terça-feira, 29 de novembro de 2011

MAIS UM !!!

Di Ferrero inaugura bar no Rio

Vocalista do NX Zero investe na noite carioca e vai se mudar para a cidade


POR FLÁVIA MUNIZ

Rio - O músico Di Ferrero, 26 anos, agora é empresário. Ele resolveu investir no lazer carioca e passará a dividir os vocais da banda NX Zero com seu novo empreendimento: o Barzin, que inaugura amanhã, em Ipanema, junto com os sócios Tulio Dek, Cacá Bueno e Bruno de Luca. “O Rio é a nossa ‘menina dos olhos’. Criamos um conceito bem legal e tentamos ao máximo colocar nossa cara nesse bar”, define Di.

Para abrir a casa em grande estilo, Tiago Abravanel, sucesso no teatro com o musical ‘Vale Tudo’, cantará Tim Maia. “É um lugar eclético, que ficará aberto praticamente dia e noite. Lá você pode almoçar, ir à praia e depois voltar para curtir uma roda da samba. Também tem o lounge com DJ e música ambiente. E, se preferir, pode aproveitar a noite na laje”, adianta o cantor. Segundo Di, o cardápio é bem variado: “Além de drinks exóticos, terá petiscos de boteco, refeição em serviço volante de panelinhas, chope e cerveja bem gelados. Sempre!”, garante.

Animado, ele acredita que vai saber como lidar com a agenda do grupo, seus trabalhos paralelos e o negócio: “Temos uma estrutura e uma equipe muito talentosa. São pessoas que já viveram e correram atrás dos objetivos. Quanto a isso, não tenho com o que me preocupar”.

E as novidades não param por aí. O músico, que mora em São Paulo, está de mudança para a Cidade Maravilhosa. Quer ficar de olho no novo investimento e mais pertinho da namorada, a atriz Mariana Rios.

.

ACIDENTE EM IPANEMA

Carro capota na Praia de Ipanema

Acidente aconteceu na pista sentido Copacabana da Avenida Vieira Souto.
Bombeiros foram acionados; ainda não há informações sobre feridos.


Do G1 RJ

Comente agoraUm carro capotou na manhã desta terça-feira (29) na Avenida Vieira Souto, na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio. Segundo a CET-Rio, o acidente foi na pista sentido Copacabana, na altura do nº 600. Bombeiros foram acionados, mas ainda não há informações sobre feridos.

De acordo com o Centro de Operações Rio, por causa do acidente, o trânsito é intenso na via, principalmente na altura da Avenida Rainha Elizabeth. Agentes da CET-Rio orientam motoristas.

domingo, 27 de novembro de 2011

FETIVAL DE PRESÉPIOS - JARDIM DE ALAH

Conta Social: 'Festival de Presépios envolve portadores de deficiência


POR LEILA SOUZA LIMA

Rio - O ‘Festival de Presépios’, proposta da DezMais Promoções e Eventos com apoio da Arquidiocese e dos governos estadual e municipal, este ano envolve portadores de deficiência na produção das obras — presépios em tamanho natural, sob diferentes concepções artísticas. As instalações serão expostas nas ruas do Rio e em arena no Jardim de Alah, Ipanema, Zona Sul, a partir do dia 3.

Com apoio de oficinas de cerâmica, artesanato e reciclagem, 40 alunos deficientes visuais da Reabilitação do Instituto Benjamin Constant construíram uma obra de grandes proporções. Eles contaram com a ajuda de voluntários, instrutores, equipes do IBC, engenheiros, arquitetos, cenógrafos, escultores e ceramistas.

O presépio ‘Luz Guia’ do IBC concorre ao prêmio ‘Presépio Mais bonito’, promovido pelo Festival de Presépios. A votação é popular, com urna exposta no Jardim de Alah, até 25 de dezembro.

A obra produzida pelos portadores de deficiência visual é feita com cerâmica, argamassa, telas e metais reciclados (cobre, alumínio e ferro), corda de violão, caixa de leite, lata de refrigerante, gesso e corantes. Informações: www.ibc.gov.br.

.

sábado, 26 de novembro de 2011

A MULHER DE BRANCO

Mulher de Branco ganha documentário que tenta desvendar os mistérios da andarilha


POR KAMILLE VIOLA

Rio - Mesmo antes que Anamaria de Carvalho, conhecida como A Mulher de Branco de Ipanema, se sente à mesa do bar, o produtor de cinema Álvaro Saad Peixoto pede uma sobremesa para ela: brownie de chocolate com “sorvete e bastante calda”. O diretor Chico Canindé chega em seguida com ela e se apressa em pedir o prato, até saber que ele já estava a caminho. Ele e Álvaro já conhecem os hábitos e gostos de Ana — que incluem fumar vários cigarros por dia e tomar Fanta uva — graças à convivência por dois anos e meio com ela, tempo que levou para a dupla realizar o documentário ‘Anamaria — A Mulher de Branco de Ipanema’.

De tanto ser vista andando pelo bairro, Anamaria se tornou um símbolo dele. “Eu a conheço de vista há muito tempo. Em 1994, estava no calçadão quando ela apareceu, toda de branco, olhou para mim e me deu uma flor. Fiquei abalado”, lembra Chico. “Em 2009, resolvi fazer o filme. Sabia que ela ficava em frente ao Rex (bar na rua Vinicius de Moraes), liguei para lá e pedi para falar com ela, me apresentei como jornalista e ela começou falando inglês”, conta.

Filha do radialista Luiz de Carvalho, Anamaria foi casada com o cantor Marcos Valle de 1965 a 1969, época em que viveu fora do País, foi cantora (‘Samba de Verão’, grande sucesso de Marcos, tem vocais dela, que também cantou com Sérgio Mendes) e trabalhou como modelo.

Depois, Anamaria voltou para o Rio e tornou-se uma andarilha, chamando a atenção pelo visual exótico. Os motivos que a levaram a viver em um mundo paralelo seguem sendo um mistério. “Há quem diga que ela ficou assim pelo uso de drogas, ou por dor de amor. Não quis entrar nesse mérito porque perderia o encanto”, diz Chico. Aos 64 anos, ela vive em um apartamento no bairro, onde tem uma acompanhante, e tinge os fios no Werner.

Atualmente se vestindo de azul, ela brinca com sua atração pela cor branca. “Tenho uma amiga que diz: ‘O único dia em que você está comum é no Réveillon, porque todo mundo está de branco’”, diz Anamaria, justificando por que não anda frequentando a praia. “São ordens celestiais. Eu só obedeço. Tenho postura suíça: não sou contra nem a favor”, diz, emendando com uma gargalhada.

‘Ela adotou uma maneira de viver poética’, diz Lobão

Produzido de forma independente, o documentário ‘Anamaria — A Mulher de Branco de Ipanema’ vem sendo apresentado em sessões especiais. No filme, o diretor entrevista pessoas que convivem ou conviveram com Anamaria, como o cantor Lobão e a atriz Guilhermina Guinle.

O filme traz na trilha três faixas gravadas por Anamaria em Buenos Aires, em 1974: ‘Rebuliço’, ‘Suco de Tomate Frio’ e ‘Movimento do Ar’, além da música-tema ‘Mulher de Branco’, de Pedro Lenz, gravada por Nana Carneiro.

No filme, Lobão tenta definir a trajetória de Anamaria: “Ela é uma pessoa que adotou uma maneira de viver poética”. A preferência pela cor branca também é justificada pela protagonista do documentário. “É por ser uma cor com uma energia boa e que fotografa bem”, comenta Anamaria, que aparece dançando, livre, leve e solta, na Praia de Ipanema.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

terça-feira, 22 de novembro de 2011

ATA 21/ 11/ 11

PROJETO DE SEGURANÇA DE IPANEMA

MOVIMENTO APOLÍTICO, FORMADO POR VOLUNTARIOS MORADORES DO BAIRRO,
COM O PROPÓSITO DE CONTRIBUIR PARA O AUMENTO DA SATISFAÇÃO SOCIAL.

ATA DA REUNIÃO REALIZADA EM 21 NOV 2011

LOCAL: COLEGIO NOTRE DAME- RUA BARÃO DA TORRE—1800 HORAS
PRESENTES: DEZ VOLUNTARIOS, NENHUM REPRESENTANTE DO PODER PÚBLICO.
COORDENADOR: ROGERIO ESTEVES
ASSUNTOS TRATADOS:

• U.O.P EM IPANEMA: será implantada em nosso bairro a partir de 7 de dezembro.
É muito importante a participação de todos para que a ação não caia naquele marasmo que já conhecemos, as irregularidades se sucedendo e nenhuma ação
repressiva. Para que tenhamos uma fiscalização efetiva as voluntarias Roselene e Grace irão percorrer o bairro, anotar e fotografar as irregularidades observadas.
È importante que todos cooperem.
• Ação no M.P. –praça Nsra da Paz- é muito importante que continuemos as ações contra a estação na Praça NSRA da Paz e contra a construçaõ do trajeto linear Barra, Leblon,Gávea, Ipanema, Centro. A par de outras manifestações, julgamos que o mais efetivo seja a ação do MP. Assim, estamos agendando com o Promotor Saturnino uma reunião onde questionaremos o inicio da obra, como divulagado pelo metrô, sem a licença ambiental.
• Ação no M.P. sôbre o carnaval: sem resposta da Promotora. Agendaremos nova reunião.
• Comunidade Cantagalo: hoje assume o novo Comandante da UPP Cantagalo.O PSI será representado quando agendaremos reunião para tratar dos temas barulho dos bailes, lixo, pedras nos edifícios.

ACESSE NOSSO BLOG: WWW.PSIPANEMA.BLOGSPOT.COM
NOSSO E MAIL: projetodeipanema@gmail.com
FACE BOOK: PSI IPANEMA
DEDIC- 14ª DP 23222886 / 23322880
DISQUE DENÚNCIA; 22531177
PRÓXIMA REUNIÃO: DIA 5 DE DEZEMBRO DE 2011 ÀS 1800 HORAS
COLEGIO NOTRE DAME-PARTICIPE...
ATA REDIGIDA POR: ROGERIO ESTEVES

DECRETO Nº23.161 DE 21 DE JULHO DE 2003 - TOMBAMENTO DA PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ













CANTAGALO/PAVÃO PAVÃOZINHO



Apesar dos esforços ,os moradores não colaboram com a limpeza,e jogam seu lixo pela encosta !









segunda-feira, 21 de novembro de 2011

DINHEIRO JOGADO NO LIXO !



Acabaram de trocar a grade da General Osório e já vão tirá-la,ao passo que a grade da Nossa Senhora da Paz está caindo aos pedaços e não existe a mínima manutenção !

Vai ficar igual ,futuramente vai virar passagem também !

domingo, 20 de novembro de 2011

MANIFESTAÇÃO




Manifestantes fazem ato contra a corrupção e impunidade no Rio

Jornal do Brasil




Manifestantes fizeram, na tarde deste domingo, em Copacabana, um ato contra a corrupção e a impunidade. O objetivo foi mobilizar a população para a aprovação definitiva da Ficha Limpa estadual antes do recesso parlamentar.
O ato foi organizado pelo Movimento 31 de Julho e teve o apoio das entidades Rio de Paz, Meu Rio, Contas Abertas e Projeto Segurança de Ipanema.
A Proposta de Emenda Constitucional número 5 (PEC-5), uma iniciativa suprapartidária que cria a Ficha Limpa no Rio, foi aprovada nesta quarta-feira, dia 16, pela Alerj, mas precisa ir a segunda votação antes do recesso, que começa em 15 de dezembro. Também é preciso aprovar o Projeto de Lei 902, que normatizará a Ficha Limpa no estado.Manifestantes fazem ato contra a corrupção em Copacabana
A agenda do movimento nacional anticorrupção inclui a aplicação imediata e integral da Lei da Ficha Limpa federal, cujo julgamento está em curso no STF, o voto aberto no Congresso Nacional, o limite à imunidade parlamentar e o aumento das penas e agilização dos processos de corrupção na justiça, bem como a redução da nomeação política de cargos em comissão na administração pública.

BAIRROS .COM

Enviado por Bairros.com -

Filme e debate nesta segunda-feira no Oi Futuro Ipanema


O filme “Fragmentos de conversações com Jean-Luc Godard” (Morceaux de conversations avec Jean-Luc Godard, 2007) será exibido nesta segunda-feira, dia 21, no Oi Futuro Ipanema, às 17h. Em seguida, haverá um debate com o diretor Alain Fleischer.

sábado, 19 de novembro de 2011

METRÔ

Obras da Linha 4 do metrô vão interditar praças e ruas

Trajeto definitivo da Barra até Ipanema vai passar por Leblon, Gávea e São Conrado


POR PÂMELA OLIVEIRA

Rio - Já não é mais mistério o caminho da Linha 4 do metrô, que vai ligar a Estação General Osório, em Ipanema, à Barra da Tijuca. O trecho terá seis estações passando por Leblon, Gávea e São Conrado, deixando para trás a ideia de uma estação no Jardim Botânico. No início do ano que vem começam as interdições de praças e ruas.


O cronograma será divulgado em 15 dias. As praças Antero de Quental, no Leblon; Nossa Senhora da Paz, em Ipanema; e o Jardim de Alah, na fronteira entre os dois bairros serão fechadas para o público para a construção das escavações. A PUC-Rio também ficará sem o seu estacionamento durante as obras de escavação da Estação da Gávea, que começam no início do ano que vem.

“Optamos pelo trajeto por diversas razões. Uma delas é que carregaremos muito mais passageiros levando o metrô para Barra via orla da Zona Sul do que pelo Jardim Botânico”, explicou ontem o secretário de estado da Casa Civil, Régis Fichtner. O traçado escolhido atenderá a 300 mil pessoas por dia, contra 140 mil da outra opção.


A Linha 4, deve ser concluída em dezembro de 2015, mas só estará funcionando plenamente no início do ano seguinte. As estações serão: Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Praça Antero de Quental, Jardim de Alah e Praça Nossa Senhora da Paz, que fará conexão com a Linha 1 na Praça General Osório.

Baldeação

A atual estação de Ipanema está sendo ampliada e terá dois níveis de plataformas de embarque e desembarque. Ela vai virar uma estação de transferência: quem sair da Pavuna em direção à Barra só terá que fazer a baldeação lá. Hoje a Pavuna tem ligação direta até Botafogo.

Equipamento escava quatro vezes mais rápido e sem barulho

Equipamento importado da Alemanha, mais conhecido como ‘tatuzão’, será usado pela primeira vez em uma obra no estado. Com cerca de 2 mil toneladas e 80 metros de comprimento por 11,46 metros de altura — o equivalente a um prédio de 3 andares —, o ‘tatuzão’ escavará os túneis subterrâneos na Zona Sul, ao invés de abrir valas ao longo das principais ruas daquela região.

.
Obra deve ficar pronta no fim de 2015, diz governo Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia
O aparelho permitirá que os túneis da Zona Sul sejam abertos a cerca de 12 metros abaixo do solo sem causar qualquer impacto, trepidação ou barulho, garante o governo do estado. A técnica também permitirá número menor de interdições de trânsito.

O ‘tatuzão’, que vai operar praticamente 24 horas por dia, dará mais agilidade ao trabalho: escava de 15 a 18 metros de túnel por dia, velocidade mais de quatro vezes maior que a do método tradicional, feito com detonações.

Enquanto a máquina abre espaço, ela própria instala placas de concreto que formam anéis para impedir que o túnel ceda ao peso do solo. Trinta e cinco pessoas, incluindo operadores e engenheiros, trabalham dentro da máquina.

Integração com uma só passagem

Trezentas mil pessoas serão transportadas por dia na Linha 4, que vai tirar das ruas cerca de 2 mil carros por hora no período do rush, segundo o estado. “Teremos sistema de metrô totalmente integrado. O passageiro vai poder ir do Jardim Oceânico ao Centro sem baldeação. O passageiro da Barra poderá ir à Pavuna, Tijuca, Centro, pagando uma passagem, que hoje custa R$ 3,10”, explicou o secretário Régis Fichtner.

Segundo ele, a Linha 4 não aumentará a superlotação, pois 17 composições serão compradas para o novo trajeto. O intervalo entre as viagens será de 2 a 3 minutos. Hoje, é de até 6. “A superlotação só será resolvida a partir de janeiro de 2013 quando terá chegado a maior parte dos trens”, disse.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

HOMENAGEM




Dia 19, sábado, às 17:00h, Pça N.S. da Paz vamos homenagear as irmãs Canetti, Cecília, Marina e Manuela, todas nascidas em nosso bairro, pela conquista da medalha de bronze, no watter polo, no pan-americano de Guadalajara.Estaremos com toda a família Canetti na Praça para mostrar nosso orgulho e admiração!



COPACABANA

Neste domingo Copacabana será palco de ato contra corrupção e impunidade

Jornal do Brasil


Para reiterar a agenda anticorrupção no país e mobilizar a sociedade do Rio de Janeiro pela aprovação definitiva da Ficha Limpa estadual antes do recesso parlamentar, será realizada neste domingo, 20 de novembro, uma manifestação em Copacabana. O ato acontecerá às 15h, no Posto 4, Avenida Atlântica, em frente à Rua Constante Ramos.

A organização fica a cargo do Movimento 31 de Julho e tem o apoio das entidades Rio de Paz, Meu Rio, Contas Abertas e Projeto Segurança de Ipanema. Ele contará também com a participação de moradores do Complexo de Manguinhos, onde foi realizada a marcha na terça-feira passada, dia 15.

A Proposta de Emenda Constitucional número 5 (PEC-5), uma iniciativa suprapartidária que cria a Ficha Limpa no Rio, foi aprovada nesta quarta-feira, dia 16, pela Alerj, mas precisa ir a segunda votação antes do recesso, que começa em 15 de dezembro. Também é preciso aprovar o Projeto de Lei 902, que normatizará a Ficha Limpa no estado.

A agenda do movimento nacional anticorrupção inclui a aplicação imediata e integral da Lei da Ficha Limpa federal, cujo julgamento está em curso no STF, o voto aberto no Congresso Nacional, o limite à imunidade parlamentar e o aumento das penas e agilização dos processos de corrupção na justiça, bem como a redução da nomeação política de cargos em comissão na administração pública.

Além da participação de representantes de movimentos anticorrupção e pela valorização da cidadania, o ato deste domingo terá apresentações de hip hop e de um movimento coreográfico, criados especialmente para a manifestação. Esta será a sexta manifestação anticorrupção que tem participação e apoio do Movimento 31 de Julho. As anteriores foram as caminhadas no Leblon e Ipanema (em 31/7 e 28/8), o ato na Cinelândia (20/9), a passeata em Copacabana (12/10) e a marcha na Comunidade Mandela 1 – Complexo de Manguinhos (15/11).O Brasil é um país rico, a sétima economia do mundo, mas é o 84º. país em Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

terça-feira, 15 de novembro de 2011

ELEVADOR DESLIGADO

Elevador desligado em Ipanema

Moradores querem que o equipamento, que liga o asfalto ao Ciep João Goulart, no Morro do Cantagalo, volte a funcionar
Simone Avellar



Há tempos abandonado, o elevador da Rua Alberto de Campos, em Ipanema, que liga o asfalto ao Ciep João Goulart, no Morro do Cantagalo, na Zona Sul da cidade, foi reformado recentemente. Mas moradores reclamam para que o equipamento volte a funcionar.

- Eles dizem que só falta a RioLuz vir aqui religar o elevador, mas essa promessa dura meses e nada acontece. Enquanto isso, é preciso subir as escadas ou usar o outro elevador panorâmico longe do Ciep - disse o morador Jeferson Jorge Damasceno.


.

DESENROLANDO A SERPENTINA



sábado, 12 de novembro de 2011

OBRAS


Rio de Janeiro: Obra na ciclovia de Ipanema fecha trecho da Rua teixeira de Melo até dezembro

Fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro


A Rua Teixeira de Melo, em Ipanema, ficará parcialmente interditada até 9 de dezembro, das 7h às 17h, para realização de obra em ciclovia. O fechamento será no trecho entre a Avenida Vieira Souto e a Rua Prudente de Moraes, na faixa à esquerda do sentido do tráfego.


ATA DO DIA 7 /11/2011

Ata da Reunião de 7 de novembro de 2011

Local e Horário : Colégio Notre Dame às 18:00 h

Participantes : 20

EVENTO PRAÇA NSraPAZ

A Coordenadora Ignez Barreto deu início aos trabalhos, fazendo um breve relato sobre a manifestação de 22/10, da ampla cobertura da imprensa, do número de participantes-503 (quinhentas e três) assinaturas em lista de presença, improvisada, a pedido dos próprios ,superando expectativa dos organizadores, em todos os sentidos.


Os presentes, entretanto, indignados, como a imprensa vem tratando aquele evento, desde então, quiseram ser informados que tipos de ações o PSI tem tomado; como vem lidando com todo esse mal-estar , problema que inexistiria se o debate se desse de forma edificante e justa.Foi levado ao conhecimento dos presentes bem como, neste ato, através deste canal de comunicação para as mais de 600 (seiscentas) pessoas constantes de nossa lista de endereçamento que nos acompanham, via facebook/ blog/ twitter : Enviamos cartas e e-mails para VejaRio , repudiando veementemente a matéria grosseira, leviana, intitulada “A Turma do Atraso” – edição no.44 bem como a Nota imprópria, desrespeitosa e ofensiva divulgada no Segundo Caderno de OGLOBO.Os manifestantes pró-Praça e contra a estação não merecem esse tipo de tratamento.Afinal, nosso evento foi pacífico e jamais atacamos ninguém quando procurados pela mídia para demonstrar nossos motivos.Temos enfatizado que a concorrência tem sido desleal porquanto os meios de comunicação são formadores de opinião e mentem quando informam para a população em geral de que não queremos o metrô.Somos obrigados a repetir continuamente que este já existe há quase dois anos – inaugurado que foi em dez/2009, com a presença do ex-Presidente Lula e que jamais fizemos qualquer movimento de objeção.Também rebatemos todos os argumentos utilizados pela parte contrária.

Até o momento não recebemos retorno de nossos e-mails.

Tivemos a presença,em nossa reunião, do Sr.Antonio Fernando, engenheiro que , segundo nos informou, presta serviços de consultoria para parlamentares da Alerj/Câmara de Vereadores.Apresentou dados técnicos e emitiu opinião que o PSI deve ter acesso a questões mais técnicas para melhor embasamento.A Coordenadora Sra.Ignez Barreto retrucou que nossa argumentação já seguiu para o Ministério Publico e que se o referido senhor tivesse interesse em agregar valor à nossa questão , no debate e defesa de nossos pontos que enviasse, por e-mail – todos esses dados técnicos de seu conhecimento e que extrapolam aos nossos.A Coordenadora lembrou que é muito saudável para a democracia que o poder publico perceba – através desses movimentos que a população tem voz e precisa ser ouvida.Foi ressaltado que o Projeto inicial custa quatro vezes menos.Que se a Linha 4 for mera continuação da Linha 1 – ninguém será atendido.

Pela explanação do Sr.Antonio ficou entendido que houve erros na Estação General Osório e que agora querem corrigí-los , com a construção da estação N.Sra.da Paz.

Informamos que o Promotor Carlos Saturnino aceitou a nossa representação e está iniciando as tratativas de um inquérito civil público , dando direito aos moradores de se manifestarem.Aguardando providências.

Segundo informação do Sr.Benjamim Rangel, muito discretamente os trabalhos já foram iniciados, com a colocação de manilhas na Praça, inclusive.

BAILES NO CANTAGALO e ASSISTENCIA JURIDICA

Monica, da Entrelaces entrou em contato com o SEBRAE visando agendar reunião com os organizadores dos bailes e novo Comandante da UPP para o encontro de solução satisfatória tanto para os interessados – organizadores/frequentadores dos bailes quanto reclamantes – parte prejudicada pelos danos causados pelo barulho excessivo.

Foi igualmente informado que está funcionando há 15 dias, gratuitamente, para a Comunidade Cantagalo, serviço de atendimento jurídico, em duas salas, quinzenalmente aos sábados, das 9:00h às 15:00h.O serviço é prestado por advogadas e duas estagiárias.Esta é uma iniciativa conjunta de Entrelaces, PSI/Projeto de Segurança de Ipanema e UPP Cantagalo.

MP CARNAVAL

Informado que se encontra dentro dos trâmites, dos prazos.

Acompanhando liminar.Riotur e AmBev foram citados.

Assuntos Gerais

Comentado que helicópteros têm circulado excessivamente, inclusive de madrugada, apesar da proibição de vôos após o pôr-do-sol.

Esclarecimento sobre construção de deque com mirante , obra a cargo da RioOrla, no Posto 9 : Será no local onde atualmente se encontra o emissário submarino da Farme.

A próxima reunião está agendada para 21 de novembro , próximo.

Ata por Grace Fabor

15 DE NOVEMBRO

Assunto: ATO ANTICORRUPÇÃO COPA 15 NOV V2


ATO CONTRA A CORRUPÇÃO NO DIA 15 DE NOVEMBRO, ÀS 15 HORAS, EM COPACABANA

Será realizado nesta terça-feira, 15 de novembro, Dia da Proclamação da República, manifestação contra a corrupção e a impunidade em Copacabana, Rio de Janeiro. O ato, organizado pelo Movimento 31 de Julho, está programado para as 15 horas, Posto 4, na Avenida Atlântica, em frente à Rua Constante Ramos.

A manifestação será pela aplicação imediata e integral da Lei da Ficha Limpa, cujo julgamento está em curso no STF, pelo voto aberto no Congresso Nacional, pelo limite à imunidade parlamentar e pelo aumento das penas e agilização dos processos de corrupção na justiça.

O ato contará com a presença de representantes de movimentos anticorrupção e pela valorização da cidadania e terá apresentações de hip hop e de uma coreografia, que foram criadas especialmente para a manifestação.

Caso chova, a manifestação será transferida automaticamente para domingo, 20 de novembro, no mesmo local e horário.

O Movimento 31 de Julho apóia as demais manifestações anticorrupção programadas na cidade no dia 15 de novembro, como os atos em Manguinhos às 10h e na Cinelândia, às 15h.

Outras informações:

Marcelo Medeiros:

21-8165-4444

movimento31dejulho@gmail.com

www.movimento31dejulho.blogspot.com

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

SOLAR LITERÁRIO

Enviado por Bairros.com -


Pavão-Pavãozinho e Cantagalo participam do Solar Literário

Em parceria com a Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEILIJ), a instituição filantrópica Solar Meninos de Luz promove encontros dos alunos com autores e ilustradores duas vezes por mês. Nesta quinta-feira,dia 10, a partir das 15h, o pedagogo, arte-educador, psicodramatista, radialista e diretor da ZZ Produções, Zé Zuca, visita o Solar. Durante o encontro ele vai ensinar algumas dinâmicas com base no livro “Vou contar um segredo – uma história cheia de medo”. A obra fala sobre a vida de Lara e o relato dos medos que os adultos ao redor dela sentem. A menina faz a sua listinha e vai jogando fora cada medo, contando como reagem sua mãe, dinda, avó e bisavó às diversas circunstâncias.

A Biblioteca Meninos de Luz fica na Rua Saint Roman 146 – Copacabana. Tel.: (21) 2522-9524.A entrada é franca.

VIAGEM AO PASSADO







Enviado por Bairros.com - 10.11.2011 7h00m.


Viagem de volta ao passado




Restaurantes e lojas da região estão apostando suas fichas na decoração com elementos retrô. Ao entrar, o cliente se depara com um pedacinho do passado aqui e ali. Para os fregueses, as peças são uma atração à parte. No Frontera, em Ipanema, uma lambreta da década de 50 se mistura com relógios de parede de épocas variadas, mapas e peças de aviões, entre outras raridades que compõem o ambiente do estabelecimento. Sócio do restaurante e frequentador assíduo de feirinhas de antiguidades, Raimundo Costa levou a paixão de infância para o local.

— Faço questão que as peças sejam originais. Para alinhar a decoração com o nome do restaurante, escolho objetos que remetem à ideia de transpor fronteiras. Escolho peças de meios de transportes, como aviões e navios antigos. Também busco referências a viagens, como tíquetes de hotéis, malas e mapas — diz Costa.



Se a ideia é mergulhar no passado, então a hamburgueria Zack’s foi fundo na proposta. Para fazer o cliente entrar no clima retrô, TVs — de época, é claro — passam continuamente clipes e seriados dos anos 60 e 70 como “Perdidos no espaço” e “Jeannie é um gênio”.

— Quando eu era criança, só almoçava vendo esses seriados. E eu meus sócios vivemos essa época e trouxemos um pouco do saudosismo para a casa, inspirada nas hamburguerias americanas — conta Sílvia Carvalho.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

terça-feira, 8 de novembro de 2011

MIRANTE NA PRAIA




Praia de Ipanema ganha mirante em dezembro

Localizada no Posto 9, estrutura será ecologicamente correta e cercada por vegetação


por Ernesto Neves 08 de Novembro de 2011

Projeção do mirante, que será feito em cima de uma estrutura desativada da CEDAE

A praia de Ipanema vai chegar ao próximo verão com uma novidade. É o que promete e prefeitura, que pretende inaugurar até o final de dezembro um mirante. Feito com madeira plástica, material ecologicamente correto e reciclável, será um ponto de observação para as ilhas Cagarras. O espaço vai ter 72 metros quadrados e será construído no Posto 9, em frente à Rua Vinícius de Moraes, com um custo de R$ 60 000. O dinheiro faz parte de uma parceria da prefeitura com a iniciativa privada, que terá entre outras marcas, a participação da Grendene.

Outra novidade será o plantio de vegetação nativa, mesmo modelo já aplicado em dunas daquela praia. Serão introduzidas 700 mudas da espécie ipoméia, bastante comum nas areias do Rio até os anos 50. A nova atração terá ainda uma ducha movida a energia solar, que retira a água do lençol freático localizado a 9 metros de profundidade.

No início dos anos 70, uma outra estrutura montada ali virou ponto de encontro de artistas e intelectuais. Utilizado para as obras de construção do emissário submarino de esgoto, o píer de Ipanema tornou-se um hit no verão de 1972. Na busca de maior liberdade em meio à ditadura militar, a região tornou-se ponto de encontro da contracultura e teve como frequentadores Gal Costa, Lulu Santos, Caetano Veloso, Jards Macalé e outras figuras importantes do cenário cultural. O consumo de maconha feito em larga escala colaborou para o Posto 9 ser chamado por um novo nome: Dunas do Barato. Quem sabe o próximo verão fique marcado pelo sucesso do mirante.

PRAÇA GENERAL OSÓRIO

Assunto irá a discussão

Praça General Osório pode perder grades


Ruben Berta (rberta@oglobo.com.br)




RIO - A consolidação das Unidades de Ordem Pública (UOPs) deve trazer de vez na carona a discussão sobre o cercamento das praças no Rio. Na segunda-feira, a Praça Saens Peña, na Tijuca - primeiro bairro a receber o projeto de controle urbano na cidade - começou a ter suas grades retiradas . E o secretário municipal de Conservação, Carlos Osório, adiantou que, assim que a UOP chegar a Ipanema, irá promover debates com representantes do bairro para analisar a remoção do gradil também da Praça General Osório. Hoje áreas do Centro e do Leblon já têm UOPs.

- Na visão da prefeitura, as praças são locais públicos por excelência, que deveriam estar de portas abertas. Mas sabemos que há espaços em que isso não é viável. Existe uma tendência de retirarmos as grades, mas teremos que analisar caso a caso - comentou Osório, acrescentando que na Nossa Senhora da Paz, também em Ipanema, não há intenções de retirar o cercamento.

Na Saens Peña, a retirada das grades foi decidida no fim do mês passado, após uma reunião entre líderes comunitários da região e o prefeito Eduardo Paes. Há cerca de três anos, a Associação Comercial e Industrial da Tijuca vem pedindo a revitalização da praça, que tornou-se centenária este ano. Com o fim do cercamento, a entidade espera dar um pontapé inicial neste processo.

- A verdade é que muito se falava na revitalização, mas as pessoas não acreditavam mais. A retirada das grades já vai trazer uma limpeza visual que deve ter um impacto muito positivo para impulsionar a região. A partir daí, a nossa intenção é promover parcerias público-privadas para que a Saens Peña ganhe força e se torne, por exemplo, um grande polo gastronômico e cultural da região - afirmou o presidente da associação, Jaime Miranda.

Retirada do gradil na Saens Peña vai demorar dez dias
O trabalho na Saens Peña, que deve durar dez dias, será realizado pela Coordenadoria de Operações Especiais (COE) da Secretaria de Conservação, com o apoio da Subprefeitura da Grande Tijuca. Além disso, a praça terá bancos e banheiros públicos realocados. A Rioluz também fará revisão da iluminação.

Jaime Miranda reforçou que a implementação da UOP da Tijuca e a instalação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Salgueiro foram importantes no processo de reabertura da praça. Ele adiantou também que entrou em contato com o escritório Burle Marx para a realização de um amplo processo de revitalização.

- É um espaço que está a cerca de 15 minutos andando do Maracanã, palco da Copa da Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. O potencial é muito grande - disse Miranda, ressaltando que em volta das Saens Peña há cerca de 1.500 estabelecimentos comerciais por onde circulam diariamente mais de 200 mil pessoas.

A discussão em torno do cercamento das praças ganhou força a partir de agosto deste ano quando a prefeitura divulgou pela primeira vez sua intenção de ampliar a retirada grades, após tomar a medida na Praça Tiradentes, que foi reinaugurada após um ano de obras.


OPINIÃO ! !



sábado, 5 de novembro de 2011

CARTA MANDADA

Assunto: A Turma do Atraso
Para: vejario@abril.com.br
Cc: cartas@oglobo.com.br



Senhores,

Tem a imprensa o dever de publicar verdades.Esclarecer e não confundir os leitores.

Infelizmente , na cobertura da polêmica - que não é de araque como desrespeitosamente considerou , à pag.34,da edição no.44 - o articulista está completamente equivocado , publica inverdades, em trabalho tendencioso.A troco de quê ?
Senão vejamos :

1.Na página 10 a revista mostra linda foto daPça.NSPaz - motivo de nosso
orgulho e uma das razões pelas quais não a queremos descaracterizada.
Igualmente, apresenta resultado de enquete cujo resultado diverge daquele que coletamos , através abaixo-assinado . levado ao Ministério Publico quando 91% dos entrevistados foram contrários àquela estação.A nossa foi colhida entre moradores do bairro , em trabalho minucioso, com nome e endereço.Foi levado em conta o impacto causado à Praça e aos seus frequentadores,sobretudo porque já temos metrô no bairro.A de VejaRio foi obtida através de que método de aferição ?

2.A resposta obtida pela revista alegando que 72,9% a aprovam - pode ser questionada.Enquanto os 20,8% alegam um motivo provável, real , a parte contrária alega suposições.Como afirmar que vai melhorar o fluxo ? Raciocinem :

2.1.O Centro da Cidade tem várias estações de metrô e o fluxo de veículos particulares e coletivos é infernal.Idem Copacabana , com 3 estações.Mesmo com a implantação do BRS o trânsito é confuso e a propria imprensa já divulgou que a diferença de tempo economizado no trajeto é irrelevante ;

Voltemos à pág.34 : Nas primeiras linhas do texto, VejaRio concorda que é válido o protesto para chamar a atenção do governador, mas que deveríamos reclamar sobre outros problemas.Estamos em uma democracia, não é mesmo ? Não venham os senhores, portanto nos dizer sobre qual assunto devemos protestar.Não lhes damos esse direito.Ainda somos livres para decidir.

Repudiamos veementemente a opinião do articulista e endossada pelos responsáveis pela circulação da revista de que deveríamos nos mobilizar por outras causas.Fiquem os senhores cientes de que além de ser uma das organizadoras daquele evento de 22/10, também . como cidadã brasileira comum , participo de passeatas contra a corrupção , como as que ocorreram recentemente na cidade.Escrevo regularmente para a seção de cartas de O GLOBO , sobre os mais diversos assuntos - e sinto-me honrada em ter minhas opiniões publicadas, algumas com destaque, também com frequencia.As ultimas foram no dia 18/10 sobre as denuncias envolvendo o ex-Ministro de Esportes e a mais recente no ultimo dia 27/10 sob o título " Dois Presidentes ".Mas já escreví e tive cartas publicadas sobre diversos assuntos.Os recortes são guardados , com carinho.Portanto, ridicularizar o nosso grupo, tratando-nos como pessoas alienadas ou atrasadas é de péssimo gosto, desinformação , maldade. E assim como eu, outros moradores participantes do Movimento Pró-Praça, idosos, que ainda compram periódicos impressos o fazem, assim mantendo a sobrevivência de jornais e revistas e , consequentemente , o emprego de seus funcionários.Ouvir os dois lados, sim.O debate é saudável.Ofender, não ! Logo, a reclamação de V.Sas. não procede.Estão completamente enganados.

Mais adiante mencionam o episódio de Higienópolis,SP.Como adoram repetir à exaustão e fazer comparações ! Esse estilo " Big Brother " de informação a quem interessa ? Mais uma vez ponto para nós. Não há comparação.Que algumas pessoas se valham desses argumentos por serem ignorantes ou providos de sentimento de inferioridade, até entendemos. Mas não os jornalistas.Ah, vocês não ! É inadmissível.
Só para " lembrá-los " : O metrô foi inaugurado em Ipanema em dezembro de 2009.Jamais fizemos qualquer tipo de objeção.Pelo contrário. Ficamos animados diante da possibilidade de termos uma opção de transporte ágil, que nos pouparia tempo.Repetimos - parece que vcs não querem entender ou se fazem de desentendidos : Já temos metrô , o que não concordamos é com a estação ora pretendida pelos motivos que já expusemos ; pelo tombamento da Praça , pela manutenção do pulmão verde de Ipanema e por seus frequentadores, sejam estes moradores ou não.A alegação da Secretaria de governo de que dezenas de milhares de pessoas que passam pelo metrô seriam beneficiadas também não justifica. JÁ são beneficiadas há quase dois anos e continuarão sendo, sobretudo diante da perspectiva da estação futura de Jardim de Ala. E quanto ao " gente diferenciada" , que igualmente utilizam, de forma provocativa , pergunto : Os senhores foram bons, na escola, em interpretação de texto ? "Gente diferenciada" pode ser interpretada para o bem ou para o mal.Depende da cabeça/pensamento e coração/sentimento de cada um.Em um Rio de Janeiro com tantas mazelas , tantos conflitos, com bondinhos se espatifando pelas esquinas , matando e sequelando inocentes ; em um Brasil com tantos casos de corrupção; cracolândias ; estudantes desequilibrados, desrespeitando, agredindo física e verbalmente professores; hospitais em situação calamitosa por conta do descaso e incompetência dos gestores publicos - " gente diferenciada " para mim é quem é honesta , trabalhadora, bem-educada , que não joga papel no chão , não polui as praias, as matas e quem respeita os animais e o próximo, sobretudo os mais velhos.Porque experiência de vida é patrimônio que jamais poderá ser usurpado. Qualidades que, por exemplo , o empresário que teve declaração infeliz publicada, em 25/10/2011, no Segundo Caderno/OGlobo certamente não têm pois foi extremamente preconceituoso , desrespeitoso com os participantes de nosso movimento.
Para os mal-educados e ignorantes, para aqueles que carecem de valores éticos, perguntamos : aposentados são o quê ? Trastes ? Inuteis ? Não pagam impostos ? Não consomem ? Não sofrem com as mazelas da cidade e do país ? Não participam do cotidiano ? Não votam ?

Relembrando a propaganda " Eu, sou você amanhã".Com a palavra, as Associações de Aposentados...Senhores da revista, desinformados , recomendamos assistir o filme RED ( Retired and Dangerous ) - Velhos e Perigosos... Já não se faz mais velhinho como antigamente, podem crer.Pelos ultimos estudos e projeções, essa parcela da população - acima de 60 anos - continua em franco desenvolvimento , para desespero da Previdência Social.Cansou de ficar calada.Tornou-se participativa.A quem interessa calar suas vozes ? Provavelmente seus votos farão a diferença nas próximas eleições.Tomara !

O tal empresário entrevistado tirou suas próprias conclusões baseado no ódio e na contrariedade.Os organizadores do Movimento jamais atacaram ninguém.Ataques, agressões de forma contínua - pedem resposta à altura.
Ou acham que não sabemos reagir contra a artilharia fedorenta ? Por questões de sobrevivência, sabemos ,sim !

Comparem as declarações publicadas - de um lado e de outro.

Lí frase curiosa , na cobertura do evento : .." Não houve registro de confusão" ...Queriam o quê ? Não queimamos pneus, não fazemos barricadas.No máximo , com tantos velhinhos presentes, alguns mais exaltados , poderia ter havido episódio de alguns darem boas bengaladas - daquelas muito bem dadas, como já ocorreu no passado, naquela figura petista de grande rejeição.

Fomos ingênuos.Enfeitamos a Praça com cachos de bolas verdes , doamos mudas de plantas.As consequências advindas daquela manifestação têm nos mostrado que estamos lidando com pessoas malvadas, capciosas.Deveríamos ter contratado cinegrafista e produtora independentes para registrar o evento no qual compareceram
503 pessoas, pela lista de adesões, com nomes e endereços e não 200, como declarou a mídia.Quinhentas e três pessoas, com pouquíssima divulgação ! Em meio a mais de 500 adesões pró-Praça , 3 depoimentos a favor da estação. Bolas não documentam.Mas temos guardado recortes , registrando tudo e todos que minimizaram e desmereceram nosso movimento e os participantes, em clara demonstração de que não querem dar voz aos dois lados - Até porque nossos argumentos são mais críveis que os do grupo contrário.Querem a estação de forma ditatorial , tirânica.

A matéria da VejaRio, edição anterior, intitulada " Por que os bairros ricos não querem o metrô " era no mínimo, curiosa.Cheia de contradições do jornalista.Em determinado ponto até concorda com a Coordenadora do PSI/Projeto de Segurança de Ipanema.O jornalista precisa ser informado de que temos , no que êle classifica de bairro rico - uma favela/comunidade, com cerca de 80 anos de idade.O Leblon tem a Cruzada São Sebastião, criada para cidadãos de baixa renda , há décadas. A convivência sempre foi pacífica.Não conhece a história do bairro, que existe há 117 anos e de seus moradores, alguns com 90 anos de idade.Ipanema não tinha a fama que tem hoje.O articulista, se foi o mesmo nos dois textos, dá claros sinais de que é " do contra ".Sabe-se lá porque motivo.

O Pensamento é livre.A expressão é livre.Mas ofensa declarada é passível de sansões.É inaceitável.Imaginem se a moda pega.Todo mundo insultando todo mundo.Resolveram usar o termo " elite " de forma pejorativa.
Lamentamos se os anarquistas , os mal-amados, complexados e invejosos estão contrariados.Não querem ordem.Sequer podem ouvir a palavra , surtam. Somos logo chamados de "caretas" ou como VejaRio intitulou nosso grupo - " A Turma do atraso ". Tem gente demais no mundo , tem gente demais na cidade.Há que se ordenar, sim! Há que existir regras de boa convivência.Há que se ter bom senso.O direito de um termina onde começa o do outro.Qualidade de vida se obtém através de pequenos gestos e gentilezas. Os senhores estão fomentando o ódio , a luta de classes, tão pretendida por certos partidos políticos e tão desmoralizados.

Pessoas educadas se utilizam do dom da palavra, do diálogo franco e respeitoso.Não vociferam.Pessoas educadas dirimem seus conflitos na Justiça.Assim o fazemos , assim sempre será.Os aposentados, as donas-de-casa , os trabalhadores, as crianças, os estudantes, os ipanemenses de nascença e os honorários, de bom coração , que prestigiaram o evento da Paz - para nós realmente da Paz , serão compensados , no devido tempo, das injustiças que lhes foram maliciosamente impostas .O Tempo é o Senhor da Razão.

E já que o articulista termina o texto com uma sugestão, retribuimos com outra : Que tal em vez de gastar milhões com estação da NSPaz, o Governo do estado não completa o seu dever de casa e resolve a situação dos flagelados da tragédia serrana que completará 1 ano em janeiro próximo ? Afinal, as chuvas de verão logo chegarão...
Cordialmente,
Maria da Graça Cunha Fabor
Aposentada , Cidadã Brasileira que exige respeito e justiça !

SLAKLINE

email recebido

SLAKLINE


Em frente à Casa de Cultura Laura Alvim ,por conta da nova onde do slakline ,uma das palmeiras já está morrendo e toda envergada !
O espaço já foi tomado por uma "professora" que dá aulas no local .

PEGA LADRÃO !!!

Ladrões presos em Ipanema


Ronaldo Braga




RIO - Dois homens foram presos na manhã deste sábado, após roubarem uma banca de jornais na Rua Prudente de Moraes, com Rua Joana Angélica, em Ipanema. Policiais militares do 23 BPM (Leblon), que estavam em patrulhamento, apanharam os dois criminosos em flagrante. Todo o material roubado foi recuperado e os ladrões levados à 14 DP (Leblon).



Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/mat/2011/11/05/ladroes-presos-em-ipanema-925743360.asp#ixzz1cpY1h1Gy
© 1996 - 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

DIA DE RUA

'Dia de Rua' leva Qinho e outras atrações à orla do Rio neste domingo


Redação SRZD Música 04/11/2011 16h51

Neste domingo o cantor e compositor Qinho participa da terceira edição do "Dia de Rua", que levará 10 shows gratuitos de bandas e artistas cariocas independentes a orla de Ipanema, Leblon e Arpoador.

As atrações se apresentam com pequenas estruturas de som montadas sobre o asfalto das avenidas Vieira Souto e Delfim Moreira, das 16h às 19h. Além de Qinho, participam do projeto as bandas Os Outros, Tono, Letuce, Do Amor, Bondesom, Fino Coletivo e Mohandas. E também cantor e compositor Matheus von Kruger e atrações surpresas.

O "Dia da Rua", idealizado por Qinho, é um festival de música produzido pelos próprios artistas de seu line up. Ao todo 30 bandas já participaram do festival que em sua terceira edição ganha a parceria cultural da Oi, através do portal "Oi Novo Som".

Confira o cronograma das apresentações:

16h - entre as ruas Jerônimo Monteiro e Rita Ludolf (LETUCE)

16h15 - entre as ruas Gen. Artigas e Gen. Venâncio Flores (OS OUTROS)

16h30 - entre as ruas João Lira e José Linhares (BONDESOM)

16h45 - entre as ruas Carlos Góis e Alm. Guilhem (MATHEUS VON KRUEGER)

17h - entre as ruas Henrique Dumont e Aníbal de Mendonça (TONO)

17h10 - entre as ruas Aníbal de Mendonça e Garcia D’Ávila (DO AMOR)

17h20 - entre as ruas Maria Quitéria e Joana Angélica (MOHANDAS)

17h30 - entre as ruas Vinícius de Morais e Farme de Amoedo (FINO COLETIVO)

17h40 - entre as ruas Joaquim Nabuco e Francisco Otaviano (CHICAS)

18h - Parque Garota de Ipanema, Arpoador (QINHO)

GENERAL OSÓRIO



METRÔ

MP recebe apoio das Associações

November 2, 2011


Ontem foi entregue ao promotor Carlos Frederico Saturnino documento de apoio assinado por 17 associações de moradores que pedem mais rigor e atenção quanto as obras da Linha 4 do Metrô. O promotor esta a frente do processo que investiga a construção da Linha 4, e entrará essa semana com pedido para que as obras sejam paralisadas até que as pendências sejam esclarecidas. Entre as irregularidades apontadas estão o uso de antigas licenças ambientais para realizar novas obras. A matéria completa do O Globo segue abaixo:

MP pedirá paralisação das obras da Linha 4 do Metrô Rio
Publicada em 31/10/2011 às 23h40m

Renata Leite (renata.leite@oglobo.com.br)

RIO – A polêmica em torno da Linha 4 do Metrô – que já conta com mais de um quilômetro de escavações e ligará a Barra da Tijuca a Ipanema – está prestes a ganhar um novo capítulo. O Ministério Público estadual entrará na discussão ainda esta semana, quando o promotor Carlos Frederico Saturnino, da Primeira Promotoria de Tutela Coletiva do Meio Ambiente, vai apresentar uma ação civil pública pedindo a paralisação das obras.

Na segunda-feira, integrantes do movimento “O Metrô que o Rio Precisa” entregaram a Saturnino um documento assinado por 16 associações de moradores e pelo engenheiro de transportes Fernando Mac Dowell, pedindo providências ao órgão.

Saturnino disse que vai basear a ação em irregularidades no licenciamento ambiental emitido pelo Instituto do Meio Ambiente (Inea). Para o promotor, a licença foi obtida pela Secretaria estadual de Transportes em 2004 e, desde então, o projeto da Linha 4 passou por diversas alterações:

- Diante de tantas mudanças, as audiências públicas e os estudos de impacto não poderiam ser aproveitados. A ação será distribuída esta semana e exigirá a paralisação das obras, até que seja feito um novo licenciamento ambiental.

Saturnino afirmou ainda que as obras de construção da nova Estação General Osório, iniciadas em julho, estão sendo feitas com base no licenciamento emitido para a estação que já existe no local. Para o promotor, o projeto requer uma nova licença. Segundo ele, a estação foi prevista como término da Linha 1 e não teria como expandir unindo-se à Linha 4, o que exigiu as intervenções.

- Em Ipanema, o órgão ambiental adaptou uma licença que já estava pronta, sem fazer novas audiências públicas – afirmou o promotor. – A justificativa oficial para toda essa pressa em avançar com as obras é a agenda olímpica. No entanto, não é possível subordinar uma obra dessa importância e desse custo, que vai servir à população pelas próximas décadas, a um evento de alguns dias de duração.

Movimento enviou uma carta ao COI

O movimento” Metrô que o Rio Precisa” enviou uma carta ao Comitê Olímpico Internacional (COI) com as reclamações quanto ao traçado da Linha 4. Em sua resposta, o comitê informou que a obra não faz parte dos compromissos estabelecidos no caderno de encargos para o evento esportivo.

- Finalmente, o movimento ganhou apoio está tendo atenção de uma esfera que tem poder de decisão. É preciso interromper essa marcha de insensatez – disse a vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB), que apoia o movimento.

A Secretaria estadual de Transportes enviou nota dizendo que as licenças para o trecho oeste da Linha 4 (Barra-Gávea) estão em vigor, assim como a autorização para a expansão da Estação General Osório, que, segundo o órgão, foi concedida na época da construção da estação original. Já a licença para a construção do trecho da Zona Sul está em processo de concessão, segundo a secretaria. Procurado, ontem à noite, o Inea não comentou a iniciativa do MP.

Associações de moradores da Zona Sul e da Barra iniciaram uma mobilização, no ano passado, em que defendem a Linha 4 original, que passaria por Jardim Botânico, Humaitá, Laranjeiras e Centro. O governo alega que o novo traçado atenderá a 240 mil pessoas por dia, o dobro de passageiros estimados para o percurso anterior. A Linha 4 passará pelo Jardim Oceânico, por São Conrado, pela Gávea e pelo Leblon.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

CARNAVAL 2012

Proteção

Prefeitura vai cercar jardins da orla da Zona Sul durante Carnaval de Rua de 2012

Isabela Bastos (isabelab@oglobo.com.br)



RIO - Para proteger o paisagismo das calçadas dos prédios da orla da Zona Sul e as restingas, sobretudo das praias de Ipanema e Leblon, a prefeitura irá cercar, durante os desfiles de blocos no carnaval do ano que vem, os jardins dos condomínios que solicitarem esse tipo de proteção. A colocação de tapumes no entorno dos jardins é uma das novidades da organização do Carnaval de Rua Rio 2012, que pelo terceiro ano consecutivo será administrado pela Dream Factory, com o apoio do Banco Itaú e da cervejaria Ambev.

No carnaval de 2011, um prédio da Avenida Vieira Souto, em Ipanema, teve o vidro da portaria quebrado na passagem do Simpatia É Quase Amor , no sábado. Outros edifícios da orla tiveram os jardins danificados pelos foliões, que pisotearam plantas e flores. Nem mesmo a vegetação de restinga da Praia de Ipanema escapou. Quatro dos nove canteiros de plantas nativas reintroduzidas nas dunas pelo Instituto E, em parceria com a prefeitura, foram destruídos por foliões do Empolga às 9 e do Bloco da Preta, ambos no domingo.

RELEMBRE FOTOGALERIA: Foliões pisoteiam restinga em Ipanema

RELEMBRE TAMBÉM: Mutirão ambiental reconstrói canteiros destruídos no carnaval em Ipanema

Para atender os foliões em 2012, serão colocados à disposição 15 mil diárias de banheiros químicos, 15% a mais do que o carnaval passado, quando os blocos receberam 13 mil diárias de banheiros.

O tema do carnaval de rua de 2012 será "Viva um carnaval com harmonia". Serão distribuídos 500 mil folhetos explicativos com os trajetos e os bairros onde os blocos irão desfilar. Segundo a RioTur, 475 blocos já se inscreveram para se apresentar no ano que vem. A lista com os autorizados será divulgada no dia 10 de janeiro.

São 162 pedidos da Zona sul, 96 da região do Centro, 98 na Zona Norte, 43 na Grande Tijuca, 41 na Barra da Tijuca, e 36 no restante da Zona Oeste.

COW PARADE











Anna Ramalho01/


Cow Parade Rio 2011: a exposição das vaquinhas mais charmosas do mundo


Conheça as vaquinhas que vão enfeitar o Rio de janeiro a partir de amanhã

Jornal do BrasilAnna Ramalho


Começa amanhã o Cow Parade Rio 2011!

A exposição das vaquinhas mais charmosas do mundo chega à cidade amanhã, dia 2, ficando por aqui até dia 20 de dezembro. Ao fim da exposição, as "mimosas" serão leiloadas para a ONG "Rio Inclui", da primeira-dama do Rio, Cristine Paes.

Esta é a segunda vez que o Rio recebe o evento, que passará também este ano, pelas cidades de Florianópolis e Goiânia. Nesta edição, serão 100 vacas de variados temas que ficarão espalhados por bairros como Ilha do Governador, Jardim Botânico, Lagoa, Vila da Penha, Brás de Pina, São Cristóvão, Barra, Tijuca, Leblon, Botafogo, Laranjeiras, Lapa, Copacabana, Ipanema e Centro.

Além disso, comunidades pacificadas também servirão de locação para algumas minosas, como Complexo do Alemão, Cidade de Deus, Santa Marta, Borel e Jardim Batam (Bangu), entre outras.

Wark com sua Dona RocinhaEntre os projetos selecionados para a Cow Parade Rio 2011 estão nomes como Vaca Lei Seca, Frida Cowlo, Vaca de Elite, Vaca Carioca, Cho-cow-late, CowNaval, Cowversível, Escowregou, Dona Rocinha e muitas outras. Por causa da Dona Rocinha - de autoria do artista plástico Wark, nascido e criado na comunidade - a Rocinha, mesmo não sendo ainda pacificada, também receberá uma escultura esse ano.
O artista Wark, da Rocinha, 26 anos, foi escolhido para retratar a favela em uma vaca malhada de barracos coloridos, fios de energia, Cristo Redentor e a Pedra Gávea. Essas são as ilustrações da Dona Rocinha, uma vaquinha da comunidade, que será exposta na Cow Parade 2011.






quarta-feira, 2 de novembro de 2011

MAURO VENTURA

por Mauro Ventura -

Uma per capita



A livraria Letras & Expressões de Ipanema, que tantas vezes me abrigou nas madrugadas, reabriu como... farmácia Venâncio. Em breve, a padaria Eldorado, terá o mesmo fim.

Agora, a rua tem agora quase uma farmácia ou drogaria por morador.

CASOS DE POLÍCIA

Polícia prende dono de clínica de estética em Ipanema

Agentes encontraram produtos importados sem autorização da Anvisa

.Do R7



...Policiais Civis da DRCCSP (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública) prenderam nesta terça-feira (1º) o dono de uma clínica de estética na rua Barão do Jaguaripe, em Ipanema, na zona sul do Rio.

Os agentes encontraram no local uma série de produtos importados sem a autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A operação foi realizada em outros estabelecimentos do segmento, como em uma clínica da Taquara, zona oeste, onde um aparelho de ultrasom sem o selo de registro da Anvisa foi apreendido.


terça-feira, 1 de novembro de 2011

METRÔ






Cidade
Impasse sobre trajeto pode atrasar obras do metrô

MP pede paralisação de obras baseado em documento feito por associações de moradores


por Ernesto Neves 01 de Novembro de 2011

Traçado polêmico: obras do metrô podem ser paralisadas

A expansão do metrô rumo ao bairro da Barra da Tijuca pode ser paralisada ainda esta semana. O Ministério Público do estado vai entrar com uma ação civil pública para interromper as escavações, feitas de Ipanema rumo ao bairro da Zona Oeste. A ação tem como base um relatório do movimento "O Metrô que o Rio precisa", assinado por 16 associações de moradores e o engenheiro Fernando Mac Dowell, que trabalhou na construção da Linha 1, nos anos 70.

O impasse pode atrasar a inauguração da Linha, prometida como solução para aliviar o trânsito caótico entre a Zona Sul e a Oeste. Segundo as associações dos bairros que estão no trajeto, a melhor opção seria manter o traçado original. Nele, a conexão entre a nova linha e a já existente seria feita por uma estação na Gávea. Construída em dois níveis, ela seria a melhor solução para absorver fluxo intenso de pessoas. Dali, as composições seguiriam pelo Jardim Botânico e Humaitá até o Centro, numa linha independente ao atual sistema. As associações argumentam que tal traçado não comprometeria ainda mais a capacidade da Linha 1, que opera sobrecarregada. Em junho, a VEJA Rio mostrou o caos instalado nos transportes sobre trilhos, que incluem interrupções no tráfego constantes e vagões superlotados.

O governo do estado defende o trajeto que está em construção. Nele, a Linha 4 se cruza com a 1 na estação General Osório, em Ipanema. De lá, o metrô segue nos bairros da orla, passando por Leblon e São Conrado antes de chegar à Barra. E os passageiros que vierem da Zona Oeste seguirão para a região central pelo traçado já existente. De acordo com a secretaria estadual de transportes, a mudança beneficia 240 mil pessoas a mais do que a outra opção.

As metrópoles que mais investiram no transporte subterrâneo seguem na direção oposta ao Rio. Em Paris, Nova York e Moscou, as linhas foram construídas em verdadeiras redes, que se conectam em algumas estações (Veja o infográfico abaixo). Para cruzar essas cidades, o usuário passa por várias linhas, o que economiza tempo e não sobrecarrega o sistema. Na versão carioca, quem quiser ir da Pavuna para a Barra precisará seguir por um eixo único, parando em todas as estações da Linha 1 até chegar ao destino final.

Outro problema criado pelo trajeto imposto pelo governo estadual será a interdição da estação General Osório. Como não foi construída para ser uma estação de transferência, ela precisará ser fechada para as obras de ampliação. "O metrô, por sua complexidade e custos elevados, não admite erros", disse o engenheiro Fernando Mac Dowell em entrevista dada à VEJA Rio em agosto. Fernando também criticou o início das obras antes que se saiba que local da Gávea abrigará a estação. Para piorar a situação, o cronograma está apertado. A previsão inicial é de que todo o sistema estaria pronto em dezembro de 2015. Mas o secretário estadual de transportes, Júlio Lopes, admitiu que dificilmente a estação Gávea ficará pronta na data prevista.

METRÔ


Defesa de traçado original


MP pedirá paralisação das obras da Linha 4 do Metrô Rio


Renata Leite (renata.leite@oglobo.com.br)

]RIO - A polêmica em torno da Linha 4 do Metrô - que já conta com mais de um quilômetro de escavações e ligará a Barra da Tijuca a Ipanema - está prestes a ganhar um novo capítulo. O Ministério Público estadual entrará na discussão ainda esta semana, quando o promotor Carlos Frederico Saturnino, da Primeira Promotoria de Tutela Coletiva do Meio Ambiente, vai apresentar uma ação civil pública pedindo a paralisação das obras.

Na segunda-feira, integrantes do movimento "O Metrô que o Rio Precisa" entregaram a Saturnino um documento assinado por 16 associações de moradores e pelo engenheiro de transportes Fernando Mac Dowell, pedindo providências ao órgão.

PROGRAMA DE FAMÍLIA: Obras da Linha 4 do metrô atraem visitantes na Barra da Tijuca

MUDANÇAS NA BARRA: Linha 4 do Metrô Rio passará por ponte suspensa por cabos para chegar à estação Jardim Oceânico

Saturnino disse que vai basear a ação em irregularidades no licenciamento ambiental emitido pelo Instituto do Meio Ambiente (Inea). Para o promotor, a licença foi obtida pela Secretaria estadual de Transportes em 2004 e, desde então, o projeto da Linha 4 passou por diversas alterações:

- Diante de tantas mudanças, as audiências públicas e os estudos de impacto não poderiam ser aproveitados. A ação será distribuída esta semana e exigirá a paralisação das obras, até que seja feito um novo licenciamento ambiental.

Saturnino afirmou ainda que as obras de construção da nova Estação General Osório, iniciadas em julho, estão sendo feitas com base no licenciamento emitido para a estação que já existe no local. Para o promotor, o projeto requer uma nova licença. Segundo ele, a estação foi prevista como término da Linha 1 e não teria como expandir unindo-se à Linha 4, o que exigiu as intervenções.

- Em Ipanema, o órgão ambiental adaptou uma licença que já estava pronta, sem fazer novas audiências públicas - afirmou o promotor. - A justificativa oficial para toda essa pressa em avançar com as obras é a agenda olímpica. No entanto, não é possível subordinar uma obra dessa importância e desse custo, que vai servir à população pelas próximas décadas, a um evento de alguns dias de duração.

Movimento enviou uma carta ao COI
O movimento" Metrô que o Rio Precisa" enviou uma carta ao Comitê Olímpico Internacional (COI) com as reclamações quanto ao traçado da Linha 4. Em sua resposta, o comitê informou que a obra não faz parte dos compromissos estabelecidos no caderno de encargos para o evento esportivo.

- Finalmente, o movimento ganhou apoio está tendo atenção de uma esfera que tem poder de decisão. É preciso interromper essa marcha de insensatez - disse a vereadora Andrea Gouvêa Vieira (PSDB), que apoia o movimento.

A Secretaria estadual de Transportes enviou nota dizendo que as licenças para o trecho oeste da Linha 4 (Barra-Gávea) estão em vigor, assim como a autorização para a expansão da Estação General Osório, que, segundo o órgão, foi concedida na época da construção da estação original. Já a licença para a construção do trecho da Zona Sul está em processo de concessão, segundo a secretaria. Procurado, ontem à noite, o Inea não comentou a iniciativa do MP.

Associações de moradores da Zona Sul e da Barra iniciaram uma mobilização, no ano passado, em que defendem a Linha 4 original, que passaria por Jardim Botânico, Humaitá, Laranjeiras e Centro. O governo alega que o novo traçado atenderá a 240 mil pessoas por dia, o dobro de passageiros estimados para o percurso anterior. A Linha 4 passará pelo Jardim Oceânico, por São Conrado, pela Gávea e pelo Leblon.

METRÔ


Ministério Público vai pedir paralisação de obras na Linha 4 do Metrô


Por Thaiana de Oliveira -


RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - O Ministério Público, através do promotor Carlos Frederico Saturnino, da Primeira Promotoria de Tutela Coletiva do Meio Ambiente, vai apresentar uma ação civil pública pedindo a paralisação das obras da Linha 4 do Metrô, ligando a Barra a Ipanema.
Na última segunda-feira (30), integrantes do movimento "O Metrô que o Rio Precisa" entregaram a Saturnino um documento assinado por 16 associações de moradores e pelo engenheiro de transportes Fernando Mac Dowell, pedindo providências ao órgão. Para o promotor, a licença ambiental foi obtida pela Secretaria estadual de Transportes em 2004 e, desde então, o projeto da Linha 4 passou por diversas alterações.
Além disso, Saturnino afirmou ainda que as obras de construção da nova Estação General Osório, da Linha 4, iniciadas em julho, estão sendo feitas com base no licenciamento emitido para a estação da Linha 1, que já existe no local. Para o promotor, o projeto requer uma nova licença, já que a estação foi prevista como término da Linha 1 e não teria como expandir unindo-se à Linha 4, o que exigiu as intervenções.
Associações de moradores da Zona Sul e da Barra iniciaram uma mobilização, no ano passado, em que defendem a Linha 4 original, que passaria por Jardim Botânico, Humaitá, Laranjeiras e Centro.



UTILIDADE PÚBLICA

Utilidade pública

Central de atendimento da prefeitura, 1746 é um serviço pago pelo usuário

Luiz Ernesto Magalhães (luiz.magalhaes@oglobo.com.br)



....RIO - O serviço de teleatendimento 1746, inaugurado em abril de 2011 como um canal de comunicação 24 horas entre a prefeitura do Rio e a população, chegou a 1,5 milhão de ligações no fim de outubro ao mesmo tempo em que está numa berlinda. Muita gente não sabe, mas embora este seja um serviço de utilidade pública, os minutos gastos ao telefone para o usuário explicar o problema e receber as informações são pagos por quem ligou. O valor varia de acordo com a operadora e corresponde ao custo de uma ligação local para telefones fixos ou celulares.

No entanto, alguns serviços relacionados ao 1746 podem ser solicitados gratuitamente. A Defesa Civil (para vistoria de imóveis e encostas sob risco de deslizamentos, por exemplo) e a Guarda Municipal (choque de ordem) podem ser acionadas sem custo e pelos números 199 e 153, respectivamente. Os dois órgãos integram uma série de linhas padronizadas em todo o país pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para números de serviços de emergência e de utilidade pública.

O secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho Teixeira, disse que o 1746 continuará a ser cobrado e, ainda este mês, outros serviços serão incorporados ao call center, como informações sobre matrículas na rede municipal de ensino e dados sobre o setor de turismo do Rio. Pelo 1746 também será possível agendar orientação psicológica para usuários de drogas, solicitar acolhimento de população de rua e pedir que equipes da Vigilância Sanitária vistoriem bares e restaurantes que os consumidores acreditam não terem boas condições de higiene.

- O 1746 é um serviço de utilidade pública. Por se tratar de uma linha que é cobrada, isso ajuda a reduzir os trotes. Esse é um problema que enfrentamos nas linhas gratuitas - diz o secretário.

A falta de informações sobre a cobrança do serviço também se estendia ao site oficial. O endereço informava, apenas de maneira discreta, que o teleatendimento é um serviço pago, o que contrariava o Código de Defesa do Consumidor. Após ser procurada pelo GLOBO, a prefeitura fez mudanças na capa do site, nesta terça-feira, e agora informa que o serviço tem custo de uma ligação local. No pé da página também foi incluída uma nova informação: para falar com a central a partir de outros municípios, o ususário deve ligar 0 (XX) 21- 34601746.

Hoje, o site é dividido em seis partes (home, notícias, alertas, serviços, informações e solicitações). Apenas na sexta parte (solicitações), onde é oferecida a possibilidade de alguns pedidos serem feitos por e-mail, é que aparecia a informação sobre ligações pagas. Ainda assim, isso ficava no pé da página:

"
O Código do Consumidor exige que as prestadores de serviço informem com clareza e precisão quando os serviços serão pagos. Isso deve constar expressamente da página inicial do site
"
--------------------------------------------------------------------------------
.- O Código do Consumidor exige que as prestadores de serviço informem com clareza e precisão quando os serviços serão pagos. Isso deveria constar expressamente da página inicial do site - disse o advogado José Roberto de Oliveira, da Associação Nacional de Direitos do Consumidor e do Trabalhador (Anacont).

A advogada Paula Lacerda concorda com Roberto:

- Se a prefeitura se propôs a oferecer um serviço, ele tem que estar adequado à legislação que trata dos Direitos do Consumidor. Ele tem que saber quanto terá que pagar por isso - disse Paula.

O secretário da Casa Civil admitiu a falha. Ele orientou a empresa de informática da prefeitura (Iplan- Rio) a reformular o site. Apesar da cobrança, a prefeitura argumenta que a população aprova o serviço. Os dados são de uma pesquisa com 1.063 usuários. Do total de entrevistados, 87% disseram que aprovaram o serviço. Apenas 5% dos consultados se declararam insatisfeitos ou muito insatisfeitos com 1746.

Os órgãos mais solicitados foram Comlurb e Rioluz. Os pedidos mais comuns são para remoção de entulho e lixo, reparo de lâmpada apagada, controle de roedores, poda de árvore em logradouro e vistoria de possível focos de dengue. A maior demanda vem dos bairros da Tijuca, Campo Grande, Copacabana, Taquara e o Centro.

O 1746 é inspirado no callcenter "311'' da prefeitura de Nova York. A empresa responsável pela operação do serviço na prefeitura do Rio é a TNL Contax S.A. Até agora, a prefeitura já empenhou (reservou para gastar) R$ 17,9 milhões para manter o serviço. Pelo site, também é possível baixar um aplicativo para iPhone, iPad e smartphones com plataforma Android. Com o aplicativo, o usuário pode enviar uma foto por e-mail do problema que deseja denunciar para o teleatendimento.

PEGA LADRÃO !!!

PM prende trio acusado de roubar bares em Ipanema


POR MARCELLO VICTOR

Rio - Policiais do 23º BPM (Leblon) prenderam dois homens e apreenderam um menor de 15 anos, acusados de assaltar um restaurante e três bares na noite desta segunda-feira, em Ipanema, Zona Sul. Um revólver calibre 38 municiado, uma faca de caça, cerca de R$ 500, um GPS de carro e dois telefones celulares. O trio era da Favela do Mandela, no Complexo de Manguinhos.

Segundo os policiais, a série de assaltos começou no Galeto na Brasa, na esquina das ruas Maria Quitéria e Barão da Torre. Os bandidos em seguida assaltaram outros dois botecos na mesma região. Quando saíam do terceiro bar, na Rua Nascimento Silva, 20, eles foram surpreendidos pelos PMs. Um dos bandidos ainda apontou a arma para um dos policiais, mas acabou rendido.

Jeová da Costa Silva, de 20 anos, e Édson Almeida da Silva, 18, foram presos em flagrante. O caso está sendo registrado na 14ª DP (Leblon), central de flagrantes da região.

.