PERIGO !

Bueiro solta fumaça no bairro de Ipanema

Técnicos da Light foram chamados para verificar a ocorrência




...Técnicos da Light, concessionária que administra o fornecimento de energia no Rio, foram acionados nesta sexta-feira (30) para verificar um problemas em um bueiro que soltava fumaça na esquina das ruas Visconde de Pirajá e Farme de Amoedo, no bairro de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro.

Segundo a assessoria de imprensa da concessionária, os técnicos verificaram o problema em um cabo de média tensão e até as 14h permaneciam no local tentando realizar os reparos.

A empresa afirmou ainda que não houve necessidade de interromper o fornecimento de energia e nem há risco de explosão.

PEGA LADRÃO !!!

Integrantes da 'gangue das bicicletas' são apreendidos em Ipanema


POR LUARLINDO ERNESTO

Rio - Dois adolescentes, ambos de 17 anos, foram apreendidos quando tinham acabado de roubar cordão de ouro de senhora na Rua Francisco Otaviano, em frente ao parque Garota de Ipanema, na Zona Sul da cidade, nesta sexta-feira. Eles estavam em uma bicicleta e surpreenderam a vítima. A polícia tem realizado diligências para desarticular a quadrilha.

Agentes do serviço reservado do 23º Batalhão da PM, que estavam patrulhando a área, correram e detiveram os infratores. Segundo os policiais, os rapazes são integrantes da "gangue da bicicleta", que age nos bairros do Leblon, Ipanema, Copacabana e Botafogo, atacando as vítimas para roubar relógios de marcas, anéis, cordões de ouro e celulares. Os dois, reconhecidos pela última vítima, foram levados para a 14ª DP (Leblon).

BAIRROS .COM

Enviado por Bairros.com -

Empório Naka em nova loja


Amanhã, a marca Empório Naka inaugura sua terceira loja. A partir de agora, as It girls da Zona Sul vão poder conferir todas as novidades em Ipanema, na Rua Visconde de Piraja 595 loja D. O evento de lançamento da nova coleção será das 15h as 20h. A promoter Ana Paula Barbosa comanda a vip list.

INCÊNDIO



Incêndio

Fogo atinge escola municipal em Ipanema, na Zona Sul do Rio

Waleska Borges (waleska.borges@oglobo.com.br)

e Flávia Milhorance

(flavia.milhorance@oglobo.com.br)



RIO - Um incêndio atingiu a Escola Municipal Henrique Dodsworth, na esquina das ruas Henrique Dumont e Nascimento Silva, em Ipanema, na manhã desta quarta-feira. De acordo com a Polícia Militar, houve um curto-circuito em um ventilador de uma sala do terceiro andar e as chamas se espalharam por todo o pavimento.

O fogo já foi controlado. Ainda há três carros do Corpo de Bombeiro e uma viatura da Polícia Militar realizando perícia no local. No momento do incêndio, os alunos estavam no recreio e foram liberados. Não houve feridos.

LIMPEZA DO LAGO



PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ









ABANDONO DE UMA PRAÇA



PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ









PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ





















SERA??????



Desde junho ,depois de 5 protocolos e vários pedidosde conserto,por outra fontes,HOJE APARECEU A CEDAE PARA FAZER O CONSERTO !
Esperamos que dessa vez seja bem feito ,pois o que foi perdido de água,dava para encher um belo reservatório e a judar muitas pessoas que precisam.


METRÔ


A frente parlamentar em defesa do traçado original da Linha 4 do metro esteve reunida hoje com o procurador geral do Ministério Público Estadual, Cláudio Lopes.

Os parlamentares estão preocupados com o andamento das obras sem que até hoje o Governo do Estado tenha apresentado os documentos técnicos que demonstrem a viabilidade do novo traçado. Na reunião, o procurador-geral, dr Claudio Lopes, acompanhado do promotor Carlos Andrezano, da promotoria de Defesa do Consumidor, prometeu ainda essa semana uma manifestação sobre o caso.

Paralelamente a essa ação, segue o trabalho desenvolvido pelo promotor Carlos Frederico Saturnino e 23 associações de moradores reunidos no grupo “O Metrô que o Rio precisa”. O tempo vai se esgotando e o Governo do Estado persiste na execução de uma obra que contraria o interesse publico.

Estavam presentes os vereadores Andrea Gouvêa Vieira (PSDB), Eliomar Coelho (PSOL), Paulo Pinheiro (PPS), Sonia Rabello (PV), os deputados estaduais Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB) e Marcelo Freixo (PSOL) e os deputados federais Alessandro Molon (PT) e Stepan Nercessian (PPS).

METRÔ

‘Puxadinho’ do metrô é opção equivocada

O governo do Rio de Janeiro já está tocando as obras de extensão do metrô do Rio até a Barra da Tijuca, a partir de Ipanema, uma das mais importantes intervenções urbanísticas da agenda do poder público com vistas às Olimpíadas de 2016. Tanto quanto movimentar máquinas e operários, também avança a polêmica sobre o traçado escolhido para a nova rede, mobilizando forças da sociedade contrárias ou favoráveis à opção em curso.
A necessidade de aumentar a malha metroviária é um consenso, em razão das demandas de transporte da Região Metropolitana – que, se não forem atacadas com profundas e estruturais transformações na política para o setor, inviabilizarão de vez o sistema viário fluminense. Mas, se esse é um ponto em que há concordância geral da sociedade, o mesmo não se pode dizer do projeto escolhido para esticar a malha da Zona Sul à Zona Oeste. As críticas ao programa de expansão são consistentes e deveriam ser levadas em conta.
Recentemente, o Clube de Engenharia integrou-se à lista de críticos do projeto. Em carta ao governador Sérgio Cabral, a entidade defendeu a ideia de se fazer a expansão com vistas ao futuro aproveitamento da estação da Gávea, a ser construída, como cruzamento entre a atual Linha Um e a Linha Quatro, tal como previsto inicialmente.
A proposta do Clube reflete uma preocupação que se baseia numa realidade visível na rotina de superlotação e atrasos do metrô carioca. Mas, em lugar de conceber o desenvolvimento da rede metroviária a partir da criação de novas malhas, com a estação Gávea construída em dois níveis, o governo estadual optou por fazer uma espécie de “puxadinho” da atual Linha Um até a Zona Oeste. Ou seja, quando começarem a rodar no novo trecho, os vagões do metrô, em vez de desafogar um sistema sobrecarregado, agregarão mais passageiros, pressionando a atual demanda, que já compromete a eficácia da rede em operação.
Perde-se assim a oportunidade única de, graças às bilionárias inversões financeiras na infraestrutura da cidade, estimuladas pelos Jogos de 2016, o Rio promover em seu sistema metroviário melhorias substanciais, projetadas para superar deficiências presentes e suportar previsíveis pressões de aumento no número de passageiros no futuro. Isso sem falar no aperfeiçoamento global do sistema de transportes, no trânsito e no crescimento ordenado da cidade, prometidos legados das Olimpíadas e preocupação primordial do movimento que levou à candidatura carioca junto ao COI.
O documento do Clube de Engenharia, formulado por uma entidade que congrega especialistas na matéria, sugere que se abandone a opção equivocada e se volte ao projeto original. Do ponto de vista técnico, é viável alterar a concepção do plano de expansão do metrô. E, do ponto de vista dos interesses da cidade, a mudança é um imperativo. Caso contrário, a extensão da rede até a Barra poderá passar como mera intervenção para atender a vinte dias de competições esportivas em 2016, e não para enfrentar demandas de pelo menos mais vinte anos à frente.
O Globo/AC


TOLERÂNCIA ZERO




Zona Sul com tolerância zero

UOP do Leblon, com guardas 24h, será inaugurada dia 27; Ipanema e Copacabana terão as suas em dezembro



Ana Claudia Costa (accosta@oglobo.com.br)

RIO - As Unidades de Ordem Pública (UOPs) da Zona Sul serão implantadas antes do Natal. A do Leblon, que deve abranger as avenidas Bartolomeu Mitre e Ataulfo de Paiva, além da Rua Dias Ferreira, será inaugurada no dia 27 de outubro. Já a de Ipanema será implantada em 5 de dezembro e a de Copacabana, no dia 20 do mesmo mês. Até agora já existem as UOPs em trechos da Tijuca e do Centro.

De acordo com o secretário especial de Ordem Pública, Alex Costa, a Rua Uruguaiana, fora da UOP do Centro, só será incluída no perímetro de tolerância zero em 2012. Até lá, serão feitas ações isoladas da Guarda Municipal para tentar coibir a ação de camelôs e o estacionamento irregular fora da área da UOP.

- Nessa região, teremos o combate comum do dia a dia, com ação pontual de guardas - explicou.

ILEGAL E DAÍ?: Carros estacionados em fila dupla e camelôs continuam sendo vistos dentro e fora da área da UOP, no Centro

Relatório sobre estrangeiros foi enviado à polícia

O secretário disse ainda que já enviou para as polícias Militar e Civil o relatório da Guarda Municipal que aponta a atuação de ambulantes estrangeiros na região da Uruguaiana. Costa admitiu que a explosão de ambulantes na área aconteceu após a inauguração da UOP do Centro.

- No ano que vem, teremos outros recortes na região do Centro. Será uma ocupação gradativa. Temos que trabalhar com inteligência nessa região, incluindo o auxílio da CET-Rio para regulamentar o estacionamento e a carga e descarga de mercadorias.

.Na segunda-feira, no Centro, fora do perímetro de tolerância zero da UOP - que compreende 70 ruas, da Avenida Rio Branco à Praça Quinze -, camelôs continuavam vendendo bolsas, roupas, óculos, chips de celulares, brinquedos, chapéus, camisetas e bonés, entre outros artigos. No trecho da Uruguaiana entre a Sete de Setembro e a Avenida Presidente Vargas os ambulantes ocupavam as calçadas, prejudicando o direito de ir e vir dos pedestres.

A ocupação da Rua Uruguaiana começa por volta das 10h. Timidamente, alguns ambulantes bolivianos, equatorianos e peruanos começam a estender suas lonas no chão. Uma hora depois, todas as calçadas já estão tomadas, fazendo com que o pedestre tenha que andar em ziguezague. Um dos ambulantes, por exemplo, estendeu sua lona em cima da grade de ventilação do metrô, na esquina da Uruguaiana com a Rua do Ouvidor.

No mercado a céu aberto em que se transformou aquele trecho do Centro, o espanhol é falado por boa parte dos ambulantes, que costumam levar para o local crianças e carrinhos de bebês. Próximo aos ambulantes, homens observam todo o movimento, como se fossem seguranças do comércio paralelo.

O GLOBO - 25 / 09 / 2011







A MULHER DE BRANCO

Oi Futuro exibe premiére do documentário Anamaria "A Mulher de Branco de Ipanema"

Jornal do Brasil



Em maio de 2009, o jornalista Chico Canindé decidiu que iria documentar a história de Anamaria de Carvalho, a conhecida 'Mulher de Branco de Ipanema'. O primeiro contato ao vivo, já com câmera em mãos, foi no bar Rex, na rua Vinícius de Moraes, em Ipanema.

A partir daí, várias filmagens foram acontecendo, sempre com o conhecido bairro como cenário. Chico registrou imagens de Anamaria andando pela região, fazendo performances, e conversando com amigos. Recheado de entrevistas com Anamaria e depoimentos de colegas e artistas, como o cantor e compositor Lobão, o documentário Anamaria "A Mulher de Branco de Ipanema" acaba de sair do forno, com exibição da premiére hoje, dia 26, para convidados, no centro cultural Oi Futuro, em Ipanema.

Um dos trechos do filme traz a atriz Guilhermina Guinle, também encantada pela história da Mulher de Branco, entrevistando Anamaria no Arpoador. O jornalista Joaquim Ferreira dos Santos também participa do documentário com um depoimento.

"A Anamaria de Carvalho faz parte da cultura urbana carioca e se tornou um símbolo de um dos bairros mais conhecidos do mundo. Nada mais coerente do que exibir a premiére do documentário no centro cultural Oi Futuro, também em Ipanema, referência em música e audiovisual", afirma Maria Arlete Gonçalves, diretora de Cultura de Oi Futuro.

Produção, filmagens e trilha

A produção do documentário é de Álvaro Saad Peixoto e Jane Massoni. A produção-executiva é de Álvaro Saad Peixoto. A montagem é de Rodrigo T. Marques e a direção de arte de Daniel Grecco. Roteiro de Chico Canindé e Rodrigo T. Marques. A finalização de imagens ficou a cargo da Cia. de Cinema, sob a coordenação de Sandra Castro. A finalização de som é da Play RK30, da empresa Play it Again voltado à produção de trilhas para cinema . Os cinegrafistas Antônia Pessoa, Alexandre Bicudo e Gizeli da Cruz registraram as imagens.

O trabalho levou dois anos e meio para ser concluído, incluindo filmagens, montagem e finalização. A música tema do filme, intitulada "Mulher de Branco", é de Pedro Lenz, que já havia escrito a letra e, ao saber do projeto, se entusiasmou pelo projeto. O resultado é uma bela canção que se casou com o filme, na voz da cantora Nana Carneiro.

Outras três músicas gravadas em 1974 por Anamaria em Buenos Aires, na Argentina, foram resgatadas pela produção do filme. O vinil foi produzido por Anamaria, em 74, mas não chegou a ser lançado oficialmente. Digitalizadas, as faixas "Rebuliço", "Suco de Tomate Frio" e " Movimento do Ar", na voz de Anamaria, fecham a trilha do filme

RELATÓRIO -VISITA À ECOFIBRA

RELATÓRIO VISITA À ECOFIBRA

DIA 21/09 ÀS 14HS.

PARTICIPANTES: SONIA AGNES, ARISTEU, CARLA SALOMÃO, SARINA NIGRI;PAULO HIME;JULIA;DOIS REPRESENTANTES DO INSTITUTO E- EVANILDO E TAINÁ; PAULO JOAREZ - RIO ORLA ( QUE FINANCIOU A VISITA )JULIA; IGNEZ e JOVANILDO - PRESIDENTE DO COMITÊ GESTOR DA ORLA

Fundão 21/09/2011

Cocos – Ecofibra – Maurício -é uma empresa que faz parte da incubadora de projetos da UFRJ que tem outras incubadoras como a Criopax –cordão umbilical.

Objetivo - reciclar e dar sustentabilidade às cascas de côco consumidas na praia. Substituir o sisal por fibra de coco


Foi explicado o processo que começa com a separação das cascas que vêm com muitos resíduos como pets, guardanapos de papel, copos, canudos etc. Depois as casacas entram em uma máquina e depois são necessários de 45 a 60 dias de exposição ao ar livre para que a fibra de coco (que tem muito carbono) vire compostagem. Chorume pq o coco tem 60% de água. Fibra 1/3 e pó 2/3 o produto tem com muita umidade. Leblon, Ipanema, Lagoa e Arpoador “produzem” 15t de coco por final de semana no inverno, no verão são 20 a 22t. O pó vai como substrato. Pó e fibra mais longa e mais curta. Fibra – misturada à terra, seria um equilibrador do solo.

Tratamento da fibra é conforme o gosto do freguês: marron ou mais escura. Trabalham só o beneficiamento do coco



Ouro Verde – coleta de lixo especial – até dezembro fará a coleta dos cocos para eles. Um dos problemas como já foi falado acima é que o coco vem com muitos resíduos (canudos, pets, gimbas etc). O ideal seria se conseguir que a separação dos resíduos fosse feita na origem. Fornecedores como o Hortifruti já entregam o produto limpo.



Projeto Social Ambiental –a limpeza das areias é um projeto de importãncia ambiental enorme uma vez que os resíduos orgânicos atrem uma fauna que não é a original e que tem uma função biológica importante para a preservação da boa qualidade da areia. Esta fauna que é atraída pelos resíduos é depredadora da original causando o que se vê atualmente: areia morta, mais grossa e desertificada. Os canteiros restaurados na orla, são importantes não só sobre o aspecto da estética e da contenção das ressacas de areia,, mas também como alimento para a fauna original da praia que praticamente desapareceu por causa dos dejetos deixados na areia.

CONVITE








É possível ...

Às vésperas do próximo evento, em Copacabana no dia 12 de Outubro, e em face das diferentes interpretações a respeito da concentração em protesto à corrupção, ocorrida no último dia 20, na Cinelândia, levando-se em consideração apenas a presença ao evento, estimada entre 2.500 e 5.000 pessoas, parece-nos oportuno uma reflexão sobre aqueles movimentos contra a corrupção, desde suas criações.

Assim como o copo d’água pode ser considerado meio cheio, ou meio vazio, dependo do ponto de vista do observador, o público presente foi aquém da expectativa para alguns e satisfatório para outros.

Os que consideram pequena a participação têm como referência as tradicionais concentrações organizadas por partidos políticos, sindicatos, movimentos grevistas, etc. Assim, suas comparações baseiam-se apenas na quantidade, e, restritos a esse foco, comparam eventos iguais, na aparência, porém bastante distintos na essência.

A diferença capital está na estruturação desses acontecimentos. Nos primeiros, cabe a profissionais organizar e arregimentar as “massas”, que, na prática, é composta de “voluntários” atraídos por transporte grátis e um passeio à capital, para os residentes no interior; lanches; dispensa do serviço (no dia do evento, e, não raro, em dias posteriores). Até pagamento em dinheiro a essas “claques” são práticas comuns nesses comícios.

Por outro lado, a concentração contra a Corrupção e a Impunidade ocorrida na Cinelândia é uma manifestação “amadora”, organizada por idealistas sem qualquer vínculo, ou experiência, com tais práticas. O Movimento 31 de Julho e o “Todos Juntos Contra a Corrupção” nasceram, espontânea e simultaneamente, de conversa casual entre amigos, em Julho deste 2011. A primeira manifestação pública ocorreu no dia 31 de Julho, origem de um dos nomes. Reuniu menos de 200 os participantes. Talvez a história algum dia o considere um movimento “pé descalço”. Descalço e, por isso mesmo, pé no chão!

O gesto, despretensioso na aparência, por simbolizar o desejo crescente em milhões de pessoas de bem, que, se sentem enojadas com a desfaçatez da malversação do erário público, ecoou por toda parte, inspirando outras manifestações como a ocorrida em Brasília no dia 7 de setembro, diante do poder central.

Aos pouco observadores, deve ter passado despercebido que o ato na Cinelândia foi registrado por todas as emissoras de TV do Rio de Janeiro, uma inequívoca prova de reconhecimento pela mídia do fato da sociedade ter esgotado sua (imensa) tolerância à corrupção e estar pronta para exigir a restauração da moralidade, da honestidade e da transparência hoje banidas da administração pública.

O efeito maior e mais contundente é o crescimento, dia após dia, do engajamento de cidadãos às passeatas silenciosas realizadas via Internet, que têm produzido petições públicas ultrapassam um milhão de assinaturas em dias, assim como, antes, ocorreu com o Projeto da Ficha Limpa.

Sabem os organizadores e colaboradores desses movimentos que a luta contra a corrupção se constitui, talvez, no maior desafio de todas suas vidas e está apenas começando. Mas o apoio da população e os resultados até aqui registrados, nesse curto período tempo de menos de dois meses, ainda que tímidos, têm um significado muito especial:

é possível!

Carlos Alberto Orofino

EMAIL RECEBIDO

Prezado Felipe,
segue abaixo a resposta do Sub-Prefeito da Zona Sul sobre nossas demandas.
Cordialmente,
JGuia



From: Leonardo Spritzer
To: Julio - UOL
Sent: Thursday, September 22, 2011 10:38 AM
Subject: Re: de Julio Sergio

Prezado Julio,

Sua demanda foi encaminhada ao nosso coordenador da SMTR.

Tão logo receba seus comentários entraremos em contato.

Att.,

Leonardo


2011/9/22 Julio -


Prezado Sr. Spritzer,
como deve ser do seu conhecimento estamos com sérios problemas com relação ao entorno da Praça Gen. Osório, principalmente com ônibus. Assim, envio anexo, moção já amplamente divulgada, dessa vez com foto comprobatória para sua verificação.
Atenciosamente,
JGuia



--
Leonardo Spritzer
Adm. Regional - VI RA

FROTA NOVA


Frota moderna chega mais rápido à Zona Sul

Região terá 60% dos novos e mais confortáveis ônibus Mega BRS na 1ª quinzena do mês que vem. Já a Zona Norte terá que esperar até ano que vem para ser beneficiada


POR CHRISTINA NASCIMENTO

Rio - Apresentado nesta quinta-feira, Dia Mundial sem Carro, o ônibus Mega BRS — novo modelo de coletivo mais moderno que vai circular nos corredores exclusivos de mesma sigla na cidade — gradualmente substituirá a frota atual. Mas, embora 18 veículos do tipo estejam desde ontem percorrendo as faixas exclusivas já existentes na Zona Sul, a população da Zona Norte terá que esperar até, pelo menos, o ano que vem.

.
Com piso baixo para facilitar acesso, motor traseiro, câmbio automático, mas sem ar-condicionado, o Mega BRS começou a circular Foto: Ernesto Carriço / Agência O Dia
A troca da frota pelos ônibus supermodernos vai de vento em popa na Zona Sul, que conta com corredores BRS em Copacabana, Ipanema e Leblon. Na primeira quinzena do mês que vem, entram em operação mais 70 carros — 60% de uma frota de 115 novos veículos. Cada ônibus custa R$ 350 mil. O restante vai para as ruas da região em novembro.

Secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão informou que os corredores BRS do Centro devem começar a funcionar no início de dezembro, e o primeiro da Z. Norte, no Méier, ficará só para 2012. Sem data ainda.

Os Mega BRS são equipados com piso baixo, que facilita o acesso de pessoas com deficiência e idosos; motor traseiro, que oferece melhor condição de trabalho aos motoristas e diminui ruído e temperatura média no interior do ônibus; e mecanismo que impede parada fora do ponto. O veículo não é equipado com ar-condicionado.

Foi num desses que o prefeito Eduardo Paes chegou ao trabalho, em Botafogo. Antes, Paes pedalou meia hora da Vista Chinesa, vizinha à residência oficial, até o ponto do coletivo, no Leblon: “Sei que a cidade no verão é muito quente. Mas existem pequenos deslocamentos que podem ser feitos de bicicleta ou com transporte público. É um esforço que todos podemos fazer”.

Mais de mil multas

Estacionamento proibido nesta quinta-feira no Rio rendeu 1.006 multas a motoristas. Só no Quadrilátero do Centro (Av. Presidente Antônio Carlos, Rua 1º de Março, Av. Rio Branco e transversais desde a Rua Santa Luzia até a Candelária), que ontem era zona livre de estacionamento, 494 veículos foram multados e outros 23 recolhidos para depósitos.

Nas zonas Sul, Norte e Oeste, mais 512 carros foram multados e 55 rebocados por estacionamento irregular.
Com as iniciativas para diminuir o número de veículos motorizados nas ruas, a redução média no tempo de viagem ontem foi de 3,5% no pico da manhã, calculou a CET-Rio. Entre os nove corredores monitorados, a maior redução de tempo perdido no trânsito foi na Avenida Brasil: 9%. A menor queda foi no corredor Barra-Leblon (1%).

.

LORD JIM



Enviado por Monique Vasconcelos -


Para quem curte o estilo britânico

A dez meses das Olimpíadas de Londres, pubs vêm colocando cariocas no típico clima britânico. É o caso do Lord Jim, que funciona na Rua Paul Redfern, em Ipanema, desde 1974. Ali, as competições são bem diferentes daquelas que fazem parte da programação dos Jogos: há os tradicionais torneio de dardos e rodadas de quiz, nas quais grupos tentam responder perguntas sobre a terra da rainha.

— Estamos num ótimo período. Com o início da Copa do Mundo de Rúgbi, na Nova Zelândia, passamos a oferecer um café da manhã no estilo inglês, com torradas, bacon, ovos e batata frita. Mesmo com a diferença do fuso horário, a casa fica lotada. É importante interagir com a clientela e investir em programações diferenciadas. Vamos ter muitas atividades nas Olimpíadas — diz o proprietário do espaço, Anthony Karol Dianovsky.

O Lord Jim ainda transmite partidas do campeonato inglês de futebol e abriga shows. O espaço funciona diariamente, das 18h às 3h.

Já no Big Ben Pub, na Rua Muniz Barreto, em Botafogo, as performances do público viraram destaque na programação do espaço, fundado em 1992, e acontecem de quarta a sábado, a partir das 20h30m.

— A noite começa com uma espécie de aquecimento de uma banda. Aos poucos, os clientes sobem ao palco. É legal ver a animação da plateia — diz o proprietário do pub, Maurício Maia.

Outro programa que anima a noite dos cariocas no Big Ben é o alvo eletrônico, espécie de jogo de dardos que pode ser disputado com uma pessoa que mora em outro país.

BAIRROS .COM






Enviado por Simone Avellar -








Alagamentos nunca mais


O problema é antigo e quem frequenta a Lagoa Rodrigo de Freitas conhece bem. Toda vez que chove forte, o trecho da ciclovia entre o Parque do Cantagalo e a Curva do Calombo inunda e, para ultrapassá-lo, é preciso improvisar, equilibrando-se no meio-fio. Mas esses dias de sufoco estão contados: após anos de medidas paliativas, uma obra da Geo-Rio, iniciada na semana passada, promete solucionar definitivamente a questão dos alagamentos num prazo máximo de quatro meses.

As enchentes na região acontecem devido a um progressivo afundamento do solo, que deixou o terreno em desnível, abaixo do espelho-d’água.

— A margem da Lagoa é um depósito de sedimentos, com camadas de argila liquefeita, de baixíssima resistência. Ao longo dos anos, o terreno foi afundando e sofrendo deformação. Qualquer chuva mais intensa já basta para alagar — explica Márcio Machado, presidente da Geo-Rio.

Para estabilizar a área, no passado, pensava-se como única solução definitiva a instalação de muretas de contenção rígidas, uma técnica de custo altíssimo, que acabou nunca sendo utilizada. Um estudo recente da Geo-Rio, realizado em parceria com a Coppe-UFRJ, PUC-Rio e Fundação Rio-Águas, descobriu uma solução mais barata e rápida para fazer a estabilização: a consolidação profunda radial, que tem um custo estimado de R$ 8,5 milhões.

ATA 19 DE SETEMBRO DE 2011

PROJETO DE SEGURANÇA DE IPANEMA

MOVIMENTO APOLÍTICO, FORMADO POR VOLUNTARIOS MORADORES DO BAIRRO,
COM O PROPÓSITO DE CONTRIBUIR PARA O AUMENTO DA SATISFAÇÃO SOCIAL.

ATA DA REUNIÃO REALIZADA EM 19 SETEMBRO DE 2011

LOCAL: COLÉGIO NOTRE DAME –RUA BARÃO DA TORRE- 1800 HORAS
COORDENAÇÃO; IGNEZ BARRETTO.
PRESENTES : DEZ MORADORES- NENHUM REPRESENTANTE DE PODER PÚBLICO.
ASSUNTOS TRATADOS:

• A visita à Cooperativa do Côco está agendada para o dia 21 set, quando
será feita uma exposição do trabalho que lá está sendo realizado.
• A audiência pública sôbre os grandes eventos na orla continua, tendo sido entregue um documento pelo PSI no sentido de não autorizar a venda de bebida alcoólica por ambulantes. Estamos acompanhando.
• Bruno Pereira, do Quadrilátero do Charme, explanou quanto a possível destinação da casa que foi de Guilherme Araujo, esquina da Garcia d’Ávila com Redentor. Serão envidados esforços para que o imóvel seja uma espécie de centro cultural relativo à memória de Ipanema , baseado num projeto que foi feito pela Prefeitura ( Sítio Cultural de Ipanema ).
• Quanto à açao civel referente ao carnaval e reveillon estamos agurdando apreciação do MP, que deverá sair esta semana.
• Continuamos aguardando a convocação para a reunião sôbre o metrô na Praça NSRA Paz. Tentaremos conseguir a reunião esta semana( Ignez)
• A FIRJAN realizou um trabalho muito completo sôbre o problema de lixo nas encostas , incluindo o Cantagalo, Pavão e Pavãozinho, com sugestões. Será providenciada uma reunião com o responsável pelo projeto na Firjan, o Presidente da Associação de Moradores da comunidade, Comlurb, para que possamos acompanhar de perto e contribuir ( Rogerio).
• Dia 8 de outubro oPSI comparecerá `a reunião com a Liga de Blocos, Riotur e outras agremiações sôbre ordenamento do carnaval.

PRÓXIMA REUNIÃO DIA 3 DE OUTUBRO ÀS 1800 HORAS NO COLÉGIO NOTRE DAME.
COMPAREÇA, PARTICIPE!
DENUNCIE PELO NOSSO E-MAIL : projetodeipanema@gmail.com

CALÇADA DA FAMA

Daniel Jobim grava suas mãos na Calçada da Fama de Ipanema

Jornal do Brasil


Num ato solene e público programado para 19 horas do domingo 25 de setembro, na porta da Livraria Toca do Vinicius, em Ipanema, o músico Daniel Jobim, neto do “Maestro Soberano” gravará suas mãos numa placa de cimento fresco, a de no. 100, que fará parte da CALÇADA DA FAMA DE IPANEMA, monumento à cultura que vem sendo construído, no Bairro da “famosa Garota” desde 1969.

Na mesma ocasião, o projeto Bossa-Nova-Ipanema-Rio, seu Museuzinho e a Livraria Toca do Vinicius festejam seu 18º aniversário de fundação (27 de setembro de 1993). O conjunto de placas que compõe o Monumento de Mãos Calçada da Fama de Ipanema faz parte do acervo do Museuzinho Bossa-Nova-Ipanema-Rio.

Reunindo mãos impressas de nomes como Pixinguinha, Oscar Niemeyer, Paulo Gracindo, Chico Buarque, Bellini, Elis Regina, Lula, Chacrinha, Vinícius de Moraes, Ruy Castro, Leila Diniz, Grande Otelo, Tônia Carreiro, Helô Pinheiro, Martha Rocha, Roberto Menescal, Milton Nascimento, Wagner Tiso, Aldir Blanc, Johnny Alf, Braguinha, Maria Bethânia, Toots Thielemans, Henri Salvador, Ferreira Gullar, Toquinho, Marlene e Emilinha, entre tantas outras personalidades saídas do Teatro, Cinema, Esporte, Poder Público e da Música, a Calçada da Fama de Ipanema não por acaso, lembrará, em sua centésima placa do mais célebre nome do Bairro e principal responsável pela dimensão internacional de Ipanema, o músico e compositor, Tom Jobim. E nenhuma carícia a sua memória lhe seria mais cara do que o reconhecimento ao jovem talento de seu neto, o músico Daniel Jobim, que gravará suas mãos na Placa nº 100.

Durante o ato de gravação da centésima placa de cimento da Calçada da Fama de Ipanema, o músico Daniel Jobim será homenageado pela tradição musical de Ipanema. Para tanto, estão sendo convidados a participar a Banda de Ipanema e o Quarteto de Samba Jazz No Olho da Rua. O artista plástico César Villela, designer das famosas e charmosas capas de LPs do Selo Elenco, e considerado o principal projetista visual da bossa nova, vai autografar 100 camisas exclusivas impressas com a marca da Placa 100, numeradas e disponibilizadas para venda durante o evento.

Segundo o professor Carlos Alberto Afonso, responsável pelo Projeto, “o convite à Daniel Jobim para gravar suas mãos na Placa Nº 100 simboliza a felicidade do Bairro de Ipanema, em particular, e da música, em geral, face a materialização da garantia de perpetuação da Grande Música e do Grande Músico Brasileiro, Tom Jobim, que permanece vivo na nova geração.”

Serviço:

Homenagem a Daniel Jobim com a gravação da Placa de nº 100 e aniversário de 18 anos da Toca do Vinícius, do Projeto Bossa-Nova-Ipanema-Rio e de seu Museuzinho.

Dia 25/09, às 19h.

A Banda de Ipanema vai abrir e encerrar o evento tocando “Cidade Maravilhosa”, o hino da cidade do Rio de Janeiro.

Quarteto No Olho da Rua faz intervenção tocando três músicas em homenagem a Daniel Jobim.

Endereço: Calçada da Toca ( Rua Vinicius de Moraes, 129 C ), grátis.

Telefone para outras informações: 2247-5227.

CONVITE

Philippe Jean Henri Mayer

Para quem deseja conhecer os pioneiros da reciclagem do coco verde no Brasil: sugiro:


www.projetococoverde.com.br

INCÊNDIO

Bombeiros controlam incêndio em lanchonete de Ipanema

Ninguém ficou ferido; chamas voltaram a assustar funcionários nesta manhã

Do R7



...Bombeiros do Quartel de Copacabana foram acionados nesta quarta-feira (21) para controlar um incêndio em uma lanchonete na rua Visconde de Pirajá, número 321, em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a assessoria do Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 1h40 desta madrugada. Às 7h20, os agentes retornaram ao local para um outro princípio de incêndio que assustou os funcionários. Até as 10h50, não havia informações sobre as causas do incidente.

/RELATÓRIO PROCESSUAL

RELATÓRIO PROCESSUAL

Processo nº 0427740-11.2010.8.19.0001

Ação Civil Pública

Juízo: 4ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA

Autor: Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro

Réus: 1) Município do Rio de Janeiro; 2) Riotur Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro; 3) Companhia de Bebidas das Américas – AMBEV; e 4) Banco Itaú

Principais Andamentos:

16/12/2010 – Distribuição da Ação Civil Pública, com pedido de liminar, para a 4ª Vara de Fazenda Pública.

16/12/2010 – A Juíza Maria Paula Gouveia Galhardo deferiu o pedido de liminar, conforme decisão anexa. Entretanto, por um erro do cartório, a decisão não foi publicada na época.

08/04/2011 – Os Réus requereram a reconsideração da decisão que majorou a multa cominada.

15/07/2011 – O cartório verificou, após observação do Ministério Público, que a decisão que deferiu a liminar ainda não havia sido publicada.

28/07/2011 – A decisão liminar datada de 16/12/2010 finalmente foi publicada.

08/08/2011 – Publicação de devolução do prazo para interposição de recurso contra a decisão que deferiu o pedido de liminar.

31/08/2011 – Foi autuado recurso Agravo de Instrumento sob o nº 0045307-89.2011.8.19.0000, interposto pelo Município do Rio de Janeiro, contra a decisão que concedeu a liminar.

01/09/2011 – O Agravo de Instrumento foi distribuído para a 17ª Câmara Cível, sendo relatora a Des. Márcia Alvarenga. Em breve os autos do recurso serão remetidos à conclusão, e a Desembargadora Relatora determinará a intimação do Ministério Público para responder ao Agravo.

16/09/2011 – O cartório certificou que a contestação apresentada pelos Réus é tempestiva e informou à Desembargadora Relatora do recurso de Agravo de Instrumento que os Réus-Agravantes cumpriram o disposto no artigo 526 do CPC. Por fim, os autos foram remetidos à conclusão da Juíza Maria Paula Gouveia Galhardo. Provavelmente a Juíza determinará que o Ministério Público se manifeste sobre a contestação dos Réus através de réplica.


RELÓGIO FUTURISTA



Relógio futurista será instalado em Ipanema, no Rio

Redação SRZD Rio+


A primeira unidade do "Design do Tempo" ao ar livre, será inaugurada no próximo mês de dezembro na orla de Ipanema, na Zona Sul do Rio.

O relógio que marca a passagem das horas de forma orgânica, produzido por Hans Donner na década de 80, irá reproduzir através de gradientes de luz e sombra a alternância de dia e noite. A partir desta iniciativa, a concessionária Orla Rio e Hans, irão render um tributo a Sérgio Bernardes, que projetou os postos na década de 70 com um relógio ousado para os padrões da época, a caixa e os ponteiros eram na cor laranja e foram destruídos, sendo jamais repostos.

Além de agregar à orla um mobiliário urbano inovador, o mostrador promete surpreender os banhistas tanto na forma como no conteúdo: desenvolvido em LED de alta resolução, poderá descortinar a intervalos regulares belezas da nossa cidade.

A Orla Rio pretende estender a instalação do relógio por toda a orla carioca

4ª TENTATIVA ! ! !



QUARTA TENTATIVA DE SENSIBILIZAÇÃO (19/09/2011)




( estacionamento de ônibus)

Nós os moradores do entorno da Praça Gen. Osório, Largo Banda de Ipanema, R. Teresa Aragão, R. Gomes Carneiro e Av. Rainha Elizabeth, vimos solicitando à Prefeitura do Município do Rio de Janeiro e às empresas de ônibus que estão fazendo ponto final das linhas 125, 485,486, 740, relativas a SP, CityRio, !001, Braso Lisboa, principalmente na R Teresa Aragão que façam remoção para outros locais menos prejudiciais. Esta rua, com não mais do que 200 metros de extensão, não comporta até 8 veículos, como tem acontecido, haja vista seu reduzido tamanho.
As conseqüências do estacionamento de tais ônibus têm sido desastrosas; emissão de gases tóxicos, congestionamento de veículos alterando o trânsito, aglomeração de pessoas, mau cheiro do banheiro químico lá instalado, ruídos constantes dos motores e freios, entre outros.
Lembramos ainda que foi realizado abaixo-assinado, levado à Prefeitura em dezembro de 2010, para providências.

JGuia

20 DE SETEMBRO





VAI SER BONITA A FESTA. VAMOS LÁ!

Dia 20 de setembro, terça-feira, 17h, Cinelândia, RJ

Não importa que seja difícil. Não importa que o caminho seja longo e que a gente não saiba quando vai chegar.

Não importa que muitos tenham medo e rabo preso, que tantos estejam resignados com a corrupção.

Não importa que digam que sempre foi assim, que o Brasil não tem jeito, que nada vai mudar.

Não importa que digam que a corrupção é o preço a pagar pela governabilidade e para acabar com a pobreza.

A gente sabe que a corrupção eterniza a pobreza, que rouba a educação e a saúde do pobre, que rouba a segurança e o transporte do trabalhador, que rouba o salário do professor, do médico, do policial, do bombeiro, do funcionário.

A gente sabe que a corrupção desmoraliza a democracia e afasta o povo da política.

A gente sabe que é possível governar com respeito ao cidadão, ao eleitor, ao contribuinte, ao país.

Também não importa que cada um de nós pense diferente e que a gente não tenha pronta a solução.

A gente sabe o que não quer: corrupção, impunidade, desmoralização da democracia.

A gente sabe o que quer: político corrupto processado, julgado e condenado; governança pública honesta; um sistema eleitoral mais democrático.

Vamos fazer a nossa parte. Vamos em frente com o bom combate, na rede e na rua.

2011 já está na História. Os brasileiros começam a sair da inércia política, começam a virar o jogo contra a corrupção. Participe da festa da democracia!

Altamir Tojal

REUNIÃO

A próxima reunião do Projeto de Segurança de Ipanema será, SEGUNDA FEIRA, dia 19/09 às 18hs. no Colégio Notre Dame .


PAUTA

Praia – visita à cooperativa de reciclagem do coco verde. - Ignez

Audiência Pública sobre a regularização dos grandes eventos na orla - Ignez

Jornal da N. Sra. da Paz – Grace

Casa Garcia d’Avila esquina com Redentor –Bruno - Ignez

Evento na N. Sra. da paz contra a estação de metrô. -organizar

MP – Carnaval e Réveillon – Tereza

MP – Metrô N. Sra. da Paz – Ignez

Denúncias - Ignez

ACESSE O NOSSO BLOG – WWW.PSIPANEMA.BLOGSPOT.COM

PROJETODEIPANEMA@gmail.COM.

ENTRE NO FACEBOOK E INDIQUE NOVOS AMIGOS - PSI IPANEMA

Twitter: @psi_seguipanema

HTTP//WWW.flickr.com/photos/psi ipanema

DEDIC – 14ª. DP – 23322866/ 23322880

DISQUE DENÚNCIA – 22531177

REUNIÃO DEPOIS DO DIA 019/09 SERÁ DIA 03/10 –

CONVITE

Esta visita é do interesse de todos os moradores de frequentadores da praia de Ipanema. Sem resolver o grande problema ambiental causado pelos detritos deixados na areia pelos seus frequentadores, não vamos avançar na preservação deste que é o nosso maior tesouro.
Por favor quem quiser participar, confirmar a presença para que o transporte seja suficiente para todos.
Obrigado e um abraço,
Ignez



VISITA A EMPRESA DE RECICLAGEM – DE CASCA DE COCO

A fruta mais pedida no verão e a vedete das praias - o coco verde faz sucesso entre os brasileiros por ser um hidrante natural, com alto potencial nutritivo, refrescante e ideal para quem busca uma alimentação mais balanceada.

Infelizmente, esta delícia pode também se tornar um problema: a casca do coco verde, descartada sem nenhuma preocupação no lixo convencional, demora muito tempo para se decompor.

Um coco leva cerca de 8 a 10 anos para se decompor de maneira tradicional !

Além disso, causam:

ü Poluição ambiental e visual

ü Foco de insetos, mau cheiro e local de proliferação de doenças, como a dengue.

ü Contribui para o aquecimento global (emissão de metano)

ü Reduz a vida útil dos aterros

ü Aumenta custos da limpeza urbana

ü Entope galerias de águas pluviais



A ECOFIBRA obteve transferência de tecnologia para aproveitamento industrial de casca de coco junto a Embrapa.

q A empresa recém constituída produzirá vasos, placas e bastões de forma artesanal, coordenando a produção através de cooperativas de trabalho já constituídas.

q Este projeto pretende expor uma série de produtos que poderão ser elaborados a partir dos resíduos sólidos da casca de coco, seja o pó ou a fibra como insumo para elaboração de novos produtos.

q A empresa tem como objetivo tornar-se referência na reciclagem da

casca de coco no Rio de Janeiro atingindo uma produção de escala,

em curto prazo, em torno 40 toneladas/dia.



Visita a ECOFIBRA

Dia 21 de setembro, 2011.

Saída: 14 horas.

Concentração: Quiosque do Banco do Brasil, em frente a Rua Siqueira Campos, praia de Copacabana.

Maiores informações: 7733-9331-3208-2147-Aristeu

INCÊNDIO

Incêndio em apartamento em Ipanema é controlado por bombeiros

Segundo corporação, não há feridos no incêndio da tarde deste sábado (17).

Faixa da Rua Nascimento Silva chegou a ser interditada, mas já foi liberada.


Do G1 RJ

imprimir Bombeiros do quartel de Copacabana, na Zona Sul do Rio, controlaram na tarde deste sábado (17) um incêndio que atingiu o 4ª andar de um apartamento localizado na Rua Nascimento Silva, em Ipanema, também na Zona Sul. Segundo informações da assessoria do Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido.

De acordo com o Centro de Operações da prefeitura da cidade, uma faixa da via chegou a ser interditada, mas já foi liberada. O tráfego está lento e com retenção no local.

Ainda não há informações sobre as causas das chamas.

CUIDADO !!! HOJE É SÁBADO !!!

Sábados, das 10h às 14h

Gangue do Rolex age em Ipanema e no Leblon com hora e dia marcados


Vera Araújovaraujo@oglobo.com.br



RIO - Sábado, chova ou faça sol, no Leblon ou em Ipanema, entre 10h e 14h, uma dupla de assaltantes sai de motocicleta à caça de suas vítimas com um único objetivo: roubar relógios de grife. O GLOBO teve acesso aos 76 registros de roubos de relógios feitos de 1 de abril ao dia 5 deste mês na 14ª DP (Leblon) e descobriu que, nesses cinco meses, foram levados pelos bandidos 18 da marca Rolex, três da Breitling, dois da Baume & Mercier e um da Bulgari. Dezessete desses ataques foram aos sábados entre 10h e 14h.

O fato de os assaltos acontecerem num mesmo dia e horário chama a atenção para o assassinato do arquiteto Rômulo Castro Tavares, de 33 anos . Ele foi morto no dia 3 deste mês, um sábado, às 10h45m, na porta de casa, na Rua Prudente de Morais, em Ipanema, ao ser abordado por dois homens de moto. Rômulo estava com um Rolex ao ser assassinado. Procurada semana passada pelo GLOBO, a Divisão de Homicídios (DH) informou não ter conhecimento da relação entre os roubos de relógios e a morte do arquiteto. Na sexta-feira, no entanto, a polícia revelou que a gangue do Rolex é a principal suspeita do crime.

Vítimas: ladrão usa mochila e pistola PT-380
Outros indícios apontam para os ladrões de Rolex. O homem que atirou no arquiteto usava uma mochila preta e o tiro foi disparado com uma pistola PT-380. Outras vítimas contaram que o ladrão que as atacou também usava uma mochila. Duas delas, que conhecem armas e foram ouvidas pelo GLOBO, informaram que o criminoso usava uma pistola PT-380.

INFOGRÁFICO: Os quarteirões do medo

Diretor de Comunicação do Comitê Organizador Local da Copa de 2014, Rodrigo Paiva foi um dos que não se esqueceram da arma usada pelo bandido, quando teve seu Rolex roubado, em 30 de julho, no Leblon:

- Eu tinha acabado de sair de um caixa eletrônico na Rua General Venâncio Flores. O bandido tirou a arma da mochila e encostou a pistola prateada na minha barriga. Mas o que mais me chamou a atenção foi o fato de ele ir direto no relógio. Ele queria o Rolex. Já fui assaltado seis vezes, mas, pela primeira vez, senti que o bandido não queria dinheiro.

Economista foi assaltado em praça de Ipanema

Assim como Rodrigo, mais seis vítimas ouvidas pelo GLOBO tiveram a mesma sensação: o objetivo do ladrão era levar o relógio.

- Quando soube da morte do arquiteto em Ipanema, logo me lembrei do meu caso - contou o economista Y. - Sei que fui escolhido nos dois minutos em que fiquei parado na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, decidindo com a minha mulher o que comprar na padaria. Foi ali que o bandido viu o meu relógio e me marcou. Ele desceu da moto com a mochila na frente. Pensei que quisesse alguma informação. Mas ele abriu a mochila, mostrou a pistola PT-380 e ordenou: "Me dá o relógio!".

Y. foi assaltado no dia 20 de agosto, às 12h50m. Ele descreve o bandido como um homem forte, acima do peso, com altura entre 1,65 e 1,70 metro. A descrição bate com as informações prestadas pelas demais vítimas.

"
Esse assaltante é profissional. De longe, ele percebeu que o relógio era legítimo
"

Motociclista, Y. aprova a Operação Barreira, desencadeada pela polícia para combater o uso de motos em assaltos:


.A hipótese de tentativa de assalto no caso do arquiteto é uma das principais linhas de investigação da DH. Em imagens captadas pelo circuito de câmeras de um prédio vizinho, vê-se que o assassino de Rômulo estava na garupa de uma moto e já seguia o carro da vítima. Uma testemunha contou que o bandido se posicionou na frente do arquiteto, abriu uma mochila preta e, em seguida, fez o disparo. Enquanto o arquiteto caía com um tiro na barriga, o assassino voltou para a moto e fugiu.

Uma outra vítima levantou a hipótese de os bandidos aguardarem o alvo na porta de casa. Nesse caso, a loja onde foi adquirido o relógio estaria sob suspeita, pois o comprador fornece o endereço.

- Eu havia comprado o relógio quatro dias antes de ser assaltado - comentou o empresário X. - O bandido me abordou quando eu parava o carro em frente ao portão da garagem. O ladrão bateu no pulso dele, sinalizando que queria o meu relógio. Fui assaltado no sábado, por volta das 14h, na mesma rua do arquiteto.

Criminosos atacaram também dentro de lojas
O engenheiro Z., já teve seis Rolex roubados e não acredita que os criminosos esperem as vítimas em casa.

- Da última (20 de agosto, no Leblon), o porteiro achou que o bandido já estava nos esperando. Mas acho que foi aleatório.

Os assaltos na região estão deixando moradores em estado de alerta. Entre os casos levantados pelo GLOBO, três chamam a atenção. Os assaltantes atacaram as vítimas dentro de lojas.

- O bandido entrou na loja sem se incomodar com as câmeras - contou um comerciante que viu dois clientes serem assaltados em sua loja.

Em relatórios de análise de roubos em geral praticados por bandidos em motocicletas, feitos pela 14ª DP (Leblon), constata-se que os assaltantes trocaram a quarta-feira pelo sábado. De maio a julho deste ano, a maior parte (24%) dos casos em que bandidos usaram motos ocorreu nas quartas-feiras. No mês passado, a maior parte (22%) aconteceu nos sábados.

- Já estamos investigando de forma cuidadosa os roubos em que são utilizadas motocicletas - disse o delegado titular da 14ª DP, Gilberto Ribeiro.

A partir da descoberta do GLOBO sobre a gangue do Rolex, que age com dia e hora marcados, a polícia vai investigar o caso, a fim de chegar também ao receptador. O delegado pede a quem tiver qualquer informação que telefone para o Disque-Denúncia (2253-1177).

Após a morte do arquiteto, o comandante do 23º BPM (Leblon), tenente-coronel Frederico Caldas, informou que, no mês passado, houve 120 roubos a transeuntes na área do batalhão, enquanto no mesmo mês de 2010 foram 97 (um aumento de 23,7%). Perguntado se havia recebido a informação de que o sábado era o dia preferido dos criminosos, Caldas disse que não:

- Nunca soube de quadrilha específica de roubo de relógios.

Os relógios Rolex custam de R$ 11 mil a R$ 100 mil.

Em São Paulo, plano contra quadrilhas
A polícia de São Paulo criou um plano de inteligência para desbaratar grupos especializados no roubo de relógios Rolex. A Secretaria de Segurança Pública verificou que pelo menos cem adolescentes eram usados pelas quadrilhas, que chegavam a pagar R$ 20 por relógio roubado. No mercado oficial, um Rolex pode custar até R$ 100 mil. Ainda segundo a secretaria, não há informação de que bandidos de São Paulo estariam atuando em parceria com assaltantes no Rio.

Em junho, a polícia desmantelou uma quadrilha que aliciou, nos últimos três anos, adolescentes na Grande São Paulo para roubar não só os relógios importados, mas aparelhos de celulares, principalmente nas regiões de Itaim Bibi e dos Jardins. Foram presos cinco suspeitos de participar do esquema, que fornecia armas de brinquedo para que os adolescentes praticassem os delitos. Além dos assaltos nas ruas, as quadrilhas especializadas em Rolex passaram a invadir lojas da rede em shoppings da capital paulista.


ASSASSINATO EM IPANEMA




Polícia mira ladrões de Rolex

Aficionados por relógios da marca, bandidos que agem na Zona Sul são investigados


POR MARIA INEZ MAGALHÃES

Rio - Uma gangue especializada em roubar Rolex, marca de relógio de luxo que custa em torno de R$ 50 mil, está agindo no Leblon e em Ipanema, na Zona Sul, e foi a responsável pela metade dos assaltos a pedestres no mês passado na região, segundo investigações da 14ª DP (Leblon). Para facilitar a ação, os criminosos agem de motos.

Uma das vítimas pode ter sido o arquiteto Rômulo Castro Ramos Tavares, 33 anos, morto dia 3, em Ipanema, por motoqueiros. Ele usava um Rolex no dia do crime. Essa investigação está com a Divisão de Homicídios.

.
Arquiteto Rômulo Castro, morto no dia 3, quando chegava em casa, em Ipanema, pode ter sido vítima do bando Foto: André Luiz Mello / Agência O Dia
Características


Os bandidos podem ser do Jacarezinho, Mandela, Benfica e Manguinhos. “Não sabemos ainda como eles chegam aos alvos. Pode ser pelo carro de luxo, observando as pessoas pelas ruas. Pelos relatos das vítimas, pelo menos um mesmo criminoso participou de vários assaltos. As características do bandido são as mesmas descritas pela maioria. Estamos analisando fotos e as imagens de um assalto para tentar identificá-lo”, explicou o delegado da 14ª DP, Gilberto Ribeiro.

Os ataques acontecem durante a semana, geralmente por volta das 12h. Para coibir a ação de criminosos desde a morte do arquiteto, a Polícia Civil montou a operação Barreira. As blitzes são montadas na saída do Túnel Rebouças, nas avenidas Borges de Medeiros, Epitácio Pessoa e Niemeyer. A ação reduziu os ataques. Este mês foram registrados sete casos contra 32 no mês passado. “Nos dias de operação, não houve ocorrência com motos”, disse Gilberto.

Até quinta-feria, foram abordados 2.300 motociclistas. Do total, 27 estavam irregulares, 11 foram rebocadas e 5 motoristas, presos.

De moto até na calçada


Além de roubar Rolex, a gangue tem usado motos para praticar vários outros tipos de assalto no Leblon e Ipanema. Para atacar pedestres, por exemplo, o bando costuma subir a calçada no veículo. “Eles imprensam a vítima e levam seus pertences sem descer da moto”, explicou Gilberto. Outra maneira de atuar é quebrando vidros dos carros em engarrafamentos para roubar bolsas. Eles também costumam passar devagar por pedestres e arrancar a bolsa das mulheres.

A Rua Visconde de Albuquerque é a que mais aparece nos registros. Em agosto, foram 7 ocorrências. Em seguida está a Avenida Bartolomeu Mitre e Rua Visconde de Pirajá com 3 registros cada. Na Rua Prudente de Morais, onde Rômulo foi morto, foram registrados 2 casos. A PM disse que também faz operações para coibir ataques de bandidos em motos.
.

INSPIRAÇÃO

Ipanema inspira roupa da delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos


UOL Esporte

A diversidade étnica e cultural do Rio de Janeiro e o calçadão de Ipanema inspiraram os desenhos dos uniformes que a delegação brasileira vestirá durante os Jogos Pan-Americanos, que serão disputados no mês que vem em Guadalajara.

"O desenho das roupas é uma grande novidade e certamente nos dará muita sorte porque a calçada da praia de Ipanema é muito bonita", disse Carlos Alberto Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), ao apresentar os uniformes.

A apresentação aconteceu nesta sexta-feira no Rio de Janeiro com atletas da delegação, que desfilaram ao som de "Garota de Ipanema", música de Vinícius de Moraes e Tom Jobim.

A praia de Ipanema, considerada um dos símbolos da cidade, é famosa pelos sinuosos desenhos de sua calçada e é frequentada diariamente por centenas de pessoas que se exercitam em suas areias.

Segundo os representantes da marca que vestirá aos atletas, as roupas foram confeccionadas durante 66 dias por 1,2 mil pessoas e estão inspiradas igualmente na "pureza" da bandeira do país e em suas cores.

Os 16º Jogos Pan-Americanos, que serão realizados entre os dias 14 e 30 de outubro, contará com a participação de uns 5,5 mil atletas de 42 países, que competirão em 40 modalidades esportivas.

A delegação brasileira, que estará formada por mais de 800 pessoas, aterrissará em Guadalajara de forma escalonada e a expectativa é que neste domingo cheguem os primeiros 18 atletas para iniciarem a adaptação à cidade.

ALÔ PREFEITURA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!




Burocracia emperra transformação da casa que pertenceu a Guilherme Araújo em centro cultural


O Globo, com a colaboração dos leitores Renata Burlamaqui e Henrique Fontenelle

RIO - O desenrolar de um processo burocrático pode trazer alívio para os moradores da Rua Redentor, em Ipanema. Fechado desde 2007, um imóvel que pertenceu ao produtor cultural Guilherme Araújo depende apenas de um detalhe administrativo para ir às mãos da Secretaria de Estado da Cultura. Com planos de se tornar mais um centro cultural no bairro, a casa deixará de ser vista apenas como um foco de proliferação de ratos, baratas e do mosquito da dengue, como denunciam os leitores Renata Burlamaqui e Henrique Fontenelle.


"Esse imóvel está vazio há anos. A vizinhança não sabe o que será feito dessa casa", disse Fontenelle.

O destino da casa já era conhecido desde que Guilherme Araújo estava vivo. Ele tinha planos de transformá-la em um local de incentivo à leitura e deixou, em seu testamento, o imóvel para a Fundação Anita Mantuano de Artes do Rio (Funarj). A burocracia, porém, adiou esse plano desde a morte do famoso produtor de ícones da música brasileira, como Caetano Veloso e Gilberto Gil, em 2007.


S.A.

BRS




Prefeitura apresenta novidades em ônibus do Rio de Janeiro

Redação SRZD Rio+


A prefeitura do Rio de Janeiro vai implementar algumas novidades na circulação de coletivos no município. No próximo dia 24 começa a funcionar o terceiro corredor exclusivo de ônibus da Zona Sul. O novo BRS passará pelas ruas Prudente de Moraes (Ipanema), General San Martin (Leblon) e Avenida Princesa Isabel (Copacabana). Além disso, cerca de 16 veículos da frota padronizada vão começar a circular nos três bairros dos dias antes da implementação do corredor.

Os novos ônibus terão piso baixo para facilitar embarque de cadeirantes, suspensão especial para que sacolejem menos e mecanismo que impede a abertura da porta fora do ponto. Há uma expectativa de que até dezembro haja 60 deles.

Outra novidade é que os usuários dos coletivos poderão comprar o Cartão de Bilhete Único Pré-Pago no caixa de agências bancárias cadastradas. O objetivo é eliminar a burocracia, já que para adquirir o Bilhete Único tradicional é preciso antes que o usuário faça cadastro fornecendo dados como CPF.

Esse modelo não exige cadastro e será vendido no Banco Itaú com valores de créditos pré-fixados: R$ 20, R$ 40 e R$ 60. O secretário municipal de Transportes Alexandre Sansão prevê que com o pré-pago, as viagens de ônibus com o Bilhete Único vão saltar de 350 mil por dia para meio milhão.

ARPOADOR - SURFE




Enviado por Simone Avellar -



Surfe, arte e diversão na Praia do Arpoador


Tradicional point de surfe da cidade, o Arpoador sedia, até domingo, a segunda etapa do Circuito Petrobras nas Ondas. O torneio reúne 140 competidores de diferentes gerações para a disputa das finais masculinas e femininas de várias categorias. Mas não são apenas os amantes do esporte que têm espaço no evento. Uma programação diversificada, com tenda de games, cinema ao ar livre e oficinas de arte, entre outras atividades, promete agradar a todos.

O cuidado com o meio ambiente também não ficou de fora: o circuito marca a inauguração, no Arpoador, de um ecoponto de coleta de óleo vegetal usado.

— Vamos misturar surfe, cultura, entretenimento e sustentabilidade no mesmo local. Qualquer pessoa que for ao Arpoador terá diversão garantida — afirma a organizadora do evento, Laila Werneck.

Outras atrações que têm tudo para conquistar o público são as apresentações de modalidades olímpicas, como esgrima, remo, BMX flatland e levantamento de peso.

A primeira fase do Circuito Petrobras nas Ondas foi realizada em junho, no Guarujá, em São Paulo. Os destaques da competição prometem fazer bonito nas ondas do Rio: vale ficar de olho no carioca Simão Romão, nos campeões brasileiros Jean da Silva e Suelen Naraísa e nos atletas mais promissores da nova geração, como Filipi Toledo, vencedor da primeira etapa na categoria de revelações do surfe.



BAGUNÇA !






Vagas da discórdia

Moradores e barraqueiros disputam espaço de estacionamento em ruas de Ipanema

O Globo, com a colaboração das leitoras Vera Bastos-Tigre e Hebe Ribeiro


RIO - Uma disputa territorial movimenta as ruas - e areias - de Ipanema, na Zona Sul carioca. Proibidos pela fiscalização do Choque de Ordem de estacionarem seus veículos na orla, barraqueiros da praia começaram a parar os carros, que servem como depósito, em ruas transversais do bairro, para o desgosto dos moradores.


De um lado, os que moram nas ruas Vinicius de Moraes, Farme de Amoedo e Joana Angélica reclamam do uso permanente das vagas para carga e descarga de mercadorias que abastecem o comércio na praia. De outro, barraqueiros dizem que estão em área regular e que o depósito ao lado da estação de metrô General Osório, na Rua Barão da Torre, é pequeno para atender a todos os 140 trabalhadores que atuam na faixa de areia de Ipanema. As leitoras Vera Bastos-Tigre e Hebe Ribeiro flagraram veículos nessas vias e enviaram relatos ao Eu-Repórter:

"Há alguns meses, essas kombis estão paradas na esquina da Vinicius, gerando todo tipo de inconveniente. Já fizemos diversas reclamações na prefeitura, mas nenhuma delas foi atendida", observou Vera.


As reclamações da moradora não surtiram efeito porque, segundo a Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop) e a Guarda Municipal, as kombis não estão cometendo nenhuma irregularidade. Após fiscalização nos pontos citados pelas leitoras, os órgãos constataram que as kombis estacionam em locais permitidos e pagam a diária do Rio-Rotativo.

Contudo, para a leitora Hebe Ribeiro, o problema ultrapassa as questões de trânsito. Segundo ela, o uso das vagas pelos barraqueiros, além do barulho provocado pelo desembarque de mercadorias são questões a serem sanadas pelo município:

"Sabemos que essas pessoas estão trabalhando. Mas as kombis chegam às 5h da manhã e transformam a rua em estacionamento exclusivo e depósito de bebidas, gelo e cadeiras. Não conseguimos ter paz dentro de casa", critica Hebe.


Já o presidente da Associação de Barraqueiros da Zona Sul, Paulo Vargas, afirma que os trabalhadores não têm onde colocar suas mercadorias. Segundo ele, o depósito criado ao lado da General Osório consegue atender apenas a 40 dos 140 barraqueiros da região. Se somados aos do Leblon, o número chega a 200.

- Todos os barraqueiros se comprometem a tirar suas kombis da área depois das 19h. Mas, para a situação ser resolvida, é preciso criar depósitos ou estacionamentos próximos. Todos paramos em vagas permitidas e pagamos a diária - explicou Vargas.

A presidente da Associação de Moradores de Ipanema, Maria Amélia Loureiro, diz que o problema é maior no verão:

- A fiscalização precisa atuar, mas também é necessário encontrar uma alternativa para os barraqueiros. Em dias de sol ou no verão, as kombis pernoitam ali, o que não é o ideal - diz.

A Subprefeitura da Zona Sul disse já ter recebido reclamações de estacionamento permanente de kombis de barraqueiros e que pretende levá-las à reunião do Comitê Gestor da Orla, que reúne 11 órgãos municipais e traça estratégias de ação na faixa de areia da cidade. O órgão afirmou ainda que não tem projeto para a construção de um depósito para os trabalhadores, como querem os barraqueiros, mas que está disposto a receber demandas deles e dos moradores de Ipanema.

POSTOS DE SALVAMENTO

Prefeitura inicia reforma de postos de salvamento na orla do Rio


O Globo



RIO - A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconserva) da Prefeitura do Rio, por meio da concessionária Orla Rio, vai iniciar nesta quarta-feira, a modernização dos postos de salvamento da orla do Flamengo ao Pontal. As reformas devem ser concluídas em 90 dias. Até o término das obras, os postos permanecerão fechados ao público.

Os novos postos de salvamento terão novo design, dois banheiros femininos e um masculino, três mictórios, duchas de banho com visibilidade para a praia, material antiderrapante nos banheiros, novos armários para guardar volumes. O projeto envolve ainda a ampliação das facilidade de acesso para deficientes físicos e criação de uma loja de artigos de conveniência

EMAIL RECEBIDO

TERCEIRA TENTATIVA DE SENSIBILIZAÇÃO SOBRE ÔNIBUS.

ACRESCENTA-SE QUE EM AGOSTO DE 2011 FORAM COLOCADAS MAIS DUAS LINHAS,


Rio de Janeiro, 29 de setembro de 2010.


Prefeitura do Município do Rio de Janeiro
Secretaria de Transportes
Secretaria de Meio Ambiente
Secretaria de Ordem Pública

Prezados Srs.

Nós moradores do entorno da Praça General Osório, notadamente das Ruas Teresa Aragão, Gomes Carneiro, Prudente de Moraes, Av. Rainha Elizabeth, vimos através do abaixo-assinado, solicitar a remoção dos pontos finais dos ônibus 125, 485 que ficam à R.Teresa Aragão e Largo Banda de Ipanema.

Nossa moção se deve aos seguintes fatos:

1- os ônibus ficam estacionados com os motores ligados expelindo monóxido de
carbono em nossas residências, vinte e quatro horas por dia, tanto que existe uma fuligem negra encobrindo nossos móveis e utensílios;

2- ficam estacionados até oito ônibus das duas linhas, estendendo-se do Largo
Banda de Ipanema até a Av. Rainha Elizabeth;

3- o banheiro químico que colocaram em tal ponto, expele mau cheiro para nossas
residências, vinte e quatro horas por dia. Por outro lado, não há espaço para circulação de cadeiras de roda pois as aglomerações são constantes;

4- a algazarra dos motoristas e trocadores e o ruído produzido pelos motores,
prejudica nossa tranqülidade;

5- A segurança de nossas residências ficou extremamente prejudicada após a ins-
talação daqueles pontos finais.

Gostaríamos de adiantar que a estação do metrô General Osório, encontra-se a poucos metros de distância o que não justifica portanto os finais de pontos dos mencionados
ônibus.

EU REPÓRTER




Enviado por leitor Rafael Borges -


Eu-repórter Motorista


Nos finais de semana, quando a procura por vaga na Praça Nossa Senhora da Paz é ainda maior, alguns motoristas lançam mão de medidas pouco ortodoxas. Na semana passada, enquanto motoristas buscavam vagas na Praça Nossa Senhora da Paz, o propietário de um carro de luxo, achou que seu direito era maior do que dos outros cidadãos e não se fez por menos: inventou uma nova vaga na praça.


!

RETIRADA DOS FRADES

Programa Antifradinhos retira obstáculos no Arpoador

Rio - A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos leva nesta terça-feira o Programa Antifradinhos para Ipanema, na Zona Sul da cidade. A operação conta com a retirada de cerca de 50 obstáculos no calçadão do Arpoador, entre o Posto 8 e a pedra, incluindo o Largo em frente ao Parque Garota de Ipanema. Apenas os fradinhos da lateral da Avenida Francisco Bhering permanecerão no local. A recomposição do pavimento é feita imediatamente após o serviço.

A operação de remoção dos balizadores de áreas emblemáticas na cidade tem como objetivo melhorar ambiência urbana, livrando as calçadas dos obstáculos despadronizados. O trabalho no Arpoador deve ser concluído em trinta dias. A próxima ação do programa será na Rua Jardim Botânico. Já foram emitidas notificações para que os condomínios de prédios retirem os fradinhos no prazo de 30 dias.

O.DIA

PEGA LADRÃO !!!

Câmeras flagram momento em que ladrão ataca mulher em Ipanema

Criminoso foi detido logo depois do crime

Do R7, com RJ no Ar


...Câmeras de segurança de um estacionamento em um prédio em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, flagraram um assaltante roubando o cordão de uma mulher.

O criminoso esperou ela sair do prédio e, em um momento de distração, a atacou agarrando com rapidez o cordão e fugindo com tranquilidade. A vítima, assustada, voltou para o estacionamento.

A mulher registrou o crime na delegacia do bairro e descreveu o bandido. Ele foi preso em seguida.

GARCIA D'ÁVILA




Garcia D’Ávila, no Rio


Preço médio aumentou 52,2% na rua Garcia D’Ávilla, no Rio, segundo pesquisa da consultoria Cushman & Wakefield

O aluguel comercial na rua Garcia D’Ávila, no Rio de Janeiro, foi o que mais se valorizou na América, segundo levantamento da consultoria Cushman & Wakefield divulgado nesta terça-feira. O valor da locação de um ponto comercial no tradicional reduto de lojas e restaurantes sofisticados no bairro Ipanema custa em média R$ 170 por metro quadrado, uma valorização de 52,2% no período de um ano.

Foto: AE


Loja da grife Louis Vuitton na rua Garcia D'Ávila, o endereço comercial com o aluguel que mais se valorizou nas Américas
No mundo, a rua Garcia D´Ávila foi a terceira que mais elevou os preços do aluguel. As duas primeiras colocadas no ranking da Cushman estão em Pequim – em Wangfujing (109,5%) e CBD (55,9%).

Nas Américas, outros três endereços brasileiros estão no ranking de aluguéis que mais subiram. A rua Visconde de Pirajá, no Rio, elevou em 20,4% seu preço de locação. Em São Paulo, os preços de locação na rua Haddock Lobo e no shopping Iguatemi subiram 15,7%.

Os mais caros

O ranking dos dez alugueis mais caros da América inclui um endereço brasileiro, o shopping Iguatemi, em São Paulo. O valor do metro quadrado é o quarto mais caro do mundo e custa R$ 744 ao mês. O shopping Iguatemi foi o único local da América Latina a entrar no ranking dos maiores preços de locação comercial na América.



Rua de Ipanema tem os aluguéis comerciais mais caros do mundo


Segundo a pesquisa, essa valorização acontece porque a economia brasileira está aquecida e a população está consumindo bastante.



Como se preparar para a Copa do Mundo sem tomar um susto com os aluguéis? Ter uma loja no Brasil é ter de enfrentar um dos aluguéis mais caros do mundo? Foi o que revelou uma pesquisa feita por uma consultoria americana.

A pesquisa buscou os pontos comerciais que tiveram maior valorização nos preços dos aluguéis entre 2010 e 2011. Os mais caros nas Américas pertencem a uma rua brasileira: a Garcia d'Avila, em Ipanema, que ficou em primeiro lugar nessa classificação. Teve 52% de aumento nos aluguéis, acima do Boulevard del Mar, em San Diego, e da 5ª Avenida, em Nova York, e em terceiro no ranking mundial, abaixo apenas dos valores de lojas das maiores avenidas de Pequim, na China.

Outros pontos do comércio brasileiro também conquistaram bons lugares no ranking das Américas. A Visconde de Pirajá, também em Ipanema, está em quatro lugar. A Haddock Lobo e o Shopping Iguatemi, em São Paulo, ocupam a nona e a décima colocações.

De acordo com os analistas da consultoria que fez a pesquisa, essa valorização acontece porque a economia brasileira está aquecida, a população está com mais dinheiro e consumindo bastante. Além disso, no Rio de Janeiro falta espaço, o que torna acirrada a disputa pelo comércio de rua.

Prova disso é que, mesmo na Garcia d’Avila, com pontos tão caros, ainda há grifes querendo se instalar. Em um pequeno quarteirão, o comércio de bairro resiste, mas cada vez mais dominado pelas marcas famosas. Os donos da serralheria e do botequim, proprietários das lojas, já cansaram de ser assediados para vender ou alugar o espaço.

“Tem muito pretendente para comprar, mas não vendo. Assim não fica para o filho”, comenta um comerciante. “Somos os heróis da resistência”, brinca uma vendedora.

Alguns especialistas dizem que esses altos preços não passam de uma supervalorização especulativa dos aluguéis, bem acima do valor real. É a chamada bolha imobiliária, que tem muitos riscos.

“Isso, em algum momento, vai parar. Vai existir aquele momento em que todo mundo vai frear e vai dizer assim: ‘Meu negocio não paga mais esse valor de locação’. Vai tender a dar uma murchada e vai tender a se acomodar. O preço, alguém vai ter de acabar pagando em um determinado momento”, avalia o consultor imobiliário Alex Strotbek.

Outros dizem que o aumento maior acontece, porque o Rio de Janeiro como um todo está mesmo valendo mais. “É uma conjugação de fatores que contribuíram para isso. Não só que havia uma defasagem como todos esses outros fatores: Olimpíada, Copa e segurança das UPPs. O Rio de Janeiro está passando por uma fase maravilhosa, e isso é o reflexo do desenvolvimento do estado do Rio”, afirma Arnon Velmovitski, especialista em direito imobiliário.

MANIFESTAÇÃO 20 DE SETEMBRO




Para: Movimento 31 de Julho
Assunto: BOAS IDEIAS PARA O 20 DE SETEMBRO


TRÊS IDÉIAS DE SEGUNDA MÃO PARA A MANIFESTAÇÃO DO DIA 20

O movimento contra a corrupção cresce e começa a vencer a inércia política no país, mas tem grandes desafios e já enfrenta cobranças. Espalho aqui três idéias de segunda mão (uma antiga e duas recentes) que podem ser úteis para a organização e para a objetividade da manifestação do próximo dia 20 na Cinelândia, Rio.

1 – Mais fé na perseverança que na exuberância

O movimento reunia no início 50, 100, 200 pessoas; agora são milhares. Isso é bom, mas a quantidade não é a única medida. É importante mas não é tudo. A medida do movimento deve ser a perseverança na mobilização.

1968 não começou nem terminou com a Passeata dos 100 Mil, nem a Campanha das Diretas foi vitoriosa só por causa dos comícios da Candelária e da Praça da Sé.

Tive o privilégio de participar destes dois movimentos quando juntavam somente uns gatos pingados. Clique aqui e leia na Wikipedia a lista dos comícios das Diretas. O primeiro, em Abreu e Lima, PE, no dia 31 de março de 1983, foi tão pequeno que não há registro do número de participantes.

Estive agora nas duas passeatas contra a corrupção, que foram do Leblon a Ipanema, organizadas pelo Movimento 31 de Julho, a primeira com 150, a segunda com 400 pessoas. Foram pequenas, mas foram potentes.

Os adversários do movimento contra a corrupção querem lhe impor como medida a quantidade de gente na Cinelândia, no dia 20. Dizem que se for menos que os 30 mil de Brasília será um fracasso. Não vamos cair nessa. Vamos juntar todos os que quiserem e puderem ir. Vamos fazer uma manifestação pacífica, alegre e bonita. Vamos perseverar na mobilização, protestar nas ruas muitas vezes, quantas vezes for preciso, para chatear os ladrões e vigaristas até tirá-los do poder e botá-los na cadeia.

2 – Temos um bom manifesto; vamos divulgá-lo

A OAB, a CNBB e a ABI lançaram o manifesto "O Brasil em Movimento contra a Corrupção" neste dia 7 de Setembro. Merece ser lido e divulgado. Acho que merece também ser debatido e tomado como roteiro, guia, talvez como programa nesta fase inicial do movimento.

Além de ser assinado por três organizações combativas, é um texto curto, bem escrito e, principalmente, é propositivo, recomenda um conjunto claro e factível de medidas que precisam ser tomadas nos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário contra a corrupção e pela democracia:

- no Executivo, a necessidade de maior transparência nas despesas por meio da imediata aplicação da Lei Complementar n. 131/2009, que obriga o poder público a disponibilizar suas despesas em tempo real; redução do número de cargos comissionados; aplicação da "Lei da Ficha Limpa aos candidatos a cargos comissionados;

- no Legislativo, a extinção das emendas individuais ao Orçamento, a redução do número de cargos em comissão, a aprovação do Projeto de Lei que aumenta a pena mínima pelo crime de corrupção de 2 para 4 anos, o fim do voto secreto em todas as matérias e uma reforma política profunda, extirpando velhas práticas danosas ao aperfeiçoamento democrático;

- no Judiciário, no Ministério Público e nas Polícias Judiciárias, no âmbito de suas respectivas competências, agilidade nos julgamentos de processos de corrupção e de improbidade administrativa e a conclusão de inquéritos relativos a crimes de corrupção por constituírem sólida barreira à impunidade, bem como o imediato julgamento da ADC sobre a Lei Complementar n. 135/2010 (Ficha Limpa).

3 – Quem quiser, leve o seu partido e sindicato no coração

Os manifestantes do 7 de Setembro em Brasília fizeram muito bem em não permitir bandeiras e camisetas de partidos e sindicatos. O movimento “Todos Juntos Contra a Corrupção”, do Rio, também preconiza isso.

Entendo que a mobilização contra a corrupção não é contra a política. Acho que o texto de Brecht sobre o analfabeto político cabe como uma luva para o Brasil de hoje. É da ignorância política que nasce o político corrupto, "o pior de todos os bandidos".

Quando o povo perde a confiança na política, os corruptos e os totalitários ficam à vontade no poder, se reproduzem e se perpetuam. Os corruptos desmoralizam a política e a democracia para continuarem no poder. Nós queremos mais democracia para tirá-los do poder.

Não concordo com a idéia de que todos os políticos são corruptos, mas o movimento contra a corrupção tem de continuar sendo apartidário. Quem quiser participar é bem-vindo, mas leve o seu partido e o seu sindicato somente no coração.

Todos juntos contra a corrupção: dia 20, na Cinelândia, Rio. Vamos lá!

Altamir Tojal

www.movimento31dejulho.blogspot.com

O METRO QUE O RIO PRECISA !







BAR POPEYE



Em plena Visconde de Pirajá.esse botequim,não dá a mínima aos moradores que moram ao lado.

Coloca uma tremenda caixa de som na porta em alto volume incomodando a quem mora e a quem passa pelo local.

CADÊ A FISCALIZAÇÃO DA GM ????

SE ELES PODEM QUALQUER UM PODE !!!!!!

PISCINÃO DE IPANEMA



A prefeitura já gastou tempo,trabalho e principalmente dinheiro público para fechar por 4 vezes,eese buraco que se forma por causa de um vazamento de água que a CEDAE não conserta,apesar de inúmeros pedidos .

Duas motos já caíram!

Por baixo deve estar tudo oco de tanta água que vaza,qualquer dia acontece um acidente mais grave.

Até lá esperamos a inauguração do piscinão de Ipanema no próximo verão !!!!!



LAGOA RODRIGO DE FREITAS


Enviado por Bairros.com -


Mutirão de limpeza na Lagoa Rodrigo de Freitas


Pelo quarto ano consecutivo, o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Rio de Janeiro (SEAC-RJ) promove a iniciativa em um dos principais cartões postais da cidade: a Lagoa Rodrigo de Freitas. A mobilização faz parte da IV Ação Nacional FEBRAC - Limpeza Ambiental, realizada simultaneamente em todas as capitais brasileiras. Com início previsto para as 8h, o objetivo é conscientizar a população sobre a importância da preservação ambiental e criar na sociedade o compromisso pelo asseio, conservação e sustentabilidade.

A iniciativa voluntária das empresas ligadas ao SEAC-RJ contará com coleta simbólica do lixo, separação para reciclagem e atividades informativas. O evento tem o apoio do Governo do Estado, Prefeitura do Rio, Secretarias Estadual e Municipal do Ambiente, além da participação de jovens do 44º Grupo de Escoteiro de Copacabana e de estudantes do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, do complexo do Alemão.

Os interessados em participar da atividade devem ficar atentos aos horários e ponto de encontro para a tarefa, que acontece no sábado, dia 17, às 8h, no Espaço das Águas, ao lado do Parque dos Patins.

UNIDADE DE ORDEM PÚBLICA

Novos guardas

UOP: Leblon terá reforço contra desordem em um mês; região da Uruguaiana continuará sem fiscalização adicional


Emanuel Alencar (emanuel.alencar@oglobo.com.br)

RIO - Enquanto moradores do Leblon serão beneficiados com uma Unidade de Ordem Pública (UOP) já no próximo mês, comerciantes do Largo da Carioca e da Uruguaiana, no Centro, terão que esperar pelo menos seis meses para que haja reforço no efetivo da Guarda Municipal na área. Ao fazer um balanço dos primeiros cinco dias de operação da UOP do Centro - que atua entre a Praça Quinze e a Avenida Rio Branco -, o secretário municipal da Ordem Pública, Alex Costa, disse na sexta-feira que "não há hipótese" de se ampliar, até o fim do ano, a atuação dos guardas. Entretanto, garantiu as unidades do Leblon, de Ipanema e de Copacabana ainda em 2011.

O secretário confirmou que a UOP do Leblon será instalada em outubro na Praça Nossa Senhora Auxiliadora, em frente ao Hospital Miguel Couto. O efetivo será de 250 guardas municipais. Em novembro será a vez de Ipanema ganhar 250 agentes - a sede ficará no mesmo local da unidade do Leblon. Já Copacabana ganhará em dezembro sua UOP, que deverá ter cerca de 300 guardas patrulhando as ruas 24 horas por dia. A sede ficará na antiga cabine da Guarda Municipal da Rua Bambina, em Botafogo.

Alex Costa classificou de positivo o balanço dos primeiros dias de atuação dos 420 guardas da UOP do Centro. Ele admitiu estar havendo migração de ambulantes para a região da Uruguaiana, mas ressaltou que a ampliação do perímetro de tolerância zero para aquela região só pode ocorrer com planejamento e ação conjunta com a PM e outros órgãos de segurança pública.

Migração de camelôs está sendo monitorada


O secretário municipal da Ordem Pública, Alex Costa, explicou na sexta-feira que a área da Unidade de Ordem Pública (UOP) do Centro - que inclui 70 ruas - foi escolhida por abranger instituições financeiras e empresas de grande porte.

- Tínhamos que começar por algum trecho. Sabemos que existe a migração dos camelôs (das áreas cobertas pela UOP para as ruas que ainda não estão sob a responsabilidade da unidade), e estamos monitorando esses movimentos. Neste momento, porém, não dá para falar em ampliação da UOP do Centro. Não vai acontecer este ano - disse.

Choque de ordem na Tijuca deve sofrer mudanças


O modelo de choque de ordem na Tijuca - que recebeu a primeira UOP - também deve mudar, acrescentou Alex Costa. A prefeitura estuda ampliar a área de atuação dos guardas municipais no bairro. Existe ainda a possibilidade de deslocamento dos agentes da Tijuca para outras regiões. A unidade do bairro tem 180 guardas municipais, que patrulham uma área abrangendo a Praça Saens Peña, a Praça Varnhagem, a Avenida Maracanã, as ruas Barão de Mesquita, Conde de Bonfim, Maxwell e outras vias próximas.

- Atuamos com planejamento. Não é chute. Não jogamos um monte de guardas no meio da rua e ponto final. É um processo lento e gradual, de mudança de comportamento - afirmou o secretário.

Duas ruas tinham 27 carros estacionados ilegalmente


Na sexta-feira, a primeira com atuação da UOP do Centro, O GLOBO flagrou 27 carros parados irregularmente na Rua Buenos Aires - entre a Avenida Rio Branco e a Primeiro de Março - e na Rua da Alfândega.

.No momento em que os repórteres percorriam a Alfândega, por volta das 16h30m, uma equipe da Guarda Municipal chegou ao local. Alguns proprietários, ao verem a fiscalização, correram para retirar seus veículos. Muitos se disseram surpresos com as multas e tentaram negociar com o inspetor Gerson Neto. Em vão.

- Não estou aqui para perseguir ninguém, mas não tem mais essa de jeitinho brasileiro. Ou o cidadão está certo ou está errado - afirmou o inspetor, enquanto autuava 14 veículos. - Depois reclamam, dizendo que existe a indústria da multa. Estacionamento irregular é o maior desafio da UOP do Centro - observou.

Somente na sexta-feira foram aplicadas cem multas por estacionamento irregular e 17 veículos foram rebocados no Centro. O secretário da Ordem Pública disse esperar que, a exemplo do que ocorreu na Tijuca, o número de registros policiais no Centro caia 35% nos próximos meses.

METRÔ - CONVITE


Atenção atenção:

CONVOCAÇÃO -

A manifestação CONTRA O FECHAMENTO DAS ESTAÇÕES GEN OSÓRIO E CANTAGALO para continução da linha 1, ou inicio da linha 4 (??!!) é nesse domingo, dia 11 de setembro, às 10:30h, no posto 8 - Ipanema. Como este traçado não é o que tinha sido planejado, a obra não foi prevista e daí a necessidade de fechar essas duas estações. Se o metro seguisse o programa e o trajeto original da linha 4, não haveria necessidade de fechar essas estações tão importantes a cidade! Participe


Estação Cantagalo. As duas Estações fecharão por, no mínimo, 6 meses, voltando ao tempo em que a Siqueira Campos era a estação terminal. Assunto: fechamento das Estações Gal Osorio e Cantagalo

Maiores informações sobre os problemas do Metrô podem ser obitdas no site : http://www.metroqueorioprecisa.com.br/