sábado, 22 de outubro de 2011

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ





Moradores de Ipanema protestam contra metrô no bairro

Eles alegam que estação seria desnecessária e provocaria impacto ambiental



Segunda estação de metrô de Ipanema ligará as linhas 1 à linha que leva à Barra da Tijuca, bairro das Olimpíadas
São Paulo – Moradores do bairro de Ipanema, na Zona Sul do Rio, fizeram, neste sábado, uma manifestação contra a construção de uma estação de metrô no bairro. Eles alegam que a benfeitoria pode causar grande impacto ambiental na Praça Nossa Senhora da Paz, onde deve ser instalada.


O protesto ocorreu na própria praça, que é tombada pelo município do Rio de Janeiro. Os manifestantes defendem que a construção de uma estação de metrô ali seria um desrespeito ao tombamento. Além disso, consideram-na desnecessária, uma vez que o bairro já abriga uma estação de metrô e receberá outra, no Jardim de Alá. A estação Nossa Senhora da Paz serviria para integrar a linha 1 à linha que leva à Barra da Tijuca, bairro onde será realizada a maioria dos jogos olímpicos.

“Foi lembrado, inclusive, que assim que a Estação Jardim de Alá estiver concluída, a estação ora pretendida ficará ociosa, esvaziada, como já ocorre com a estação Cantagalo”, diz a ata da reunião do dia 17 de outubro do Projeto de Segurança Ipanema, entidade organizadora do protesto deste sábado.

A mesma ata diz que, segundo enquete da entidade, a construção da estação contraria a vontade de 91,37% dos moradores de Ipanema. Um abaixo-assinado será entregue ao governador Sérgio Cabral.

O caso lembra a polêmica em torno da construção de uma estação de metrô na Avenida Angélica, no bairro paulistano de Higienópolis, no meio deste ano. Há tempos a associação de moradores do bairro se colocava contra a decisão do governo paulista, até que a empresa que administra o metrô de São Paulo optou por mudar a localização da estação Higienópolis.

A mudança dividiu opiniões, repercutiu na internet e levou a discussões sobre se a medida seria técnica ou motivada por um suposto elitismo de parte dos moradores da região. Como resultado, foi organizado uma manifestação a favor da estação no local original.

Um comentário:

Jan Kruger disse...

Vergonhoso. O metrô não serve exclusivamente os moradores, mas também e principalmente a população flutuante do bairro. A distancia entre as estações e a demanda justificam a mesma. Alem disso é perfeitamente possível fazer uma estação naquela praça sem afetar a mesma de maneira significativa.