quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

AGRADECIMENTO - COMLURB NOTA 1000

IPANEMA AGRADECE ! A COMLURB FOI NOTA 1000 EM RELAÇÃO À COLETA DE LIXO DEIXADA PELOS "FOLIÕES" QUE INVADIRAM IPANEMA DURANTE A PASSAGEM DOS BLOCOS !

OBRIGADA
Em cinco dias de desfile, 278 toneladas de lixo são retiradas do Sambódromo

Jornal do Brasil

No quesito limpeza este ano o Carnaval obteve nota dez em atenção com o meio ambiente. Por toda a cidade aconteceram exemplos dos famosos 3R, reciclar, reaproveitar e reduzir. As cooperativas de catadores se empenharam em RECICLAR as latinhas de alumínio; os foliões trataram de REAPROVEITAR suas garrafinhas (squeezes) para levar bebida gelada para os blocos e até aquele folião que brincou preso no meio da massa se viu obrigado a REDUZIR seu consumo sem perder o rebolado. Até as indústrias de bebidas ajudaram REPENSANDO suas embalagens trocando a antigas garrafas de vidro por novas latas de alumínio.

Terminado o carnaval o Cordão da Bola Preta se firmou como o bloco que gerou mais lixo, 23 toneladas, seguido do Cordão do Boitatá com 9 toneladas , Banda de Ipanema vem em seguida com 7 toneladas. Orquestra Voadora, Afroreggae, Sargento Pimenta, Simpatia Quase Amor e Empolga as Nove produziram cada um entre 3 e 4 toneladas de lixo de carnaval. No Pré-Carnaval o Bloco da Preta foi o que mais gerou lixo com 12 toneladas.

Ipanema e Leblon são os bairros que tiveram maior geração de lixo de carnaval com 76 toneladas até terça-feira gorda, seguido da Avenida Rio Branco, Cinelândia e Lapa com 60 toneladas. Copacabana alcançou 59 toneladas. Botafogo, Laranjeiras, Catete, Gloria somados chegaram a 36 toneladas. Todos estes bairros são responsáveis por metade do lixo gerado em blocos no carnaval de rua da cidade do Rio de Janeiro.

Uma equipe de 200 garis já limpou todo o Sambódromo deixando tudo pronto para a apuração das notas dos jurados. Em todos os desfiles da Marques de Sapucaí foram coletados 278 toneladas no Sambódromo, terreirão do Samba e logradouros em torno e também 31 toneladas de latas de alumínio foram coletadas dentro da passarela do Samba para serem recicladas. Nos desfiles da Intendente Magalhães na Zona Norte o total chegou a 22 toneladas.

Comparando com o ano passado houve uma redução de 24 % na geração de lixo de todos os eventos de carnaval de sexta a terça-feira fechando com 642 toneladas contra os 849 de 2011.

Lembrando que o Carnaval ainda não acabou a COMLURB agradece a colaboração do folião para manter a cidade limpa e pede que continue participando nos blocos e desfile do próximo fim de semana

3 comentários:

Anônimo disse...

qual o custo x benefício disso? parece sem sentindo.

Anônimo disse...

a quem essa reportagem pensa que engana? a partir de certo volume de lixo com redução ou sem redução o ambiente fica insuportável da mesma maneira.

Anônimo disse...

a quem essa reportagem pensa que engana? A partir de certo volume de lixo com redução ou sem redução o ambiente se torna insalubre da mesma maneira principalmente porque o lixo não foi recolhido de todos os lugares todos os dias e tivemos que conviver com essa sujeira até o final do carnaval