contato com integrantes da equipe das obras do Metrô na Praça N. S. da Paz, através  do “stand” montado no local, foi procurado por um dos   engenheiros, se propondo a ouvir nossa opinião e responder às nossas perguntas. Este engenheiro foi então convidado a participar da reunião do PSI ( 18/03) para prestar esclarecimentos aos participantes do movimento. Como não pode comparecer, o convite foi estendido para a próxima reunião, dia 08/04.

      Quanto ao total de recursos financeiros:
- coletamos nas ações de rua o total de R$ 17.536,00, gastamos R$3800,00 com  xerox, cópias, reconhecimento de firma, transporte, custas judiciais etc. R$ 3800,00 de modo que temos disponível R$ 13735, que será usado para ajudar o pagamento da perícia e continuar financiando o prosseguimento desta ação..
. Como o valor apresentado pela perícia, é totalmente discutível- R$ 158.000,00 - já foi entrado um pedido de redução e parcelamento do mesmo. Estamos aguardando uma posição do judiciário para se decidir como será a próxima coleta de recurso para esta finalidade.


Audiência Pública sobre a ocupação das praias da Zona Sul :


      Dia 22/03, será realizada uma Audiência Pública na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, sobre a balneabilidade das praias cariocas. Foi uma iniciativa proposta pela deputada Aspásia Camargo, com a participação e apoio do Projeto de Segurança de Ipanema,do Pólo Gastronômico de Ipanema,do Quadrilátero do Charme de Ipanema, moradores, presidentes das Associações de bairros da orla, representantes da Associação Comercial, Associação dos Comerciantes da Praia – Ascolpra -  e interessados. Serão apresentados projetos com a finalidade de diminuir a ocupação irregular e contaminação das areias das praias, assim como a poluição visual e estética que está “tomando conta” da nossa beleza natural.

Ata elaborada por Sylma

Nenhum comentário: