sábado, 14 de abril de 2012

DESCASO



Brasil

.0Rio de Janeiro

Governo do Rio obtém licença prévia para obra do metrô
Associações de moradores e políticos da oposição criticam as mudanças no projeto original e afirmam que o subterrâneo se tornará perigoso

Governo do Rio consegue licença prévia ambiental para as obras de expansão do metrô no Trajeto Sul da Linha 4 (Wilson Dias/ABr)
O governo do Rio conseguiu a licença do Conselho Estadual de Controle Ambiental (Ceca) para tocar as obras do trecho Ipanema-Gávea da Linha 4 do metrô. Com esse aval, poderão começar as escavações das quatro novas estações na Zona Sul, nos bairros de Ipanema, Leblon e Gávea. Todas serão escavadas ao mesmo tempo por causa do equipamento que será usado. O Shield, conhecido como “Tatuzão”, vai servir para perfurar o subterrâneo da região. As obras da Linha 4 estão no centro de uma discussão que divide associação de moradores e Ministério Público de um lado contra o governo do outro.

A crítica principal do grupo 'O metrô Linha 4 que o Rio Precisa', composto por 23 associações de moradores e pessoas contrárias a forma como o metrô está sendo ampliado na cidade, é a mudança no projeto original. Com as transformações, a Linha 4 torna-se uma extensão da Linha 1. Se no planejamento inicial a ideia era ligar a Barra da Tijuca a Botafogo; agora prolongará o trecho já existente, saindo de Ipanema até a Barra. O Ministério Público Estadual chegou a pedir que a licença não fosse concedida.

Em entrevista ao site de VEJA no mês de março, a vereadora tucana Andrea Gouveia Vieira saiu em defesa do cumprimento do projeto original. “Para ir da Barra ao Centro, o passageiro terá de passar por 12 estações. No planejamento anterior, eram seis. Agora haverá uma linha única e o metrô chegará lotado nos bairros do Leblon e de Ipanema”, disse. Andreia argumentou ainda a insegurança que pode gerar o novo traçado do metrô. “Os trens vão se cruzar na mesma linha. O risco de acidente aumenta de maneira imensa, e os sistemas de funcionamento- de freio e de direcionamento do metrô- são distintos.”

Com o sinal verde da Ceca, que concedeu a licença prévia ambiental, as obras começarão no primeiro semestre deste ano. O objetivo do governo é que, com a ampliação do metrô, mais de 300 pessoas utilizem o transporte por dia e retire das ruas cerca de 2 mil veículos por na hora de pico. As obras da Linha 4 vão interditar temporariamente menos de 500 metros de vias públicas dentro dos 5,7 km de obras na Zona Sul.

Nenhum comentário: