segunda-feira, 31 de outubro de 2011

DONDOCAS DE SAPATO ALTO







" Dondocas de salto alto," dão um duro danado...

O Projeto de Segurança de Ipanema em mais uma iniciativa inovadora inaugurou um serviço de assistências jurídica gratuita nas comunidades do Cantagalo/Pavão e Pavãozinho. Duas de suas voluntárias , as advogadas Ana Luisa Hungria e Adriana Mathias Grunji com apoio da UPP e da ONG Entrelaces, vão estar quinzenalmente aos sábados de 9 às 15hs. prestando este relevante serviço nestas comunidades.São " dondocas de salto alto" mas trabalham como poucas.

Segue em anexo o banner do projeto e em outro estou mandando as fotos do primeiro dia de trabalho que foi no sábado 29/10.


Acho que vale uma nota, um beijo,

Ignez

Sabedores do interesse de duas jovens advogadas – Dra. Ana Luiza Hungria e Dra.Adriana Gunji e do estagiário de direito Sergio Wegbrayt em dar atendimento jurídico gratuito às comunidades do Cantagalo, Pavão e Pavãozinho, e da falta que este tipo de trabalho faz nestas comunidades, o PSI vem solicitar, caso esteja dentro de suas possibilidades, a cessão um espaço na sede UPP para que esta assistência jurídica possa ser feita. Penso que este trabalho vem ao encontro do desejo de todos nós, que lutamos para que o Cantagalo seja a primeira comunidade do Município do Rio de Janeiro a ser transformada efetivamente em bairro. Sabemos da dificuldade da intermediação dos conflitos e da falta de informação que as pessoas de maneira geral têm, a respeito de seus direitos e deveres. A orientação jurídica feita por profissionais competentes e criteriosos, como é o caso destas duas advogadas, vai somar com a ação pacificadora da UPP.


Certos de contar com o seu apoio, atenciosamente


Ignez Barretto – coordenadora do Projeto de Segurança de Ipanema








domingo, 30 de outubro de 2011

sábado, 29 de outubro de 2011

UM PASSEIO PELA PRAIA



Verão chegando e a turma malhando !






Coleta de óleo ,você sabia??


















BELO VISUAL !

UM PASSEIO PELA PRAIA



ALTAS ONDAS NO ARPOADOR.O campeonato continua!






DESTRUIÇÃO DE UM PARQUE !












ANÍBAL DE MENDONÇA







A Rua Aníbal de Mendonça explica um pouco o porquê de Ipanema ser um dos bairros mais cobiçados do Rio


Ruas com jeito de alameda faz do bairro um dos mais procurados por cariocas e turistas


Pegue um mapa do Rio e um lápis. Sinalize, agora, com a ponta dele, o local dos seus sonhos aqui no município, aquele que faz o seu coração bater mais forte, que integra todo tipo de entretenimento adorável. Provavelmente o seu lápis deslizará para a faixinha de terra entre a Lagoa Rodrigo de Freitas e o oceano Atlântico. Gosta de praia? Vai, posiciona esse lápis melhor, até que ele fique mais próximo ao Posto 10. Sugestão? Pule a Garcia D’Ávila e meta-se logo à Rua Aníbal de Mendonça, o core de Ipanema, onde está o melhor do seu burburinho. Sem mais puxa-saquismos, pretendo apenas ratificar o charme e a bossa desse lugar, que é o sonho de consumo de muitos cariocas e turistas, sem dúvida.

De antemão, já temos um símbolo magnífico na Rua Aníbal de Mendonça, que é a sua esquina com a Vieira Souto, a mais invejada das avenidas. O valor estratosférico do metro quadrado é justificado, claro, pela presença do marzão que a margeia. A relação da praia com a nossa rua em questão é que ela se inicia exatamente no melhor trecho da Vieira Souto, ou melhor, na melhor parte da praia de Ipanema. Pelo menos em minha opinião o Posto 10 é imbatível, longe de quaisquer tipos de bagunça. Percepção e preferência minha, há quem possa discordar.


Além disso, para gostar da Rua Aníbal de Mendonça você tem que simpatizar-se, acima de tudo, com as coisas sofisticadas – entre elas, muito comércio no estilo frufru. Delicatessens e lanchonetes, dessas tituladas de comidinhas rápidas, funcionam no modelo “bunda de fora”. Uma maneira inteligente de comportar um empreendimento por um custo mais razoável em um mercado sedento por novidades. Aliás, o nicho comercial da Aníbal é um prato cheio para empresários que apostam no foco em diferenciação. O público é variado e disposto a pagar mais por produtos triviais entre outros de melhor qualidade, como pizzas artesanais e roupas de grife. Assim, o cara pão-duro deve passar longe de lá, pois uma garrafa de água consegue custar o dobro (ou o triplo) do que na Uruguaiana ou até mesmo no vizinho bairro de Copacabana.

Um dos detalhes mais adoráveis da Aníbal de Mendonça são os jardins suspensos. Em todas as quadras, desde a Vieira Souto até a Epitácio Pessoa, o tronco das árvores foram cuidadosamente enfeitados com pequenos vasos de flores, na altura perfeita para livrá-los do vandalismo típico de alguns cidadãos. Aliás, são essas flores que dão o toque todo especial a rua, que não conta com muitos jardins por suas calçadas. Pelo menos não tão bem cuidados quanto os do Leblon, em grande parte mantidos por lojistas da Ataulfo de Paiva. A verdade é que o colorido das flores é um diferencial e por mais que nos deparemos com situações pouco agradáveis pelo caminho (leia-se cocô de cães), a presença das ditas cujas é suficiente para injetar, de forma imaginária, um perfume de jasmim nessas agruras urbanas.

A sofisticação da Rua Aníbal de Mendonça tem mais a ver com o comportamento de quem circula por lá, pelo comércio instalado e pela pouca quantidade de sujeira tão peculiar às ruas do Rio do que pela sua arquitetura. Os prédios de Ipanema não chegam aos pés dos de Copacabana, bairro-símbolo da arquitetura glamurizada, típica dos anos 40 e 50. Ipanema, apesar de sua condição de bairro favorito hoje, verticalizou-se em um momento de mediocridade arquitetônica. Os novatos são moldados no perfil de edifícios da Barra da Tijuca, com varandas espelhadas. É o hit dos lançamentos imobiliários e o carioca valoriza esse modelo. Eu não. Aqueles levantados na década de 70 fazem o estilo insosso, não têm nada muito chamativo; são apenas blocos de concreto com janelas. Por sua vez, algumas joias podem ser encontradas lá pelas ruas Redentor e Nascimento Silva, assim como a presença de poucas e graciosas casas convertidas em butiques.

Voltando ao tópico “comércio”, é preciso reconhecer que as lojas de nível mais alto são um chamariz de pessoas elegantes e, como efeito, muito bonitas. A elegância dos que circulam por Ipanema é diferente, por exemplo, das também elegantes senhoras que circulam pela Oscar Freire, em São Paulo. É um elegante informal, suave, que cai bem com o perfil do bairro, mas que não combina, por exemplo, com o climão do Centro do Rio. Ou seja, como prega a mídia, Ipanema dita moda e uma é inerente a outra.

Bom, conclui-se que não é à toa que todos querem Ipanema. Diante do panorama meio decadente e largado dos outros bairros da cidade, uma imersão pela Rua Aníbal de Mendonça é colírio para os olhos.


O charme dos jardins suspensos e as lanchonetes em estilo “bunda de fora”.

O cruzamento da Aníbal de Mendonça com a Rua Prudente de Moraes e a esquina com a Visconde de Pirajá, onde há uma colorida venda de flores e plantas.

O trecho nas imediações da Rua Redentor é calmo e com ares de cidade do interior.


asruasdorio.contato@gmail.com


Quer ver mais imagens da Rua Aníbal de Mendonça? Curta a página do As Ruas do Rio no Facebook!

METRÔ

Maria Amelia Loureiro: Sim para o metrô na N. Sra. da Paz

Rio - A Estação Nossa Senhora da Paz do metrô não é um projeto novo. Ela foi concebida ainda nos anos 70, como parte da futura expansão da Linha 1 pela Zona Sul. Não temos dúvida de sua importância para a cidade e para Ipanema. Uma estação de metrô não é um bem exclusivo para os moradores do bairro. Ela deve ser entendida como parte de um processo de integração de diferentes regiões da cidade. No caso, vai beneficiar não só os moradores do entorno da praça, mas também os da Lagoa e todos os que diariamente trabalham no comércio, nos hotéis, nos edifícios comerciais e nas residências.

O benefício se estende ao meio ambiente, com a diminuição da quantidade de veículos nas ruas e consequentemente a redução das emissões de gases poluentes. A praça não será destruída. É o que garante o corpo técnico da Secretaria Estadual de Transportes, que, através de estudos, elaborou um projeto que preserva ao máximo as árvores do local. A Estação Jardim de Alah, apesar do nome, será na confluência da avenidas Ataulfo de Paiva e Afrânio de Melo Franco, no Leblon, a 2,3 km da Estação General Osório. Estudos internacionais recomendam que a distância entre estações, em áreas urbanizadas, deva ser de no máximo 800 metros. Concluindo, é para se pensar: se a linha passará bem embaixo da praça, não faz sentido nenhum não termos a estação para beneficiar os que estão na superfície.

A Associação de Moradores de Ipanema (Amipanema) participa do movimento ‘O metrô que o Rio precisa’, que reúne outras 27 entidades representativas. Maus informações sobre a nossa causa podem ser obtidas através do site www.metroqueorioprecisa.com.br.

Maria Amelia Loureiro é presidente da Associação de Moradores de Ipanema, com integrantes da entidade

.O DIA

METRÔ


Ignez Barretto: Contra o metrô na N. Sra. da Paz

Rio - Ipanema não é contra o metrô, inclusive porque já o temos, e ele é muito bem-vindo. O não queremos é a Estação Nossa Senhora da Paz.

A Praça Nossa Senhora da Paz é a única do bairro. É nosso pulmão; suas árvores centenárias abrigam uma fauna que vive desta flora tão exuberante. Ela e seu entorno são tombados definitivamente por decreto municipal, lei vigente há mais de 30 anos.

Entendemos que o bairro já vai ficar servido em suas duas pontas pelo metrô com a Estação Jardim de Alah. Ipanema é pequena e plana, e seu charme consiste exatamente em percorrê-la a pé, incentivando o comércio forte e variado.

A distância entre as duas estações é perfeitamente recorrível. Mesmo o trabalhador que não mora no bairro está a cinco minutos de seu local de trabalho saindo em qualquer das duas estações. Desde a inauguração do Shopping Leblon, o fluxo de pessoas naquela região aumentou em centenas de vezes. O resultado é que, dado o movimento bastante maior, a queda nas ocorrências policiais é vertiginosa. A estação Nossa Senhora da Paz vai esvaziar esta conquista, constituindo um retrocesso na segurança pública.

Os técnicos dirão que a distância entre as estações deve ser tal, etc. Nós entendemos que a técnica existe para servir à população, e não ao contrário.

Segundo as pesquisas feitas pelo Projeto de Segurança de Ipanema, 91,37% dos moradores não querem a Estação Nossa Senhora da Paz.

Cabe ao governo ouvir a população. Muitos problemas e até mesmo tragédias poderão ser evitados.

Ignez Barretto é coordenadora do Projeto de Segurança de Ipanema

.O DIA

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

FALTA DE RESPEITO COM IPANEMA


Cenário longe de ser cheio de graça

Depois de prefeitura dar licença para competição ciclística, Parque Garota de Ipanema perde ajuda da iniciativa privada

Rafaela Santos (rafaela.santos@oglobo.com.br)



.


RIO - "Olha que coisa mais linda / mais cheia de graça". Os versos iniciais da canção "Garota de Ipanema", de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, poderiam servir de inspiração para conservar o parque que leva o nome da música. Há 17 anos, o Parque Garota de Ipanema, no Arpoador, integra a Área de Proteção Ambiental das Pontas de Copacabana e do Arpoador. Ou seja, no local não são permitidas atividades que afetem o ecossistema. No entanto, a Fundação Parques e Jardins e a Secretaria municipal de Meio Ambiente autorizaram a realização da Taça Brasil Open de Bicicross, a ser realizada amanhã e domingo.

Agora, a construção de uma pista de BMX divide o espaço com árvores que deveriam estar protegidas. A permissão dada pela prefeitura vai custar caro. A Grendene e o Instituto-e, que adotaram o local, vão deixar de investir na sua manutenção, conforme informou o jornalista Ancelmo Gois em sua coluna no GLOBO .

A autorização para o evento foi o estopim para que as instituições deixassem de gastar mais de R$ 150 mil por ano no Garota de Ipanema. A adoção aconteceu em 2008, quando foram investidos R$ 700 mil na revitalização do parque. Diretora do Instituto-e, Nina Braga disse que, para a ação ser completa, deveria ser um soma de forças do terceiro setor, do governo e de frequentadores do parque. No entanto, afirma ela, essa parceria não estava acontecendo:

- Faltava colaboração de quem passava pelo local e, muitas das vezes, praticava atos de vandalismo. Isso, somado à falta de apoio do governo, que não ampliava a segurança do lugar, tornou difícil manter a conservação.

Associação de moradores critica licença para evento
"
É um absurdo haver tratores e caminhões circulando numa área de preservação ambiental
"
--------------------------------------------------------------------------------
.Segundo a assessoria da Fundação Parques e Jardins e da Secretaria de Meio Ambiente, a importância do evento foi o motivo da liberação, e a licença foi concedida em caráter excepcional. Os órgãos alegam ainda que só será permitida a entrada de atletas e equipes de apoio - e não do público. Para ceder o espaço, foram feitas exigências: os organizadores do evento se comprometeram a manter as áreas nas mesmas condições em que as encontraram. Também se comprometeram a executar melhorias e serviços de recuperação das instalações, caso haja algum dano.

A presidente da Associação de Moradores de Ipanema, Maria Amélia Loureiro, criticou a permissão para o evento. Na sua opinião, o parque já estava degradado:


- Sem os investimentos deles (Grendene e Instituto-e), ficará ainda pior. É um absurdo haver tratores e caminhões circulando numa área de preservação ambiental.

Quem frequenta o lugar também está preocupado. A moradora de Copacabana Kátia Miguez costuma levar o filho de 2 anos para brincar no parque, mas diz que está sempre atenta:

- O cercado está solto e qualquer criança pode se machucar. Além disso, os brinquedos estão sem manutenção e enferrujados - disse.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

VERGONHA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!




Prezados,

Por meio desta mensagem, comunicamos que estamos cancelando a adoção do Parque Garota de Ipanema por parte do Instituto-E e Grendene. Como vcs tiveram a oportunidade de acompanhar, desde 2008 não poupamos esforços para melhorar este espaço público. Ao longo destes anos, mais de um milhão de reais foram investidos sem que os resultados fossem duradouros, como desejamos.
Infelizmente, a ausencia de um contigente adequado de policiamento capaz de coibir atos de vandalismo, somada à falta de cidadania de muitos cariocas que teimavam em praticar atos ilícitos de diferentes magnitudes que só danificavam seu próprio patrimônio, ocasionou uma percepção generalizada de que o PGI estava abandonado uma vez que o montante da verba da qual dispunhamos para manter o Parque não estava dimensionada para reconstruir – já que a destruição era uma constância – as inúmeras benfeitorias que havíamos introduzido.
À esta ausência de reconhecimento do valor do nosso trabalho por parte do publico em geral, constatamos que alguns orgãos publicos tampouco primaram por respeitar as normas presentes no termo de adoção firmado entre as partes. O exemplo mais recente – e contundente – foi o fato de que na última sexta feira, dia 21, ao fazermos uma inspeção de rotina no Parque para, pela enésima vez, recompor as cercas dos canteiros, nos deparamos com uma movimentação no PGI jamais vista. Tratores e caminhões se revezavam para despejar e deslocar toneladas de terra para construção de uma pista de bicicross, sem que ninguém tivesse nos consultado e/ou informado a respeito. Por se tratar de um Área de Proteção Ambiental, supervisionada – como qq outro parque municipal - pela Fundação Parques e Jardins, entramos em contato com esta instituição, que tampouco sabia de nada.
E, por tudo isto, entendemos que era chegada a hora de repensar nossa parceria e solidificar nossas atuaçoes em outras áreas. Consequentemente,no início desta semana protocolamos o ofício abrindo mão da adoção
Esperando contar com sua compreensão, colocamo-nos à disposição para somarmos nossos esforços em outras frentes e agradecemos pela sua colaboração ao longo dos últimos anos.


Cordialmente,


Nina Almeida Braga










NOVIDADES NA ORLA



quarta-feira, 26 de outubro de 2011

AO ANÔNIMO QUE ESCREVEU !

Esse comentário foi colocado no blog,só que de forma anônima.Por que????Será que quem colocou está com medo de aparecer,que vergonha!

Está aí colocado e junto estão os comentários !Precisa mais algum????


Lá em baixo te deduraram !Lamento



aquele abraço


Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "PEGA LADRÃO !!!":

Caríssima I, querida R.

Achei estranho você não ter colocado no blog a nota do Ancelmo Gois de hoje, porque?? Achei muito válido o que ele escreveu... olha só:

Ipanema diz sim

Ao contrário da turma de Higienópolis, que fez beicinho para a chegada do metrô ao bairro paulistano de bacanas, a carioca Ipanema quer é mais.
Pesquisa da Associação de Moradores e Amigos de Ipanema, com 1.500 habitantes e comerciantes do bairro, mostra que 65% dos entrevistados são a favor da construção de novas estações ali, inclusive na Praça Nossa Senhora da Paz.


Não acredita??? Olha o link ai: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/posts/2011/10/26/ipanema-diz-sim-413283.asp

Quero ver você comentar alguma coisa agora! ;)
Aquele abraço.


METRÔ
Ipanema diz sim
Ao contrário da turma de Higienópolis, que fez beicinho para a chegada do metrô ao bairro paulistano de bacanas, a carioca Ipanema quer é mais.
Pesquisa da Associação de Moradores e Amigos de Ipanema, com 1.500 habitantes e comerciantes do bairro, mostra que 65% dos entrevistados são a favor da construção de novas estações ali, inclusive na Praça Nossa Senhora da Paz.





Nome: Ana Cláudia Marques de Castro - 26/10/2011 - 15:31
Por que não fazer mais uma estação no Jardim de Alah? Não sou moradora de Ipanema (moro na Zona Norte) mas compreendo a preocupação das pessoas com a descaracterização da Praça Nossa Sra. da Paz. Entre os quarteirões da Praça General Osório e a Nossa Sra. da Paz há um trecho de caminho razoavelmente curto, de forma que não seria estritamente necessária uma estação nesta última. No Jardim de Alah a distância é bem maior, acho que seria mais em conta.

Este comentário é ofensivo ou inapropriado?
Denuncie aqui




Apelido: juninhoII - 26/10/2011 - 12:59
Em todo lugar do mundo o metrô é bem vindo e útil.

Já por aqui...

Este comentário é ofensivo ou inapropriado?
Denuncie aqui




Apelido: Atercal - 26/10/2011 - 12:33
É preciso citar a "TURMA DE HIGIENÓPOLIS", falar em "BEICINHO" e "BAIRRO DE BANACA" em SP?

Ciatr que a "CARIOCA IPANEMA" é a favor da estação do metro?

DANIEL além de bairrista, cria mais rivalidade entre os estados e se mostou um "PANACA" da CARIOCA IPANEMA.

Anselmo, mais uma vez :- "QUEM NASCEU EM FREI PAULO, NUNCA CHEGA A SÃO PAULO"!!!!!!!!!!

Este comentário é ofensivo ou inapropriado?
Denuncie aqui




Apelido: PuntoeBasta - 26/10/2011 - 12:02

Inclusive na Praça Nossa Senhora da Paz!!

Uma lastima.
Esta pesquisa e tal qual as das eleiçoes ?? Fabricada !

Ja temos tao poucas praças, a N. Sra da Paz e uma pas poucas praças que esta em bom estado de conservaçao - graças as grades -.

Uma praça que e frequentada por todas as idades!!

Colocar uma saida do Metro sera um caos nao so por pouco tempo - construçao - mas para todo o sempre !!

Ipanema perdera, certamente, o ambiente bucolico que a praça tem preservado.


Este comentário é ofensivo ou inapropriado?
Denuncie aqui




Apelido: Taratatá - 26/10/2011 - 11:47
Sou moradora do bairro e a favor de mais uma estação de metrô, mas sou contra descaracterizar a praça Nossa Senhora da Paz, que, inclusive, é tombada. Acho que o Jardim de Alah ou algum ponto mais perto do final de Ipanema seria indicado. O bairro não é tão grande assim e é perfeitamente possível caminhar da Joana Angélica ou Maria Quitéria até a Praça General Osório ou até o Jardim de Alah. Em todas as cidades do mundo, dependendo de onde se está, é natural caminhar cerca de três ou quatro quarteirões para chegar a uma estação, por que no Rio haveria de ser diferente? Por que fazer estações com apenas três ou quatro quarteirões de distância umas das outras? O metrô já está mais do que sobrecarregado com o número de estações existentes, que tal melhorarmos o servico antes de aumentar o crescimento?

Este comentário é ofensivo ou inapropriado?
Denuncie aqui




Nome: José Antonio Ferreira de Oliveira - 26/10/2011 - 11:37
Só dondocas podem ser contra a estação do Metro em Ipanema. E estaria perfeita na Praça Nossa Senhora Da Paz. Beneficiaria milhares de pessoas que moram ou trabalham no bairro. Recomendo que as dondocas e os esnobes decadentes do bairro que comprem imóveis em Miami e se mudem.

Este comentário é ofensivo ou inapropriado?
Denuncie aqui

terça-feira, 25 de outubro de 2011

PEGA LADRÃO !!!

Guardas municipais prendem homem que furtou bolsa de motorista em Ipanema

Jornal do Brasil


Agentes do Grupamento de Ações Especiais (GAE) da Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop) detiveram um homem que furtou uma motorista em Ipanema, na Zona Sul, na manhã desta terça, 25 de outubro. Carlos Alberto da Silva Santos, que possui cinco passagens pela Polícia por roubo, quebrou o vidro do veículo da vítima, que estava parado no sinal na esquina da Avenida Vieira Souto e Rua Vinícius de Moraes, e furtou sua bolsa. Alertados por pessoas que presenciaram a cena, guardas municipais perseguiram e prenderam Carlos Alberto, que foi encaminhado para a 14ª DP (Ipanema), onde o caso foi registrado como furto qualificado (artigo 155 do Código Penal).

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

METRÔ

Moradores protestam contra nova estação do metrô em Ipanema

Nem toda a comunidade é contrária a estação, diz associação de moradores


Do RJ no Ar


= A criação de uma estação do metrô na praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, provocou polêmica no bairro. Um grupo de moradores fez uma manifestação contra a estação, com cartazes e colhendo assinaturas de apoio.
A associação de moradores do bairro disse que a estação tem apoio da comunidade, mas os organizadores da manifestação afirmam que não existe necessidade de sacrificar a praça para construir uma nova saída do metrô. Segundo eles, a praça é a única área de lazer do bairro.
A estação na praça já estava prevista no projeto original de ampliação do metrô. Ela fará parte da linha quatro, que liga a zona sul a Barra da Tijuca, na zona oeste.

http://videos.r7.com/nova-estacao-de-metro-em-ipanema-rj-causa-polemica/idmedia/4ea53c06e4b04498d46b1690.html











COMENTÁRIOS


Rio, 23/10/2011

Prezados voluntários do PSI,

Estamos todos de parabéns pelo sucesso de nossa manifestação de ontem. O resultado foi muito além de todas as expectativas. Tivemos mais de quinhentas presenças, o que significa que mais de 1% dos moradores do bairro atendeu ao nosso apelo e foi expressar publicamente a sua opinião. A mídia compareceu em peso, o que nos dá muita legitimidade. Foi um momento emocionante! As pessoas de maneira pacífica, informal, de acordo com as possibilidades de um movimento totalmente voluntário, exerceram a sua cidadania colocando para o Governo do Estado a sua opinião sobre uma intervenção que será profunda em nosso bairro, desrespeitando o tombamento da praça vigente há mais de trinta anos e que sobre tudo vai contra a opinião da maioria absoluta da população de Ipanema. É claro que não há unanimidade em nada, mas as opiniões favoráveis à estação foram absolutamente irrelevantes. Nós convidamos todo o bairro, colocamos as faixas em lugares públicos, deixamos os convites nas portarias dos prédios etc. de modo que, se só apareceram duas pessoas para se dizerem contrárias à nossa demanda num universo de mais de quinhentas que foram colocar a sua posição contrária à estação de metrô na Praça N. Sra. da Paz, podemos ficar tranqüilos e saber que realmente expressamos o desejo de mais de 90% dos moradores do bairro, o que bate com a nossa enquete feita entre Abril e Maio de 2011.

Foi muito bonito, o esforço conjunto de todos, cada qual fez a sua parte.

AGRADECIMENTOS

Temos de agradecer em especial ao Paulo Amendoeira pela arte dos convites e do manifesto, Ao Paulo Cintura pelo apoio, ao Demétrius pela impressão de 10.000 convites, pelas mudas e xerox do manifesto, à Sonia por ter conseguido o RJ-TV, ao grupo organizador, e a todos que divulgaram e distribuíram os convites

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÕES

A deputada estadual Aspásia Camargo fez um requerimento de informações através da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa à Secretaria Estadual de Transportes nos seguintes termos:

Considerando que a população não foi ouvida e que há severas críticas por parte das entidades, moradores, empresários atuantes em Ipanema quanto à implantação da estação pede que sejam expedidas as seguintes informações;

1) se existe decisão definitiva quanto a implantação da Estação N. Sra. da Paz.

2) Quais os fundamentos técnicos- encaminhar todos: - planos, cálculos, relatórios e demais documentos que fundamentem tecnicamente a obra.

3) Se já foi realizada licitação para a obra da referida estação. Enviar cópia do contrato administrativo, com todos os anexos ou informar a previsão da realização da licitação.

4) Qual o valor de implantação da referida estação- enviar detalhamento de todos os custos envolvidos. Qual a redução dos custos caso não se concretize a estação N. Sra. da Paz

5) Quais os prazos previstos para início e conclusão da obra, bem como a data prevista para a inauguração da estação.

6) Quais os impactos decorrentes da obra de implantação desta estação, em especial os ruídos, poeira, trânsito fechamento total ou parcial de vias, derrubada de árvores ou retirada de vegetação, interdição total ou parcial da Praça N. Sra. da Paz, obstáculos ao acesso a edificações ou estabelecimentos comerciais ou de serviços ( informar detalhadamente). Quais medidas previstas para mitigação ou compensação desses impactos.

7) Se já foi iniciado o processo de licenciamento ambiental da obra – informar o número do processo e cópia do mesmo.

8) Quais as distâncias entre a estação Gen. Osório e a da Praça N. Sra. da Paz; entre esta e a futura do Jardim de Alá. Quais as distâncias entre as demais estações da Linha 1 e 2.

9) Foram previstos estudos de não implantação da estação N. Sra. da Paz e se afirmativo, encaminhar estes estudos.

Ignez

domingo, 23 de outubro de 2011

INCIDENTE





Incidente

Obra da Cedae danifica válvula de tubulação da CEG no Jardim de Alah



Fabíola Gerbase (fabiola.gerbase@oglobo.com.br)



RIO - Uma tubulação da CEG foi atingida por uma retroescavadeira da Cedae que fazia obras dentro do Jardim de Alah, em Ipanema, na manhã deste sábado, por volta das 11h20m. O choque danificou a válvula da tubulação e provocou um vazamento de gás, que assustou pedestres e moradores da área. O incidente causou a interdição da Avenida Epitácio Pessoa, no trecho paralelo ao Jardim de Alah, entre a Rua Visconde de Pirajá e a Lagoa. Por causa disso, formou-se grande engarrafamento no local, chegando à Avenida Ataulfo de Paiva, no Leblon.

O barulho do vazamento de gás, que durou pouco mais de uma hora, podia ser ouvido a um quarteirão de distância e chamou a atenção de uma patrulha da Polícia Militar. Os bombeiros foram acionados pelos policiais e isolaram a área. Depois deles, chegaram ao local técnicos da CEG e uma ambulância do Samu. Não houve feridos. Um forte cheiro de gás tomou conta do entorno do Jardim de Alah.

A funcionária da Embrapark Helena Ferreira, que trabalhava na rua no momento do problema, acompanhou o tumulto. Ela estava esperando uma motorista estacionar o carro quando foi surpreendida pelo barulho e o cheiro do gás.

- Foi um susto grande. Fez um barulho muito forte e começou a subir uma fumaça preta. Saí logo de perto - contou, acrescentando que houve correria na rua.

O congestionamento formado por causa da interdição da via prejudicou um estudante que perdeu a prova do Enem , realizada neste sábado.

Por volta das 12h40m, o registro de gás da área foi fechado e o barulho parou. A via foi reaberta ao tráfego às 13h30m. O caso foi registrado na 14a DP (Leblon), que enviou um perito ao local. Ele recolheu a válvula danificada depois de sua substituição, feita por técnicos da Cedae no início da tarde. Segundo a assessoria de imprensa da CEG, o acidente não interrompeu o abastecimento de gás na região.


sábado, 22 de outubro de 2011

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ





Moradores de Ipanema protestam contra metrô no bairro

Eles alegam que estação seria desnecessária e provocaria impacto ambiental



Segunda estação de metrô de Ipanema ligará as linhas 1 à linha que leva à Barra da Tijuca, bairro das Olimpíadas
São Paulo – Moradores do bairro de Ipanema, na Zona Sul do Rio, fizeram, neste sábado, uma manifestação contra a construção de uma estação de metrô no bairro. Eles alegam que a benfeitoria pode causar grande impacto ambiental na Praça Nossa Senhora da Paz, onde deve ser instalada.


O protesto ocorreu na própria praça, que é tombada pelo município do Rio de Janeiro. Os manifestantes defendem que a construção de uma estação de metrô ali seria um desrespeito ao tombamento. Além disso, consideram-na desnecessária, uma vez que o bairro já abriga uma estação de metrô e receberá outra, no Jardim de Alá. A estação Nossa Senhora da Paz serviria para integrar a linha 1 à linha que leva à Barra da Tijuca, bairro onde será realizada a maioria dos jogos olímpicos.

“Foi lembrado, inclusive, que assim que a Estação Jardim de Alá estiver concluída, a estação ora pretendida ficará ociosa, esvaziada, como já ocorre com a estação Cantagalo”, diz a ata da reunião do dia 17 de outubro do Projeto de Segurança Ipanema, entidade organizadora do protesto deste sábado.

A mesma ata diz que, segundo enquete da entidade, a construção da estação contraria a vontade de 91,37% dos moradores de Ipanema. Um abaixo-assinado será entregue ao governador Sérgio Cabral.

O caso lembra a polêmica em torno da construção de uma estação de metrô na Avenida Angélica, no bairro paulistano de Higienópolis, no meio deste ano. Há tempos a associação de moradores do bairro se colocava contra a decisão do governo paulista, até que a empresa que administra o metrô de São Paulo optou por mudar a localização da estação Higienópolis.

A mudança dividiu opiniões, repercutiu na internet e levou a discussões sobre se a medida seria técnica ou motivada por um suposto elitismo de parte dos moradores da região. Como resultado, foi organizado uma manifestação a favor da estação no local original.

MANIFESTAÇÃO




RJ: grupo protesta contra metrô em Ipanema


O movimento foi organizado pelo PSI (Projeto de Segurança de Ipanema)

Entre os cartazes exibidos pelo grupo está um com a frase: "Ouçam a população. Metrô na Praça, Não!"

Foto: Adriano Ishibashi/Futura Press


Da Redação noticias@band.com.br


Um grupo de moradores de Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro, realizou neste sábado um protesto contra a instalação de uma estação de metrô na Praça Nossa Senhora da Paz.

O protesto foi organizado pelo PSI (Projeto de Segurança de Ipanema), um grupo de moradores que apresentou uma pesquisa, na qual, segundo eles, a maioria dos moradores do bairro é contra a passagem do metrô por ali.

MANIFESTO




Manifestação

Moradores de Ipanema fazem protestos contra a criação de estação de metrô

Fabiola Gerbase (fabiola.gerbase@oglobo.com.br)




RIO - Moradores de Ipanema realizam um ato de protesto desde as 11h deste sábado, na Praça Nossa Senhora da Paz, contra a criação de uma estação de metrô no local. Cerca de 150 pessoas já passaram pela praça e deixaram o nome em um abaixo-assinado promovido pelos organizadores do protesto, membros do movimento Projeto de Segurança Ipanema.

Eles argumentam que duas estações - a já existente na Praça General Osório - e a que está prevista para o Jardim de Alah - são suficientes para o bairro e que a estação na Praça Nossa Senhora da Paz significaria a destruição do local e um grande impacto ambiental na região.

Um levantamento feito pelo Projeto de Segurança de Ipanema (PSI) apontou que a maioria dos moradores do bairro é contra a passagem do metrô por ali. No total, 1.168 habitantes votaram contra a construção da nova estação. Somente 123 moradores se mostraram a favor da novidade na praça.


VAZAMENTO DE GÁS

RJ: bombeiros controlam vazamento de gás em Ipanema


Notícia

Uma escavadeira da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE) do Rio de Janeiro atingiu uma tubulação de gás natural da CEG e causou um forte vazamento na manhã deste sábado no Rio de Janeiro e o Corpo de Bombeiros do Estado foi chamado às 11h28 para conter um escapamento na Rua Epitáfio Pessoa, esquina com Rua Barão da Torre, na região de Ipanema, segundo informações da assessoria de imprensa.

De acordo com os bombeiros, o vazamento não deixou vítimas, uma vez que não houve explosão ou chamas no local. Às 14h, o vazamento já havia sido contido. Quatro viaturas e 12 homens do Corpo de Bombeiros foram levados ao local que chegou a ser isolado, com desvio do trânsito.

Mais notícias de Cidades »

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ





















MANIFESTO

Moradores de Ipanema protestam contra nova estação de metrô

Eles levaram cartazes em defesa da Praça Nossa Senhora da Paz.

Manifestantes fizeram abaixo-assinado para governador do Rio.


Do RJTV

Moradores de Ipanema, na Zona Sul do Rio, fizeram um protesto, neste sábado, contra o projeto de mais uma estação de metrô no bairro. Os manifestantes levaram cartazes e distribuíram panfletos em defesa da preservação da Praça Nossa Senhora da Paz, onde está prevista a obra de expansão da Linha 1, que será integrada à Linha 4.

Para eles, a obra vai causar um grande impacto ambiental no bairro. Os moradores fizeram um abaixo-assinado. Segundo eles, o documento será entregue ao governador Sérgio Cabral, ao secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, e também ao Ministério Público.

De acordo com os manifestantes, a estação do metrô na Praça General Osório, já em funcionamento, e uma outra prevista para o Jardim de Alah são suficientes para atender ao bairro.

A secretaria estadual de Transportes informou que em todo lugar do mundo a distância entre estações do metrô deve ser de no máximo 800 metros. De acordo com a secretaria, entre a Praça General Osório e o Jardim de Alah são 1.800 e, por isso, existe a necessidade de uma estação no meio do caminho. A previsão é que a Linha 4 do metrô comece a operar em 201

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

INTERDIÇÃO

Avenida em Ipanema terá faixa bloqueada para obra em tubulação de esgoto

Jornal do Brasil


Avenida Vieira Souto, em Ipanema, terá uma faixa parcialmente interditada neste domingo, dia 23, das 8h às 22h, para obra de substituição na tubulação de esgoto.

O fechamento será no trecho entre as Avenidas Epitácio Pessoa e Borges de Medeiros, em frente ao Jardim de Alah, na pista junto à ciclovia.

Em portaria divulgada ontem, dia 20, para conhecimento prévio dos moradores e dos motoristas, a Coordenadoria de Regulamentação concedeu a autorização à empresa respnonsável pela obra.

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ




















Estação de metrô em praça divide opinião de moradores de Ipanema


Estação da Linha 4 está prevista para a Praça Nossa Senhora da Paz.


Moradores são contra porque temem o fim da praça, mas há quem apoie

.
Lilian Quaino
Do G1 RJ


A Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, com suas árvores de 80 anos (Foto: Lilian Quaino/G1)O projeto de construção de uma estação do metrô na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, Zona Sul do Rio, como parte da Linha 4, que deve ficar pronta para operar em 2015, vem dividindo a opinião de moradores, que marcaram para a manhã de sábado (22) um protesto em plena praça, mas de forma bem-humorada, com aulas de ginástica e música, segundo a organizadora, Ignez Barreto, antiga moradora do bairro.


Dono brinca com o cachorro na grama


(Foto: Lilian Quaino/G1)Ela diz que o encontro servirá para uma reflexão sobre a real necessidade de uma estação ali, já que existe a da Praça General Osório, há poucas quadras, no mesmo bairro.

Rodrigo Moreira, morador do bairro há 40 anos, desde que nasceu, é totalmente contra o metrô na praça.

"É desnecessário. A estação General Osório é bem perto daqui. Além disso, na praça tem árvores de mais de 80 anos", contou ele, que todos os dias leva seu cãozinho basset daschund para passear no local.


Maurício e a neta Clara; ele é contra o metrô na praça (Foto: Lilian Quaino/G1)Mesma opinião tem outro morador, Maurício Graccho, que brinca com a neta Clara na pracinha.

"Sou contra o metrô porque vai destruir a praça. E também vai aumentar o trânsito de pessoas estranhas ao bairro".

Já a arquiteta Maria Bacelar, outra moradora, é a favor do metrô e explica:

"Serão menos ônibus circulando nas ruas do bairro. E a obra, sendo subterrânea, não significa qus a superfície vá ser destruída. A obra não precisa desfigurar a praça", disse ela, exercitando-se com a filha Carolinna nos aparelhos de ginástica.


A arquiteta Maria e a filha Carolinna são a favor da estação (Foto: Lilian Quaino/G1)Maria Justina Felipe, que vive em Ipanema há 30 anos, concorda, dizendo que vai ser bom para todo mundo.

"E vai diminuir o número de ônibus na rua. As pessoas vão chegar mais rápido com o metrô. Sou a favor".

Já a babá Maria Aparecida Lopes, que cuida das crianças na pracinha, é contra o metrô.

"Onde as crianças vão brincar? Já tem metrô na General Osório. Minha patroa também é contra".

Pulmão do bairro


A organizadora do protesto marcado para sábado é a moradora Ignez Barreto, coordenadora do Projeto Segurança Ipanema (PSI), um movimento voluntário apartidário que foca o trabalho na segurança do bairro "não apenas em termos de repressão, mas do melhor aproveitamento do espaço público, da limpeza, dá regularização fundiária e urbanística da comunidade do Cantagalo", segundo explicou.

Ela disse que, em maio, os 600 voluntários do PSI organizaram uma enquete em que foram ouvidos 1.168 moradores de Ipanema em 60 prédios e apenas 126 moradores apoiaram o metrô na Praça Nossa Senhora da Paz.

"91,37%dos entrevistados foram contra. A praça é única no bairro, é o pulmão de Ipanema com árvores de mais de 80 anos. A praça e seu entorno são tombados pela prefeitura há 30 anos. A obra do metrô causara um enorme impacto ambiental, destruindo fauna e flora",disse ela.

Ignez explicou ainda que o bairro é pequeno e que os moradores estão habituados às caminhadas, um dos motivos de o bairro ter um forte comércio de rua. Ela teme que o metrô na praça possa acabar com esse hábito do ipanemense.

"A estação é desnecessária já que a estação General Osório é muito próxima. De uma a outra, a viagem levaria menos de um minuto", calculou.







quinta-feira, 20 de outubro de 2011

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ



























Saiu hoje no Globo


revista ZONA SUL e coluna GENTE BOA









quarta-feira, 19 de outubro de 2011

ATA 17 / 10 / 2011

Ata da Reunião de 17 de outubro de 2011

Local e Horário : Colégio Notre Dame às 18:00 h

Participantes : 8 voluntários,



A Coordenadora Ignez Barreto deu início aos trabalhos ,agradecendo a participação de todos nossos colaboradores na organização do evento da Praça N.Sra.da Paz e em especial ao Tony Teixeira que muito eficientemente providenciou as faixas que foram fixadas no gradil da praça convocando a população, bem como atuando em outros detalhes.

(1)EVENTO NA PRAÇA

O movimento , no próximo dia 22 de outubro, sábado,das 11:00 às 13:00 h objetiva demonstrar para as autoridades o quanto aquele aprazível local é importante para seus freqüentadores – moradores ou não. Lutamos pela natureza ; pelas árvores centenárias, PELO TOMBAMENTO QUE DEVE SER RESPEITADO e contra a construção do Metrô, que acumula muitos aspectos desfavoráveis.O Governo do Estado , ao insistir nessa obra estará contrariando a vontade manifestada pelos moradores de Ipanema- 91.37% segundo nossa enquete; contra a Tradição, a Natureza e o Tombamento, ou seja, Desrespeito Total ! Foi lembrado,inclusive,que assim que a Estação Jardim de Alá estiver concluída,a estação ora pretendida ficará ociosa, esvaziada, como já ocorre com a estação Cantagalo.

1.1.Prestação de Contas : Informado saldo credor, excedente , de R$ 80,00 (oitenta Reais) que será empregado na reposição de plantas e gradil protetor naquela Praça ;

1.2.Atrações : Divulgado que o músico George Israel,convidado por uma de nossas voluntárias fará uma apresentação, a ser confirmada.As demais atrações já anunciadas , continuam mantidas : aula de Aeróbica com Paulo Cintura; estátua viva ; apresentação de músicos locais; distribuição de mudas, etc.A voluntária Pabla Alessandra fará uma performance envolvendo os participantes do evento ;

1.3.Crachás :Grace Fabor sugeriu e os presentes acataram que os voluntários providenciem crachás, de modo que o público possa identificá-los facilmente, para maiores esclarecimentos ;

1.4.Mídia : Deveremos contar com cobertura da imprensa e telejornal local.Ignez tem mantido contato e está otimista quanto a esse tipo de divulgação;

1.5.Ponto de Encontro : Acertado com os voluntários, colaboradores, a chegada uma hora antes , ou seja, às 10:00, para os devidos ajustes finais, em frente ao portão central da Pça.N.Sra.da Paz.

(2) “ DESENROLANDO A SERPENTINA”

Ana Archer explanou sobre a reunião com a Presidente da SEBASTIANA, Liga dos Blocos da Zona Sul, Centro e Santa Tereza.Participaram também os organizadores do Carnaval de Recife e Salvador.Há grande interesse das representações aproximarem-se dos moradores, visando uma aliança cujos acordos atenderiam a todos.Informado que no passado os patrocinadores repassavam parte da verba para os blocos e atualmente, na gestão do Prefeito Paes todo o valor segue integralmente para os cofres da Prefeitura.O representante da Riotur ficou de reunir o grupo mais uma vez, em data a ser definida.

Ignez apresentou Proposta do PSI :

(1) Somente um bloco ou Banda de Ipanema desfilando,por dia;

(2) Conscientização na venda de bebidas, com restrições severas a menores de idade;

(3) Maior fiscalização evitando as irregularidades verificadas no Carná-2011;

(4) Imputar responsabilidade aos Patrocinadores ,em casos de danos materiais, pessoais e ao meio ambiente.A voluntária Raquel lembrou,inclusive, que um dos patrocinadores levanta a bandeira da “Sustentabilidade” porém na prática a teoria é outra.

(3)BAILES NO CANTAGALO

Mais uma vez, em conversa com o Capitão Nogueira da UPP/Cantagalo Ignez deixou claro que os bailes naquela Comunidade são, atualmente, atividade comercial de entretenimento lucrativa , envolvendo grande numero de pessoas tanto na organização quanto reunindo grande publico não somente local mas de outras partes da cidade.Consequentemente, esses organizadores é que devem arcar com os custos do tratamento acústico da quadra.Monica, da Entrelaces , está providenciando orçamentos para serem repassados.



Próxima Reunião : 7 de novembro de 2011, 18:00,Colégio Notre Dame

Ata por GRACE FABOR..








EMAIL RECEBIDO


ALGUEM JA VIU O LETREIRO DA NOVA DROGARIA VENÂNCIO NA RUA VISCONDE DE PIRAJÁ QUASE ESQUINA COM RUA VINÍCIUS DE MORAIS????

É IMPOSSÍVEL ALGUM ORGÃO DA PREFEITURA TER APROVADO AQUELA ABERRAÇÃO ESTÉTICA EM NOSSA MAIS COMERCIAL RUA....

EU JA FUI COMERCIANTE, E MEU LETREIRO NA ÉPOCA , TIVE QUE CONFIAR A ELABORAÇÃO A UM ARTISTA PLÁSTICO, PARA QUE FOSSE APROVADO PELA PREFEITURA DE NITEROI NO BAIRROD E ICARAÍ
.
POR FAVOR, A DROGARIA POP(VISCONDE DE PIRAJÁ ESQUINA COM FARME DE AMOEDO) E A DROGARIA VENÂNCIO , ESTÃO TORNANDO A VISCONDE DE PIRAJÁ UM SAARA GROTESCO.

SERÁ QUE PRECISAREMOS DE UM KASSAB NO RIO DE JANEIRO?

MARCIO

terça-feira, 18 de outubro de 2011

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Vigilância Sanitária encontra 100 kg de alimentos irregulares em padaria

A cozinha do local em Ipanema, na Zona Sul do Rio, foi interditada.


O outro estabelecimento também tinha produtos fora da validade.

Do G1 RJ

9 comentáriosDuas padarias em Ipanema, na Zona Sul do Rio, foram multadas nesta terça-feira (18), por fiscais da Vigilância Sanitária e da 6ª Região Administrativa. Numa delas, a cozinha foi interditada e 100 kg de alimentos sem data de fabricação ou validade foram inutilizados. As informações são da subprefeitura da Zona Sul.

Ainda segundo a subprefeitura, a cozinha foi interditada porque saía água com aspecto amarelado das torneiras do segundo andar do estabelecimento. A padaria foi multada em mais de R$ 2 mil por falta de asseio e venda de produtos fora do prazo de validade.

O café anexo à padaria foi notificado a retirar o deck de madeira, com mesas e cadeiras, da calçada. O estabelecimento não tinha autorização para utilizar o lugar.

Na outra padaria, fiscais encontraram seis embalagens de iogurte que estavam fora do prazo de validade e foram jogadas fora. A padaria recebeu uma multa de R$ 1.071.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

CASOS DE POLÍCIA

Dois braços são achados no mar da praia do Arpoador

Segundo os bombeiros, eles seriam do corpo de uma mulher

iG Rio de Janeiro

Dois braços que seriam do corpo de uma mulher foram achados boiando no mar da praia do Arpoador, em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira (17), segundo informações do Corpo de Bombeiros.

Leia também: Jovem é assassinada e corpo é enterrado na praia

Banhistas acharam os braços e chamaram a polícia. De acordo com a PM, em um deles havia uma tatuagem com nome de Leonan.

No parque dos Patins, na Lagoa, na zona sul, foi achado o corpo de um morador de rua. De acordo com a PM, ele morreu por causas naturais que ainda não foram relevadas.

ABANDONO - VERGONHA !



O DIA

Click do Leitor: Lago abandonado em Ipanema

.
Foto: Leitora Neuza Machado


Rio - O estado de abandono de um lago da Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, impressionou a leitora Neuza Machado. “Parece mais uma praça largada de subúrbio. Prova de que há descuidos por todo o Rio, mesmo num bairro nobre como Ipanema”, lamenta.

sábado, 15 de outubro de 2011

HORÁRIO DE VERÃO 15 / 10

Fim só depois da festa

Por causa do carnaval, horário de verão terá uma semana a mais

Agência Brasil




BRASÍLIA - O horário de verão começa no primeiro minuto do próximo domingo. Os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão adiantar seus relógios em uma hora. Desta vez, o novo horário vai terminar uma semana mais tarde, no dia 26 de fevereiro, porque na data prevista por lei seria o terceiro domingo de fevereiro, que é carnaval.

INFOGRÁFICO : Relógios devem ser adiantados em uma hora. Confira o mapa

De acordo com o decreto que instituiu o horário de verão, quando há coincidência entre o dia previsto para o término da hora de verão e o domingo de carnaval, o encerramento deve ser no domingo seguinte. O objetivo é evitar que, em meio a um feriado, a população acabe esquecendo de ajustar os relógios.

- O pessoal está em festa e aí há uma mudança de horário, realmente o reflexo seria negativo - explicou o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grüdtner.

Grüdtner informou que a previsão do governo é que haja uma redução entre 4,5% e 5% da demanda de energia no horário de pico, entre o fim da tarde e o início da noite, semelhante ao que foi registrado no ano passado (4,4%). A redução total de consumo deve ficar em torno de 0,5%.

Uma novidade deste ano é a adesão da Bahia , a pedido do governador do estado, Jaques Wagner. Ele solicitou a inclusão com o objetivo de manter o governo baiano alinhado ao horário de Brasília.

Anac pede que passageiros confirmem horário de voos

A Agência Nacional de Avião Civil (Anac) recomenda que os passageiros entrem em contato com as companhias aéreas para confirmar os horários de decolagens de voos e, assim, evitar transtornos.

A recomendação da Anac vale em especial para voos com origem ou destino na Bahia, por ser a primeira vez que o estado é incluído no horário de verão. Os demais estados com horário alterado são Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, e o Distrito Federal.

PARQUE GAROTA DE IPANEMA

Enviado por Pablo Rebello -


A nova garota de Ipanema da Zona Sul

A música de Vinicius de Moraes e Tom Jobim marcou gerações, serviu de trilha sonora para milhares de casais apaixonados e ganhou o mundo. Mesmo após tantas décadas de existência, a melodia continua a inspirar artistas como Romero Britto, autor da escultura que será inaugurada em breve no Parque Garota de Ipanema, no Arpoador.

A obra de arte captura a simplicidade e a sensualidade da canção imortal em traços coloridos, numa mistura de características dos vários biotipos femininos que embelezam a Praia de Ipanema. O local escolhido para receber a peça também atende ao apelo do mar, pertinho da cerca que separa o parque do calçadão onde caminham os banhistas. Até parece que a expressão da moça de pedra aprecia o quebrar das ondas a poucos metros de distância.

Feito todo com peças de vidrotil de tamanho irregular, o desenho forma um mosaico colorido que fica mais bonito com os reflexos da luz solar. Uma empresa de São Paulo se encarregou da montagem do mosaico, enquanto outra firma de Porto Alegre ficou responsável por produzir a base de concreto da nova estátua.

O artista mora em Nova York e doou o monumento para a cidade. Romero Britto nasceu em Recife e se mudou para Miami aos 25 anos, quando alcançou fama internacional com sua arte pop profundamente influenciada pelos trabalhos de Matisse e Picasso.

O subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos, explicou que o local escolhido para abrigar a estátua foi definido após uma vistoria no parque realizada juntamente com a Fundação Parques e Jardins, o Instituto-E e a Associação de Moradores de Ipanema. Eles levaram em conta o pedido do artista de deixar a escultura num local que não atrapalhasse a passagem de pedestres.

— Sem dúvida, a estátua vai agregar mais valor à paisagem do parque e atrair visitantes de todos os lugares — opina Ramos.

JOGOS PAN AMERICANOS

HOMENAGEM À IPANEMA

O desenho do uniforme utilizado pela delegação brasileira no desfile de abertura dos Jogos Pan-Americanos confundiu a apresentadora Ana Paula Padrão durante a transmissão da Record.

Durante a entrada dos brasileiros no estádio Omnilife, em Guadalajara, Maurício Torres consultou Ana Paula Padrão: “Está aí o uniforme desenhado por Oskar Metsavaht. Agradou, Ana Paula?”

Ela respondeu: “Agradou muito, lembra o calçadão de Copacabana”. Mas, na verdade, o desenho é inspirado no calçadão da praia de Ipanema, também no Rio de Janeiro:

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

COMPAREÇA !!!!!!



















Jogos Pan-americanos/Bastidores -



Brasil será o décimo a desfilar na cerimônia de abertura
Guadalajara (México)

A delegação brasileira será a décima a desfilar na cerimônia de abertura dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, marcada para esta sexta-feira. O local será o Estádio Omnilife. A informação foi confirmada pela organização do evento.

Os atletas nacionais vestirão uniformes criados por Oskar Metsavaht, os quais estamparão um calçadão de Ipanema estilizado. Além disso, o porta-bandeira do Time Brasil será o mesa-tenista Hugo Hoyama.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press


O mesa-tenista Hugo Hoyama será o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de abertura do Pan de GuadalajaraO estádio destinado à solenidade tem capacidade para 45 mil lugares e todos os ingressos estão esgotados. A festa será composta pelos shows de artistas mexicanos Vicente Fernandez, Alejandro Fernandez, Maná, Lila Downs, Eugenia León e pelo grupo colombiano Juanes.

A festa será baseada em tradições mexicanas, repleta de luzes e cores e com os tradicionais mariachis. Produzida pela Five Currents, do norte-americano Scott Givens, a mesma empresa que produziu as cerimônias de abertura e de encerramento do Rio 2007, a celebração terá, entre os momentos especiais, o centro do gramado se transformando em uma nuvem.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

FISCALIZAÇÃO EM ALBERGUES

Polícia Civil realiza operação para fiscalizar albergues na Zona Sul


Jornal do Brasil


Policiais da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT) estão neste momento realizando uma operação para fiscalizar albergues na Zona Sul do Rio de Janeiro. Já foram encontrados produtos vencidos e documentos irregulares. Três pessoas foram detidas em Ipanema.

Na ação participam 45 agentes da especializada e das Delegacias do Consumidor (DECON), de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) e de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA). Os policiais estão agora na Rua Barão da Torre, 175, em Ipanema.

HORÁRIO DE VERÃO 15 / 10

Horário de verão começa à meia-noite de sábado e lojas de rua devem ficar abertas até mais tarde para garantir lucro.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

VERÃO CHEGANDO !



Verão chegando e com ele ,academias de ginática na areia,distribuição de barracas e cadeiras aos assinantes do Globo ,som dos carros dos barraqueiros aos berros tocando funk,etc.............................



PARQUE GAROTA DE IPANEMA














Sem doce balanço


Insegurança e má conservação afastam frequentadores do Parque Garota de Ipanema

O Globo, com a colaboração dos leitores Carlos Borges e Roberta Moura

RIO - O Parque Garota de Ipanema não tem feito jus ao charme de seu nome. Com brinquedos quebrados, grades soltas e pouca segurança, a área de lazer do bairro da Zona Sul tem afastado frequentadores. Embora tenha sido adotada pelo Instituto-E, da Grendene, que investiu R$ 600 mil no local desde 2008, a região sofre com a falta de manutenção, denunciam os leitores Carlos Borges e Roberta Moura.


"O descaso é permanente no parque. Ainda com tentativas de melhorar a área, a falta de segurança no local não permite que os trabalhos tenham continuidade. Não há jardim, lixeiras e os brinquedos estão constantemente quebrados. Sem falar nos inúmeros assaltos que ocorrem ali em plena luz do dia", diz Roberta Moura.

Para a presidente da Associação de Moradores de Ipanema, Maria Amélia Loureiro, a estrutura do parque melhorou após investimentos privados. No entanto, ela reconhece que a segurança é falha na região, principalmente quando a noite cai.


- À noite, o parque fica abandonado, não tem segurança - resume.

Assim como a representante do bairro, o Instituto-E afirma que a ação constante de vândalos tem prejudicado a conservação do parque. Com isso, a verba mensal, doada pela Grendene para a manutenção de jardins e aparelhos, é aplicada em reformas emergenciais. O instituto admite, ainda, que falta segurança na área, relatando furtos constantes de cabos de luz, "o que torna o local escuro e mal frequentado".

Além das melhorias realizadas desde 2008 - com o desenvolvimento de um projeto paisagístico, cercamento de canteiros, obras de drenagem e repavimentação, assim como a reforma do parque infantil -, o Instituto-E planeja o reparo e pintura das gangorras nos próximos meses.



A entidade disse que vai solicitar aos órgãos públicos o reforço da vigilância, além da regularização do sistema de abastecimento de água e a reposição da fiação.


Reforço na segurança
A respeito da falta de segurança no parque, a Polícia Militar informou que implementou o patrulhamento com motos para reforçar a segurança no local. O órgão informou, ainda, que a vigilância é realizada 24 horas no local, com policiamento a pé, a cavalo, na cabine e em viaturas.

Já a Guarda Municipal disse estudar a possibilidade de incluir uma dupla de agentes permanentemente no parque. Atualmente, a guarda faz rondas motorizadas e a pé das 7h às 19h, horário de funcionamento do parque.

O Parque Garota de Ipanema, que ocupa 25,8 mil metros quadrados, foi inaugurado em 1978 e, em 1994, passou a integrar a área de proteção ambiental das pontas de Copacabana e do Arpoador. Já serviu de palco para shows gratuitos memoráveis, como o do cantor Tim Maia.

Este texto foi escrito com a ajuda de um leitor do Globo. Quer participar também e enviar sua notícia?Clique aqui
Links patrocinados.
.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

CONVITE ! !



Vamos ter a participação do Paulo Cintura que fazer dar uma atividade de exercícios aeróbios para as pessoas que estiverem na praça, distribuição de mudas, músicos voluntários e outras atrações.

- Faremos um protesto pacífico , mas vamos mostrar ao Governo do Estado do Rio de Janeiro que os moradores de Ipanema não querem que a nossa praça se descaracterize, que suas árvores vão abaixo, que nossas crianças e velhinhos percam o seu local predileto de lazer, que a fauna e a flora do local seja depredada e isto sem a menor necessidade uma vez que com duas estações uma em cada ponta do bairro - Gen. Osório e Jardim de Alá, Ipanema vai estar muito bem servida de metrô.

domingo, 9 de outubro de 2011

ATA 03/ 10 / 2011

Ata da Reunião de 3 de outubro de 2011

Local : Colégio Notre Dame

Participantes : 11 voluntários,

Sr. Tony Teixeira, assessor do Vereador Carlo Caiado



1.Audiência / Linha 4

A Coordenadora, Sra. Ignez Barreto, abriu a sessão explanando sobre o contato que teve com o promotor Carlos Frederico Saturnino , da Promotoria de Tutela Coletiva e Defesa da Capital.

Ressaltada que se a ação for bem sucedida, ou seja se a construção da continuação da Linha 1 do metrô , considerada inviável, pela Justiça, nossos problemas acabarão, sem necessidade de maiores desdobramentos, porque sem a Linha 1 a estação N. Sra. da Paz deixa de existir.



2.Manifestação Pró-Praça N.Sra. da Paz

Ficou decidida a data de 22 de outubro próximo, sábado , no horário das 11:00 às 13:00 h, o evento programado pelo PSI e Quadrilátero do Charme, conforme detalhado , abaixo :

Faixas - Deverão ser colocadas frente às Ruas V.Pirajá , Joana Angélica e M.Quitéria , bem visíveis pelos passantes , tanto pelo fluxo de tráfego quanto transeuntes. Sugeridos os dizeres " A PRAÇA É NOSSO PULMÃO.NÃO À ESTAÇÃO !" e " RESPEITEM

O TOMBAMENTO DA PRAÇA ! ESTAÇÃO NÃO ! "



Tony ficou encarregado de providenciar orçamentos e viabilizar confecção.As faixas serão importantes para convocar a população local e chamar a atenção da população flutuante , aquela que não é moradora de Ipanema , mas por aqui circula bastante.Será excelente recurso para motivar as pessoas a participar.



Convites e Panfletos - Ignez se encarregará de providenciar os lay outs que serão oferecidos pelo escritório de criação gráfica Paulo Amendoeira, o restaurante Fazendola oferecerá a confecção dos convites e o vereador Caiado a dos panfletos que serão distribuídos no evento.Nestes panfletos o PSI lista as razões de serem contrários à construção desta estação ;

Mudas de plantas - À cargo da colaboradora Nazaré ;

Balão do Greenpeace - Sendo providenciada a participação do Greenpeace.Para tanto, Tony mantém contato com aquela entidade.Aguardando retorno.

Balões em geral - Para ornamentar os arcos da Praça: Sendo providenciados por Ignez, orçamentos e execução.

Participação de Artistas -Está sendo aguardado retorno da Sra. Sonia Tomé no sentido da participação de alguns artistas da Rede Globo, voluntários e simpáticos à causa;

Mídia/contatos - A cargo de Roselene , através do blog e Ana e Ignez, através seus contatos pessoais.

Ignez também contatará a Sra. Lucimar , da Paróquia N.Sra. da Paz , no sentido de obter do Pe. Manuel autorização para colocação de convites na mesinha de entrada bem como a participação de representantes da Igreja para aderirem ao movimento , levando em conta que foi justamente a Paróquia quem há poucos anos obteve o tombamento da Praça e tão importante argumento quanto - a segurança da construção da edificação , já que acabaram de completar 90 anos - quase um século ! existindo sim , grande preocupação quanto aos seus alicerces, pilares, etc.



3."Desenrolando a Serpentina"

O PSI e Quadrilátero do Charme, nas pessoas dos Coordenadores Ignez Barreto , Ana Archer, Monica Garcia e Bruno Pereira, estarão presentes na reunião que será realizada , sábado próximo , dia 08/10 , nas dependências do IAB - Instituto dos Arquitetos do Brasil para ,juntamente com a Presidente da Sebastiana - Liga dos Blocos da cidade do RJ ; representantes da Prefeitura e de carnavalescos de outros estados debaterem sobre o carnaval , em 2012.

O grupo levará proposta de agenda, organizando o desfile dos blocos e Banda do Bairro - um por dia; a ratificação dos cuidados com a comercialização de bebidas ; o ordenamento das ruas , a fim de se evitar o caos verificado neste ano.

Ana apresentou slides mostrando irregularidades verificadas neste Carnaval - 2011.

Deverá ser obtido , por escrito , documento de intenções que, esperemos, sejam cumpridas pelos organizadores.

Independentemente dessa ação , também ficou de ser planejado movimento no sentido de alertar a Riotur e patrocinadores do Carnaval 2012 , que " esse ano não vai ser igual aquele que passou "... As brincadeiras ( direitos ) de uns não podem prejudicar o bem-estar (direito idem ) dos outros. Estaremos de olho vivo para que não sejam repetidas as barbaridades - vandalismo, venda de bebidas a menores e por menores, sujeiras nas ruas, atos de urinar publicamente, impossibilidade de os moradores poderem desfrutar de descanso, ou seu direito de ir e vir ameaçados , pois não podem sair nem receber visitas, verificados nos últimos festejos de Momo.Lembramos e ressaltamos que a maciça maioria de freqüentadores de blocos e bandas não são de Ipanema.Vêm de outros bairros e turistas, do Brasil e Exterior, atraídos pelo carnaval de rua , grátis, sem controle.Por não terem compromisso com o bairro , aqui estando somente na condição de foliões em usufruto do bônus , deixam rastro de destruição e aborrecimentos para os residentes , que ficam com o ônus - prejuízos materiais e pessoais.



4.UPP/Cantagalo - A comunidade funkeira insiste na realização dos bailes e o Comando da PM na necessidade de colocação de proteção acústica da quadra a fim de que a comunidade do entorno, tanto na favela como no bairro - MAIORIA da população atingida! não seja prejudicada.

Entende o PSI que quem organiza os eventos é quem deve arcar com esse tipo de despesa.Monica, da ONG Entrelaces ficou de providenciar cotação de preços.O Comandante da UPP fará uma reunião com o PSI, e os organizadores do evento. Se não houver consenso , será feita representação junto ao Ministério Publico.



A próxima reunião será no dia 17/10 às 18:00 h, no Colégio Notre Dame

Ata por Grace Fabor



--------------------------------------------------------------------------------

FEIRA HIPPIE






Sala é montada com peças de dez barracas da Feira Hippie por R$ 7,8 mil


RIO - São tantas bolsas de couro, pulseiras de palha e camisetas alternativas, que é curioso imaginar como um cômodo da casa pode ser montado e decorado usando, apenas, produtos da Feira Hippie de Ipanema. E mais: no meio da Praça General Osório, em plena tarde de domingo. Pois na segunda reportagem da série "A casa vai à rua", o arquiteto Thoni Litsz criou uma sala completa e artesanal por R$ 7,8 mil. E ainda provocou interação com alguns expositores.

LEIA MAIS:Na primeira reportagem da série, sala é montada num cruzamento da Saara e sai por R$ 15,5 mil

LEIA TAMBÉM: Os profissionais e os preços das peças que fazem parte da sala montada na Feira Hippie

VÍDEO: Tem uma sala no meio da Feira Hippie

- Vocês estão querendo roubar os meus clientes, é? - brincou um artesão ao perceber que o ambiente estava sendo montado numa área próxima a da sua barraca de telas de pintura.


--------------------------------------------------------------------------------
..Dos 200 estandes da feira, dez vendem móveis e mais de cem, objetos de decoração. A maior parte desse nicho fica concentrada na esquina das ruas Jangadeiros e Prudente de Moraes. Depois de comer o pudim de tapioca típico da feira, Thoni enveredou pelo corredor por um par de horas para buscar as peças do projeto. O grande painel de couro (R$ 2 mil), da artesã Mari Pomp, com desenhos de pássaros brasileiros gravados à mão, foi o primeiro a ser levado ao centro da praça.

O sofá da barraca vizinha, de couro com base de cedro (R$ 1.900), feito pela expositora Marlene Silveira, foi em seguida, definindo o estilo rústico do cômodo. Faltava um toque branco para combinar com as pedras portuguesas da praça e fazer o contraste com a madeira e o couro do sofá. No Atelier Giovanni e Rita Fornezi, Thoni encontrou o tapete cor de gelo, feito de pelo de $(R$ 450, com 2mx1,5m) e os pufes com estampa de vaca (a partir de R$ 130). Dos mesmos artesãos, é a cadeira de sucupira e assento de couro (R$ 480).


As peças casaram tão bem com o ambiente ao ar livre que visitantes da feira perguntavam se poderiam descansar um pouco naquele cenário. Ainda não podiam, pois, para delimitar o espaço, faltavam o biombo (R$ 450) e a mesa lateral, ambos de ferro, do artesão Ivan Jilek, um dos organizadores da Feira Hippie. Já o baú, de couro e compensado naval (R$ 560), dos artistas Marco Antônio e Madalena de Oliveira, foi instalado no meio da sala para servir de mesa de centro. Mas o arquiteto, inquieto, ainda não estava satisfeito.


- É preciso ter cuidado, pois o uso excessivo de móveis rústicos pode fazer o ambiente ficar pesado demais - dizia Thoni, enquanto a turista boliviana Carla Irusta tentava registrar todos os detalhes do nosso miniprojeto de decoração com sua câmera fotográfica.

Bem, para deixar o cômodo mais leve, o arquiteto colheu flores de tecido (R$ 13 cada) na barraca da artesã Maria de Lurdes Seabra, que foram colocadas no vaso azul de vidro fundido (R$ 280) do expositor Sérgio Barros. Almofadas de tafetá em tons de vinho e lilás com pingentes (entre R$ 35 e R$ 38), de Adelaide Guimarães, completaram o cenário, junto à dupla de bonecas pintadas em cabaça e porcelana (R$ 60 cada), a nega charmosa e maluca (R$ 90) e o trio de galinhas (R$ 25 cada), da artista plástica Vanessa Lima. Pronto. Agora, sim, a casa tinha ido à praça.


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

SEBASTIANA


Evento discute superlotação de blocos no carnaval de rua do Rio

Diretores de blocos e autoridades vão se reunir com moradores.

Liga defende manter percurso original dos blocos mais tradicionais.

Tássia Thum
Do G1 RJ


Ciclo de debates discute melhorias para o carnaval


de rua do Rio (Foto: Tássia Thum/G1)Diretores de blocos carnavalescos do Rio se reuniram, na noite desta sexta-feira (7), com representantes dos órgãos de turismo de Salvador e Recife, para trocar ideias e discutir melhorias para o carnaval de rua, em 2012. Entre os principais assuntos a serem debatidos estão a superlotação de alguns blocos e o deslocamento deles para outros pontos da cidade.

O secretário municipal de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, também participou do ciclo de debates, batizado de “Desenrolando a Serpentina”.

Uma das organizadoras do encontro, Rita Fernandes, presidente da Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro (Sebastiana), disse que no sábado (8) haverá uma nova reunião dos diretores dos blocos de rua com integrantes das associações de moradores de bairros que reclamam dos transtornos causados pela folia. O evento, promovido pela Globo Rio, acontece no Instituto de Arquitetos do Brasil.

“Acredito que este é um momento propício para as ideias surgirem, trocar experiências com quem já faz carnaval de rua há muito tempo, além de resgatarmos a tradição dos blocos de rua”, comentou Rita, que realiza a série de debates pelo quarto ano.


O Cordão da Bola Preta antecipou o carnaval e se
apresentou no evento (Foto: Tássia Thum/G1)O diretor da Sebastiana, Nei Barbosa, enfatizou que vai defender o percurso original dos blocos mais tradicionais do Rio, como o Simpatia é quase amor, Suvaco de Cristo e Barbas. Os cortejos acontecem em Ipanema, Jardim Botânico e Botafogo, todos na Zona Sul.

“Vamos acertar o cumprimento dos horários de saída e concentração dos blocos. Estamos abertos a melhorias, para evitar o caos”, frisou Barbosa.

Moradores x foliões
O secretário de Turismo do Rio, Antonio Pedro Figueira de Mello, disse que o importante é chegar a um consenso para garantir mais conforto ao folião e aos moradores das áreas por onde passam os blocos.

“O mais importante é adequar a quantidade de blocos, espalhando-os pela cidade, olhando a capacidade de carga de cada bairro. O nosso objetivo é superar e melhorar a festa a cada ano, com o intuito de promover a harmonia entre todos os envolvidos”, disse o secretário.

Intercâmbio carnavalesco
O presidente da Empresa de Turismo de Salvador (Saltur), Cláudio Tinoco, prometeu trazer ao encontro experiências do carnaval baiano, principalmente em relação à oferta de serviços públicos, como transporte, segurança, limpeza e saúde. Segundo Tinoco, a folia de rua em Salvador é composta por quase 300 entidades carnavalescas, entre blocos de afoxé, estrelas da axé music e camarotes nos principais circuitos.

“Vou colocar em pauta algumas questões de organização do espaço, inspeção dos trios elétricos, captação de patrocínio privado para o carnaval de rua e campanhas de conscientização para que se evite, por exemplo, o xixi na rua. Acho importantíssimo esse intercâmbio entre as três principais cidades de carnaval de rua do país”, concluiu Tinoco.

Após o debate, o Cordão da Bola Preta antecipou o clima de carnaval, tocando marchinhas tradicionais. A Orquestra Leviana também se apresentou no final da noite.

Serviço:
Debate: 'A cidade é nossa em fevereiro?'
Instituto dos Arquitetos do Brasil
Rua do Pinheiro, 10, Flamengo
Horário: no sábado (7), das 18h às 22h30; no domingo (8), das 14h às 22h30

12 de OUTUBRO DE 2011














www.movimento31dejulho.blogspot.com



CONVOCAÇÃO – Aos Cidadãos Brasileiros



Quando: Dia da Criança, 12 de outubro 2011, quarta-feira - 13:00 h

Onde: Copacabana, Av. Atlântica, Posto 4.



TODOS JUNTOS CONTRA A CORRUPÇÃO E A IMPUNIDADE



para darmos às nossas crianças um GRANDE presente:



A PERSPECTIVA DE UM BELO FUTURO PARA O BRASIL



Sem pressão da sociedade para mudar o que acontece hoje, nossas crianças jamais terão:



Saúde de qualidade, Educação de qualidade, Segurança, e sem a ROUBALHEIRA IMPUNE do dinheiro dos contribuintes;


Corruptos e corruptores na cadeia, devolvendo o que roubaram do povo brasileiro;


Deputados e Senadores “Ficha Limpa” trabalhando todos os dias pelo bem do Brasil;


Governantes competentes e zelosos do interesse público, que não as envergonhem diante de tamanho descaso com a Moralidade e a Ética;


Juízes (concursados, principalmente nos Tribunais Superiores) julgando para a sociedade, e não acobertando interesses pessoais dos corruptos que os nomearam;


PARTICIPE DESTE MOVIMENTO APARTIDÁRIO E AUTÊNTICO

EM DEFESA DA DEMOCRACIA, DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO

E PELO FUTURO DOS CIDADÃOS BRASILEIROS



Vamos em frente, o Brasil precisa de nós e nós somos o Brasil !!!

BAIRROS .COM

Enviado por Pablo Rebello -


Medo da dengue em Ipanema

A faixa fixada em frente ao imóvel resume a situação. Abandonada desde 2007, a casa de número 157 da Rua Redentor, em Ipanema, transformou-se numa fonte de preocupação para moradores da região. Eles alegam que o local se tornou um perigoso foco de dengue, além de ninho de ratos.

— Coloquei a faixa para ver se fazem alguma coisa. Ninguém toma providências — diz a vizinha Ana Maria Guimarães, preocupada com a própria saúde.

Só este ano foram registrados mais de 5.500 casos de dengue na Zona Sul. Na região, Ipanema é o bairro que tem o maior número de imóveis fechados notificados: 17. A Secretaria municipal de Saúde e Defesa Civil prevê uma epidemia em 2012 e tem intensificado as ações preventivas. Nas últimas semanas, agentes visitaram a Urca e as comunidades de Pavão, Pavãozinho e Cantagalo. O superintendente de Vigilância em Saúde, Márcio Garcia, pede que a população denuncie a existência de possíveis criadouros pelo telefone 1746

BAIRROS .COM



Enviado por Bruna Talarico -


Barão do caféMarcos Modiano fala sobre a bebida que é tradição e paixão nacional

São quase 15 anos do mais puro cafezinho. E quem pensa que o segredo está apenas nos grãos especialmente selecionados, na torrefação feita quase na frente do cliente ou na água especialmente filtrada, sem cloro, precisa prestar mais atenção quando der um pulinho ao Armazém do Café. Por trás das sete lojas espalhadas pela cidade — são cinco só na Zona Sul — está o catalão Marcos Modiano, de 63 anos, que trocou o mercado financeiro por outro, mais palatável: o cafeeiro.

Morador de Ipanema, ele gosta de dizer que se, como economista, sua formação, ele lidava com milhões de quatro ou cinco, hoje trabalha com tostões de muita gente.

— Sou uma vítima do Armazém do Café. Comecei pequenininho, com o que era para ser uma loja de café gourmet, com torrefadora para o café daquela loja, em Ipanema. Mas o cheirinho chamava o público, e fui empurrado a crescer muito rápido — conta.

De família burguesa — seu tio, Humberto Modiano, foi o maior exportador de café na década de 70 —, ele introduziu no Brasil o que apenas se ouvia falar nas terras tropicais. Capuccinos, irish coffes e mais um punhado de variantes da bebida foram provados pela primeira vez na rede aberta por Modiano.

E se, na infância, ele via no futebol um possível futuro profissional, o que Modiano dribla, hoje, são infortúnios do mundo gastronômico. Com a alta do dólar levando cafeterias a passar o ponto pela cidade, ele usa Darwin e sua teoria evolucionista para explicar um possível futuro dos estabelecimentos do ramo:

— Os fracos morrem antes. Os fortes morrem depois, ou sobrevivem, formando uma nova espécie. Li outro dia que a Starbucks vai investir dois milhões na América Latina. Eu digo: seja bem-vinda, porque o jovem de hoje vai ser o adulto de amanhã. Se agora ele toma um fast food de café, depois vai tomar um café gourmet no Armazém do Café. Só espero não viver tanto para presenciar isso.

BAIRROS .COM

Enviado por Pablo Rebello -


Capacitação praiana

Precisa de uma cadeira? Um guarda-sol? Deu vontade de tomar uma bebida gelada para rebater o calor? Os barraqueiros estão na praia de olho nas necessidades dos clientes. Mas nem sempre esses comerciantes possuem a formação necessária para oferecer um serviço de qualidade.

Essa percepção levou o Instituto-E, ONG da Osklen, a desenvolver o projeto Praia Mais, que capacitará 50 barraqueiros das praias de Copacabana, Ipanema e Leblon até o ano que vem. Aulas de inglês, educação ambiental, empreendedorismo, cooperativismo e gestão de negócios fazem parte da programação. No total, foram investidos R$ 235 mil na iniciativa.

— Oferecemos aulas interativas direcionadas para o universo dos vendedores da praia. Temos tido um retorno muito positivo da parte deles — destaca a diretora do Instituto-E, Nina Braga.