PARA QUEM QUISER AJUDAR !

Amigos, precisamos de contribuições para o projeto Harmonicanto, um trabalho duro mas maravilhosso que a Cássia leva adiante, ensinando jovens e crianças do Cantagalo canto e a tocarem diversos instrumentos musicais – isto abre uma perspectiva de vida e alternativa importante demais para estes jovens. Peço vossa ajuda, obrigada, abraços, C.

Prezad@

Muito obrigado por contribuir na vaquinha Uma sede e um transporte para o Projeto Harmonicanto.

Lembre-se de completar todos os passos do pagamento, tanto no Vakinha quanto no PagSeguro.

Para acompanhar a vaquinha, visite http://www.vakinha.com.br/Vaquinha.aspx?e=5201

Boas vaquinhas!

Equipe Vakinha.com.br

O QUE VAI PEGAR !


Tags: estilo, moda, tendência, verão

A temporada Primavera/Verão 2010 já está aí e o IpanemaBlog convidou nomes cool do circuito da moda para falar sobre as tendências para os dias de calor. Entre brincadeiras e gostos pessoais fica a certeza: A temporada se dividirá entre o neon e o nude, o fluído e o justo e o rocknroll e o clássico. Quer saber mais?

Alice Autran – Produtora de Moda

“Sem dúvida o neon vai pegar fortíssimo, assim como as cores mais neutras (branco bege, caqui), mas sempre com muito gráfico, nada ‘romantiquinho’: a palavra é bold. As formas serão soltas, com volumes diferentes, ou bem justinhas e curtas, tipo bandage dress. A Hervé Leger deverá pegar forte. Os tecidos “furadinhos” tem tudo pra bombar: São leves e fresquinhos, belos e delicados. E muito brilho, glitter, paetê, lamê, o que for.

Quanto a moda praia, acredito que os biquínis cresceram na parte de baixo… Não são mais micro. Também ninguém mais usa ambas partes combinando. Maiôs e biquínis com recortes geométricos são tendência… Vamos ver se por aqui pega. Nas calçadas, cada vez mais gente está andando de bicicleta e skate, diria que esses são acessórios indispensável neste verão.

Já sobre as pessoas, esta temporada será da cantora Maria Gadú. Sensacional. Na noite, tomaremos drinks cada vez mais sofisticados e a alta gastronomia chega também aos bares.”

Bebel Moraes – Produtora de Moda


“Acredito que o verão 2010 estará repleto de cores: laranja, pink, limão, amarelo, azul etc. Os comprimentos serão curtos e a silhueta irá variar entre o justo e o fluido. No jeans, a novidade será as lavagens que vem com um tom mais claro, quase branco. Mas a verdade é que várias tendências firmam os pés, como as boyfriends, as bandagens, saruel, macacões e unhas coloridas.”


Cristina Gabrielli – Blog Oficina de Estilo

“Eu acredito que esse vai ser um verão mais rock&roll, com uma inspiração bem anos 90. Jeans delavê e desgastado em calças, jaquetas e até coletinhos. Jaquetas de couro em cores claras tipo gelo e bege, sapatos e sandálias pesadas com tiras grossas e saltos sólidos, metais aplicados em roupas e acessórios como tachas, rebites, correntes e zíperes…

O legal é usar apenas um desses elementos coordenados com peças super sofisticadas, tipo calças e paletozinhos de alfaiataria, tops com brilho bordados em paetês, ou super femininas, como vestidos curtinhos ou longos, leves e estampados. Tricôs fininhos quase transparentes, tecidos lustrosos tipo seda ou cetim também são apostas. É um rock&roll com bossa tropical, que brinca de ‘leve vs pesado’ e deixa o jeans com cara de chique!”

Lia Amâncio – Blog Lounge

“Este verão será muito mais divertido do que o verão passado. A Alice Disse e O Segredo Do Vitório estão fazendo um trabalho ótimo de fidelização no twitter e transformando as sapatilhas coloridas e fofas e as bijoux lúdicas e engraçadinhas em objeto do desejo. Bolinhas multicoloridas, pingentes de bigode falso, óculos de mentira… É quando soltar a criatividade e ser uma pessoa divertida vira moda.

Aposto também no bambolê. Sério. O ‘brinquedo’ já faz parte da rotina de exercícios de várias academias, já virou hype na versão Wii, agora ele vai tomar as ruas. Existe um pessoal no Rio de Janeiro que organiza encontros na praia, em tardes de sol. A Silvia Machete tem aqueles números com bambolê e como andou até com música em novela, já tem uma base de fãs fiéis.

E depois de Amy Winehouse, Duffy e Lady Gaga, pode apostar que o próximo grande hit é VV Brown, com seu soul cheio de referências new wave e girl-group anos 60. Com a diferença que, como Amy, a moça tem conteúdo (ou seja, canta pra caramba) e, diferente das três, não tem o menor interesse em ‘causar’, mas apenas em fazer boa música e ser fofa.”

Por: equipe Ipanema.blog

OLIMPÍADAS

Comitê da Fifa cria força-tarefa para discutir limite de idade do futebol nas Olimpíadas

Jorge Luiz Rodrigues

RIO - O Comitê Executivo da Fifa decidiu nesta terça-feira, durante reunião que acontece no hotal Ceasar Park, em Ipanema, zona sul do Rio, criar uma força-tarefa para estudar o limite de idade do futebol nos Jogos Olímpicos.

Atualmente estabelecida em 23 anos, a faixa etária nas Olimpíadas é motivo de divergência entre algumas confederações. Africanos e asiáticos defendem a idade máxima em 23 anos, enquanto europeus e sul-americanos desejam jogadores até 21 anos na competição.

Os membros da força-tarefa deverão entregar um relatório até o dia 2 de dezembro, no encontro que será realizado na Cidade do Cabo, na África do Sul. Com o estudo em mãos, a Fifa dará um parecer definitivo.

CRIME

Crime


Bandidos invadem prédio em Copacabana

Walesca Borges - O Globo, Globonews TV e CBN

IO - Pelo menos duas pessoas foram mantidas reféns por bandidos dentro de um prédio em Copacabana, na Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira. Segundo comandante do 19 º BPM (Copacabana), tenente-coronel Rogério Seabra, bandidos teriam invadido o prédio de número 92, na Rua Francisco Otaviano, e invadido um apartamento. Policiais cercaram o edifício e uma mulher e um porteiro foram encontrados trancados dentro de um quarto. O tráfego na rua precisou ser interditado, e o trânsito ficou muito complicado no local. ( Relembre outros casos de sequestros-relâmpago que terminaram em assaltos a prédios na cidade )

De acordo testemunhas, três bandidos teriam entrado no prédio e tentado assaltar um apartamento no sétimo andar. No momento em que os bandidos fugiam, no entanto, eles teriam retornado ao prédio. Policiais fazem buscas no local. De acordo com a polícia, pelo menos 15 moradores foram assaltadas. A ação acontece um dia depois que pelo menos 25 pessoas foram mantidas reféns por bandidos armados com granadas num assalto a uma creperia na Rua Xavier da Silveira , também em Copacabana.

A onda de assaltos com reféns vem assustando os cariocas. Na semana passada, bandido foi morto. Segundo testemunhas, o criminoso teria roubado um carro e, na fuga, entrou na farmácia e fez a dona do estabelecimento de escudo, ameaçando-a com uma granada. Segundo testemunhas, o criminoso teria roubado um carro e, na fuga, entrou na farmácia e fez a dona do estabelecimento de escudo, ameaçando-a com uma granada. ( Veja vídeo do assalto com refém em Vila Isabel e o momento que bandido é morto )

Domingo

No mesmo dia, pelo menos sete pessoas foram feitas reféns, entre elas o cineasta Paulo Thiago Ferreira Paes de Oliveira, de 63 anos, e a produtora de cinema Glaucia Camargos, de 60, durante um assalto. De acordo com a polícia, quatro bandidos renderam Gláucia quando ela chegava em casa e invadiram o apartamento do casal.

Na quinta-feira passada, dois ladrões foram presos depois de fazer dois reféns numa casa em Padre Miguel. Os vizinhos desconfiaram da movimentação na casa e chamaram a Polícia Militar. Denilson da Silva Lima, de 43 anos, e Anderson Santos da Silva, de 23, se entregaram depois que os policiais cercaram a casa. Eles foram presos com uma arma. Os detidos foram levados para a delegacia de Bangu.
Também na semana passada, a empresária Deise Santana Costa, de 47 anos, teve seu apartamento roubado após ser sequestrada por dois bandidos na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Ela foi rendida quando saía do carro no estacionamento do supermercado Carrefour, na Avenida Ayrton Senna, por volta das 19h30m. De acordo com a polícia, logo depois de render a empresária, os bandidos seguiram para o edifício dela, na Freguesia, em Jacarepaguá, onde renderam seu marido, o também empresário Ednilson Gonçalves, de 48 anos. Ao todo, foram levados R$ 1,8 mil e uma caixa com joias.

No mesmo dia, também em Jacarepaguá, um casal de idosos teve a casa assaltada. De acordo com a polícia, Antônio Monteiro da Silva, de 65 anos, e Iracema Ribeiro de Moura Monteiro, de 70, foram amarrados enquanto criminosos roubavam objetos pessoais na casa, no bairro do Pechincha. Os bandidos fugiram e ninguém ficou ferido
.
Também nessa semana, quatro bandidos invadiram um prédio na Rua Barata Ribeiro, em Copacabana. De acordo com informações da 13ª DP (Ipanema), a quadrilha que fez 30 moradores do prédio reféns dentro de uma lixeira de 9m². Eles são acusados de ter assaltado outros prédios, hotéis e até bares na região.

Há duas semanas, três ladrões invadiram o prédio de número 85 da Rua General Roca, na Tijuca, e assaltaram alguns apartamentos e mantiveram moradores reféns. Um dia antes, na terça-feira, assaltantes invadiram o Edifício Golden Coast, que fica no número 232 da Avenida Delfim Moreira, no Leblon. Por cerca de duas horas, foram feitos reféns moradores de três apartamentos, além do porteiro e outros empregados do prédio. Os bandidos fugiram num Passat vermelho, pertencente a um dos moradores, levando R$ 5,7 mil, 13 mil dólares, 4 mil euros, um laptop, jóias e celulares.

No início do mês, seis pessoas foram mantidas reféns por cerca de cinco horas num prédio da Rua Assis Brasil , em Copacabana, a menos de 20 metros da cabine da PM na Praça Cardeal Arcoverde, após assalto que começou no Largo do Machado. Um dos criminosos foi ferido de raspão no braço direito durante o assalto, depois que uma das vítimas conseguiu se libertar e atirou contra ele.

ASSALTO

PM libera Rua Francisco Otaviano aonde prédio teria sido assaltado

Isabela Bastos

RIO - Policiais militares do 19º BPM (Copacabana) já liberaram a passagem de carros na Rua Francisco Otaviano, entre Ipanema e Copacabana, aonde teria ocorrido um assalto no edifício número 92. Há pouco, os carros passavam apenas por uma faixa da via. Segundo comandante do 19 º BPM, tenente-coronel Rogério Seabra, a polícia está fazendo buscas no prédio que fica ao lado de um laboratório de análise clínica e em frente ao Parque Garota de Ipanema. Mais cedo, conforme Seabra, uma senhora e um porteiro foram encontrados trancados dentro de um quarto no edifício. Até o momento, nenhum bandido foi localizado.

SHOW



Amendoim do Samba lança CD e faz show em Ipanema

Rio - Compositor premiado na Beija-Flor e Mangueira, Cristiano costa, mais conhecido como Amendoim do Samba, está expandindo seus domínios. Consagrado no Carnaval, Amendoim lança seu primeiro CD com show em Ipanema, no bar Conversa Fiada, nesta quinta-feira, a partir das 21h. Nascido em Nilópolis, o compositor desfila desde 1987 pela Beija-Flor.

.
Foto: Divulgação.Além de ter sambas vitoriosos nas escolas, ele também já foi mestre-sala, mestre de bateria, diretor de Harmonia, entre outras funções.

Atualmente, o sambista integra a comissão de Harmonia e Carnaval da verde-e-rosa. No show desta quinta-feira, que se repetirá no dia 22 de outubro, Amendoim do Samba vai receber diversos convidados.

Serviço:
Show 'Samba-Bossa e convidados' e lançamento do CD de Amendoim do Samba. Bar Conversa Fiada. Rua Vinícius de Moraes, 75, Ipanema. Informações: 2522-1809. Contato para shows: 9260-5740 / 9259-3389. www.amendoimdosamba.com.br.

VALOR DA ILEGALIDADE

Informe do Dia: Valor da ilegalidade

POR FERNANDO MOLICA, RIO DE JANEIRO

Rio - A regularização de coberturas construídas de forma irregular vai doer no bolso. O custo da legalização dos ‘puxadinhos’ está relacionado ao tamanho do acréscimo e ao valor do IPTU do imóvel original.

Autor do projeto sancionado pelo prefeito Eduardo Paes, o vereador João Cabral (DEM) calculou quanto ficaria a regularização de uma obra com cerca de 90 metros quadrados. Se a cobertura ficar na Rua Prudente de Moraes, em Ipanema, o proprietário terá que pagar cerca de R$ 170 mil em até dois anos.

Com Marcelo Remígio

HORA DO LANCHE

Enviado por Aydano André Motta -

Sirene ligada

Hora do lanche

Sábado à noite, as pessoas que jantavam nos restaurantes da Garcia D'Ávila, rua de bacanas em Ipanema, tomaram o maior susto por volta das 21h30min, quando um carro da PM entrou pela contramão, no quarteirão entre Prudente de Moraes Visconde de Pirajá, com a sirene ligada, subindo na calçada em frente ao Bob's.

No pânico habitual em que vivem os cariocas, muita gente levantou para procurar abrigo. Mas os dois meganhas saíram do carro - placa OKS 6127, registro 54 3858, do 23 BPM - para comprar um sanduíche na lanchonete.

Há (muitas) testemunhas.

ESPORTES




Esporte

Internauta registra campeonato de surfe no Arpoador, Zona Sul do Rio



Texto e fotos do leitor José Conde



RIO - Altas ondas no Osklen Surfing Arpoador Clássico 2009, Zona Sul do Rio, neste fim de semana. Com belas manobras, os surfistas deslizaram pelas excelentes ondas que se formaram na manhã do último sábado. O campeonato é clássico entre os surfistas do Arpoador.

Confira mais notícias de surfe no blog Radicais .

TERCEIRA IDADE

Enviado por Daniel Brunet -

Aulão de dança para a terceira idade

O Instituto da Dança, em Ipanema, comemora o Dia Internacional do Idoso, na próxima quinta-feira, com um grande aulão gratuito de "Dança Fisio", onde a terceira idade é acompanhada também por um fisioterapeuta durante as aulas de dança de salão.

Trata-se de uma boa oportunidade para conhecer o projeto desta parceria que fez um estudo de dois meses para garantir aos "jovens" participantes a qualidade da Dança garantindo a Qualidade de Vida.

Os interessados devem comparecer ao local no horário da aula, às 10h. O Aulão de "Dança Fisio" acontece das 10h às 11h, com o Antonio Carioca e o fisioterapeuta Fernando Santos.

O Instituto da Dança fica na Rua Teixeira de Melo, 87 (2º e 3º piso) – Ipanema - Tel : 2227-1063

E MAIL DE UM COLABORADOR

IPANEMA, QUADRILATERO DE LUXO DIA 28/09/2009 AS 16:30

MAIS UMA VEZ, UMA ENORME BRIGA ENTRE MENDIGOS (UNS 8) ACAMPADOS NA RUA VISCONDE DE PIRAJÁ (E COM VÍTIMAS POIS ELES SE FERIRAM)

AS 16:30 EM FRENTE AO NUMERO 455 DROGARIA PACHECO( ENTRE GARCIA D´ÁVILA E MARIA QUITERIA.)O PESSOAL DO PONTO DE ONIBUS (EM FRENTE AO ITAÚ, CORREU,E A CONFUSÃO E OS LUTADORES FORAM PARAR NO MEIO DO ASFALTO COM PEDAÇO DE PAU NA MÃO UM ATRAZ DO OUTRO.DETALHE ;

POUCOS MINUTOS ANTES EU VI UM CARRO ONDE ESTAVA ESCRITO ; ORDEM URBANA, PASSAR PELO MESMO LOCAL , E OS MENDIGOS JA ESTAVAM LÁ(COMO SEMPRE HA ANOS ACAMPADOS POR LA)

CADA DE CULTURA-LAURA ALVIM


Festival de Teatro do Rio leva sete peças à Casa de Cultura Laura Alvim


O Globo

RIO - Com sete peças, vai até 7 de outubro, na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, a 16 edição do Festival de Teatro do Rio, organizado pela Universidade Veiga de Almeida. O homenageado deste ano é o ator Milton Gonçalves, que estará na abertura do evento, hoje, às 20h. Haverá uma mostra de fotografias sobre o ator e uma exibição de trechos de filmes nos quais ele atuou, além de um vídeo sobre Gonçalves.

A mostra competitiva das peças, com sessões gratuitas sempre às 20h, seguidas de debate, começa nesta terça-feira, com "Relações - Peça quase romântica", dirigida por Leandro Muniz.

Na quarta, vem "Viúva porém honesta", sob direção de Dudu Gama. A apresentação terá um debate com o diretor Guti Fraga, fundador do grupo Nós do Morro. "Filhos do Brasil", montagem com direção do músico Oswaldo Montenegro, será apresentada na quinta-feira, dia 1.

Com direção de Celina Sodré, "A caixa preta de Medeia" tem sessão na sexta, dia 2. Sábado, vem "Meu nome é M", dirigida por Ribamar Ribeiro. Domingo é a vez de "A filha da chacrete", de Fernando Maatz. E na próxima segunda, dia 5, vem "Cantigas do sol", de Vital Santos. A entrega dos troféus será no dia 7.

Confira a programação:

TERÇA (29.09)
- "Relações - Peça quase romântica": dirigido por Leandro Muniz, o espetáculo é formado por pequenas cenas independentes entre si que falam sobre diferentes relacionamentos amorosos. Debate com Jair Ribeiro.

QUARTA (30.09)
- "Viúva porém honesta": de Nelson Rodrigues, dirigida por Dudu Gama e encenada pelo grupo Cia do Foco, a montagem conta a história da filha do dono de um grande jornal que, viúva, decide não se sentar nunca mais.

- Debate com Guti Fraga.

QUINTA (01.10)

- "Filhos do Brasil - O musical": de Oswaldo Montenegro, mescla de canções e cenas coreografadas inspiradas em textos populares de várias regiões do país, encenada pela Cia Mulungo.

- Debate com Susanna Kruger.

SEXTA (02.10)

- "A caixa preta de medéia": com prólogo de Heiner Muller e adaptação do texto de Eurípedes, a montagem dirigida por Celina Sodré apresenta personagens fragmentadas em suas personalidades.

- Debate com Maurício Gonçalves.

SÁBADO (03.10)

- "Meu nome é M": comédia dirigida por Ribamar Ribeiro e encenada pelo grupo Os Cênicos Cia de Teatro, é um monólogo apresentado por M, que conta histórias inusitadas de sua vida.

Debate com Jean Wyllys.

DOMINGO (04.10)

- "A filha da chacrete": dirigido por Fernando Maatz e encenado pelo grupo Roda e Avisa Produções, mostra as descobertas de uma criança e sua relação com o mundo.

- Debate com Sergio Mota.

SEGUNDA (05.10)

- "Cantigas do sol - Dom Quixote de cordel": musical dirigido por Vital Santos e encenado pela Dramart Produções, é um espetáculo popular inspirado na poesia de Zé Dantas, Humberto Teixeira e outras de domínio público, que conta a história de um dos ícones da cena musical e cultural do país: Luiz Gonzaga.

- Debate com Cissa Guimarães.

@@@

XVI Festival de Teatro do Rio @ Casa de Cultura Laura Alvim: Av. Vieira Souto 176, Ipanema - 2332-2015. 20h. Não recomendado para menores de 16 anos. Até 5 de outubro.

E MAIL DE UM COLABORADOR



Operação Choque de Ordem - Congratulações


1- Congratulações à SEOP/GUARDA MUNICIPAL pela repressão aos carros estacionados hoje, dia 27/9/09, na calçada central da Av. Atlântica na altura do Leme.

2- Congratulações à SEOP/PMRJ pela repressão aos elementos suspeitos na orla de Ipanema, hoje dia 27/9/09, notadamente na altura do Posto 8.

RETIFICAÇÃO DA ATA


Na ata da 49ª Reunião do PSI informa-se que no item Iluminação, os trabalhos já foram concluídos e entregues as autoridades competentes.
J.G.

MIRANTE EM IPANEMA


Mirante em Ipanema

por Arquito

via o Globo

Não posso negar que fiquei meio assustado com a construção desta torre.

Equivalente a um edifício de 23 andares, a torre que existirá na futura estação do Metrô General Osório será o novo mirante de Ipanema. Ela possuirá dois elevadores panorâmicos e um belvedere de 50 metros quadrados, com lojas e bares.

No topo do morro existirá uma outra torre menor, de 20 metros, e ambas serão inteligadas por uma passarela.

Existem alguns pontos polêmicos. Primeiro, a torre será maior que o gabarito da área, o que não está agradando arquitetos e urbanistas que defendem o skyline atual de Ipanema. A Secretaria municipal de Urbanismo, no entanto, garante que existe um decreto que permite a construção da torre.

Outro ponto questionável é a inteligação com a comunidade do Pavão-Pavãozinho. Se o mirante é para ser um ponto turístico, há quem diga que a interligação direta com a favela vai criar um certo “conflito de interesses”. Eu sou um cara otimista, e acredito que tudo vá viver em harmonia.

Polêmicas à parte, o fato é que os imóveis em torno da praça General Osório estão se desvalorizando.

O que será que Helô Pinheiro está achando desta história?

CAMINHADA


Marina Silva participa de caminhada na orla carioca em defesa do clima


Marcha teve como objetivo alertar sobre emissões de carbono

.
Senadora se disse honrada em ser a pré-candidata prioritária do PV.

Carolina Lauriano
Do G1, no Rio

Foto: Carolina Lauriano / G1 Marina Silva faz caminhada pelo clima na orla carioca, com Fernando Gabeira e Alfredo Sirkis (Foto: Carolina Lauriano / G1) A senadora Marina Silva (PV), possível candidata à presidência, participou, na manhã deste domingo (27), de uma caminhada em defesa do clima ambiental, pela orla do Leblon e de Ipanema, na Zona Sul do Rio.

Embaixo de sol forte, cerca de 300 pessoas acompanharam a marcha, que teve início às 11h30, no posto 12 do Leblon, e só foi terminar às 13h30, na altura do Forte de Copacabana.

O principal objetivo do movimento "Brasil no Clima", de acordo com os organizadores, é alertar a população sobre as metas de redução de emissões de carbono, para que elas sejam cobradas na Conferência da ONU, que acontecerá em dezembro, em Copenhague, na Dinamarca.

“O Brasil resume as melhores condições para converter a economia carbonizada para a economia de baixo carbono. Somos riquíssimos em recursos naturais, nossa matriz energética é limpa em 45%. Queremos que o Brasil vá para Copenhagen com pelo menos a metade das metas dos países desenvolvidos”, disse a senadora, que precisou parar algumas vezes por causa do calor.

O deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) também participou da caminhada e afirmou que o propósito da passeata é pressionar o governo brasileiro para que o país assuma as responsabilidades com relação ao aquecimento global:

“O Brasil não pode se ver como país pobre nesse contexto. Temos 60% da floresta amazônica, 14%de água doce, o maior número de pássaros e plantas, é um país muito mais rico em termos da natureza e nossa riqueza tem que ser defendida”.

Candidatura

Gabeira negou que a mobilização fosse a favor da campanha de Marina Silva, porém se disse favorável à decisão:

“Vou fazer a campanha da Marina e os partidos que me apoiariam, em tese, vão ter que examinar se esse meu engajamento com a campanha da Marina não causaria nenhuma ambiguidade com o eleitor”, disse Gabeira.

A senadora disse se sentir honrada em ser a pré-candidata prioritária do PV: “Estou tendo um acolhimento muito grande da ideia do PV em ter uma candidatura própria e em ter me colocado como pré-candidata”.

PRAIA HOJE - OLHA A BAGUNÇA !!!




BLOG VOAR E ANDAR




Restaurante Le Vin - Ipanema

Aproveito aqui a abrangência do blog para incluir mais um assunto: gastronomia.

Comer, para mim, é um imenso prazer. Eu adoro experimentar novos restaurantes, novos pratos, culinárias diferentes. Eu só não gosto de restaurante tipo buffet. Mas por que? Porque eu preciso da expectativa. Preciso de um tempo de espera entre o pedido e a chegada da comida. Parece loucura, mas é neste meio tempo que viajo por todos os ingredientes descritos no cardápio e, em secreto, fico brincando com a minha imaginação, tentando descobrir como será a apresentação, os sabores, consistências, texturas... São minutos preciosos, imprescindíveis para que a chegada do prato seja sempre surpreendente. Se a comida chega muito rápida e me priva deste momento maravilhoso de reflexão, eu fico chateada. O chef pode achar que o serviço está maravilhoso porque está rápido, mas se for perguntar a mim, eu direi: porque não demorou um pouco mais?

Bom, vocês já sabem que se um dia encontrarem aqui alguma dica de restaurante buffet, é porque o restaurante é bom mesmo! Mas isto não deve acontecer tão cedo. Enquanto isso, vou colocando aqui os meus restaurantes favoritos.

E o primeiro foi cenário do meu almoço de hoje: o Le Vin. Trata-se de um bistrô, ou seja, um pequeno restaurante francês, com pratos típicos e consagrados da culinária francesa. Traduzindo: moules et frites, escargots, steak tartare, boeuf bourguignon, cassoulet, confit de canard, e por aí vai.

Mas o que me levou lá hoje foram as ostras, deliciosas, fresquinhas, e por um preço em conta (comparado aos outros restaurantes da zona sul que também servem a iguaria).

Após uma dúzia de ostras para cada, foi a vez dos pratos principais. Eu não resisti, e fui no ravioli de confit de canard com molho de laranja que é o meu favorito. O maridão foi no polvo a provençal, que também estava uma delícia. Para acompanhar as ostras e os pratos, um espumante rosé e um bom papo. Enfim, um almoço de sábado perfeito.


O Le Vin fica em Ipanema, na Rua Barão da Torre, 490. Telefone: (21) 3502-1002.

Espero que tenham gostado da dica!

Postado por Carol


Marcadores: restaurantes, Rio de Janeiro

CENTRO CULTURAL

Videoinstalação de Neville D'Almeida abre centro cultural em Ipanema

Cláudia Amorim


RIO - O Oi Futuro chegou a Ipanema. Instalado num prédio art déco de 1.500 metros quadrados e dois andares, o centro cultural no início da Rua Visconde de Pirajá foi aberto na quinta-feira ao público, com galeria, café, a escola Oi Kabum! e uma sala com 130 lugares.

A videoinstalação "ipanemAldeia", de Neville D'Almeida e com curadoria de Alberto Saraiva, inaugura a programação da galeria de arte do prédio, que recebe também este fim de semana a mostra Pocket Films, do Festival do Rio.

- Esse trabalho, com imagens do inverno de Ipanema, é uma homenagem ao bairro. E segue a nossa linha de multiplicidade e convergência de linguagens, mostrando o lado videoartista de um cineasta - diz Maria Arlete Gonçalves, diretora de cultura do Oi Futuro.

'ipanemAldeia' @ Oi Futuro Ipanema. A videoinstalação de Neville D'Almeida abre a galeria de arte contemporânea do novo centro cultural. Até 8 de novembro. Rua Visconde de Pirajá 54, Ipanema - 3201-3000. Ter a dom, das 13h às 21h.

DOMINGO NA PRAIA

Enviado por Casos de Cidade -

Escola Saudável na Praia

Projeto promove atividade esportiva gratuita em Ipanema

Será lançado neste domingo o projeto Escola Saudável na Praia, em Ipanema. Em parceria com a Escola de Vôlei Bernardinho, a Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida tem como proposta promover hábitos saudáveis e gerar mais qualidade de vida, inclusive para crianças da rede municipal de educação do Rio. O evento será realizado, às 8h, em frente à Rua Garcia d´Avila, na rede 83A.

Serão realizadas palestras sobre alimetação e atividade física, avaliação do índice de massa corporal (IMC) e aulas de minivoleibol.

Veja a programação:


8h – Início da primeira aula na escola de Vôlei do Bernardinho com os alunos da Escola Municipal Ciep Rubens Paiva;

9h – Primeira palestra sobre hábitos saudáveis e qualidade de vida,

9h15m – Segunda aula na escola de Vôlei do Bernardinho, aberta ao público;

10h – Segunda Palestra sobre hábitos saudáveis e qualidade de vida;

10h15m – Terceira aula na escola de de Vôlei do Bernardinho, aberta ao público;

11h – Término da terceira aula e fim do evento.

CAMPANHA

Futebol na Praia de Ipanema promove campanha por doação de órgãos

JB Online

RIO - O Ministério da Saúde lança, neste domingo, na Praia de Ipanema, no Rio, a Campanha Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos e Tecidos – 2009. Com o objetivo de estimular o aumento do número de doações no país, a ação começa às 9h, no campo de areia localizado próximo ao Posto 10, onde vão acontecer cinco partidas de exibição. Três delas chamam a atenção por um motivo especial: colocam em campos adversários pacientes transplantados do Hospital Geral do Bonsucesso (HGB) e profissionais do Ministério da Saúde. Outro jogo será entre as equipes master do Vasco e do Flamengo.

Durante o lançamento da Campanha Nacional de Incentivo à Doação de Órgãos e Tecidos – 2009, em Ipanema, haverá também a distribuição de folders com orientações e explicações sobre a importância do ato de doação, além de distribuição de camisas da campanha autografadas pelos jogadores dos dois times cariocas. No local, o Ministério da Saúde, com o apoio do Departamento de Gestão Hospitalar do Rio de Janeiro (DGH), montou uma estrutura que conta com palco que terá apresentação de DJ para levar animação ao público.


DESRESPEITO


Desrespeito

Internautas registram estacionamento irregular no Rio de Janeiro


O Globo, com textos e fotos de leitores

RIO - Estacionamento irregular é um flagrante comum feito pelos leitores do GLOBO, que enviam seus registros para o Eu-Repórter, a seção de jornalismo participativo do jornal. Nesta sexta-feira, o internauta José Conde enviou foto da irregularidade cometida em Ipanema, Zona Sul.


José Conde:

"Em Ipanema, um carro da Polícia Militar estaciona irregularmente na área reservada aos deficientes físicos. Durante mais de duas horas, o carro ficou na vaga especial do Rio Rotativo na Praça Nossa Senhora da Paz."

CONVITE

Convite


A Associação de Moradores da Rua Sá Ferreira e Adjacências junto a Sub Prefeitura da Zona Sul têm o prazer de, convidá-los para a INAUGURAÇÃO DA DELEGACIA DO IDOSO.

Data: 27/ 09/ 09 - Domingo
Local: Rua Figueiredo Magalhães ao lado do Batalhão de Polícia Militar.
Horário: 9:30 hs.



Subscrevo-me.
Atenciosamente.

Luiza Salatino Araújo
PRESIDENTE – AMORSAFERA



LÁ COMO CÁ !!!! Os problemas são os mesmos

RIO GRANDE DO SUL

DESCOBERTAS DE UM PASSEIO

Pelo exercício da cidadania-

Texto enviado pela leitora Marion Beguet

“Moro em Ipanema e adoro quando enxergo o Museu Iberê Camargo: significa que estou ‘despressurizando’, tudo vai ficando mais calmo. Passo pelo BarraShoppingSul, organizado, com segurança. Vejo o céu. O Guaíba é lindo, e a paisagem em torno, também, mesmo em dias de chuva ou de nevoeiro.

Mas escrevo por um motivo bem pessoal, de uma mãe que, tendo a filha morando longe, viveu duas semanas em conflito. Nas férias da minha filha aqui na cidade, esforcei-me em mostrar algo que relembrasse o orgulho por morar aqui. E a sensação que tenho é de que estamos entorpecidos, em um estado de aceitação do mínimo que é feito.

Do trajeto de casa ao Centro, à procura de locais em que ela pudesse reviver memórias, enfrentamos diferentes adversidades. Desde os inúmeros buracos e os consertos mal feitos das vias, a inexistência de sinalização nos pavimentos até o descuido com as margens do Guaíba, até a falta de lugares onde se estivesse em segurança para tirar uma foto, atividade básica de alguém que quer mostrar a cidade aos amigos de longe.

Comparando ao lugar onde minha filha mora, fica extremamente difícil justificar por que tanta coisa ainda não foi feita. Não temos a mínima vocação para o turismo. Com o intenso tráfego, é um caos andar pelas ruas.

Em Ipanema, dá pena ver as ruas esburacadas, a orla descuidada, os bancos sem pintura, os canteiros desarrumados e a falta de segurança. A Avenida Tramandaí, por exemplo, é um horror para se andar, a pé ou de carro. Uma avenida que conduz o turismo, os inúmeros moradores e os prestadores de serviço, parece uma viela sem calçamentos e esburacada.

Quantas dificuldades para se transitar e apreciar uma das regiões mais belas da cidade, onde tudo deveria estar muito bem organizado para atender à população e aos turistas.

Será que é para ser assim? Não há outras maneiras de organizar as vias públicas, restando apenas aceitar como tudo está?

Minha filha voltou para o país onde mora com o coração apertado e eu, mais ainda, por tê-la tão longe. Mas lá ela nem precisa pensar nesses problemas, o governo age, dá as melhores condições para os cidadãos viverem e circularem tranquilamente.

Temos muitos espaços, do Cais do Porto até Ipanema, de frente para o Guaíba, e quase nenhum organizado para se chegar de forma racional e com segurança. Há locais em que a entrada é prejudicada, sem sinalização e calçamento, gerando poeira, desconforto e insegurança.

Devemos ter estruturas organizadas, com os setores públicos, planejamentos em cooperação, com responsáveis para conduzir processos de desenvolvimento, locais bem aparelhados, com modernidade e segurança. Sem isso, deixaremos que a inércia das pessoas sem visão tome conta e delibere por nós e apenas os que nos inspiram insegurança aproveitando um Guaíba que é de todos.

É uma questão de cidadania!”

VARIEDADES

DEU A LOUCA NAS FÁBULAS INFANTIS

(Autor: Antonio Brás Constante)

Se as fábulas infantis de outrora fossem escritas hoje em dia, tudo seria diferente, o Lobo Mau estaria mal, muito mal, combalido na cama da vovozinha, que teria saído de casa para passar trotes em algum telefone público (se na cidade de Canoas isso acontece, porque não poderia ocorrer em fábulas?). O lobo teria sido vítima dos três porquinhos, que lhe contaminaram com a gripe suína. Nesta história ao invés dele ter soprado neles, foram eles que assoaram o nariz perto dele.

Os porquinhos por sinal, não seriam apenas três, mas sim, milhares, que atirariam lixo pelas janelas dos carros, ou em terrenos baldios, ou ainda despejando detritos industriais em rios, sem preocupação nenhuma com reciclagem ou meio ambiente, e teriam a alcunha de sociedade.

Se não bastasse a gripe, o lobo ainda seria acusado de atentado violento ao pudor e canibalismo contra uma tal Chapeuzinho Vermelho, uma das lideres do comando vermelho, e conhecida no bosque encantado como a maior traficante de “docinhos” alucinógenos da região.

No caso de João e o pé de feijão, seria João que passaria o conto do vigário nas negociações, trocando vacas loucas por sacas de feijão, que ficariam armazenados em gigantescos silos subsidiados pelo governo, que ainda pagaria a João para guardá-los, mantendo assim o preço de mercado.

João também aprontaria das dele com sua irmã Maria, existindo inclusive boatos de que juntos eles teriam saqueado uma pobre velhinha, vandalizando sua casa e ainda chamando a coitada de bruxa. Tudo isso em decorrência do vício de ambos por “docinhos”, onde faziam de tudo para consegui-los. Seriam considerados como dois exemplos de jovens perdidos no bosque encantado.

A Cinderela da atualidade passaria o rodo na casa da madrasta, deixando-a sem nada, e fugiria com um tal de príncipe, marginal conhecido, que não engolia sapos de ninguém. Já a

Branca de neve ganharia este apelido em decorrência do pó que forneceria aos seus convidados em suas festinhas privativas para políticos entre outras personalidades influentes, utilizando anões nas suas operações, que em áureos tempos também já foram conhecidos como anões do orçamento, em terras brasilis.

Nos dias de hoje Pinóquio não seria literalmente um cara de pau, mas ainda assim seria um baita mentiroso, provavelmente entraria na política, mas ao invés de crescer o nariz, o que cresceria absurdamente seria sua conta bancária.

Estamos vivendo em um mundo onde os contos de fadas foram trocados pelos games, os príncipes e princesas por uma tentadora carreira (entenda-se isso em todos os sentidos) e a infância cada vez mais vem deixando de acontecer em meio a uma antiga bolha de fantasias, onde era a cegonha que trazia os ovos de páscoa e Papai Noel era pregado na cruz. As novas fontes de utopia são uma mescla entre o real e o digital. Um mundo em que pequenos e inquietos “pré-adultos” se formam antes mesmo de serem adolescentes.

Enfim, um mundo onde muitos adultos sentem-se tão obsoletos quanto seus saudosos contos de fadas de antigamente, sem conseguirem assimilar o que estas mudanças causarão as futuras gerações, que já há um bom tempo vem atropelando estas recordações com uma carruagem envenenada de abóboras transgênicas.

NOTA DO AUTOR: Os amantes da leitura agora dispõe de um excelente portal chamado: www.skoob.com.br, funciona como uma rede social (tipo orkut), mas com ferramentas de leitura, tipo: Estante virtual para cadastrar seus livros, histórico de leitura, resenhas, etc.

Quem quiser participar vai encontrar por lá o meu singelo livro “Hoje é seu aniversário”, não esqueçam de adicioná-lo em suas estantes, ok?

Quem quiser também pode me pedir uma cópia em PDF do livro, ou para fazer parte de minha lista de leitores, que recebem semanalmente meus textos, para isso basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br.
SOBRE O AUTOR: Antonio Brás Constante se define como um eterno aprendiz de escritor, amigo e amante da musa inspiração. Lançou recentemente o livro: “Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE”, disponível pela editora AGE (www.editoraage.com.br).

Site: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc

DIGA NÃO !


DIGA NÃO! PRESERVE IPANEMA!


As árvores plantadas há 70 anos, as palmeiras, o lago e os jardins da Praça Nossa Senhora da Paz estão ameaçados de destruição, para dar lugar a uma garagem subterrânea. Essa ameaça, anunciada pela Prefeitura, significa alterar profundamente o ambiente e o próprio clima da Praça, que é, na verdade, um belíssimo parque que abriga, sobretudo, o banho de sol dos bebês e o lazer dos idosos.
No lugar da Praça, mesmo depois de concluída a obra, surgirá uma área desfigurada, com mudas de árvores que somente em 70 anos alcançarão o aspecto atual.
Vamos defender o micro-clima, o ambiente, a sombra e o lazer. Vamos defender Ipanema!


UMA GARAGEM SUBTERRÂNEA DESTRUIRÁ O BELO JARDIM DA PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ!

ATA DA 49ª REUNIÃO

Atividade sem conotação política que tem como objetivo proporcionar desenvolvimento social para o bairro, a partir de participação voluntária de seus moradores.

ATA DA QUADRAGÉSIMA NONA REUNIÃO.

LOCAL DE REALIZAÇÃO: UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES – AUDITÓRIO

DO TRIBUNAL DO JÚRI.

R. Joana Angélica – Ipanema

Dia: 22/09/2009

HORÁRIO: 18H

COORDENAÇÃO: IGNEZ BARRETO

NÚMERO DE PARTICIPANTES: 15

REPRESENTANTES DO PODER PÚBLICO:

AUSENTES.

TÓPICOS ABORDADOS :

1- PLANO DIRETOR:

O Plano está sendo elaborado para implementação da organização do Rio de Janeiro. Todavia é sumamente importante e necessário que a população carioca participe das Audiências Públicas sobre os diversos assuntos de interesse de todos. Estes assuntos devem ser abrangentes de forma que privilegiem os cidadãos cariocas como um todo. Como exemplo cita-se; projetos de urbanização em comunidades carentes, reestruturação de transportes, desenvolvimento da educação fundamental com aparelhamento de escolas e capacitação de Professores, ressocia-
lização e inclusão no mercado de trabalho de moradores de rua, designação de áreas específicas para ambulantes,entre outras.
Foi sugerido que sejam criados grupos de trabalhos para apresentação de reivindicações a serem incluídas em tal

Plano. Expõe-se a seguir a PLANILHA DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS:

Local: Câmara dos Vereadores - Praça Floriano, s/n – Cinelândia


AUDIÊNCIAS PÚBLICAS DA COMISSÃO DO PLANO DIRETOR

DATA
HORÁRIOS
SALA
TEMA

29/09/09
das 9:30 às 13h 30 min
Plenário
Turismo e Cultura

01/10/09
das 9:30 às 13h 30 min
Plenário
Habitação

05/10/09
das 9:30 às 13h 30 min
Auditório
Educação e Assistência Social

06/10/09
das 9:30 às 13h 30 min
Plenário
Urbanismo


2- Grupo de Iluminação. (idem comentários de reunião anterior)

Foi relatado que está sendo realizado levantamento nas ruas em que a iluminação está precária, porém os contatos com a Rioluz são precários haja vista a desestruturação da empresa que não possui equipamentos de reposição. Tal fato procedente da administração anterior que previu escassamente a reposição de estoques.

3- Grupo das Calçadas.

Os participantes do grupo relataram que está em fase final de levantamento, faltando três ou quatro ruas. As fotos são imediatamente enviadas para o Administrador da VI Região para providências.


4- Curso de Porteiros.

As inscrições estão abertas para a próxima turma. Percebe-se certa dificuldade de marcação de datas junto ao 23º Batalhão da PM. Todavia os esforços estão sendo envidados para sua continuidade. OS SÍNDICOS DOS EDIFÍCIOS, ASSIM COMO AS ADMINISTRADORAS DE CONDOMÍNIOS, DEVEM OBRIGATORIAMENTE ENVIAREM SEUS FUNCIONÁRIOS.

5- Réveillon e Carnaval:

A Promotoria Pública está com o processo em análise. Solicita-se também o apoio do 23º BPM nos termos que foi concedido neste ano de 2009, como também alerta-se para a responsabilidade que os patrocinadores deverão ter com a segurança de tais eventos.


6- Barracos no Cantagalo.

Foi alertado para o surgimento de novos barracos junto à Comunidade para o qual solicita-se aos órgãos fiscalizadores a devida intervenção.

7- Feira Hippie.

Observou-se que os esforços para organizar e ordenar a Feira Hippie são muito pouco implementados. Nota-se entretanto, maior fiscalização pelos órgãos competentes. Todavia, a Praça Gen. Osório, espaço público onde está situada tal Feira, encontra-se amplamente degradada pois além de tudo, ainda suporta outra feira (livre) às tercãs-feiras. Dessa forma, torna-se complexa sua recuperação e manutenção que é realizada com a contribuição financeira dos moradores através do pagamento de impostos. Apresenta-se a seguir proposta para resolução de tais fatos.

Sub-projeto: MUDANÇA DA FEIRA HIPPIE

Exposição de Motivos.

Tem-se percebido que os esforços para manutenção da Praça Gen. Osório têm sido inócuos haja vista grande movimentação que nela existe e sobremodo quando,emdezembro próximo, haverá a inauguração do metrô.

Aos domingos prevê-se que o movimento aumentará grandemente, colocando nossa segurança e, inclusive dos feirantes à prova. Dessa forma, sugere-se a transferência da Feira Hippie para o Estádio de Remo da Lagoa,cujos benefícios, amplamente apreciados, são listados a seguir:

1- total disponibilidade de espaço, inclusive para novos expositores que se cadastrarem;

2- amplo estacionamento de veículos inclusive para ônibus de turismo;

3- local extremamente aprazível, à margem da Lagoa Rodrigo de Freitas, podendo tronar-se grande ponto de atração turística;

4- local de propriedade do Município do Rio de Janeiro;

5- local completamente ocioso e recentemente remoldelado para os jogos Pan-americanos.

Elaboração de JGuia. (11/9/09)

OBSERVAÇÕES GERAIS;

Ø os Jardins da Av. Vieira Souto, continuam com a manutenção precária realizada pela parceria com a Empresa ADIDAS.

> serão distribuídos convites para o Colóquio com o Sr. Rodrigo Bethlem.

> tendo em vista manter continuidade de reuniões foram designados substitutos eventuais no caso de ausências para as seguintes funções:

Coordenação: Ignez Barreto/ Rogério/ George Távora.

Elaboração da Ata: JGuia/ Rogério

> próxima reunião: 6/10/09





Elaboração da ata: JGuia



Rio de Janeiro, 23/9/2009

VIDA NOVA


Enviado por Ludmilla de Lima -


Vida nova sem a passarela


A demolição da passarela do Obelisco, no cruzamento da Rua Visconde de Pirajá com Avenida Henrique Dumont, em Ipanema, deu novo ânimo aos lojistas da tradicional Galeria Bar 20, que pensam em transformar a área em um novo quarteirão do charme. O grupo quer atrair estabelecimentos de rua também para o movimento, que pretende revitalizar o Bar 20, cuja identidade, nos últimos anos, esteve atrelada às polêmicas obras do arquiteto Paulo Casé.

A pedra fundamental da ideia será um evento, na galeria, para o público infantil, no dia 3. O grupo Papão, de animadores, levará as crianças a fazerem desenhos inspirados em fotografias antigas deste trecho de Ipanema, que era ponto final da linha de bonde 20.

Uma das idealizadoras do evento, a empresária Lívia Mourão, da loja de jóias O Banquete, diz que o fim da estrutura irá valorizar a área:

- Ipanema teve que se reiventar para cá. É uma área que está valorizando. Com a demolição da passarela, a segurança já aumentou.

ATROPELAMENTO


André Arteche deixa delegacia após depor sobre atropelamento


O Indra de "Caminho das Índias" atropelou uma mulher em Ipanema na manhã desta quinta-feira
Da Redação


O ator André Arteche, que viveu o indiano Indra na novela "Caminho das Índias", deixou o 13º DP, em Ipanema, no Rio, por volta das 13h desta quinta-feira, depois de prestar depoimento sobre o atropelamento de uma mulher no mesmo bairro poucas horas antes.

André dirigia seu carro debaixo de forte chuva quando uma mulher tentou atravessar a rua. O ator não conseguiu frear e acabou atingindo a mulher, que foi socorrida por paramédicos e levada ao hospital com ferimentos leves.

Desde o momento do acidente, até a remoção da vítima, André permaneceu no local. Em seguida, ele foi à delegacia prestar seu depoimento sobre o acidente e deixou o local assim que terminou de dar sua versão.

HORÁRIO DE VERÃO

Relógios adiantados

Horário de verão começa no dia 18 de outubro

Jornal Nacional; O Globo

RIO - O horário de verão neste ano vai começar à 0h do dia 18 de outubro e terminar à 0h do dia 20 de fevereiro de 2010. Os relógios terão que ser adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e no Distrito Federal. Os moradores das regiões Norte e Nordeste não precisarão alterar o relógio.

Este ano será a segunda vez em que é adotada a data fixa para o horário de verão. De acordo com o decreto nº 6.558, publicado no Diário Oficial da União em setembro do ano passado, o horário de verão tem que começar a partir da zero hora do terceiro domingo do mês de outubro de cada ano e durar até a zero hora do terceiro domingo do mês de fevereiro do ano subsequente.

Segundo o decreto, no ano em que houver coincidência entre o horário de verão e o domingo de carnaval, o encerramento do horário será no domingo seguinte.

Em 2008, o horário de verão começou no dia 19 de outubro e terminou no dia 15 de fevereiro deste ano. A economia de energia foi de 2 mil megawatts (MW).

BICICLETA PÚBLICA

Pedala Rio chega ao Centro em 2010

Tulio Brandão

RIO - O Projeto Pedala Rio de bicicletas públicas vai chegar, em 2010, a Botafogo, Lapa e Centro. Com o avanço, o sistema terá 38 estações de apoio implantadas em sete bairros - incluindo oito de Copacabana e 11 a serem inauguradas mês que vem nas ruas de Ipanema, Lagoa e Leblon. A novidade permitirá que o usuário pedale da Zona Sul ao Centro numa bicicleta pública.

Caso haja demanda de usuários no trajeto entre a Zona Sul e o Centro, a Serttel, empresa responsável pelo projeto, promete repensar o tempo limite de uso da bicicleta sem que seja preciso pagar taxa extra, atualmente de meia hora. Sem mudanças, o ciclista de bairros mais distantes teria que deixar a bicicleta numa estação de apoio no meio do caminho e pegar outra.

- Estudaremos a questão. Mas vale lembrar que a bicicleta é uma boa opção intermodal (que inclui mais de um meio), em conjunto, por exemplo, com o metrô - disse Ângelo Leite, presidente da empresa

E MAIL RECEBIDO



Diga não à destruição das árvores na Praça N. Sra da Paz! Diga não ao estacionamento subterrâneo!


A praça Nossa Senhora da Paz tem árvores plantadas há mais de 70 anos,
figueiras antigas que em duplas dão sombra a todo o quadrilátero de calçadas,
que se somam às palmeiras e outras árvores em um conjunto único no Rio.

Para a construção de um estacionamento na Praça, as árvores serão cortadas!,
como aconteceu recentemente com as árvores da Av. Antônio Carlos no Centro
para a construção do Estacionamento Santa Luzia.

Quando o estacionamento ficar pronto a praça será reconstruída,
árvores serão plantadas, mas serão jovens, demorarão décadas para ganhar corpo!
A praça será quente, ao invés de um oásis no calor do verão.

Mais ainda, com um estacionamento subterrâneo as árvores não poderão ter raízes profundas.
Não teremos mais as figueiras que fazem uma das praças mais bonitas da cidade,
rica na memória dos cariocas e que tanto atrai o olhar dos turistas do Rio em Ipanema.

Ainda mais, o estacionamento irá piorar o já difícil trânsito do bairro,
com ruas apertadas para o tráfego já existente.

Diga não ao estacionamento na N. Sra da Paz!
em avaliação pela Prefeitura do Rio de Janeiro!

Envie este email para a Administração Regional Lagoa (inclui Ipanema) da Prefeitura

ra06lagoa@rio.rj.gov.br

Retirando o email de quem lhe enviou e com cópia oculta para os seus conhecidos
que também querem bem ao Rio!

Se quiser, deixe também uma mensagem para o prefeito, no site

http://www.palaciodacidade.rio.rj.gov.br/site/conteudo/escreva.asp

com assunto "Gabinete do Prefeito"

Faça valer o seu voto! Manifeste-se!

PLACAR DA VIOLÊNCIA



Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009
PLACAR DA VIOLÊNCIA

Os números de mortes violentas, com base nas estatísticas divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública

Depois de ter sido expulso da Praia de Copacabana, pela prefeitura do Rio, o Placar da Violência, do movimento Rio de Paz, estará de volta à orla, no próximo sábado, na Praia de Ipanema, esquina com a Vinícius de Moraes. Não se trata em hipótese alguma de um ato de desobediência civil. O painel - que traz os números mais recentes das mais 19 mil mortes violentas no Rio, em dois anos e sete meses - não será fixado na praia, mas exibido por voluntários do Rio de Paz que ficarão em escadas de quatro metros de altura, vendo as coisas de cima.
O Rio de Paz foi convidado a participar de protesto contra a violência, organizado por moradores de Ipanema, mobilizados por causa da morte do técnico judiciário do TRT Ricardo Wagner Lélis Silva, que foi covardemente assassinado por ladrões de motos, na terça-feira passada, na Rua Alberto de Campos com Vinícius de Moraes, num dos bairros mais charmosos da cidade, duas estrelas do Guia Michelin. Uma das organizadoras do protesto é Daniela Duque, moradora de Ipanema e mãe do estudante Daniel Duque, morto por um PM em confusão numa boate na Barra. O protesto está marcado para 15h de amanhã, sábado. Os manifestantes vão caminhar da Alberto de Campos até a Praia de Ipanema, pela Vinícius, pelo meio da rua. A intenção é parar o trânsito. O ideal a meu ver é que eles circulem por uma das pistas sem fechar completamente as vias.

A expertise do Rio de Paz em manifestações cresceu tanto que o movimento também foi convidado a participar de outro protesto na orla, às 11h do próximo domingo, na República do Peru com a Atlântica. Ali perto morava o PM que foi assassinado por engano por um homem que já foi preso e teria confessado o crime.

Postado por SOBREVIVENTE NA PMERJ às 02:18

PROJETO PILOTO



RioCard pagará também aluguel de bicicletas
O Globo

RIO - A partir de novembro, o RioCard poderá ser usado para pagar o aluguel das bicicletas públicas do Rio. Segundo Carlos Antonio de Farache, coordenador de Operação da Sertel, que opera o serviço, a ideia foi aprovada nesta terça-feira, numa reunião com a direção da empresa responsável pelo RioCard. Como projeto piloto, inicialmente o cartão será aceito no Posto 6, em Copacabana, onde há 12 bicicletas para alugar. A intenção é que, partir de janeiro, todas as outras possam ser pagas do mesmo jeito.


O secretário municipal de Meio Ambiente, Carlos Alberto Muniz anunciou que, até 15 de outubro, o Pedala Rio será ampliado para Leblon, Ipanema e Lagoa. A prefeitura informou ainda que serão construídos mais 200 quilômetros de ciclovias: 15 dentro do projeto de revitalização do Porto, até 2011; 21 na Zona Oeste até 2010; mais cem com a implantação do corredor expresso de ônibus articulado (T-5), entre Barra e Penha, no próximo ano; e 25 no primeiro lote do projeto de macrodrenagem da Bacia de Jacarepaguá. Os 39 quilômetros restantes serão distribuídos por Copacabana e Ipanema. "Essas vagas privilegiam o transporte individual"


Nesta terça-feira, na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, ativistas do Greenpeace "estacionaram" cadeiras, uma barraca de sol, uma bicicleta e um skate numa vaga de carro. Muitos motoristas ficaram irritados, mas houve quem achasse graça da manifestação, batizada de Vaga Viva. Das 10h às 16h, os três ativistas ficaram lá, distribuindo panfletos e discutindo os efeitos da poluição no planeta.


- Compramos um bilhete e colocamos bem à mostra. Só depois que fizemos isso as pessoas pararam de reclamar tanto - contou o produtor de vídeo Luís Paulo Leão, de 30 anos.

ISSO É QUE É GOZAÇÃO !!!


EM PLENA VISCONDE DE PIRAJÁ,ÀS 19,40hs.
PARECE ATÉ BRINCADEIRA !!
PAGAMOS ALTOS IMPOSTOS E TEMOS ESSE VISUAL !!!!!
GOZAÇÃO PURA
EM FRENTE AO N° 285,BANCO SANTANDER





PROJETO NO PARQUE GAROTA DE IPANEMA







Projeto no Parque Garota de Ipanema – primeiro dia!




O Grupo Saberes em parceria com o Observatório Sócioambiental iniciou em 02 de Setembro, no Parque Garota de Ipanema, atividades sobre consumo consciente com a turma do quarto ano da Escola Municipal Castelnuovo. Trabalhamos os conceitos de meio ambiente, educação ambiental, sustentabilidade e refletimos sobre a história dos materiais utilizados no nosso dia-a-dia, desde sua origem ao seu tempo de uso e de decomposição na natureza, como vemos nas fotos .

Ao final da discussão, os estudantes confeccionaram painéis sobre os temas abordados e cada grupo apresentou seu trabalho aos colegas. O resultado foi muito bom, com ricas discussões.

Para finalizar, realizamos a dinâmica do nó humano ou emboladão, sentindo a importância da solidariedade na resolução dos problemas, especialmente os que afligem nossa sociedade. E claro, para nos divertir também, pois é uma brincadeira muito legal!

Ficamos muito felizes com os resultados dos trabalhos desenvolvidos. Obrigado aos estudantes e à professora !!!
Postado por Grupo Saberes às 11:00

DENÚNCIA ENCAMINHADA


SR. Bernardo Carvalho,

Seria bom que a fiscalização da Prefeitura olhasse com mais atenção o que bares e mercearias estão fazendo com as calçadas de Ipanema, principalmente nas ruas transversais da Rua Visconde de Pirajá, da rua Jangadeiros ao Jardim de Alá. Os pedestres estãos sendo obrigados a andar pela rua, tamanho é o desrespeito dos donos dos restaurantes.
Os moradores de Ipanema não aguentam mais essa invasão!
Mais uma vez, contamos com o senhor!
Agradeço.

Um abraço
Voluntário do PSI

PERIGO !








Perigoso

Balão cai próximo à Pedra do Arpoador, Zona Sul do Rio
Texto e fotos do leitor José Conde

RIO - Na manhã do último domingo, um balão caiu próximo à Pedra do Arpoador, na Zona Sul do Rio, onde pessoas algumas pessoas observavam a paisagem.

TESOURO

Sete mil caixas

Veja a lista dos documentos históricos que serão recuperados pelo BNDES no Rio

O Globo

RIO - O volumoso acervo de documentos históricos, alvo do projeto de recuperação do BNDES, inclui, por exemplo, o arrendamento das chácaras da Lagoa Rodrigo de Freitas e das áreas onde estão hoje Leblon, Ipanema, Gávea e Jardim Botânico, que poderiam ser consideradas as "certidões de nascimento" desse trecho da Zona Sul. Veja a lista deste tesouro em forma de escrituras, plantas, atas e contratos.

Escrituras de imóveis - 1817 a 1920 (1.428 escrituras encadernadas em 24 volumes)
- Aquisição de propriedade localizada na Tijuca para conservar a pureza das á-guas do Rio Maracanã (1855)

- Construção do Arsenal de Marinha/RJ (1868-1873)

- Acqueduto da Carioca (1878)

- Estrada de Ferro Dom Pedro II (1898)

- Construção da Avenida Central (1904)

- Construção do Cais do Porto (1904)

- Construção do Prédio Sede do Banco do Brasil (atual CCBB)

- Construção do Observatório Nacional (1913-1920) em São Cristovão

- Aquisição do Palacete Itamaraty (1889), incluindo móveis e utensílios domés-ticos com a descrição de cada item.

Processos / Documentos textuais - 1779 - 1941
- Doação de terras a Alberto Santos Dumont - sítio Cabangú entre Estações Rocha Dias e Mantiqueira

- Translado dos autos do inventário da Fazenda Santa Cruz, sequestrada aos denominados Jesuítas - 1779

- Papéis referentes ao Instituto Benjamin Constant - 1872

- Prédio a rua do Catete nº 153 (Palácio Nova Friburgo), comprado ao Conselheiro Francisco de Paula Mayrink para residencia do Presidente da República - 1907

- Edifício da Alfândega - atual Casa França Brasil - 1911

- Companhia Predial e Saneamento do Rio de Janeiro referente ao pagamento de foro do terreno chácara do algodão situada na Lagoa Rodrigo de Freitas - 1925

- Estrada de Ferro do Corcovado - Termo de Entrega e Recibo dos Bens Móveis, Imóveis e demais pertences arrendados - 1925 a 1984

- Requerimento de Dona Lucrezia Maria Petrelli - sobre a posse das terras da Chácara das Catacumbas sito a margem da Lagoa Rodrigo de Freitas. Requerimento de José Gomes Duque Estrada p.p. sucessores de Camilo Antonio Lopes Marinho, pe-dindo que lhe sejam cobrados os arrendamentos em débito e concedida carta de aforamento do lote nº131, denominado Chácara das Catacumbas, da Fazenda da Lagoa Rodrigo de Freitas - 1925

- Construção do Porto de Niterói - 1933

- Instalação do Museu Imperial de Petrópolis - 1939

- Avaliação dos Bens da Lloyd Brasileiro S/A -1939

- Instalação do Porto Zootécnico em Piraí - 1940

- Aquisição de terreno pela Companhia Terrenos Quitandinha em Petrópolis - 1941

Atas
- Comissão Especial Revisora de Títulos - 1941- 1944, nos Municípios de; Piraí, Mangaratiba, Vassouras, Barra Mansa, Sepetiba etc.

- Conselho de Terras da União - 1944 - 1974

Contratos de empréstimos
- Estrada de Ferro Vitória - Minas - Sem Data

- Estrada de Ferro Itapura Corumbá - 1908-22

- Porto do Recife - 1908

- Estrada de Ferro de Goiás - 1909

- Empréstimos do Governo Imperial do Brasil - 1883

Cadastro e tombamento de patrimônios nacionais - 1931
- Levantamento do Morro de São Carlos - Sem Data

- Curato de Santa Cruz - 1929

- Reservatório do Morro de São Bento - 1924

- Caixa D'Água no Morro do Barro Vermelho - 1924

- Palácio Itamaraty - 1939

Título de arrendamento
- Fazenda Nacional de Santa Cruz - 1892-1901

Pareceres SPU
- Comissão de Organização, Instalação e Funcionamento do Ministério das Minas e Energia - 1964

- Levantamento aerofotográfico - 1959

Lagoa Rodrigo de Freitas (documento encadernado), 1732 - 1832, contendo informações sobre:
- Arbitramento de preços, assentamentos, demarcação, desmembramento, doação de terreno, venda etc.

- Escola Normal (anexa ao Jardim Botânico)

- Fábrica de Pólvora

- Capela Nossa Senhora das Cabeça, etc.

Plantas / Prédios públicos no Rio de Janeiro - 1928 - 1945
- Banco do Brasil - Sem Data

- Casa da Moeda - Sem Data

- Vila Operária Portugal - 1903

- Escola Nacional de Belas Artes - 1937

- Departamento Nacional de Estatística - 1932

- Colégio Pedro II - 1942

- Projeto da Vila Operária - 1943

- Ministério da Justiça, Negócios e Interiores - 1934

INDIGNAÇÃO


Indignação

Ipanema faz protesto contra a violência


Ludmila Curi


RIO - Cerca de cem pessoas fizeram ontem, em Ipanema, um protesto contra a violência. A manifestação aconteceu na esquina das ruas Alberto de Campos e Vinícius de Moraes, onde o motociclista Ricardo Wagner Lélis da Silva foi morto na última terça-feira, após tentativa de assalto.

O protesto foi organizado por moradores da Rua Alberto de Campos, entre eles Daniela Duque, mãe de Daniel Duque, morto no ano passado em frente à boate Baronneti. A manifestação contou com a participação de parentes de outras vítimas da violência, como Carlos Santiago, pai de Gabriela Prado, assassinada na Tijuca em 2003; e recebeu o apoio do movimento Rio de Paz. O grupo levou o Placar da Violência - um banner com os números de mortos e desaparecidos registrados pelo Instituto de Segurança Pública desde janeiro de 2007. O estado teve 19.201 mortes violentas nesse período.

No local onde o motociclista foi morto, com um tiro no pescoço e outro nas costas, o Rio de Paz fez uma cruz vermelha adornada com rosas

DESORDEM URBANA

Desordem urbana: os paraísos da balbúrdia

Camilla Lopes, Jornal do Brasil

RIO - A orla da Zona Sul acordou para a poluição sonora. Em uma semana, o JB percorreu do Leblon à Urca para constatar que, nos paraísos dos mais altos IPTUs do país, o barulho chega antes das 7h. Vem nos caminhões que abastecem os quiosques das praias do Leme ao Leblon, buzinando sem pudor, na sirene da Guarda Municipal que inverte a mão da pista e, no caso da Urca, nos gritos dos pescadores que saem para pescar nas primeiras horas dos fins de semana e feriados.

– Entendo que esse pessoal (entregadores de coco) precisa trabalhar, mas o barulho começa muito cedo, às 6h. Falo com propriedade – reclama Maria Aparecida Figueiredo, dona de um apartamento na Avenida Vieira Souto, em frente à Praia de Ipanema.

Ela aluga o imóvel no primeiro andar do prédio para um executivo de multinacional. Com um IPTU de R$ 5 mil, ela precisou aplicar espuma de isolamento acústico no apartamento para atender à reclamação do locatário, que não conseguia ter sossego com o barulho iniciado logo cedo.

– A prefeitura deveria rever o horário para 10h. É um IPTU caro, acho justo que se tenha um retorno, aliás, um sossego, para ser mais clara. E se eu perdesse esse aluguel por causa do transtorno causado pelo barulho? – questiona.

Em Copacabana, além dos caminhões com produtos para barraqueiros e quiosqueiros da orla, ainda há o movimento de caminhões da rede hoteleira.

– É tanto barulho de manhã cedo que agora só durmo no quarto dos fundos – relata a advogada Wanda Barros moradora da Avenida Atlântica, que mora no 12º andar e precisou abrir mão da vista da praia ao despertar, mesmo pagando R$ 2 mil anuais de IPTU.

Enquanto o JB conversava com Wanda, sua futura vizinha Latife Moalla, que faz reformas para se mudar nos próximos 20 dias, se disse decepcionada.

– Você acaba de me dar uma péssima notícia. Estou me mudando da Domingos Ferreira por causa do barulho. Pensei que, morando no 12º andar da Atlântica, tivesse sossego. Agora, vou me unir a quem está reclamando.

Uma cobertura na Avenida Vieira Souto, que poderia representar o ápice da qualidade de vida, não tem sido um paraíso tão tranquila assim. Segundo Lêda Galdeano moradora de um dos endereços mais cobiçados do Brasil, a paz está em falta, sobretudo de manhã cedo.

– Se tem uma coisa que atormenta é esse comércio; é gente vendendo gelo, coco, tudo muito cedo. Não quero atrapalhar quem trabalha aqui, mas o barulho é demais. Agora, quero me associar a alguma entidade ou grupo que também esteja reclamando – afirma que Lêda paga R$ 12 mil de IPTU por ano.

No número 1.212 da Avenida Delfim Moreira, de frente para a praia do vizinho Leblon, o tormento começa na hora do rush e vara a madrugada.

– O barulho atormenta, seja no cruzamento com a Niemeyer e a Visconde de Albuquerque, seja pelos carros que chegam ao prédio aqui do lado, que não tem controle remoto na garagem e, às 2h, 3h, buzinam para o porteiro abrir – desabafa o médico Vítor Menescal, 54 anos, há seis naquele local.

Todos no mesmo quadrado

No Quadrado da Urca, Vera Signoretti, há 54 anos na Rua Urandi, junto à Praça Cacilda Becker, diz que o barulho dos barcos “realmente incomoda”.

– Eles chegam às 6h, e, quando estão se preparando para zarpar, é uma gritaria danada.

Outra moradora da Urandi, que disse pagar R$ 3 mil anuais de IPTU e não quis se identificar, reclama que, quando recebe parentes, precisa acomodá-los no quarto dos fundos, “porque o barulho é muito e logo cedo”.

– Às vezes, são mais de cem pescadores saindo de uma vez só. Incomoda mesmo.

Para tentar resolver o problema, a Associação dos Moradores da Urca (Amour) reuniu-se na semana passada com a vizinhança e a colônia dos pescadores.

– Agora está sendo sendo planejada uma série de ações para combater o barulho – afirma a presidente de Amour, Celi Ferreira.

Moradores põem até vidro triplo como proteção

Para fugir do barulho, é bom estar preparado para gastar nas opções disponíveis para solucionar o problema. O isolamento acústico funciona, mas é caro.

– Para aplicar o isolamento em todo o meu apartamento, que tem 70 metros quadrados, eu gastei R$ 35 mil. Mas funcionou, e o barulho acabou mesmo. Nem ouço mais a sirene do carro da Guarda Municipal que era o que mais me incomodava – conta o advogado José Henrique Camello, morador Delfim Moreira, que pôs vidro triplo na janela.

Na primeira noite em que dormiu na Delfim Moreira, há dois anos, acordou no meio da noite.

– Era um motorista de van gritando “Rocinha! Vidigal!”, Tão alto que parecia estar aqui dentro de casa – lembra o advogado, que antes vivia em um silencioso condomínio na Barra da Tijuca.

A atitude de José Henrique ganha adeptos. Segundo a arquiteta Claudete Brito, há 33 anos no mercado de isolamento acústico, a procura pelo serviço em residências aumentou nos últimos cinco anos.

Claudete explica que as janelas são de vidro duplo com esquadrias de PVC ou de alumínio e que, de um modo geral, chegam a 38 milímetros de espessura.

Também é possível optar até por vidros triplos. Naturalmente, quanto maior a espessura dos vidros, mais caro sai a aplicação desse tipo de isolamento, que, em geral, é um trabalho para arquitetos.

– Mas pode-se chegar até a colocar vidros triplos. A janela acústica custa caro, entre R$ 1 mil a 1,5 mil por metro quadrado. Você gasta dinheiro mas funciona. Já atendi muitos clientes com uma vista linda mas um barulho horrível.

Maria Aparecida, que isolou seu apartamento na Vieira Souto com espuma, diz que, se as leis municipais fossem modificadas e rigorosamente cumpridas, ela não teria tanto prejuízo.

– Será mesmo que o horário dos caminhões, na orla não poderia ser entre 10h e 17h? Não tem tanto trânsito, e eu acredito que não perturbaria ninguém, já que é um período em que todo mundo está trabalhando – sugere.

Além de ser desagradável, o ruído estridente causado pela sirene do carro da Guarda Municipal – que modifica o sentido do tráfego nas avenidas da orla – por vezes ainda viola a Lei do Silêncio estadual, segundo José Henrique Camello, ao passar em frente à sua casa na Delfim Moreira antes das 7h.

– Varia de 6h45 às 7h15 – conta o advogado.

Colaborou João Pequeno

MANIFESTAÇÃO

RJTV

Dia de protesto contra a violência em Ipanema

Ponto de encontro foi a esquina onde um motociclista morreu numa tentativa de assalto há dois dias.


E o sábado foi de protesto contra a violência no Rio. Moradores de vários bairros se reuniram em Ipanema. O ponto de encontro foi a esquina onde um motociclista morreu numa tentativa de assalto há dois dias.

Mais segurança, menos impunidade. Foi o que exigiram homens e mulheres que se concentraram na esquina das ruas Vinícius de Moraes e Alberto de Campos, em Ipanema.

No grupo, parentes e amigos de vítimas que fazem parte da estatística estampada no painel da violência.

“O diferencial dessa manifestação é que ela é organizada pela sociedade civil e não pelos parentes das vítimas. Nós estamos participando e apoiando mas ela é da sociedade civil porque a sociedade está sufocada“, afirma Daniela Duque, mãe do estudante Daniel Duque, assassinado por um segurança na porta de uma boate no bairro.

Uma manifestação diferente. Com mensagens de protesto, foi em cada fechamento de sinal que eles procuraram chamar atenção para o problema e convidar os motoristas a participar. Solidário, um carroceiro tocou gaita.

O que motivou a reação dessas pessoas foi a morte um técnico do judiciário, de 39 anos, na quinta-feira.

Eram 21h30 quando Ricardo foi abordado por três assaltantes num sinal de trânsito. Segundo testemunhas, ele tentou fugir e os bandidos atiraram.

O crime aconteceu 20 dias depois que a polícia prometeu reforçar o patrulhamento no bairro por causa de um outro assalto, a três quarteirões dali. Na Rua Nascimento Silva, o cirurgião Paulo Athayde foi baleado por ladrões quando chegava em casa. Ele está internado até hoje em coma induzido. Nos dois casos, vítimas e bandidos estavam em motos.

“De janeiro a agosto aumentou em 22% o roubo de motos. Onde nós vamos parar? Quantas vidas já foram tiradas?“, explica o advogado Renato Pereira.

Hoje, o retrato da violência está no caminho de quem passa por Ipanema - estampado em imagens simbólicas, nas ruas onde aconteceram os últimos crimes.

A Polícia Militar informou que reforçou o policiamento em Ipanema no último mês e reafirmou que está tirando PMs dos batalhões para aumentar o patrulhamento nas ruas da cidade.

VIOLÊNCIA

Jorge Antonio Barros

Os números de mortes violentas, com base nas estatísticas divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública
Depois de ter sido expulso da Praia de Copacabana, pela prefeitura do Rio, o Placar da Violência, do movimento Rio de Paz, estará de volta à orla, no próximo sábado, na Praia de Ipanema, esquina com a Vinícius de Moraes. Não se trata em hipótese alguma de um ato de desobediência civil. O painel - que traz os números mais recentes das mais 19 mil mortes violentas no Rio, em dois anos e sete meses - não será fixado na praia, mas exibido por voluntários do Rio de Paz que ficarão em escadas de quatro metros de altura, vendo as coisas de cima.
O Rio de Paz foi convidado a participar de protesto contra a violência, organizado por moradores de Ipanema, mobilizados por causa da morte do técnico judiciário do TRT Ricardo Wagner Lélis Silva, que foi covardemente assassinado por ladrões de motos, na terça-feira passada, na Rua Alberto de Campos com Vinícius de Moraes, num dos bairros mais charmosos da cidade, duas estrelas do Guia Michelin. Uma das organizadoras do protesto é Daniela Duque, moradora de Ipanema e mãe do estudante Daniel Duque, morto por um PM em confusão numa boate na Barra. O protesto está marcado para 15h de amanhã, sábado. Os manifestantes vão caminhar da Alberto de Campos até a Praia de Ipanema, pela Vinícius, pelo meio da rua. A intenção é parar o trânsito. O ideal a meu ver é que eles circulem por uma das pistas sem fechar completamente as vias.
A expertise do Rio de Paz em manifestações cresceu tanto que o movimento também foi convidado a participar de outro protesto na orla, às 11h do próximo domingo, na República do Peru com a Atlântica. Ali perto morava o PM que foi assassinado por engano por um homem que já foi preso e teria confessado o crime.

CHEGA DE IMPUNIDADE !!!!!!


Entre no blog e assine !!!!
chega de impunidade

MANIFESTAÇÃO


fotos de ; R.Soares













Manifestantes fazem protesto contra a violência em Ipanema






O Globo

RIO - Cerca de 70 pessoas estão reunidas na esquina das ruas Alberto de Campos e Vinicius de Moraes, em Ipanema, em manifestação contra a violência. O protesto é promovido por parentes e amigos do motociclista Ricardo Wagner Lélis da Silva, morto na última terça-feira durante um assalto. O movimento Rio da Paz participa do ato público, com o placar da violência que mostra números oficiais do Instituto de Segurança Pública. O trânsito no local é lento.


Técnico judiciário do Tribunal Regional do Trabalho, Silva foi morto com dois tiros nas costas. Ele foi abordado por bandidos ao parar sua moto de mil cilindradas num sinal de trânsito no cruzamento das ruas Alberto de Campos e Vinícius de Moraes, perto de uma cabine da Polícia Militar.

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ




September 2nd, 2009

.

Por André Delacerda

As áreas verdes de bairros nas grandes metrópoles estão cada vez mais escassas. Hoje o emarranhado de prédio transformam bairros tranquilos em verdadeiras selvas de pedras. Sabe-se que quanto mais concreto, mais construções e mais carros nas ruas a qualidade de vida e o micro-clima é modificado, trazendo junto a poluição sonora, a visual, e também o aquecimento e falta de circulação do ar nesses bairros.


Hoje me deparei com uma notícia nos jornais cariocas, na qual o Prefeito Eduardo Paes quer liberar a construção de uma garagem subterrânea na Praça N. S. da Paz. Fiquei preocupado como morador, a praça que vejo como um mini Central Park, localiza-se no coração do bairro de Ipanema. É uma área de lazer para crianças, idosos e famílias. É uma das partes mais verdes do bairro, se não for a mais. Tem grande concentração de árvores, o que certamente contribui com a qualidade do ar. Quem passa perto da Praça N. S. da Paz pode sentir a temperatura suave que a mesma proprorciona

.
Vou logo dizendo que não sou contra o desenvolvimento, mas sou contra a atitudes imaturas, e que não levam em conta os efeitos prejudiciais ao bairro. Dizem que o bairro ganha com novas vagas, porém, se esquecem que com mais carros circulando, o trânsito vai piorar, o bairro de Ipanema já não comporta trânsito pesado. O que temos é um caos em dias de pico, ou quase todo dia.


Chamo atenção para dois fatores que afetam diretamente a qualidade de vida fortemente – o aquecimento da temperatura e circulação de ar resfriado 0- sem esse espelho verde que as árvores proporcionam na Praça N. S. da Paz, o calor refletido no concreto dos prédio aumenta as temperaturas, a sensação de calor e suficamento. A brisa que traz o ar resfriado da Lagoa e do mar, não terá as grandes árvores como apoio e ajuda no resfriamento do clima, assim o micro-clima será fortemente afetado, já que a Praça N. S. da Paz funciona como uma espécie de pulmão do bairro, tem localização estratégica e interfere no clima de todo o bairro de Ipanema.


“O prefeito Eduardo Paes disse, na manhã de hoje, que pretende retomar o projeto de construção de uma garagem subterrânea na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema. A garagem, que chegou a ser licitada durante o governo do ex-prefeito Luiz Paulo Conde, nunca saiu do papel porque a prefeitura não autorizou o início das obras. Alegando prejuízos financeiros, a empresa vencedora do certame Ipanema Park S/A cobra na justiça indenização pela desistência da obra. Segundo Paes, a prefeitura já está negociando com a empresa para retomar o projeto, em troca do fim do processo judicial. Para o prefeito, a garagem é necessária para o bairro, uma vez que a carência de vagas de estacionamento estaria fazendo com que o comércio da região perca espaço para shoppings.” (Jornais do Rio de Janeiro)

Vou chamar atenção dos leitores e em especial do moradores de Ipanema, que a medida que parece benéfica para o bairro vai gerar algo que não será legal. Lembre-se que a responsabilidade dos atos tem efeitos, e esse ato de liberar uma garagem subterrânea certamente terá efeitos danosos na nossa querida praça, que não é só de Ipanema, é de toda a cidade, que é o oásis de qualidade de vida, de ar puro.


Não é responsável se trocar a qualidade de vida por uma ação de compensação judicial. O prefeito Eduardo Paes não está agindo com responsabilidade socio-ambiental. Esquece-se o executivo municipal carioca que a grande arborização e vegetação frondosa da Praça NS da Paz teriam suas raízes afetadas pela garage e destruidas.


Agora pergunto aos senhores. Se as raizes podem ser afetadas já que são profundas, o que o bairro vai perder?


Respondo: O VERDE, O AR PURO gerado por aquelas árvores, a sombra. Sem as grandes árvores que serão afetadas pelo corte das raízes profundas, a praça se torna um ambiente hostil para os parâmetros ambientais e de convivência. Chamo atenção para a geologia da região, entre uma lagoa e o mar, o que faz com que a produndidade da garagem não seja grande e tenha mesmo que cortar as raízes.


Está na hora de nós moradores, amigos de Ipanema, os que amam verdadeiramente este bairro, se unam contra essa agreção, essa falta de visão, essa falta planejamento sobre as consequência danosas, contra esse imediatismo que trará efeitos ruins a médio e longo prazo.
Lembrando novamente aos leitores e moradores:


As escavação da garagem cortam inevitavelmente as raizes de várias árvores, destruindo a praça mais bem arborizada do Rio e liquidando com sua identidade ambiental.


Vamos pedir o tombamento da Praça N. S. da Paz. Ela é um bem de todos nos cariocas e de Ipanema e não algo que deva ser tratado como mais um comércio, um negócio.

PRAÇA NOSSA SENHORA DA PAZ



Praça em Ipanema corre perigo





Categorias: Rede Ecoblogs



Quem avisa é o André Delacerda: a Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, corre perigo. Mais indignado ficou o Quintino, carioca da gema, que conhece bem o pedaço. Vale, inclusive, ver o debate nos comentários…
A Praça cheia de árvores, refúgio para os cariocas nos finais de semana, tende a perder suas árvores com 70 anos de idade por conta de um estacionamento subterrâneo. Ok, o Rio é um lugar difícil mesmo. Só que vocês já sabem que eu sou contra derrubar árvores. Não só eu, ainda bem. Está criado o blog Preserve Ipanema para que a gente discuta a questão e um abaixo assinado, para barrar a obra.
Foto: José Eduardo Pachá, em CC

MUDANÇA DA GM

Guarda de olho no xixi e na sujeira

Mudança de regime permitirá a corporação multar irregularidades

POR CHRISTINA NASCIMENTO, RIO DE JANEIRO

Rio - A mudança da Guarda Municipal para o regime estatutário pode doer no bolso do cidadão que suja a cidade e desrespeita as leis de trânsito e o código de posturas do Rio. Quando o projeto for sancionado pelo prefeito Eduardo Paes, o agente passará a ter direto de multar, por exemplo, quem joga papel no chão ou suja as ruas com fezes de animais.
.
Cachorro na praia será uma irregularidade que a Guarda poderá multar: à espera da sanção do prefeito.As duas irregularidades estão previstas na Legislação de Limpeza Urbana. A primeira tem multa de R$ 80. A outra é de R$ 28,29. As equipes também atuarão na fiscalização do transporte alternativo pirata.

“O guarda passa a ter poder de polícia administrativa. Vamos abrir guerra aos porcalhões da cidade e colocar os agentes para ajudar no combate a outro problema: a circulação de Kombis e vans irregularidades”, confirma o secretário Especial de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem. Segundo ele, Paes deve sancionar a mudança de contratação da GM na próxima semana.

O curso de formação será reformulado. As aulas teóricas vão ganhar ênfase na disciplina sobre legislação do Rio. A intenção é que os guardas tenham na ponta da caneta informações, por exemplo, sobre a proibição do uso de ciclovia com animais, o que significa multa de R$ 282,97, e do tráfego de pedestres nas ciclovias, o que pode custar ao cidadão entre R$ 282,97 a R$ 565,94.

O próximo passo da prefeitura é encaminhar nova redação para o Código de Limpeza, com artigo que prevê como irregular a conduta “urinar em lugar público”. Se o projeto passar, os ‘mijões’ serão alvo da Guarda. “O valor da multa ainda não foi definido, mas fiscalizar quem faz xixi fora do local adequado deve ser uma das atribuições”, disse o secretário.

CRÔNICA

VENHA JOGAR O VOLEI FINANCEIRO

(Autor: Antonio Brás Constante)

Nossa vida financeira pode ser comparada a um jogo de vôlei de duplas. De um lado temos você e seu salário (que geralmente não é lá muito alto e nem tão bom quanto gostaríamos que fosse) e do outro temos as dívidas e impostos, que para nossa infelicidade são sempre enormes (e em partidas como esta os maiores sempre levam vantagem).

Tudo começa pela necessidade de sacar. Neste jogo o que ocorre é o saque bancário, mas que também é muito parecido com o saque de um jogo convencional, já que muitas vezes jogamos o que sacamos fora, ou forçamos um saque para alcançar algo e depois percebemos o erro que cometemos, ou em outras vezes desfrutamos dos benefícios oriundos de um saque bem acertado. São vários saques durante o mês, que por sinal é o tempo médio de uma partida. A ideia é aguentar o máximo possível com a boladinha (chamada de proventos) que temos nas mãos, sem ter que recorrer a novos saques.

Uma das formas de se ir bem neste jogo é através das cortadas. Pois somente cortando os gastos conseguiremos êxito e quem sabe alguma coisa para guardar na poupança. Mas, ao contrário das cortadas do vôlei, que são dadas com a mão aberta, nesta partida você terá que tentar manter as mãos bem fechadas, segurando a ânsia de esbanjar. Para ganhar pontos não se pode deixar a bola cair... Digo, o saldo cair. A propósito, nesta disputa o tal lance da “bandeja” é proibido, por isso evite ficar dando seu suado dinheirinho de bandeja para aproveitadores.

As manchetes podem até ocorrer, mas somente se você for alguém famoso, onde a compra de algum bem material poderia atrair a atenção de alguns setores da mídia, como no caso de uma casa (entenda-se mansão, mesmo sem entender-se ainda como) por alguma governadora, por exemplo, que transformam tais gastos em motivos para uma manchete de primeira página.

Cuidado com os bloqueios, principalmente dos cartões de crédito. Quando eles ocorrem é porque suas despesas já ultrapassaram todos os limites, encerrando quaisquer chances de vencer, sendo que neste caso o que vencerá serão os títulos e bloquetos de pagamento, algo muito pior do que qualquer derrota em campo.

A famosa rotação é essencial, pois toda movimentação (financeira) tem o seu valor. Procure movimentar somas para reservas bancarias, evitando sempre que possível movimentar valores que lhe obriguem a posteriormente ter que cobrir o seu cheque especial.

Trabalhe bem os três toques, onde cada toque pode ser considerado como uma dica que transcrevo a seguir. 1º) A simplicidade da economia está em se conseguir gastar menos do que se ganha (mas lembre-se: nem sempre as coisas simples são fáceis). 2º) Não deixe para manhã o que você pode economizar hoje. 3º) O homem é um ser racional, use esta capacidade para racionalizar o uso de seu dinheiro.

O vôlei financeiro é um jogo ágil, que para fluir bem precisa de trabalho em grupo, mas que também depende da atuação de cada um para dar certo. Ele pode ser um esporte muito saudável financeiramente para o seu bolso e quem sabe até divertido (já que o dinheiro para curtir as férias depende de um bom desempenho nesta competição). Por isso convide sua família, forme uma equipe, vista a camiseta e boa partida.

NOTA DO AUTOR: Os amantes da leitura agora dispõe de um excelente portal chamado: www.skoob.com.br, funciona como uma rede social (tipo orkut), mas com ferramentas de leitura, tipo: Estante virtual para cadastrar seus livros, histórico de leitura, resenhas, etc.
Quem quiser participar vai encontrar por lá o meu singelo livro “Hoje é seu aniversário”, não esqueçam de adicioná-lo em suas estantes, ok?
Quem quiser também pode me pedir uma cópia em PDF do livro, ou para fazer parte de minha lista de leitores, que recebem semanalmente meus textos, para isso basta enviar um e-mail para: abrasc@terra.com.br.

SOBRE O AUTOR: Antonio Brás Constante se define como um eterno aprendiz de escritor, amigo e amante da musa inspiração. Lançou recentemente o livro: “Hoje é seu aniversário – PREPARE-SE”, disponível pela editora AGE (www.editoraage.com.br).

Site: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc