METRÔ

Incêndio no metrô

Fogo começou por volta de 6h. Passageiro relatou 'pior coisa' que já viu.

Do RJTV


Imagens feitas por um passageiro do metrô mostram o desespero dos passageiros durante um incêndio que atingiu um vagão no início da manhã desta segunda-feira (31).
Faltavam poucos minutos para a 6h, quando uma grande quantidade de fumaça começou a sair debaixo do trem que ia para Botafogo, na Zona Sul do Rio, pela linha 2. Pelas imagens não é possível ver as labaredas, mas a quantidade de extintores utilizados e o desespero de quem atuava ali no momento mostram que a situação poderia ser grave.
A fumaça invadiu o interioir do vagão, que foi esvaziado, e também a plataforma. Os passageiros ficaram esperando até que a situação se normalizasse.
Diferentemente do que havia afirmado a concessionária Metrô Rio de que só houve muita fumaça na pane elétrica ocorrida em um trem da Linha 2, na estação de Inhaúma, no subúrbio do Rio, às 5h55 da manhã desta segunda-feira (31), um passageiro contou que viu labaredas de fogo.
“Começou a sair fumaça, fumaça e labareda, e foi subindo o fogo, foi subindo, e todos os extintores do metrô, todos eles, (estavam) vazios, debaixo do banco. Isso foi o ápice da pior coisa que eu já vi na minha vida”, afirmou José Augusto.
Segundo ele, o susto ainda foi maior quando funcionários apareceram com extintores de água, já que o problema era na rede elétrica.
O diretor do Metrô Rio, Gilberto Flores, afirmou que há possibilidade da pane ter provocado fogo. Quanto aos extintores, Flores disse que eles estão dentro do prazo de validade, mas que vai passar por uma perícia. Ainda segundo ele, a água só foi usada depois que a energia foi cortada.
De acordo com a assessoria de imprensa concessionária Metrô Rio, o trem seguia para Botafogo, na Zona Sul do Rio, e teve um curto-circuito na rede elétrica. A composição teve que ser retirada de circulação e os intervalos na Linha 2 ficaram irregulares durante cerca de três horas.

ATA DA 63ª REUNIÃO

PROJETO DE SEGURANÇA DE IPANEMA

MOVIMENT0 APOLÍTICO, FORMADO POR MORADORES
VOLUNTÁRIOS COM O PROPÓSITO DE AUMENTAR O BEM
ESTAR SOCIAL DO BAIRRO

ATA DA 63ª REUNIÃO

LOCAL: Colégio Notre Dame- rua Barão da Torre 308
Em 24 de maio de 2010
Horário: 1800 h
Presentes: 14 participantes
Coordenada por: Ignez Barreto
ASSUNTOS TRATADOS.
O PSI lamenta o falecimento do colaborador Conde Gerard e apresenta as condolências á família .
Está tudo organizado para a palestra do Secretario Beltrame.
Já temos autorização para colocação das faixas, o que ocorrerá na quinta dia 27. As perguntas serão por escrito, e aqueles que desejarem formulá-las por e-mail poderão faze-lo para projetodeipanema@terra.com.br . Para boa ordem enfatizamos que as perguntas devem ser por escrito.
Voluntários ajudarão no recolhimento e seleção das mesmas, afim de evitar repetição.
Agendada a reunião com o MP para tratar do carnaval e reveillon, dia 31 de maio às 1400 horas.
Agendada reunião com Secretario Municipal de Turismo para tratar dos mesmos assuntos dia 2 de junho às 1600 horas.
A questão do POUSO está sendo coordenada pelo PSI, agência DPZ e Secretaria de Urbanismo.
A questão do bar Empório, da esquina da Maria Quitéria com Prudente de Moraes está sendo levantada e acompanhada pela 14 DP para as ações necessárias. Vamos aguardar.
Não houve ainda respostas às nossas perguntas sobre a questão das barracas na praia e responsabilidades.A Assessora Raquel, da Vereadora Aspásia, ficou de coordenar as ações necessárias aos levantamentos legais do assunto com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

PRÓXIMA REUNIÃO DIA 7 DE JUNHO SEGUNDA ÁS 1800 HORAS NO COLEGIO NOTRE DAME BARÃO DA TORRE 308

COMPAREÇA!! PARTICIPE!!

NOSSO BLOG: psipanema.blogspot.com

NOSSO E-MAIL: projetodeipanema@terra.com.br

ATA REDIGIDA POR : ROGERIO ESTEVES

EU REPORTER

Enviado por leitor Jorge Caetano -

EU-REPÓRTER

Ipanema está virando dormitório de mendigos
No bairro de Ipanema, a cada dia, cresce o número de moradores de rua. A Rua Visconde de Pirajá, durante o dia, e principalmente à noite, serve de dormitório de idosos, desempregados e meninos de rua. As equipes da Secretaria de Assistência Social da prefeitura recolhem algumas dessas pessoas e as encaminham a abrigos, mas quase todas retornam. Elas preferem a rua ao abrigo.
Mendigos se reúnem todas as noites no portão da garagem do meu prédio. Armam colchões, cobertores... e estão correndo perigo, pois muitas vezes dormem com a cabeça perto demais do portão automático.
O problema é crônico num bairro cheio de turistas.

CONVITE


HOMENAGEM

Air France fará duas cerimônias em memórias aos mortos no voo 447

O Globo

RIO - A Air France realizará, nesta terça-feira, duas cerimônias em memória às vítimas do voo Rio-Paris. Uma será em Paris, no Parc Floral e no Cemitério Père Lachaise, e deverá ter a presença de cerca de mil pessoas. A outra será no Rio para cerca de 40 familiares de vítimas brasileiras que preferiram não viajar. A do Rio será na Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, seguida de colocação de flores no memorial às vítimas no Parque Penhasco Dois Irmãos, no Leblon, inaugurado em novembro do ano passado.

Em nota divulgada à imprensa, a Air France explica que as duas cerimônias serão abertas apenas aos familiares e amigos próximos das vítimas, de acordo com o desejo das associações das famílias.

Confira a íntegra da nota divulgada pela Air France:

"A Air France vai realizar, dia 1º de junho de 2010, duas cerimônias em memória às vítimas do voo Rio-Paris. Uma, com a presença de cerca de mil pessoas, em Paris. Outra, no Rio de Janeiro, para cerca de 40 familiares de vítimas brasileiras que preferiram participar da cerimônia no Brasil.
"De acordo com o desejo das associações das famílias das vítimas, que foram previamente consultadas a respeito destes dois eventos, e pelo compromisso da Air France de preservar as mesmas neste momento de recolhimento, ambas as cerimônias serão de caráter privado, abertas apenas para familiares e amigos próximos, não sendo permitida a entrada da imprensa. A Air France espera contar com o apoio da comunidade e da mídia para permitir que estes sejam momentos de reflexão e luto para estas famílias, de homenagear e velar seus entes queridos.
"Em Paris, a cerimônia se dará no Parc Floral e no Cemitério Père Lachaise. No Rio, acontece uma cerimônia na Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, seguida de colocação de flores no memorial às vítimas no Parque Penhasco Dois Irmãos, no Leblon, inaugurado em novembro do ano passado. A Air France reitera que em nenhum desses locais será permitida a entrada da imprensa e da comunidade em geral, apenas de familiares e amigos próximos, todos previamente cadastrados.
"A Air France tem como prioridade manter a privacidade das famílias e sustenta sua postura transparente com a imprensa. Por isso emitimos este comunicado e reforçamos a solicitação de não comparecimento da imprensa nos locais. Após as cerimônias, divulgaremos mais informações e imagens.

"A Air France agradece a compreensão de todos."

CHOQUE DE ORDEM

Choque de Ordem apreende mais de 1 tonelada de coco em Ipanema

Segundo a Seop, cocos eram descarregados fora do horário permitido.Operação também rebocou 22 veículos estacionados irregularmente.

Do G1 RJ

Agentes da Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) apreenderam, neste sábado (29), 1,5 tonelada de cocos verdes, na praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo a Seop, as frutas foram recolhidas durante operação

Choque de Ordem na orla. Ninguém foi preso.

Os cocos eram descarregados fora do horário permitido na orla de Ipanema. Em outro ponto da operação, na Praia da Urca, a fiscalização apreendeu uma tenda árabe montada na areia sem autorização. Já em Botafogo, os fiscais apreenderam 286 DVDs piratas. O material foi levado para a 9ª DP (Catete).

De acordo com a Seop, em Copacabana, também na Zona Sul, agentes de Controle Urbano da Seop apreenderam75 biquinis, 38 cangas, 28 camisas, 11 refrigerantes, 11 garrafas de água e oito guaranás naturais com vendedores não autorizados.

A operação

Choque de Ordem nas praias também rebocou 22 veículos estacionados irregularmente no trecho da orla compreendido do Leme, na Zona Sul, até a Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Mutirão de limpeza nas praias

Cerca de três toneladas de lixo foram retiradas neste sábado (29) de várias praias do Rio. O material foi recolhido durante a ação “Limpando e Reciclando”, promovida pelo Instituto Ecológico Aqualung. O mutirão começou às 10h e terminou por volta de meio-dia.
Os voluntários também distribuíram sacolas biodegradáveis e luvas descartáveis.
O mutirão de limpeza reuniu 700 voluntários que se dividiram nas praias de Botafogo, Copacabana, Ipanema e Leblon, na Zona Sul do Rio, Barra da Tijuca, Recreio e Grumari, na Zona Oeste, Sepetiba, Ilha de Paquetá e Saquarema, na Região dos Lagos. O grupo de voluntários recolheu todo o tipo de sujeira.O lixo recolhido foi deixado em terminais de coleta da Companhia de Limpeza Urbana do Rio (Comlurb).

A ação contou com o apoio da prefeitura e foi realizada em parceria com a Rede Municipal de Ensino. De acordo com o coordenador do projeto, Hildon Carrapito, o evento também falou sobre a importância de se manter as praias sempre limpas.

Limpeza em Maricá

Em Maricá, a Semana do Meio Ambiente começou neste sábado também com a limpeza das areias da praia e das margens do canal de Ponta Negra. A retirada dos resíduos foi coordenada pela equipe da Secretaria municipal de Ambiente e Urbanismo e teve a participação de membros do Instituto Estadual do Ambiente (Inea).

A ação contou, ainda, com a participação do Grupo Escoteiro Cidade de Maricá, além de voluntários, todos equipados com luvas descartáveis e sacolas de lona. A maior parte do material, quase todo composto por produtos recicláveis, foi recolhida entre as pedras que ficam na encosta da praia. O mutirão recolheu mais de 40 sacolas de lixo. O peso total ainda não foi divulgado.“Um dos nossos projetos é a instalação do que chamamos de uma ‘eco barreira’, por exemplo, próximo à ponte da Mumbuca.

A ideia é reter o que se joga nos rios, praias e canais da cidade e, assim, dar uma noção exata do quanto o meio ambiente é agredido diariamente”, ressaltou o secretário de Ambiente, Alan Novais.

ELEVADOR



Novo cenário

Passarela do elevador no Morro do Cantagalo é instalada e muda a paisagem de Ipanema


O Globo


RIO - Foi instalado neste sábado o trecho final da passarela entre as duas torres do elevador que liga a Estação General Osório do metrô ao Morro do Cantagalo, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. Moradores do entorno acordaram cedo para acompanhar a operação da janela ou nos arredores da obra.

A estrutura tem 18 toneladas, 24 metros de comprimento e 3,50 metros de altura e largura. Ela foi instalada a uma altura de 54 metros e mudou a paisagem da Zona Sul do Rio. Um guindaste especial, capaz de sustentar até 220 toneladas, foi usado na operação que envolveu mais de 30 homens e durou cerca de uma hora.
Segundo Juliano Penteado, gerente de produção da obra, essa foi a etapa mais complexa da obra e o elevador está praticamente pronto. "Fica faltando apenas os acabamentos e a limpeza final das torres e a urbanização do entorno da obra", disse ele, em nota divulgada à imprensa.
Em nota, o diretor de Engenharia da Secretaria estadual de Transportes, Bento Lima, comemorou: "Se tivéssemos vento acima de 4 metros por segundo não poderíamos erguer a passarela e teríamos que atrasar a obra. Mas deu tudo certo e agora sim podemos dizer que unimos o morro e o asfalto em Ipanema".
A primeira parte da passarela não foi suspensa, pois os técnicos optaram por construí-la em cima, sobre andaimes na encosta da comunidade, já que a altura era menor. As duas torres, de 64 metros e 31 metros, podem transportar até 100 pessoas ao mesmo tempo e são revestidas por lâminas metálicas coloridas. A mais alta conta com elevador panorâmico e um mirante, de onde será possível avistar as praias de Ipanema e Leblon, a Lagoa Rodrigo de Freitas e o Corcovado.
A inauguração da obra está prevista para o final de junho.

MOVIMENTO

Assunto: Manifestação pública pela extinção do fator previdenciário, 30 de maio, domingo,10h


Concentração dia 30 de maio, domingo, às 10:00h.

Praia de Copacabana – Posto 5.

Usar camisa verde, cor da esperança, ou branca, cor da paz.
-----------------------------------------------------
Manifestação pública a favor da extinção do fator previdenciário

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no último dia 20, criticou a aprovação no Congresso Nacional do fim do fator previdenciário após ser aprovado por unanimidade no Congresso Nacional. Em discurso de encerramento da 13ª Marcha dos Prefeitos, Lula sinalizou que deve vetar parte da proposta. Os aposentados brasileiros obtiveram uma vitória nesta quarta-feira no Senado. Os senadores aprovaram o PLV 2/10, que reajusta em 7,72% as aposentadorias e pensões acima de um salário mínimo e acaba com o fator previdenciário. A matéria foi aprovada sem qualquer alteração e por isso não precisará retornar à Câmara. Este é o cenário no qual vivemos, quando nossos direitos, enfim, são reconhecidos vem o medo do VETO presidencial com alegações mesquinhas e impróprias.
Vamos nos fazer ouvir, basta de prejudicarem os aposentados!
Participe da manifestação pública no dia 30 de maio para lutar contra o VETO do presidente Lula. Vamos às ruas lutar pela extinção do fator previdenciário para as futuras aposentadorias e para aqueles que já se aposentaram sob o regime do fator previdenciário.
------------------------------------------------------------------------------
"30 de maio, dia da nossa manifestação pública a favor da extinção do fator previdenciário para os aposentados com retroatividade para todos".
É meu direito, É seu direito, É nosso direito !
----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Miriam Barros Teixeirae-mail: miriam19novembro@yahoo.com.brTel.: (55) 21 22673663 / (55) 21 81239984Skipe: miriam.barros.teixeira

Maria Luiza Landrino
e-mail : luizalandrino@yahoo.com.br
Tel.: (55) 21 30795406 / (55) 21 81042002


Movimento ACORDO JÁ!
No Twitter: http://twitter.com/MovAcordoJa E-mail: movimentoacordoja@gmail.com
Blogue: http://movimentoacordoj.wordpress.com/Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid =7385776900168121497&rl=t Youtube: http://www.youtube.com/user/Movimentoaco rdoja



CHOQUE DE ORDEM

Choque de Ordem fecha cinco bares no Morro Pavão-Pavãozinho

O Globo

RIO - Agentes da prefeitura e policiais militares fecharam cinco estabelecimentos no alto do Morro do Pavão-Pavãozinho, em Ipanema. Dois deles não possuíam alvará de funcionamento e os outros três foram obrigados a fechar as portas por desrespeitar normas da Vigilância Sanitária.
Ao todo, 50 homens participaram da Operação Choque de Ordem, que teve como objetivo cumprir 13 editais de fechamento emitidos pela prefeitura na última terça-feira. Proprietários de oito desses bares obedeceram a determinação e não estavam funcionando nesta sexta-feira.

SHOW

Arpoador terá show de música gratuito no domingo

O Globo



RIO - O projeto Outono Rio vai animar o Arpoador com um show neste domingo. O evento será no palco montado no Parque Garota de Ipanema e terá entrada franca. A abertura será feita pela banda Calçadão Carioca. Os convidados são Luis Carlinhos e Gabriel Moura. Os shows começará às 17h.
- O outono é a melhor estação do ano para curtir o Rio, pois a temperatura mais amena convida o carioca a curtir mais a orla da cidade. O Outono Rio vai celebrar a estação com uma música que é a cara do Rio em um local que tem tudo a ver com a produção cultural carioca mais alternativa, que é o Arpoador - afirma o secretário de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello.
O Outono no Rio vai acontecer ainda em mais três dias de junho: 6, com Rogê; 13 com o cantor Baía. Fechando o projeto, todos os músicos do grupo 04 Cabeça vão se apresentar juntos no sábado, 19 de junho, com a formação original.

LEVANTAMENTO

Areias de Ipanema, Recreio, Guaratiba e Prainha são consideradas 'ótimas'

Rio - O Boletim de Avaliação Quinzenal da Qualidade das Areias das Praias Cariocas, referente ao período de 9 a 23 de maio, considerou "ótimas" as areias do Pontal (Recreio dos Bandeirantes), Guaratiba, Prainha e Ipanema, no trecho da Rua Paul Redfern.

O levantamento faz parte do Projeto Praia Limpa, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
Em publicação no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, englobando praias abrigadas e oceânicas, foi avaliada como "boa" a qualidade das areias das praias de Ramos, Botafogo, Central (Urca), Copacabana (Rua Souza Lima), Ipanema (Praia do Diabo), Barra da Tijuca (Avenida do Pepê e Condomínio Barramares), da reserva e da Macumba (Recreio dos Bandeirantes).

Na avaliação como "regulares", foram listadas as areias das praias do Flamengo, da Brisa e de Sepetiba, Vermelha (Urca), Leme, Copacabana (ruas República do Peru e Barão de Ipanema), Ipanema (Arpoador), Leblon (avenidas Bartolomeu Mitre e Visconde de Albuquerque), São Conrado (descida de asa delta), Barra da Tijuca (Avenida Ayrton Senna) e Grumari.

O boletim quinzenal aponta como "não recomendadas", pela quantidade excessiva de coliformes fecais e da bactéria Escherichia coli, as areias das praias da Imbuca, José Bonifácio e da Moreninha (Ilha de Paquetá), da Bica, Engenhoca e da Guanabara (Ilha do Governador), Ipanema (Rua Maria Quitéria), São Conrado (Hotel Nacional) e da Barra da Tijuca (Quebra-Mar).

ANCELMO .COM



Enviado por Aydano André Motta -

Boneco artista

Cópia fiel

Tem gente pela cidade tomando susto com o boneco da foto, uma cópia fiel de Paulo José, o querido ator. Primeiro, causou alvoroço em alguns botequins (teve bebum achando que tinha exagerado e estava vendo coisas), e, no fim de semana, chamou a atenção da turma que andava pelo calçadão de Ipanema. É uma ação promocional de "Quincas Berro D'Água", filme estrelado por Paulo, em cartaz desde sexta-feira.
Passado o susto, o povo, claro, tira foto com o boneco.

CONVITE


JARDIM DE ALAH -

Defensores dizem que seria a salvação

Caio de Menezes, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO -

Bruno Pereira, diretor superintendente do Quadrilátero do Charme de Ipanema – área situada entre as ruas Aníbal de Mendonça e Joana Angélica e as avenidas Vieira Souto e Epitácio Pessoa – afirmou que a intenção do grupo não é entregar o Jardim de Alah à iniciativa privada.
– Existem ali um ponto final de van, depósito de lixo para reciclagem, narcotráfico. Depois de o estado resolver esses poréns, buscaremos a iniciativa privada para que patrocine atividades de baixo impacto para a população do entorno e com retorno positivo. O Jardim tem de ter atrativos, para que seja ocupado e utilizado. Só assim essas mazelas não persistirão.
De acordo com Bruno Pereira, o estado atual do Jardim de Alah se reflete no comércio da vizinhança.
– Tudo de ruim, urbanisticamente falando, é encontrado no entorno do jardim – avaliou. – É impossível continuar com apenas 70% da iluminação funcionando. As pessoas não podem ficar preocupadas em atravessar o canal para fazer compras no fim do dia, que é o horário de pico do comércio.
Para a presidente da Associação Comercial e da Associação de Moradores e Amigos do Leblon, Evelyn Rosenweig, o Jardim de Alah tem de ter seus “charme e elegância resgatados”.
– Quando criança, o grande passeio era passar as tardes de domingo no Jardim de Alah. Isso tem de ser resgatado. Por isso, pensamos em uma ciclovia, pista de corrida e, até mesmo, um quiosque, desde que não venda bebida alcoólica. O local está abandonado e colocam tudo na conta da Cruzada São Sebastião, em vez de consertar o que está errado – disse ela referindo-se à comunidade vizinha ao Jardim, na avenida Borges de Medeiros.
A presidente da Associação de Moradores de Ipanema, Maria Amélia Fernandes Loureiro, afirmou que as ideias partiram de reclamações e pedidos dos moradores de Leblon e Ipanema.
– O choque de ordem tem que passar pelo Jardim de Alah – ressaltou. – A construção de um palco para apresentação de orquestras e um ponto de venda de flores são algumas das reivindicações de quem vive nas redondezas.

EMAIL ENVIADO

Ignes,

A loja da Osklen não seria Maria Quitéria com Prudente ?
O problema maior não é a Osklem, mas o pessoal que frequenta o Emporio à noite. Fazem uma sugeirada, largam copos , garrafas, vomitam pela calçada.
Pela manhã é um nojo. A loja até se esforçou colocando as palmeiras, mas os vândalos não permitiram seu desenvolvimento. Como os problemas ocorrem à noite e de madrugada, não dá para eles controlarem.
O grande problema mesmo que aflige quem mora lá são os pivetes que andam em bando, em geral ao anoitecer e ficam rodando o quarteirão. Ja entrei na Osklem, no Everest, no prédio dos vizinhos , já perdi a conta de quantas vezes, não só eu como várias pessoas que conheço.

Mª Helena

EMAIL RECEBIDO

From: Inspetor Figueiredo

To: Ignez

Ignez!
Estou encaminhando CÓPIA deste e-mail para as Equipes BRAVO que atuam comigo no horário compreendido entre 16:00 e 00:00 hs e também para a Inspetora Bruna que coordena as Equipes ALPHA que atuam pela manhã.
Temos feito um combate efetivo aos menores que cometem Atos Infracionais Análogos aos Crimes do Código Penal, mas só podemos retê-los em caso de Flagrante de Delito e nossos agentes poderiam ser punidos, caso submetessem essas crianças a constrangimento e isso nós não faremos.
Ainda assim temos acionado o Conselho Tutelar e feito encaminhamento aos abrigos da Prefeitura para aqueles que circulam sem destino ou recursos, vagando em nossa circunscrição, porém os abrigos NÃO PODEM mantê-los ali contra a vontade e a Lei (segundo minha ótica pessoal) é muito leniente com os RESPONSÁVEIS por essas crianças em VERDADEIRA situação de risco.
No site da Polícia Civil (http://www.policiacivil.rj.gov.br/), link do DEDIC existe a OPÇÃO para o CIDADÃO fazer as DENÚNCIAS DO BAIRRO e estas serão encaminhadas DIRETAMENTE para a 14ª DP/Leblon para nosso tratamento.Peço que seja divulgada ESSA IMPORTANTE FERRAMENTA disponibilizada aos moradores de Ipanema e Leblon através dos canais competentes do PSI e associações de moradores.Agradecemos desde já à Srª Maria Helena pela denúncia feita através do PSI e estaremos encaminhando a solicitação também ao 23º BPMERJ, após realizar pesquisa em nossos BANCOS DE DADOS sobre delitos que porventura estejam ocorrendo na região citada.
Lembrando sempre que SER MENOR e ANDAR EM BANDOS não constituem crime, apesar de contribuir para a sensação de insegurança dos moradores, acrescentando que a DISTRIBUIÇÃO DOS EFETIVOS DA Polícia Militar e as INVESTIGAÇÕES da Polícia Civil são sempre norteadas pela chamada MANCHA CRIMINAL, portanto as VÍTIMAS PRECISAM REGISTRAR AS OCORRÊNCIAS na unidade ou pelo DEDIC.

RACHA

Um racha entre o mar e a lagoa

André Balocco, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Um racha do tamanho do canal do Jardim de Alah está movimentando os dois bairros mais charmosos do Rio. De um lado o presidente do Conselho Comunitário da Região 23, Augusto Boisson, e moradores do entorno do parque, temerosos de uma ocupação desordenada; do outro empresários e associações de moradores comerciais de Ipanema, cansados de verem a região abandonada e tomada por mendigos. No meio, um jardim construído em 1938 e que teve o nome inspirado no filme The Garden of Allah, com Marlene Dietrich e Charles Boyer, lançado dois anos antes. O objeto da discórdia: a implantação de quiosques para venda de flores, nos três módulos do parque, e a realização de espetáculos de teatro infantil.
– O município quer é arrecadar, entregar a administração pública à iniciativa privada. Quero saber quando a prefeitura vai adotar o Rio – ataca Boisson, sem temer a pecha de ranzinza, certo que está ao apontar o município como o único responsável pela manutenção do parque.
Boisson diz ter alternativa à tentadora proposta, apresentada em reunião na semana retrasada no próprio Jardim de Alah entre o criador do projeto Quadrilátero do Charme, Bruno Pereira, o subprefeito da Zona Sul, Bruno Ramos, e as presidentes das Associações de Moradores do Leblon, Evelyn Rosenzweig, e de Ipanema, Maria Amélia Loureiro. Segundo ele, basta que o município trabalhe constantemente para manter a praça limpa e segura – uma imagem bem distante da flagrada pela reportagem do JB na semana passada, em que a rotina de mendigos e garis da Comlurb dormindo nos bancos se misturava a grades quebradas e jardins mal cuidados.
– A minha preocupação é que deixem aquilo se deteriorar de propósito – explica Boisson, expondo as razões de sua negativa. – A tendência é, abrindo o comércio ali dentro, um adensamento de pessoas, o que vai trazer outras atividades paralelas, como churrasquinho e pagode, e a descaracterização da região. Aquilo é um jardim. Não pode ter atividade comercial. Daqui a pouco, vão estar vendendo calcinha e sutiã nos arredores.
Faz sentido. Pelo histórico de ausência do poder público, que atravessa as administrações de diferentes matizes ideológicas, Boisson consegue se justificar, assim como Gladys Vieira Nunes, moradora e presidente da comissão de amigos do Jardim de Alah:
– O loteamento deste local é um crime contra o patrimônio – critica Gladys. – Os três módulos que compõem o Jardim de Alah formam uma joia preciosa e de uma beleza tão harmoniosa que têm que ser preservada de maneira criteriosa.
A moradora Edite Nobre pede uma política pública de preservação coerente ao lembrar as Apacs (Área de Proteção de Ambiente Cultural).
– Para uma prefeitura que cria APACs em prédios inservíveis dos mesmos bairros, convenhamos que o intuito de preservar é o que menos importa. Ela preserva o que não é para preservar e destrói a história da cidade.
Com a palavra, a cidade!

DESPERDÍCIO



Desperdício

Leitor mostra refletores acesos durante manhã de sol na Praia de Ipanema


Ricardo Milgram


RIO - A iluminação do Posto 8, em Ipanema, Zona Sul do Rio, fica acesa durante todo o dia. Quatro holofotes do posto e as luminárias dos postes, no canteiro central da Avenida Viera Souto, permanecem acesas entre a Rua Joaquim Nabuco e Avenida Rainha Elizabeth da Bélgica de manhã. A nova taxa de iluminação pública foi criada para melhorar a iluminação durante o dia? Tentei falar com a Rio Luz, mas ninguém atendeu. As fotos foram tiradas nesta segunda-feira por volta das 09:30h.

CADEIA NELES !

Polícia prende presidiários suspeitos de assalto a prédio em Ipanema

Eles cumprem pena em regime semiaberto em Niterói.Vítimas de roubo reconheceram presos.

Do RJTV


A polícia prendeu na sexta-feira (21) dois suspeitos de assaltar um prédio em Ipanema, na Zona Sul do Rio. Os dois são presidiários, que cumpriam pena em regime semiaberto no Instituto Edgard Costa, em Niterói, Região Metropolitana do Rio.
De acordo com a polícia, eles dormiam no presídio, mas durante o dia ficavam livres supostamente para trabalhar.
De acordo com agentes, Filipe Duarte Lopes de Melo Gama, de 22 anos, e Edgard Ramos de Castro, de 29, foram reconhecidos pelas vítimas do assalto. Elas contaram que foram amarradas, agredidas com socos e pontapés e ameaçadas de morte pelos homens, que roubaram joias e aparelhos eletrônicos.
Filipe foi levado de volta ao instituto e Edgar ficou preso na Polinter

ACIDENTE EM IPANEMA



Dono diz que vai processar pet shop após morte de cachorro em banho

Cão da raça maltês morreu após sofrer uma queda durante tratamento.Polícia registrou caso como medida assecuratória de direitos futuros.

Rodrigo Vianna Do G1 RJ

Sofia (na parte inferior da foto) morreu após sofreracidente durante uma sessão de tosa e banho empet shop, em Ipanema (Foto: Arquivo Pessoal)
A morte de um cão da raça maltês durante uma sessão de banho e tosa num pet shop em Ipanema, na Zona Sul do Rio, pode parar na Justiça. O diretor de uma revendedora de carros Luiz Alberto Machado, de 45 anos, afirmou que vai processar a loja pela perda do seu animal de estimação.
O caso aconteceu há uma semana, na Oi Pet, em Ipanema. Segundo Luiz Alberto, por volta das 11h de sexta-feira (14), sua empregada deixou a cadela Sofia, de 2 anos, no pet shop para tomar banho. Momentos depois, ele recebeu um telefonema da loja informando que o animal havia sido entubado após cair de cima da mesa usada no tratamento."Eles disseram que tinha acontecido um problema com a Sofia. Minha cadela foi apenas tomar um banho e nada mais. Como eles deixaram acontecer um acidente desses? É um absurdo o que fizeram com ela", disse Luiz.Após o telefonema, Luiz Alberto seguiu para a veterinária, mas no meio do caminho ele recebeu uma nova ligação da loja, desta vez para avisá-lo de que Sofia acabara de morrer. Revoltado e chocado, ele chegou a discutir com os funcionários, que alegaram que o animal caiu porque estava nervoso e inquieto.
“A Sofia era um pouco agitada, como todo animal da sua idade. Mas isso não provocaria uma morte como essa. A minha cadela entrou viva para tomar banho e saiu morta dentro de uma caixa. Não dá para aceitar e por isso eu decidi que vou entrar com um processo na Justiça”, completou o dono do animal.Luiz Alberto, que possui ainda outro cachorro, Tico, de 5 anos, confirmou que os responsáveis pela pet shop se comprometeram a pagar as despesas e os cuidados do outro animal. Além disso, segundo ele, eles chegaram a oferecer um outro filhote, mas ele negou a oferta: "Um cachorro é como se fosse um filho pra mim. A gente ama, é insubstituível".
Pet diz que nunca isso nunca tinha acontecidoAbalado com a morte de Sofia, o proprietário da Oi Pet, Ronney Teixeira Cardoso, confirmou o acidente e disse que a cadela ficou sob os cuidados de profissionais experientes e que gostam de animais. Segundo ele, Sofia caiu logo após se soltar da guia.
“A gente ficou bastante chateado com o que aconteceu. Isso nunca tinha acontecido, a gente nunca espera que isso vá acontecer. Tomamos bastante cuidado para oferecer toda a segurança e conforto aos animais. Nossa pet é equipada com os melhores aparelhos, ar-condicionado, trabalhamos com a máxima transparência e todos os nossos profissionais amam o que fazem”, afirmou Ronney.
Ronney contou, ainda, que a loja possui um veterinário que fica à disposição dos animais para eventuais emergências. De acordo com ele, todos os procedimentos foram tomados para salvar a cadela: “Fizemos de tudo, mas ela não resistiu à queda. Mantivemos o dono informado de tudo o tempo todo e assumimos o erro”, completou.
Caso de políciaPoliciais militares do 23º BPM (Leblon) foram acionados para o local para tentar controlar a situação. Em seguida, Luiz Alberto decidiu prestar queixa na 14ª DP (Ipanema). De acordo com a Polícia Civil, como aparentemente não se tratava de um crime, o caso foi registrado como medida assecuratória de direitos futuros, por ser um fato atípico.
Além de perder o meu cão, eu ainda não recebi o dinheiro de volta"

Luiz Alberto

Luiz Alberto também solicitou um exame de necropsia do animal. O resultado deve sair nos próximos dias. Os agentes informaram que nenhum representante da pet shop compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos. O dono do animal alegou, ainda, que não foi reembolsado pela loja.“Além de perder o meu cão, eu ainda não recebi o dinheiro de volta. Não foi um prato de arroz que caiu no chão ou uma banana estragada, foi a minha cadela, que eu amava e tinha como filha. Isso eles não podem substituir. Continuarei alertando as pessoas nas ruas para que não levem o seu bicho lá. Eles não vão sair impunes”, completou Machado.
O dono da loja informou que está disposto não só a devolver o dinheiro, como também a pagar as despesas do outro cachorro de Luiz Alberto e do novo filhote. Ele afirmou que ainda não conseguiu conversar com o cliente sobre o assunto e que espera poder ajudar.
“Em nenhum momento houve um destrato. A gente entende o lado do Luiz Alberto. Na hora não houve tempo de falar sobre reembolso, mas estamos dispostos a pagar além do valor do serviço. Queremos prestar solidariedade e apoio ao Luiz, que é um cliente antigo e querido por todos”, concluiu.

CAMPANHA

Campanha em Ipanema alerta sobre os benefícios do sono perfeito

A campanha 'Em Direção ao Sono Perfeito' será realizada na praia de Ipanema, altura da Rua Henrique Dumont, no próximo domingo, a partir das 8h. A ação tem o objetivo de conscientizar a população da importância e dos benefícios que um sono perfeito pode trazer. Atores vestidos de pijama estarão distribuindo minitravesseiros e panfletos explicativos. Segundo estudos, cerca de 40% da população brasileira sofre com alguns distúrbios que interrompem o sono. 30% ronca e 4% sofre de apneia.
Considerando que a população do Rio é de mais de 6 milhoes de pessoas, 180 mil roncam e 24 mil sofrem de apneia. Devido aos distrubios do sono, os índices de acidentes de trânsito e de trabalho aumentam 7 vezes sendo que cerca de 30% desses acidentes são por causa da sonolência excessiva durante o dia.
O ronco é o primeiro sinal que o organismo emite para alertar que existe alguma coisa errada com a respiração durante a noite. Se não tratado ele pode evoluir para a chamada apneia do sono que é uma parada respiratória que ocorre durante o sono e que está relacionada com sérios problemas a saúde, como arritmias, pressão alta, infarto e derrame cerebral

ACIDENTE EM IPANEMA




Carro perde freio e invade jardim de prédio Ipanema

Motorista tentou desviar de árvore e parou no jardim. Três pessoas estavam no veículo; ninguém ficou ferido
.
Liana Leite Do G1 RJ

Motorista do carro invadiu jardim de prédio em Ipanema, depois de perder o controle. (Foto: Liana Leite/G1)

Um carro invadiu o jardim do prédio em Ipanema, Zona Sul do Rio, no final da manhã desta sexta-feira (21). Após perder o freio,o veículo entrou no jardim do número 1440 da Rua Prudente de Moraes.
Segundo o motorista, Cristiano Ferraz, de 19 anos, três pessoas estavam no carro, mas ninguém ficou ferido. “Tentei desviar de uma árvore e acabei batendo na grade”, contou. Bombeiros do quartel de Copacabana estão no local para retirar o veículo.

REUNIÃO

A próxima reunião do Projeto de Segurança de Ipanema será, segunda feira dia 24 /05 às 18hs. no Colégio Notre Dame .


SUGESTÃO DE PAUTA


Preparação reunião Beltrame – custos faixas

Carnaval e réveillon 2010 –MP


Praia – cobrança – envio do projeto Rio Praia Linda e do termo de adesão dos barraqueiros

Metrô N. Sra. da Paz

Cantagalo – andamento instalação do POUSO

Projeto de restauração da vegetação de restinga da orla

Ação HSBC e loja Osklen – Joana c/ Prudente

Coleta seletiva na praia




ACESSE O NOSSO BLOG – WWW.PSIPANEMA.BLOGSPOT.COM

PROJETODEIPANEMA@TERRA.COM.BR

VARIEDADES





Cassetas prestigiam lançamento da biografia sobre o amigo Bussunda

Carolina Barbosa
Anos atrás, quando aquele grupo de amigos ainda não formava o "Casseta e Planeta", Claudio Besserman Vianna, o Bussunda, respondeu que quandoficasse rico gostaria de ter 40 mil pares de sandálias Havaianas. Porisso, a Livraria da Travessa, em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro, decorou sua vitrine com os chinelos, na noite desta quinta-feira, para o lançamento do livro "Bussunda, a vida do casseta", do jornalista Guilherme Fiuza, que conta a vida pessoal e profissional do comediante.
O autor, que sentiu vontade de escrever sobre a vida de Claudio, ao ler um artigo sobre o humorista, escrito pelo irmão dele, Sérgio Besserman, em 2006, contou que por estar muito perto da Copa, esta representa a melhor época para lançar um livro sobre a vida de Bussunda, principalmente por ser o primeiro mundial de futebol depois que ele morreu. "Esta é a melhor forma de homenagear alguém tão talentoso, apaixonado por futebol, como ele", contou. Fiuza, que levou oito meses para reconstruir a história do casseta - que ele só conheceu pela TV - e cinco meses para escrever a trajetória do humorista, disse que sente saudades de assisti-lo nas noites de terça-feira. "Eu não era amigo do Bussunda, apenas um grande admirador. Sinto saudade dele como se tivesse convivido com ele. É muito estranho isto, porque, de fato, nunca o conheci. Sinto falta dele, não só como pessoa, mas do humorista", comentou ele, que ainda descreveu o momento na livraria: "Tenho certeza que hoje ele está aqui com a gente".

A Travessa ficou pequena para a quantidade de familiares, amigos e jornalistas que foram prestigiar a noite de autógrafos. Entre os presentes, a humorista Maria Paula, que foi acompanhada do filho Felipe, nascido no dia do aniversário de Bussunda, 25 de junho, dois anos após sua morte, disse que tem em casa a maior lembrança do amigo. "Eu vou fazer festa pelo aniversário do Bussunda para sempre. O Felipe tem o mesmo astral dele e nasceu com 5kg, puxou o Bussunda", brincou a humorista, acrescentando ainda que o amigo era brincalhão no trabalho.

Ela lembrou ainda de um show que fez com Bussunda onde ela interpretou Hillary Clitoris e ele, Bill Pinton, em referência ao casal Hillary Clinton e Bill Clinton. "Ele cantava e eu ficava gemendo, foi muito engraçado", contou.

O marido de Maria Paula, o músico João Suplicy, também falou sobre ohumorista. "Eu tinha muita simpatia pelo Bussunda, ele era muito amigoda minha mulher e uma pessoa muito próxima da família. Ele me parecia umapessoa de um coração muito grande", comentou.
A lembrança inesquecível que Reinaldo tem de Bussunda é de um mergulho dos dois, em Fernando de Noronha. "Foi numa reportagem em que a gente precisava entrevistar um tubarão, o Elvis. O bicho era tímido, mas o queridinho dos pescadores. Foi a primeira vez que nós dois mergulhamos", contou o amigo, que completou: "Eu nunca vou me esquecer".

Hubert revelou uma curiosidade do amigo: ele tinha medo dos brinquedosem parques de diversões, porque não gostava de adrenalina. "Acho muito legal as pessoas poderem conhecer o ser humano que foi o Bussunda, não só o personagem", afirmou.
O casseta Marcelo, também amigo do jornalista por anos, assumiu que durante todo o tempo em que conviveram no trabalho, eles brigaram. "A última vez que falei com ele, nós brigamos. Mas, quem não briga, não ama. Por isso, não me arrependo de nada", contou ele, que disse ainda se lembrar das "peladas". "Eu vivia dando canetada por debaixo da perna dele no futebol. As pernas dele ficaram mais arrombadas que a das atrizes e modelos", brincou o humorista
.
Para Cláudio Manoel, a biografia "Busunda, a vida do casseta" reflete toda uma história de vida deles. "Eu mais do que li o livro, eu vivi aquela história", declarou ele, que disse preferir se lembrar dos bons momentos que viveram do que dos últimos. " Estava na Alemanha com ele, no quarto em frente ao dele no hotel, quando ele passou mal. Conheço o Bussunda desde que ele tinha 12 anos. Ele foi meu padrinho de casamento". O intérprete de "Seu Creysson" contou ainda que a maior qualidade do amigo era a bondade. "Ele gostava de ser bom, era um cara calmo e tranquilo e que sempre dizia: 'Hei de vencer, mesmo sendo gente boa'. O defeito dele surgiu quando ele começou a acreditar na bondade e na maldade, porque aí quando alguém o decepcionava, ele sofria muito", completou.
Hélio de La Penã, o último do grupo a chegar no lançamento, afirmou que Bussunda ainda está muito presente na vida dele. "Eu trabalho todos os dias onde ele trabalhava com a gente. É impossível ão lembrar dele. Para mim, ele ainda está muito presente".

Emocionado, o economista Sérgio Besserman Vianna, irmão de Bussunda, resumiu o que ele representa em sua vida. "Bussunda era meu caçula e meu melhor amigo". Sua sobrinha, a adolescente de 16 anos Júlia, filha do irmão, disse que, com o livro, teve a oportunidade de conhecer histórias que ela não viveu e, sequer, sabia. "Meu pai era tão calmo que eu quase não conseguia irritá-lo", contou ela, que disse ver nele uma grande inspiração para sua vida. "Ele me ensinou que a gente tem que se divertir, fazer o que gosta. Por isso, eu quero fazer cinema, para dar continuidade a esta veia artística que ele me deixou", afirmou a menina, que desde pequena gostava de acompanhar Bussunda aos estúdios. Com mais de 25 anos de convivência com o humorista, a jornalista e viúva de Bussunda, Angélica Nascimento, disse que se encantou pelo marido, com quem foi casada por 17 anos, ainda nos tempos de faculdade. "Éramos muito amigos antes de namorar. Ele foi uma das pessoas mais legais que eu conheci na vida. Foi o melhor pai que a minha filha poderia ter. Como todo homem, não sabia jogar lixo fora", brincou. "Bussunda era um cara muito justo e ético. Apesar de ser flamenguista e ter feito minha filha torcer pelo Flamengo, eu o amava muito", declarou a botafoguense.

VARIEDADES


Clássico de Nelson Rodrigues, com Leonardo Miggiorin, ganha nova montagem em Ipanema
POR MYLENA HONORATO

Rio - Em ‘Perdoa-me Por me Traíres’, de 1957, Nelson Rodrigues decretou: “A adúltera é mais pura porque está salva do desejo que apodrecia nela”. Hoje, a polêmica tragédia do ‘anjo pornográfico’ ganha adaptação no teatro, na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema.
Foto: Divulgação
Dirigido por Cláudio Handrey, o espetáculo traz no elenco o ator Leonardo Miggiorin, que fez Flavinho de ‘Viver a Vida’. Na peça, Miggiorin vive Gilberto, homem ciumento que se corrói pela certeza de que sua mulher, Judith (Patrícia Ramalho), tem um amante.“Gilberto é tão ciumento que enlouquece de amor. É um personagem riquíssimo, bem diferente do Flavinho”, conta ele, confessando que já foi bastante ciumento também. “Quando era adolescente, sofria com isso. Aos poucos, fui vendo que ninguém é de ninguém. E não adianta querer controlar a vida de outra pessoa. Não dá mais para impor um modelo de relacionamento”, acredita. Leonardo se diz fã de Nelson Rodrigues.“Eu adoro as obras dele. E quase 20 anos depois de ter escrito essa peça, o assunto ainda permanece contundente”, afirma. A trama conta a vida de Glorinha, menina de 16 anos que perdeu a mãe, assassinada por seu tio, e se tornou prostituta. Tudo bem intenso, polêmico... bem Nelson Rodrigues
.
ServiçoTEATRO DA CASA DE CULTURA LAURA ALVIM -
Avenida Vieira Souto 176, Ipanema (2332-2015).
Sex e sáb, às 21h.
Dom, às 20h.
Sex e dom, R$40.
Sáb, R$50. 100 min. 16 anos.
Até 1º de agosto.

VANDALISMO


Rua Visconde de Piraja,entra Vinícius e Farme.

BUM BUM IPANEMA

BumBum Ipanema: cheiros e sabores para refrescar no verão

A BumBum Ipanema chega aos 31 anos ampliando sua estrutura de vendas. Convidado a desfilar sua marca no Senac Rio Fashion Business, Cidinho Pereira apresenta a coleção Verão 2011, “Especiarias”. “Fiz desfiles beneficentes enquanto estava focado no varejo. Esse desfile no Fashion Business marca o início das nossas vendas em atacado”, explica. “É um momento de reciclagem, estamos investindo em marketing e numa nova imagem para a empresa. Renovamos inclusive a nossa logomarca. O atacado é uma nova alternativa de venda, que deve nos dar um retorno de crescimento entre 10% e 20% no total das vendas”, aposta Cidinho. Inspirada nos muitos cheiros e sabores que Cidinho conheceu em suas viagens pelo mundo, a coleção “Especiarias” pretende atingir uma parcela maior do público jovem. O que pouca gente sabe é que a BumBum está voltando com força total para o público masculino. A prova disso será vista no próprio desfile, quando o modelo Paulo Zulu entrar na passarela como principal destaque.
Hoje a BumBum tem 11 lojas próprias espalhadas por Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória , Salvador, Brasília e uma em Cascais, Portugal.
Para complementar a cartela dos biquínis da grife, o colorido das especiarias em brincos, pulseiras, adereços de cabeça e maxi colares tramados com contas de açaí mutamba, jarina, fios de tucum, palha e madeira , em tons intensos do tropicalismo brasileiro que explodiu no vermelho, roxo, amarelo, verde, laranja e vinho do universo orgânico da Maria Oiticica.
Para os pés das manequins sandálias da designer Angela Carvalho.

ASSALTO

Moradores são amarrados durante assalto a apartamento em Ipanema

O Globo

RIO - Dois homens armados invadiram o apartamento 802 do prédio 261 na Rua Visconde de Pirajá, em Ipanema, e fizeram dois moradores reféns por volta das 17h30m desta quarta-feira. Os bandidos roubaram relógios, um notebook, pares de tênis e as carteiras das vítimas. Ninguém foi preso, e o caso está sendo registrado na 14ª DP (Leblon).
Os criminosos amarram os dois moradores dentro do imóvel, localizado na esquina com a Rua Vinicius de Morais. Enquanto recolhiam os objetos, vizinhos desconfiaram da movimentação e chamaram a polícia. Uma patrulha do 23ºBPM (Leblon) foi até o local, mas os assaltantes já tinham fugido. Não há informações sobre os autores do crime.

VOLEI PARA ADULTOS

ESCOLINHA DE VOLEI PARA ADULTOS


Na praia .em frente ao Hotel Sol Ipanema,escolinha para maiores de 40 anos.Venha aprender a jogar volei !Venha se divertir !
Aulas grauitas, das 7,30hs até às 9,oohs.
Maiores informações ;

FILIPE BERTOZZI

TEL - +55 21 82 31 85 36

filipebertozzi@gmail.com

REUNIÃO 08/06

RIO 18/05/2010

Parceiros e voluntários do PSI

O Projeto de Segurança de Ipanema, convidou o Secretário de Segurança Pública, dr. Beltrame para uma palestra cujo tema será: “a importância das Upps. na segurança pública” dia 8/06 de 2010 às 19hrs. no auditório do Colégio Notre Dame à rua Barão da Torre 308. O Objetivo da palestra do dr. Beltrame para a população de Ipanema, segue três linhas centrais que expressam não só a preocupação como também a nossa posição em relação ao tema:
1) – o envolvimento e compromisso do PSI com a titularidade plena e efetiva, assim como a regularização urbanística da favela do Cantagalo, só tem a possibilidade de se transformar em realidade na medida em que a comunidade se encontre fora do domínio do tráfico, o que foi conseguido com a presença da UPP no local. Ao mesmo tempo, a polícia pacificadora só será auto- sustentável se for seguida das regularizações que transformarão a favela em bairro com todos os direitos e deveres inerentes à nova realidade por parte de seus moradores. O secretário Beltrame comunga totalmente com esta idéia.
2) A preocupação de fazer que a UPP se transforme em uma política de Estado e não de governo, de modo a ficar blindada e ter sua continuidade garantida, não importa qual seja o governador ou o secretário de segurança do estado.
3) Para que as duas teses anteriores possam se concretizar, a população tem de demonstrar um apoio inequívoco à política de segurança pública que está sendo implantada pelo dr. Beltrame.
Todos nós cariocas, temos de fazer um grande esforço, sair de nossa passividade habitual, e lutarmos com todas as forças para não deixar que este ciclo virtuoso possa ser interrompido.
4) – para que a palestra do dr. Beltrame alcance os objetivos acima citados , é lógico que temos de dar à ela a maior e melhor divulgação possível. O administrador regional nos deu autorização para a colocação de faixas, com o horário e local da palestra nas praças Gen. Osório , N, Sra. da Paz e nas rua Garcia e Aníbal. Estou repassando em seguida a todos o orçamento do Rogério com os custos. Pedimos na ata da 62ª. Reunião que TODOS contribuíssem, com pelo menos R$ 20,00 para a confecção das faixas. Até o momento somente 5 pessoas deram a sua contribuição. Sei que para todos o montante é irrisório e que não é questão de má fé, e sim talvez, de um comodismo que faz que as pessoas pensem que a contribuição delas não é necessária uma vez que outros certamente darão. É muito injusto que algumas pessoas que por razões várias acabem mais envolvidas em determinadas ações, como é o caso do Rogério que teve um trabalhão encomendando as faixas, fazendo os dizeres etc. arquem também com o custo das mesmas. Sei que esta não é a intenção de ninguém, mas se as pessoas não contribuírem , é isto que vai acabar acontecendo, colocando em risco, inclusive, futuras ações. A palestra do secretário Beltrame, embora seja uma grande vitória do PSI, é de interesse de TODOS. Por favor, mandem as suas contribuições para a conta do Rogério Esteves – Banco do Brasil – ag. 0525-8 – c/c – 43087-0 ou poderão deixa-las na portaria dele – Edifício Itaipu – Rua Barão da Torre 32ª apartamento 107 att; Sr. Rogério. Caso seja mais cômodo podem deixar também na minha portaria – Prudente de Morais 660.
5) Gostaria de esclarecer o seguinte: caso todos mandem as suas contribuições, teremos um montante muito maior do que vamos precisar, mas este dinheiro pode ficar em caixa para as duas outras campanhas com faixas que pretendemos fazer ainda em 2010 – LIMPEZA , NÃO JOQUE LIXO NA RUA ETC e NÃO DÊ ESMOLA E NÃO COMPRE EM CAMELÔ. Conto com a participação de todos,

Ignez

DESRESPEITO



Desrespeito

Leitora mostra carros estacionados sobre a calçada em Ipanema, Zona Sul do Rio

Texto e foto da leitora Débora Hanower

RIO - Todas as segundas e quartas-feiras, no fim da tarde, o trecho da calçada em frente ao número 46 da Rua Barão de Jaguaripe, em Ipanema, Zona Sul do Rio, fica intransitável, face ao estacionamento irregular. O espaço que sobra entre dois carros e uma moto não permite a passagem de cadeirantes ou carrinhos de bebê.

FEIRA DA GENERAL OSÓRIO


A feira de terça-feira,na Praça General Osório,foi desviada ,deixando a calçada da Visconde de Pirajá livre para quem vai usar o ponto de ônibus do metrô.

SOLAR MENINOS DE LUZ

http://www.youtube.com/watch?v=bfL5YOMZ4Vc

SURF DE PEITO

Surf de Peito

Bodysurfers dominam Ipanema (RJ)

Cartaz do Circuito Carioca de Surf de Peito. Foto: Reprodução.
A primeira etapa do Circuito Carioca de Surf de Peito 2010 acontece nos dias 29 e 30 de maio, a partir das 9 horas, em frente ao Posto 8, Ipanema, Rio de Janeiro (RJ).

O surf de peito é uma modalidade em que o competidor desliza na onda somente com o corpo, como se fosse uma prancha. O atleta fica em contato direto com a água, sem acessório algum. Alguns chamam de jacaré (os mais antigos), outros de bodysurf (nome globalizado). Não importa, o nome que prevalece é o surf de peito.

O esporte cresceu para valer nos anos 80. Apesar da inconstância de eventos durante pelo menos dez anos, o surf de peito nunca perdeu seu espaço nas praias do Rio. Pelo contrário, ele faz parte da cultura cult carioca.A ACSP (Associação Carioca de Surf de Peito) dá novo ânimo ao esporte desde 2004, realizando eventos organizados com juízes muito bem preparados. Os competidores não deixam por menos - realizam manobras incríveis, tais como o 360º, manobra muito utilizada por bodyborders e surfistas, onde o competidor faz um giro no seu próprio eixo.

Há também a “entrada por submerso”, onde o competidor faz sua entrada na onda atrás do espelho da água, e também, o “parafuso”, onde o competidor faz a troca de braço em contato com a onda, e assim, faz o giro no corpo, entre outras.
O evento já tem a participação confirmada de competidores de Florianópolis (SC), São Paulo, Espírito Santo, Saquarema (RJ), Niterói (RJ) e Macaé (RJ).

Para obter mais informações sobre o evento, acesse o site Bodysurf Brasil.
Calendário do Circuito Carioca de Surf de Peito 2010
1ª Etapa 29 e 30 de maio, Posto 8, Ipanema, Rio de Janeiro (RJ).
2ª Etapa 26 e 27 de junho, Posto 1, Leme, Rio de Janeiro (RJ).
3ª Etapa 24 e 25 de julho, Posto 5, Copacabana, Rio de Janeiro (RJ).
4ª Etapa 28 e 29 de agosto, Posto 11, Leblon, Rio de Janeiro (RJ).
5ª Etapa 23 e 24 de outubro, Posto 10, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ).

RESPOSTA

Prezado Leonardo,

obrigado pela sua rápida resposta.

1) o chaveiro como eu imaginava deveria ter autorização, mas a pergunta é: porque mais chaveiros no bairro? O que eles trazem em melhoria de conforto e qualidade de vida para seus moradores? É lógico que várias pessoas querem ter um ponto em Ipanema, pagando uma módica taxa à prefeitura e faturando no espaço público, mantido pelos contribuintes.Aquele ponto da Vinicius está totalmente degradado, com burros sem rabo, população de rua, papeleiros e agora mais um chaveiro em frente a um bar que deixa a calçada suja, faz barulho e atrai uma população ociosa, inclusive de biscateiros que acabam dormindo no local. Qual po objetivo de se manter esta autorização? porque não se realoca o chaveiro para outro bairro? Ipanema já tem número suficente. Todo este processo é contagiante. Neste momento estamos interpelando o HSBC porque a entrada da agência se transformou em dormitório de população de rua, é mal cuidada e tem mau cheiro. É lógico que quando a agência abriu tudo estava bem arrumadinho, os vasos com bonitas flores etc. O que aconteceu? O HSBC tem interesse em manter uma agência que depõe contra a sua imagem/ É claro que não, mas o entorno mal cuidado contagia.O que pedimos é justamente isto: que a ocupação do espaço seja conivente com a sua função primária e com os altos impostos pagos pelos moradores. As calçadas são para os pedrestes e população usufruirem de um bairro com bonitas vitrines, jardins, canteiros, iluminação adequada etc. e não para se transformar em ponto comercial que faz concorrência desleal aos lojistas que pagam impostos, geram emprego e renda.

O camelô da Jangadeiros se insere no mesmo tema. Não tem razão de ter um camelô vendendo roupas na saída do metrô, e se deixar embreve teremos um mercado de produtos sem origem contrabandeados, pirateados etc. Eu me pegunto se este camelô tem nota fiscal da mercadoria que vende.

Acho muito saudável que as vans sejam multadas, mas elas deveriam ser apreendidas e rebocadas para o depósito como são todos os carros particulares estacionados em local proibido.Você me dirá que elas não estão estacionadas, mas estão em atividade ilegal, uma vez que não existe ponto de van naquele local. Como uma van pode estar fazendo transporte público sem autorização?

O problema do Emporium não é vigilãncia sanitária. É claro que seria ótimo se fosse encontarada uma irregularidade, porque aí seria o fechamento puro e simples. O problema é o transtorno que ele causa à população, o barulho, a sujeira e a depredação do espaço público. Quem responde por isso? Como pode um bar que pelo menos em todos os finais de semana não deixa ninguém dormir, cria um ambiente de medo entre os moradores que ficam constrangidos de entar e sair de suas casa, que tem denúncias de venda e ponto de usuários de droga? Como fica o morador da vizinhança que tem um bebê ou quma pessoa doente na família, que precisa trabalhar a semana inteira e que nos finais de semana não consegue descansar? Aquela rua é residencial. Dar alvarás para atividades comerciais que não pertubem a ordem pública, é uma coisa e outra bem diferente é adimitir o funcionamento de um local que é campeão em queixas.Os documentos da CPI da desordem urbana são públicos e à disposição de quem queira vê-los. Impedir as pessoas de ficarem no meio da rua bebendo a noite inteira e fazendo arruaça, é a mínima obrigação dos órgãos públocos que devem zelar pelo sossego e bem estar da população e não de um grupo específico que resolve privatizar este espaço.Tivemos um caso parecido com o bar A casa da Lua e que conseguimos fechar, exatamente pelos mesos problemas.



Sei que o objetivo da VI RA é o mesmo do Projeto de Segurança de Ipanema. A desordem pública não traz benefícios à cidade, ao contrário onde ela se instala vem o empobrecimento, o desemprego, o aumento da criminalidade e a desvalorização de seus imóveis. Nós cumpimos a nossa obrigação denunciando, fiscalizando e lutando para que o nosso bairro não se transforme , como tantos outros da cidade, que um dia foram ícones e hoje são desvalorizados, desertos econômicos e empobrecidos. Sei que contamos com a sua convicção assim como a de toda a estrutura da SEOP e dos demais órgãos envolvidos.

Ignez

RESPOSTA

Prezada Ignez,

O chaveiro que se instalou na Vinicius de Moraes tem permissao. Trata-se de um processo antigo na IRLF de remanejamento de ponto.

Estamos agindo juntamente com o GET para coibir os pontos ilegais de vans na Visconde com Garcia D'Avila e na mesma Garcia com Br. de Jaguaripe. Na ultima sexta-feira multamos 6 dessas vans.

Ja fizemos uma Operacao Bar Legal no Bar To Nem Ai onde nao foram encontradas irregularidades pela Vig. Sanitaria. O grande problema deste bar e a concentracao de gente na porta e na calcada, fato dificil de coibir e controlar pois nao temos como impedir as pessoas de la ficarem. O bar nao vende bebida na calcada e frequentemente passo por la pra checar e conversar com o dono.

O Emporio sera o proximo a ser incluido no roteiro do Bar Legal, ja que o bar em frente ja foi fiscalizado e esta todo OK, inclusive com permissao para mesas e cadeiras. O Emporio e um bar e nao casa noturna portanto vamos trazer um fiscal da IRLF para constatar irregularidades no funcionamento. Este bar tem o mesmo problema do To Nem Ai com muita gente na calcada e ja retiramos de la os ambulantes de carros que vendiam cerveja.

Quanto ao camelo na Rua Jangadeiros pedirei ao CCU que intensifique as rondas pela localidade.

Att.,

Leonardo Spritzer
Adm. Regional - VI RA

PROTESTO

Entidades judaicas protestam contra perseguição religiosa na Praia de Ipanema

Lauro Neto

RIO - Cerca de 50 pessoas participaram de um protesto silencioso contra a perseguição religiosa no Irã na manhã deste domingo na Praia de Ipanema. Durante a madrugada, manifestantes montaram uma instalação nas areias da praia, em frente à Rua Farme de Amoedo, com seis mil mãos de papel carimbadas com o número mil. A instalação simboliza os seis milhões de judeus mortos no Holocausto.
Participaram do ato entidades judaicas, representantes da comunidade Bahá'í do Brasil e representantes do movimento gay.
O protesto ocorre no momento da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Irã para um encontro com o líder iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que nega o Holocausto e mantém prisioneiros há dois anos cinco religiosos da comunidade Bahá'í

EMAIL ENVIADO

Rio,14/05/2010

Prezados Alex, coronel Rogério Leitão e Leonardo,

1) - Na última reunião do PSI abordando a questão dos canteiros e calçadas mal cuidadas em frente á loja Brazilian Soul na Rua Maria Quitéria esquina com Prudente de Morais. Os representantes desta empresa, relataram que o problema é que os clientes do bar Emporium, na Maria Quitéria e vizinho da loja, tomam conta da rua, todas as noites, especialmente nos finais de semana, arrebentam os canteiros, picham as paredes, destroem os letreiros, enfim fazem todo tipo de desmando. Infelizmente a Osklen, dona da loja sofreu um incêndio em seus escritórios em Novembro de 2009, o que impossibilitou a apresentação dos recibos referentes à quantidade de vezes que os canteiros, luminárias, pinturas e letreiros foram refeitos. Os donos do bar se recusam a assumir qualquer responsabilidade, uma vez que, alegam que são os consumidores que ficam na rua e eles não podem fazer nada. A representante da vereadora Aspásia Camargo - sra. Eliane Mattos , presente à reunião e que nos lê em cópia, relatou que o bar Emporium, junto com o Não Tou Nem Aí, foram os campeões de reclamações da população na CPI da Desordem Urbana presidida pela vereadora na Câmara dos Vereadores da Cidade do Rio de Janeiro. Embora as queixas sejam inúmeras, de barulho, sujeira, desordem, ocupação e depredação do espaço público, tráfico e consumo de drogas, nada foi feito. O gabinete da vereadora, inclusive colocou à disposição da polícia e dos demais órgãos públicos envolvidos, os documentos referentes a este problema.
Nós do PSI entendemos que o funcionamento de uma casa noturna deve se pautar pelo respeito ao sossego dos moradores do local e à obediência às leis e regulamentações vigentes. Já relatamos o que está ocorrendo à 14ª. DP, e pedimos à SEOP e à administração regional, que junto com a PM tome as providências cabíveis, uma vez que é inconcebível que um bar, campeão de reclamações por parte da sociedade, não seja incomodado, tenha seu alvará renovado e continue perturbando o sossego, e depredando o espaço público mantido com os altos impostos pagos pelos moradores de Ipanema.

2) – Há cerca de quinze dias atrás relatamos à SEOP, à 14ª. DP e à VI administração regional o problema que está ocorrendo com o ponto de vans ilegal na rua Visconde de Pirajá em frente ao número 455, quase esquina com Garcia d’ Ávila. Até o momento só obtivemos resposta da 14ª. DP que já mandou seus agentes ao local, em horário inapropriado, pois o ponto funciona durante o dia e os agentes foram no período noturno. Na sexta feira 14/05 às 13.30 tinham duas vans estacionadas esperando passageiros. Os motoristas estavam na rua sentados em banquinhos de plástico. Saiu no Globo de 16/05 uma nota a este respeito na coluna Gente Boa.

3) na mesma ocasião, levamos ao seu conhecimento a existência de um camelô vendendo roupas em plena via pública, praticamente uma loja, atrás da entrada da estação de metrô na rua Jangadeiros. Até o momento este ambulante continua no mesmo lugar, ocupando um espaço público, fazendo concorrência desleal às diversas lojas existentes no bairro, e abrindo precedente para que, terminadas as obras do entorno, outros camelôs se instalem no local. Nós, do Projeto de Segurança de Ipanema, fizemos um grande esforço junto com a secretaria estadual de transporte no sentido de tirar daquele espaço uma grande desordem pública que havia com vários camelôs, ferro velho, burros sem rabo etc. Queremos resgatar aquela área, que já foi ponto nobre de Ipanema. Pedimos a retirada deste ambulante para um local fora do nosso bairro.

4) – Na ocasião da inauguração da nova iluminação da praça N. Sra. da Paz, voluntários do Projeto de Segurança de Ipanema, conversaram com o Leonardo a respeito de uma cabine de chaveiro que se instalou na rua Vinicius de Morais, esquina com Visconde de Pirajá. Ele ficou de verificar se havia autorização ou não para aquela instalação. Até o momento não obtivemos resposta. Entendemos que o bairro não tem necessidade de mais um chaveiro. Temos pelo menos seis pontos desse serviço funcionando em Ipanema e bem divididos por todo o espaço. O fato é que quanto maior a ocupação de nossas calçadas por serviços avulsos, maior a concentração da desordem. Em volta desses negócios sempre fica uma população ociosa que suja a rua, atrapalha o ir e vir da população, e acaba por cometer pequenos, ou grandes, delitos.
O projeto de Segurança de Ipanema se posiciona fortemente contra a ocupação desordenada do espaço público. Para nós, esta é uma das origens dos problemas atingem a nossa cidade. Ela leva ao empobrecimento, ao aumento da criminalidade e da percepção de insegurança por parte da população. Pedimos as providências necessárias para que estes problemas não venham a crescer e se transformar em soluções muito mais difíceis.
Atenciosamente,

Ignez

PROTESTO

Ipanema é palco de protesto contra intolerância religiosa
Seis mil mãos carimbadas com número 1000 são colocadas na areia

Do R7, no Rio

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa organiza um protesto silencioso neste domingo (16), em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro.
A intenção é colocar uma instalação artística formada com seis mil mãos (carimbadas com o número 1000) na areia, na altura da rua Farme de Amoedo, no início da manhã.
O ato é para lembrar os seis milhões de judeus mortos no holocausto; denunciar a perseguição religiosa imposta aos Bahá’í (cerca de 30 mil adeptos no Brasil); e a política de segregação e perseguição a homossexuais, mulheres e grupos minoritários.
O objetivo é apelar ao presidente Lula, em visita ao Irã, que interceda junto ao governo de Ahamadinejad para que cessem as perseguições e que inclua em sua pauta de discussões o respeito aos direitos humanos no país.

CHAFARIZ - GENERAL OSÓRIO

Por que secou?

Após anos de descaso, prefeitura promete reformar e ligar a água em 35 chafarizes até junho

O Globo

RIO - A beleza dos chafarizes da cidade está apagada pela falta de um item nada menos do que essencial para esse tipo de monumento: água. Para piorar, folhas, copos de plástico, guimbas de cigarro e outros detritos ocupam obras como o Chafariz das Saracuras, na Praça General Osório, em Ipanema; a Fontes dos Amores, no Passeio Público, no Centro; e o Chafariz da Praça XV. Todos eles assinados por Mestre Valentim. A dança das águas também abandonou os chafarizes das praças Paris, na Glória, e da Afonso Vizeu, no Alto da Boa Vista. É o que mostra reportagem de Jacqueline Costa no O GLOBO deste domingo.

Vera Dias, da subgerência de monumentos e chafarizes da Fundação Parques e Jardins, informa que, até junho, 35 chafarizes da cidade passarão por restauração e terão os sistemas hidráulicos religados. No total, serão gastos R$ 890 mil para colocá-los e mantê-los em funcionamento. Entre eles, está o Chafariz das Saracuras, cuja tubulação foi rompida pelas raízes das árvores, e o da Praça Paris. Os monumentos do Largo do Machado e das praças General Tibúrcio, na Praia Vermelha, Santos Dumont, na Gávea, e Xavier de Brito, na Tijuca, também voltarão a jorrar água
O Chafariz das Saracuras foi reinaugurado em julho de 2008, depois de nada menos do que oito meses de restauração. Depois de tanta atenção, o monumento - que, com o fim do restauro chegou a ganhar peixes da espécie barrigudinho, para evitar a proliferação de larvas de mosquitos - vive tristes dias, com sujeira por toda a parte e completamente seco. Orçadas em R$ 180 mil, as obras ficaram a cargo da Fundação Parques e Jardins, e foram custeadas pela Rio Trilhos, como contrapartida pela ocupação da praça com um canteiro de obras do metrô. Inicialmente, a peça, de 1795, pertencia ao Convento da Ajuda, no Centro, e era utilizada pelas freiras para lavar roupas e louças. Transferido para Ipanema em 1917, seis anos depois de o convento ser demolido, o chafariz foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional em 1938
Protestos pela melhor conservação dos chafarizes

Para protestar contra a secura em que se encontram os monumentos, na semana passada, integrantes do coletivo Líquida Ação saíram pela cidade fazendo performances nos monumentos para o projeto Mitologias Urbanas: Águas Férteis. Gente de teatro, música, moda, cinema, vídeo, artes visuais e dança $a atenção de quem passava pelos três chafarizes escolhidos para representar os 106 que a cidade tem. Na quinta-feira, o grupo levou água do Paço Imperial até o monumento do Mestre Valentim, na Praça XV. Na sexta, a Fonte do Amores, no Passeio Público, foi palco para um banho público com direito a dança de acasalamento. Ontem, baldes coloridos levaram água da Praia de Ipanema até o Chafariz das Saracuras.

PRISÃO

Agente de direitos humanos é presa por ajudar tráfico


Uma mulher que se apresentava como militante dos direitos humanos foi presa hoje acusada de atuar como informante dos traficantes dos morros Cantagalo e Pavão-Pavãozinho, em Copacabana.

Uma mulher que se apresentava como militante dos direitos humanos foi presa hoje acusada de atuar como informante dos traficantes dos morros Cantagalo e Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, Jonya Lúcia Trotte Couto, de 44 anos, informava aos traficantes refugiados no Morro da Chatuba, no Complexo da Penha (zona norte), sobre a movimentação da polícia após a ocupação dos morros pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Além dela, quatro pessoas foram presas por associação para o tráfico na operação para cumprir 29 mandados de prisão.
"Ela era os olhos dos traficantes refugiados e informava a eles tudo o que ocorria nas favelas. No caso de qualquer ocorrência que envolvesse busca de armas e drogas, ou irregularidades com moto taxistas, ela se apresentava como representante dos direitos humanos e vinha até a delegacia ou ao comandante da UPP", disse a delegada titular da 13ª Delegacia de Polícia de Ipanema, Monique Vidal. De acordo com as investigações, ela era tratada pelos traficantes como "irmão loura". Na hora da prisão, ela não foi encontrada no endereço que fornecia aos policiais. A delegada a chamou por telefone para acompanhar os presos. Ao chegar à 13ª DP, a mulher recebeu voz de prisão.
Após ser detida, ela disse que integrava a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil no Estado (OAB-RJ) e que a prisão "foi um erro". A presidente da comissão, Margarida Pressburguer, negou que Jonya seja integrante, mas admitiu que ela era "conhecida". "Eu gelei ao receber a notícia. Estou chocada. Ela me ligou um pouco antes para avisar que as pessoas estavam sendo presas no Pavão-Pavãozinho. Não esperava isto dela", lamentou Margarida. A advogada revelou que, há um mês, a acusada esteve na OAB-RJ com a presidente da Associação de Moradores do Pavão-Pavãozinho. "Ela era conhecida aqui, pois é muito expansiva e alegre. Jonya me chamava de chefinha", disse.
No morro, a atuação dela era questionada. "Ela não era daqui e não sei de onde surgiu. Eu sei apenas que o temperamento desta pessoa é difícil", comentou o presidente da Associação de Moradores do Cantagalo, Luiz Bezerra do Nascimento. Questionado sobre a prisão, o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, disse que o fato "mostra que maçã podre tem em todos os lugares".
Além dela, também foi presa a auxiliar administrativa Bárbara de Olivera Resende, irmã de Leandro de Oliveira Resende, o Azul, apontado com o chefe do tráfico e que estaria no Morro da Chatuba. Ela foi acusada de esconder armas e drogas, mas negou e afirmou que era perseguida pelo parentesco com Azul. Os demais presos, acusados de continuar traficando drogas mesmo após a ocupação da UPP, também negaram as acusações.

COMEMORAÇÃO CULTURAL


Enviado por Renata Leal -

Comemoração cultural

O Oi Futuro do Flamengo completa cinco anos este mês. E, para comemorar, o espaço oferece, até sábado, uma agenda com muitas atrações, todas gratuitas. Peças de teatro, filmes, oficinas e atividades infantis fazem parte do evento, que promete agradar a crianças e adultos. Mas a agitada programação não é exclusiva do espaço do Flamengo. O Oi Futuro de Ipanema, inaugurado em setembro do ano passado, também apresenta uma série de eventos.

METRÔ


COMBATE AO TRÁFICO

Polícia Civil faz operação para combater tráfico em favela pacificada

Quadrilha ainda atuaria no Pavão-Pavãozinho/Cantagalo.UPP foi implantada no final do ano nas favelas de Copacabana e Ipanema.

Do G1 RJ

Policiais civis, coordenados pela 13ª DP (Ipanema), participam de uma operação na manhã desta quinta-feira (13) nas favelas Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, entre os bairros de Ipanema e Copacabana, na Zona Sul do Rio. O objetivo é desarticular uma quadrilha de traficantes que ainda atua na região mesmo depois da instalação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no alto das comunidades.
De acordo com as primeiras informações, não houve troca de tiros quando os agentes entraram na comunidade. Eles pretendem cumprir 22 de 30 mandados de prisão no local, já que oito pessoas já estão presas.
Ainda não informações sobre prisões ou apreensões realizadas na operação.
A UPP do Pavão-Pavãozinho/Cantagalo foi implantada em dezembro de 2009. O processo de pacificação não foi fácil. Houve tiroteios e um ônibus foi queimado, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, perto da Rua Sá Ferreira, onde há uma entrada para a comunidade do Pavão-Pavãozinho.

GARIS COMUNITÁRIOS

Comlurb começa a substituir garis comunitários

Para conseguir vaga, é preciso ser aprovado em concurso.Desde 2005, atividade é questionada pelo Ministério Público do Trabalho.

Do RJTV

A Comlurb vai começar a substituir os garis comunitários nas favelas do Rio. Agora, para conseguir uma vaga, é preciso ser aprovado em concurso público.
Desde 2005, a atividade é questionada na Justiça pelo Ministério Público do Trabalho.
Os procuradores alegam que os garis devem ser afastados porque não foram admitidos por concurso público e sim contratados pelas associações de moradores de 300 favelas do Rio.
A prefeitura recorreu duas vezes, mas, em fevereiro, saiu a decisão do Tribunal Superior do Trabalho determinando que a lei fosse cumprida. Agora, o Ministério Público do Trabalho e a Comlurb firmaram um acordo. Ficou acertado que a companhia vai substituir os 816 garis comunitários e realizar concurso público em três meses, se necessário, para preencher as vagas.
Serão substituídos de 150 a 200 garis por mês
A troca não será feita de uma vez só. Serão substituídos de 150 a 200 garis por mês, começando pelas comunidades que têm Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), como o Pavão-Pavãozinho, em Ipanema, na Zona Sul do Rio.
“Os que serão substituídos passarão por um processo. A eles serão oferecidos cursos de formação profissional para que sejam reintegrados ao mercado de trabalho”, disse o procurador Marcelo José.
A Comlurb informou que os garis demitidos serão indenizados e também encaminhados à empresas cadastradas na Secretaria municipal do Trabalho.

SAÚDE


Saúde

Idosos criticam demora na fila da vacinação contra gripe comum


Rogério Daflon e Selma Schmidt


RIO - A prefeitura pretende vacinar contra a gripe comum 728 mil idosos até o dia 21. A missão vem sendo executada com atropelos, e as pessoas da terceira idade têm sofrido em imensas filas nos postos de saúde do município. Só no último sábado, na abertura da campanha planejada pelo Ministério da Saúde, 87 mil pessoas com mais 60 de anos foram aos locais de vacinação. Em Copacabana, bairro com mais idosos no Rio, 5.200 procuraram o posto.
Com 87 anos, o dentista aposentado Walter de Souza foi ontem à unidade de Copacabana, na Rua Siqueira Campos.
- Em primeiro lugar, deveria haver uma maneira de o idoso ficar mais sentado do que em pé. E se chovesse agora? - perguntou ele. - Deveria ainda haver uma fila só para idosos.
Walter se referia ao fato de que a campanha não se resume à vacina contra a gripe comum na terceira idade. Ela inclui também a vacinação contra a H1N1 (gripe suína) em idosos com doenças crônicas, adultos entre 30 e 39 anos e gestantes. Em alguns postos da cidade, devido ao grande fluxo, a fila passou a ser única. Copacabana, Madureira, Penha e Bangu têm mais filas
Superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria municipal de Saúde, Rosanna Iozzi disse que a superlotação de postos nos primeiros dias de vacinação contra a gripe comum decorre da grande quantidade de idosos existente na cidade e da ansiedade de muitos deles:
- É muito bom que os idosos estejam indo se vacinar. Isso significa que confiam na vacina. Mas quero tranquilizá-los: há doses para todos. Eles podem procurar os postos, com tranquilidade, até o dia 21.
Rosanna informou que os postos com mais filas são os de Copacabana, Madureira, Penha e Bangu. Também com filas, mas menores, há o posto do Catete, na Rua Silveira Martins, e o PAM Oswaldo Cruz, no Centro.
Sem dar números, Rosanna disse que houve reforço nas equipes de vacinação, que contam com voluntários. Ao todo, 140 postos estão vacinando idosos contra a gripe comum. No sábado, foram 175, incluindo postos avançados.
Colunista do GLOBO, Zuenir Ventura, de 78 anos, enfrentou fila num posto avançado instalado junto à Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. Em sua coluna, Zuenir descreveu a situação por que passou: "Eu estava entre os milhares de velhinhos que se vacinaram contra a gripe no sábado passado. Pena que no meu posto, em Ipanema, tenha reinado a maior bagunça. Na fila de duas horas na calçada, um sol de 50°. Lá dentro um ar mais fresco, mas não havia senhas, tinham acabado. Vocês não podem imaginar a confusão. Um dos voluntários, nervoso, tentava impor a ordem, alegando que estava ali sem café da manhã, sem almoço e - faltou dizer - sem paciência. No desespero, passou a gritar: 'A senha acabou, agora a senha sou eu!'"
Já na segunda-feira, quando a fila do posto de Copacabana chegou à Rua Tonelero, a chefe da unidade, a médica Vanja Mattos, afirmou que pelo menos 2.700 pessoas foram tomar vacina ali:
- No sábado, vieram mais de cinco mil pessoas. Mas havia bem mais gente para atendê-las e orientar a fila. Hoje (segunda-feira), quem atendeu as pessoas foram somente os funcionários do posto. Dona de casa desistiu duas vezes por causa de filas
Uma das pessoas que procuraram o posto de Copacabana ontem, a dona de casa Maria Lúcia Bernardes, de 75 anos, fez o seu diagnóstico:
- Há um problema claro de falta de pessoal.
A fila, mesmo sendo menor do que nos últimos dias, irritava os idosos:
- Vai ver como é a campanha de vacinação dos idosos em Florianópolis. Duvido que eu esperaria mais de uma hora na fila - afirmou o catarinense Antônio Sidnei Couto, aeroviário aposentado, de 73 anos.
No posto do Catete, a dona de casa Maria da Glória Ribeiro, de 71 anos, estava tentando se vacinar pela terceira vez.
- No sábado e na segunda-feira, a fila chegou à Rua do Catete. Desisti. Hoje, acho que consigo. Só vi duas pessoas atendendo. No caso da terceira idade, precisamos de mais gente vacinando.
A aposentada Leni Ribeiro, de 67 anos, também reclamou:
- Esta é a segunda vez que venho. Na segunda-feira, havia só duas pessoas vacinando e saí daqui bem chateada.
No posto da Tijuca, na Rua Desembargador Isidro, funcionários contaram que a vacinação no sábado e na ssegunda foi em regime de mutirão:
- Médicos de diferentes especialidades ajudaram a orientar a fila e a identificar os idosos mais debilitados. Alguns deles, que não conseguiam sair de seus carros, foram vacinados no próprio veículo - disse um funcionário, sem citar o nome.
No posto da Avenida Padre Leonel Franca, na Gávea, chegou a haver confusão no sábado, embora não tivesse relação com filas, segundo a presidente da Associação de Moradores do Leblon, Evelyn Rosenzweig:
- A acompanhante que levou minha mãe contou que os atendentes, possivelmente para agilizar o serviço, não abriam os pacotes das seringas na frente dos pacientes. A acompanhante viu que as seringas eram descartáveis. Mas alguns acharam que poderiam estar reaproveitando seringas.

ATA DA 62ª REUNIÃO

PROJETO DE SEGURANÇA DE IPANEMA
( MOVIMENTO APOLÍTICO EFETUADO POR MORADORES VOLUNTARIOS
PARA AUMENTAR O BEM ESTAR SOCIAL DO BAIRRO)
ATA DA 62ª REUNIÃO—EM 10 MAIO DE 2010

LOCAL: COLEGIO NOTRE DAME- RUA BARÃO DA TORRE 308
HORARIO: 1800 HORAS
PRESENTES: 14 MORADORES
NENHUMA AUTORIDADE PRESENTE.
COORDENADA POR: IGNEZ BARRETO

ASSUNTOS TRATADOS:

Foi considerada altamente positiva a palestra do Chefe da Policia Civil, tendo sido inclusive tomadas imediatas providências quanto às denuncias comentadas;
A palestra do Secretario de Segurança Pública Dr. Beltrame será no dia 8 de junho às 1900 horas no Colégio Notre Dame. Seráo distribuídos 10 mil convites. A logística será a mesma de sempre. voluntários distribuindo em locais selecionados. Faremos reuniões a respeito para acerto dos detalhes. As perguntas deverão ser por escrito. Aqueles que já desejarem se inscrever para perguntas podem encaminha´-las para o e-mail do Projeto : projetodeipanema@terra.com.br
Serão colocadas seis faixas em locais estratégicos chamando a população a comparecer. Igualmente serão colocadas cinco faixas nas comunidades do Cantagalo, Pavão-Pavaõzinho,Dona Marta,Chapéu-Babilonia e Tabajara. O custo das onze faixas mais colocação será de 420.00 reais. Conclamamos os moradores a contribuírem com uma cota de 20 reais, que poderão ser deixados na portaria do Ed. Itaipu, Barão da Torre 32 A, ATT Rogério apto 107 ou na conta 43087-0 agência 0525-8 do Rogério, Ban Brasil.
Carnaval, reveillon 2010 estamos agurdando agendamento das reuniões.
Não houve até agora resposta do pessoal da praia (associação e barraqueiros). Estamos cobrando.
Metrô NSra da Paz, estamos aguardando o momento oportuno. Segundo informações obtidas nem projeto há ainda.
Quanto à instalação do POUSO no Cantagalo, estão em andamento as tratativas com o empresariado para gestão do assunto. Como sabemos o POUSO é uma estrutura administrativa a ser instalada no Cantagalo para gestão dos problemas da comunidade.
Já está assinado o convênio de adoção da restauração da restinga da orla. Falta a Prefeitura providenciar a areia.
Quanto a ação HSBC- OSKLEN, Ignez deve enviar carta á diretoria do banco questionando as ações a serem tomadas para melhoria do local.
Terá inicio a coleta seletiva de lixo na praia.
Gabriel da Osklen falou da dificuldade de manter a limpeza no local (Prudente com Maria Quitéria).
Que o bar Empório é um dos responsáveis pela sujeira e baderna no local e que não consegue que a sub prefeitura adote medidas. Tem sido observado que alguns estabelecimentos sofrem uma ação contínua dos fiscais, como a Forneria, por exemplo, e outros como Empório e Tô Nem Aí não são molestados. Isto tem que ser questionado diretamente com a Administração Regional e Sub-Prefeitura.

PRÓXIMA REUNIÃO DIA 24 MAIO DE 2010 ÁS 1800HORAS ,MESMO LOCAL.
COMPAREÇA, PARTCIPE!
NOSSO BLOG: psipanema.blogspot.com
NOSSO E-MAIL : projetodeipanema@terra.com.br

ATA REDIGIDA POR: ROGERIO ESTEVES

ATO EM IPANEMA

Grupo Arco-Íris fará ato em Ipanema pelo Dia Mundial de Combate à Homofobia

O Globo

RIO - O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT fará uma marcha neste domingo, às 14h, pelo Dia Mundial de Combate à Homofobia (comemorado oficialmente no dia 17), com concentração na Avenida Vieira Souto com Vinicius de Moraes, em Ipanema. O evento lembrará os 20 milhões de brasileiras e brasileiros assumidamente lésbicas, gays, bissexuais, travestis ou transexuais - LGBT - que têm direitos humanos, civis, econômicos, sociais e políticos violados.
"Segundo pesquisa recente do Grupo Gay da Bahia (GGB), a cada dois dias um LGBT é morto no Brasil. Este ato será uma grande prévia da Marcha Nacional LGBT de Brasília, que terá presença de diferentes atores do movimento LGBT de todo país para reivindicar, entre outras coisas, a aprovação do PL 122, lei que criminaliza a homofobia, e a lei de união civil" , disse, em nota, a presidente do grupo, Gilza Rodrigues.

COMPETIÇÃO

Surf de Peito -
Circuito Estadual começa em Ipanema

Teremos nos dias 29 e 30 de maio a 1ª etapa do Circuito Estadual de Surf de Peito que será realizada em Ipanema, em frente ao Posto 8, a partir das 9 horas. Esse é um esporte em que o competidor desliza na onda somente com o corpo, como se fosse uma prancha, em contato direto com a água, sem acessório algum, realizando manobras que só podemos acreditar indo ao evento. Alguns o chamam de Jacaré (os mais antigos). Outros o chamam Bodysurf (nome globalizado). Não importa: o nome que prevalece é o Surf de Peito.
Dado ao esporte nos anos 80, marcados pela realização de diversos eventos, levando, inclusive, ao envio de uma delegação brasileira, incluindo os melhores competidores, para disputar o Mundial de Bodysurf na Califórnia.
Apesar da inconstância de eventos durante pelo menos 10 anos, o Surf de Peito nunca perdeu seu espaço nas praias cariocas. Podemos afirmar que ele faz parte da cultura cult carioca.
A ACSPAssociação Carioca de Surf de Peito - vem dando novo animo ao esporte desde 2004, realizando eventos organizados com juízes muito bem preparados. Os competidores não deixam por menos - realizam manobras incríveis, tais como o “360”, manobra muito utilizada por bodyborders e surfistas, onde o competidor faz um giro de 360º no seu próprio eixo.
Há também a “entrada por submerso”, onde o competidor faz sua entrada na onda atrás do espelho d’água, e também, o “parafuso”, onde o competidor faz a troca de braço em contato com a onda, e assim, faz o giro no corpo, entre outras.
Para realizar sua inscrição é só acessar o site www.bodysurfbrasil.com.br e seguir as instruções. As inscrições estão abertas a todos que desejam se divertir com liberdade, natureza e saúde. Já temos participação confirmada de competidores de Florianópolis, São Paulo, Espírito Santo, Saquarema, Niterói e Macaé.

Anotem as datas e locais das etapas do Circuito.
1ª Etapa Ipanema (Posto 8) Dias 29 e 30 de maio de 2010.
2ª Etapa Leme (Posto 1) Dias 26 e 27 de junho de 2010
3ª Etapa Copacabana (Posto 5)Dias 24 e 25 de julho de 2010
4ª Etapa Leblon (Posto 11)Dias 28 e 29 de agosto de 2010
5ª Etapa Barra da Tijuca (Posto 10) Dias 23 e 24 de outubro de 2010
Por Marcos Vitório Rabello