E MAIL DE UM COLABORADOR


























sou moradora de Ipanema e grande admiradora do PSI.
Gostaria de enviar umas fotos que tirei hoje à tarde
para ajudar nas denúncias e esforços para melhorar Ipanema.
Fui moradora da Tijuca por 25 anos
e posso dizer por experiência própria que foi com esse mesmo descaso,
há uns 15 ou 20 anos atrás, que a Tijuca se transformou no caos que é hoje.
Nunca imaginei na minha vida ver Ipanema seguir o mesmo caminho.
Bem, vamos continuar tentando para salvar Ipanema
antes que seja tarde demais.
Atenciosamente,

A.L.



FALTA DE RESPEITO !!



Propaganda italiana insinua abuso da polícia do Rio e irrita Riotur

Redação SRZD

Esta não é a primeira vez que os italianos produzem propagandas polêmicas, nos anos 1990 os reclames da loja de roupas Benetton conseguiram indignar militantes das causas raciais e até o Vaticano. Mas agora a briga é com o estado do Rio e a rede de lojas, é outra.
O secretário Especial de Turismo do Rio de Janeiro e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, disse que vai enviar à Embaixada Italiana no Brasil um pedido de retirada imediata das ruas dos outdoors com fotos que simulam mulheres sendo abordadas de forma agressiva por policiais militares do Rio de Janeiro.
Uma campanha publicitária espalhou as fotos pelas cidades italianas de Nápoles, Bolonha e Milão. Em uma das imagens, que teriam sido feitas na praia de Ipanema, um PM coloca a mão por baixo da saia da modelo.
"Esse tipo de publicidade desrespeita não só a Polícia Militar como compromete a imagem do Rio e dos cariocas. É lamentável que fatos como esses ocorram em pleno século 21", afirmou.As mulheres lembram turistas estrangeiras. Já os homens vestem uniformes idênticos aos da PM, com emblema do 22º Batalhão da Polícia Militar (Maré). Porém, o responsável pelo policiamento de Ipanema é o 23º BPM.
A peça publicitária foi feita para uma rede de lojas de roupas femininas chamada Relish.

MAIS UM MORTO EM IPANEMA

Homem morre após tiroteio em Ipanema

Ele e comparsa teriam tentado roubar apartamento no bairro.Segundo a PM, um dos criminosos já conhecia a vítima.

Do G1, no Rio, com informações da TV Globo

Um homem morreu e outro fugiu na madrugada deste sábado (31) após trocarem tiros com policiais militares em Ipanema, na Zona Sul do Rio. Segundo informações da Polícia Militar, eles teriam tentado assaltar um apartamento no bairro, mas foram interceptadas na rua por PMs chamados pela vítima.
Ainda de acordo com a PM, um dos criminosos já conhecia o apartamento da vítima e teria furtado um laptop na manhã de sexta-feira. À noite, o suspeito, que segundo os policiais militares já teria até morado no mesmo apartamento da vítima, teria voltado com um comparsa para realizar o assalto.Após a saída da dupla, a vítima ligou para o 190 e os policiais militares chegaram a tempo de encontrar os criminosos.
Um homem foi baleado e, mesmo levado para o Hospital Miguel Couto, também na Zona Sul do Rio, não resistiu. Com ele, os policiais disseram ter encontrado uma arma de brinquedo. O outro homem fugiu em direção a um condomínio popular no Leblon, Zona Sul do Rio. O registro do caso foi feito na 14ª DP (Leblon).

SANITÁRIOS

Sanitários

Faltam banheiros para os blocos

Globo

RIO - Os blocos e bandas de carnaval já estão nas ruas e praças do Centro e da Zona Sul. E o problema da falta de banheiros também. Apesar de o secretário municipal de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, garantir que os blocos terão cerca de 830 banheiros químicos à sua disposição, a Riotur informou nesta sexta-feira que eles só serão instalados nos circuitos do carnaval a partir de 7 de fevereiro.

Neste fim de semana, por exemplo, além dos ensaios em espaços fechados - como o do Empolga às 9, no Teatro Odisséia, e o do Tambor Carioca, no Espaço Cultural Sérgio Porto - alguns blocos já põem os tambores na rua. O resultado pôde ser visto no último domingo, conforme foto publicada na sexta na coluna de Ancelmo Góis: dezenas de foliões que acompanhavam o bloco Vira-Lata transformaram em banheiro a esquina da Avenida Delfim Moreira com a Rua Aristides Espínola, no Leblon.

Segundo a Riotur, esses são casos isolados, uma vez que a maioria dos blocos ou é pequena demais ou, caso contrário, tem feito ensaios em lugares fechados. Nesta sexta, a empresa afirmou que vai distribuir os 831 banheiros químicos conforme a solicitação dos responsáveis pelos mais de blocos. E, apesar da quantidade de blocos, a Riotur afirma que os banheiros químicos serão suficientes

RAINHA DA PRAIA




Feras da areia disputam Rainha da Praia para iniciar temporada com o pé direito

Atual campeã, Talita terá como principal concorrente Larissa, que busca bi

Simone Evangelista Rio de Janeiro

Neste sábado, oito princesas entram em ação em busca de uma coroa. É o Rainha da Praia 2009, que este ano completa 11 edições. Atual campeã, Talita promete fazer jogo duro para manter o posto. No entanto, ela terá que derrotar outra rival de peso: Larissa, que está de volta após ter ficado fora da competição no último ano. A disputa terá início às 10h (de Brasília), na arena montada na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. O SporTV2 transmite o torneio ao vivo.


Carol, Maria Clara, Sandra, Talita, Renata, Vivian e Maria Elisa: as oito concorrentes do Rainha da Praia

Para conquistar o título em 2008, Talita escolheu como parceira na final Maria Elisa, então novata na competição. A aposta deu tão certo que as duas decidiram formar uma dupla para esta temporada. Apesar da amizade, elas garantem: nada de moleza no Rainha da Praia 2009, onde elas serão concorrentes.

- Estou entrando com a coroa e espero sair com ela (risos). O Rainha é um torneio muito bacana, todo mundo tenta se adaptar às novas parceiras e se divertir. Estou com uma dupla nova, e espero começar o ano com o pé direito - explicou Talita.

Quer concorrer a ingressos para o Rei da Praia? Clique aqui e participe!

As oito atletas estão divididas em dois grupos e nenhuma pode jogar com sua parceira regular. No fim do sábado, as duas jogadoras com melhor índice técnico se classificação para a decisão. As finalistas escolhem suas duplas entre as eliminadas. Única a participar de todas as edições do Rainha da Praia, Sandra Pires, que levou o título em 2000 e 2001, reconhece que a disputa é cansativa.

- Estou no 11º ano aqui, isso mostra o quanto eu gosto de participar deste torneio. É desgastante e difícil, mas é muito prazeroso. Quem ainda não conseguiu deve continuar tentando, porque é muito legal - aconselhou.

Não é o caso de Larissa. Campeã em 2007, a cearense não vê a hora de voltar a sentir o gostinho de vencer o primeiro torneio da temporada.

- Não participei no ano passado por uma questão de planejamento para os Jogos Olímpicos, mas estou de volta com um novo astral. Quero aproveitar o torneio, é bom jogar sem a responsabilidade de resultados - disse Larissa.

O torneio contará ainda com Renata, Maria Clara, Carol e a novata Vivian, que faz sua estreia na competição após conquistar o título brasileiro do último ano ao lado de Larissa. A decisão será realizada no domingo, a partir das 10h30m.

Confira os jogos deste sábado:

Larissa/Renata x Maria Clara/Maria Elisa

Talita/Carol x Vivan/Sandra

Larissa/Maria Clara x Renata/Maria Elisa

Talita/Vivian x Carol/Sandra

Larissa/Maria Elisa x Renata/Maria Clara

Talita/Sandra x Carol/Vivian

Confira o site oficial da competição!

EMAIL MANDADO - RODRIGO BETHLEM

Proibição de estacionamento

Prezados Srs.

solicitamos verificar possibilidade junto à Prefeitura/ órgão competente, de proibir o estacionamento na Av. Rainha Elizabeth, do lado esquerdo em direção à praia de Ipanema em toda sua extensão.
Tal solicitação prende-se ao fato de que o fluxo de veículos em direção à Barra da Tijuca é tão intenso e aumentou tão profundamente nos últimos, anos que acidentes poderão acontecer a qualquer momento.

ESQUINA DA MORTE







RUA VINÍCIUS DE MORAIS






Além de abandonada á própria sorte pelas autoridades e pelos comerciantes locais,sua esquina é uma das mais perigosas do bairro.

Mais um acidente aconteceu ! Graças a Deus não houve feridos.

Um caminhão perdeu a direção e entrou pela banca de jornais que fica na esquina em frente ao bar Garota de Ipanema.
Como de costume,o caminhão fugiu só que a placa caiu no chão.Caminhão de São Gonçalo.
Rua visitada por muitos turistas,rua nobre em Ipanema, é uma VERGONHA,para quem mora aqui!!!!
Vários burros sem rabo estacionados em frente à loja De Plá,restaurantes como o Conversa Fiada fazendo o que bem entende,tirando o espaço das pessoas transitarem por suas calçadas,dormitório de mendigos no número 71,onde há uma loja fechada.

Nenhuma providência é tomada ! VERGONHA !

MAURO VENTURA

Enviado por Mauro Ventura -

Os leitores e Rodrigo Bethlem

Rodrigo Bethlem, com quem conversei para a coluna Dois Cafés e a Conta da semana passada, me pareceu bem-intencionado. Até porque não duvido nada que o secretário de Ordem Pública queira mostrar serviço porque sonhe em ser candidato a prefeito.
Alguns leitores se manifestaram sobre a entrevista, com elogios, críticas, queixas e sugestões. Reproduzo trechos das mensagens.

Maria da Gloria Guimarães escreveu:

"Realmente há muito para fazer! Mas acho que ele está no caminho certo! Já escrevi ao site do GLOBO sugerindo que ele envolva a população, que certamente estará disposta a colaborar, principalmente na questão da limpeza. Essa participação também estimulará posteriormente a conservação."
Ela solicita ainda o telefone ou o e-mail da Secretaria de Ordem Pública. Em breve, Maria da Gloria, a secretaria vai anunciar o número e o e-mail para sugestões, queixas e reclamações.
Prometo que assim que estiver funcionando eu aviso.

Antonio Canetti disse:

"Estou lendo sua coluna e vi o que o síndico Rodrigo lhe respondeu sobre a cidade! Gostaria de argumentar o que eu presenciei esta semana no meu bairro. Passei de bike pela Visconde de Pirajá, e estava cheia de carros parados do lado direito da rua, engarrafando o trânsito. Andei de bike pela Lagoa na sexta, às 19h, e estava escura e sem policiamento. Saí no sabado à noite, e às 20h o sinal em frente ao Flamengo estava cheio de pivetes. Fui à praia no domingo, e a calçada da Farme de Amoedo estava tomada de carros, sem contar que na sexta, no sábado e no domingo eu só durmo de janela fechada - duas, uma de aço -, além de ar condicionado ligado, ventilador para fazer barulho e tapadores de ouvido que ganhei num voo. Tudo por causa dos bailes funk no Morro do Cantagalo. E meu IPTU veio mais caro e está em dia."

Antonio tem toda razão. O Rio dá nos nervos de qualquer um. O jeito é torcer.

Theresa Wolff também se manifestou:

"Gostaria que usassem da sua habilidade costumeira, aliada às investidas da nova administração da prefeitura, em especial as atitudes excelentes do Sr. Rodrigo Bethlem, para que cessassem os abusos de um trio elétrico que fez um show na Praia do Leblon, junto à subida da Niemeyer. Hoje, domingo, 25 de janeiro, por volta da hora do almoço, o som era tão alto que parecia que tocavam dentro da nossa casa. Além de se impor um ritmo e uma melodia que podem não agradar a todos, a altura do som com certeza irá causar danos não só a eles como a qualquer pessoa que estiver a 500 metros, como era, acredito o nosso caso. Além de termos que pensar nos idosos, nos doentes e nos bêbês que necessitam de repouso e respeito."

Certíssimo, Theresa, barulho também é violência.

Luiz Carlos Garrido é outro que enviou mensagem:

"Gostaria de lembrar ao senhor Rodrigo Bethlem que as suas palavras transcritas serão lembradas, e espero que ele tenha maturidade, conhecimento, sensibilidade, coragem e firmeza para conduzir ações que permitam à Prefeitura do Rio resgatar sua credibilidade no ordenamento urbano da nossa cidade. Já vimos esse filme várias vezes e eles sempre se tornaram obras de ficção. Sugiro que faça periodicamente, em suas entrevistas, acompanhamento da evolução real dos trabalhos realizados por essa secretaria tão importante para nossa cidade."

Da minha parte, Luiz, estarei sempre atento.

Por fim, Osmany Magalhães Lacerda listou cinco casos que o levam a desconfiar de promessas:
"1. Desde 1997 reclamo dos motoqueiros do Mister Pizza trafegando sobre a calçada da Avenida 28 de Setembro. Foi feito até um abaixo-assinado dos moradores de Vila Isabel sobre o assunto e entregue aos órgãos públicos. Até hoje tudo continua como dantes;

2. As calçadas das ruas Felipe Camarão e Visconde de Abaeté, para não citar outras, tornam-se 'propriedades privadas dos comerciantes e seus clientes'. Os pedestres têm que andar no meio da rua, isto quando as mesmas não são totalmente interditadas, inclusive para tráfego de veículos;

3. As escolas de samba, e a Vila Isabel não é diferente, já receberam o Sambódromo, terrenos públicos para edificar suas quadras, barracões, Cidade do Samba, mas ainda precisam interditar ruas e avenidas principais como 28 de Setembro e Conde de Bonfim para fazerem seus ensaios em dias de semana e na hora que o trabalhador está retornando cansado para sua residência;

4. Os buracos abertos pelas concessionárias de serviços públicos para algum reparo levam meses, e até anos, para serem fechados;

5. Tivemos um prédio vizinho, na Rua Araújo Lima, que foi motivo de auto de interdição da Defesa Civil por seu estado de má conservação e risco de desabamento. Providenciamos toda a documentação necessária e entramos, dentro da lei, com pedido de licença para demolição em 30/10/2008. Até hoje tal licença não foi concedida, os riscos se agravam por causa das chuvas, e as exigências e desculpas são irritantes e infundadas.
Já passei dos 60, sempre fui democrata, liberal, educado, paciente, ordeiro e cumpridor das leis, mas existem fatos (e tenho muitos até mais graves do que os acima citados) que me obrigam sempre a manter 'dois pés atrás' quando leio estas entrevistas com políticos e governantes. Apesar de tudo, parabenizo-o pela entrevista, apoio as intenções e atitudes do secretário, mas me tornei um cidadão idoso tipo São Tomé: 'Só acredito vendo e sentindo que as coisas estão acontecendo'."

Osmany não está sozinho em manter o pé atrás. Início de governo costuma ser assim, cheio de promessas. Estarei de olho.

CHOQUE DE ORDEM - AMBULANTES



Farra de 'atacadistas do comércio ambulante' vai acabar

Publicada em 29/01/2009 às 16h58m

Cristiane de Cássia e Isabela Bastos

RIO - O prefeito Eduardo Paes classificou o protesto de ambulantes na manhã desta quinta-feira no Centro do Rio como uma ação dos "atacadistas do comércio ambulante". Após evento no Palácio da Cidade, ele comentou o fato e garantiu que não viu até agora em seu governo nenhuma ação de violência ou truculência com relação a camelôs, como reclamavam os manifestantes.

Assista ao depoimento de um ambulante que participou do protesto.

- Estou vendo é muito depósito sendo estourado com mercadoria contrabandeada, pirateada, roubada. Senhores atacadistas do comércio ambulante, preparem-se porque a alegria acabou e vai ficar cada dia mais difícil. A farra no Rio de Janeiro acabou para vocês - disse o prefeito.

(Vídeo mostra más condições de higiene em depósito em Copacabana)

Paes garantiu que os ambulantes legalizados, que vendem mercadorias também legais, serão respeitados pela Prefeitura.

Veja as imagens do protesto

A manifestação dos camelôs foi organizada pelo movimento único dos camelôs, entidade vinculada à CUT que diz representar 3.700 ambulantes. A passeata reuniu 300 pessoas.Munidos de faixas com dizeres chamando o prefeito Eduardo Paes de "Eduardo Caos", "Apreensão irregular é roubo, tire a mão da minha mercadoria" e "Chega de choque de discriminação", os ambulantes saíram da Candelária e seguiram até a Cinelândia. O trânsito na Avenida Rio Branco ficou congestionado, com reflexos na Avenida Presidente Vargas.

A Câmara do Veradores chegou a ser cercada pela Guarda Municipal, que contou com agentes acompanhados de cães. Aos gritos de "Queremos trabalhar", os manifestantes exigiram a retirada dos cachorros, o que acabou sendo acatado pela corporação. Não houve confronto.
Uma comissão de manifestantes foi recebida na Câmara pelo vereador Adilson Pires (PT), líder do governo na Casa. Pires se comprometeu a agendar um encontro dos ambulantes com o secretário Rodrigo Bethlem. Segundo Bethlem, a prefeitura pretende recadastrar os camelôs após o carnaval, começando por Tijuca, Ipanema e Leblon. A meta é concluir o trabalho no primeiro semestre. A estimativa é que exista aproximadamente 15 mil ambulantes licenciados ou trabalhando apenas com protocolos, fora os ilegais. Os que forem licenciados após esse trabalho pagarão taxa.

ATA DA 33ª REUNIÃO

ATA DA TRIGÉSIMA TERCEIRA REUNIÃO.

LOCAL DE REALIZAÇÃO: UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES – AUDITÓRIO
DO TRIBUNAL DO JÚRI.
R. Joana Angélica – Ipanema
Dia: 27/01/2009
HORÁRIO: 18H
COORDENAÇÃO: Ignez Barreto
NÚMERO DE PARTICIPANTES: 30

TÓPICOS ABORDADOS


1- CANTEIRO CENTRAL DA AV. VIEIRA SOUTO;

- realizar um piloto que iria da rua Joana Angélica até a Farme de Amoedo, e empreender revitalização do canteiro central da Vieira Souto, a partir de projeto urbanístico a ser elaborado por especialistas do órgãoda prefeitura Parques e Jardins com a participação de paisagistas voluntários do bairro. A idéia é que a prefeitura faça o plantio e os canteiros, e que os condomínios da Vieira Souto a manutenção no pedaço que correspondesse à frente de seus respectivos prédios.
Tal fato tem como objetivo, em primeiro lugar, valorizar e embelezar a nossa principal avenida, cartão de visita do bairro , assim como inibir a ação dos grupos de pessoas que degradam os patrimônios públicos. Ignez já conversou com algumas síndicas deste quarteirão que acharam a idéia boa e factível. Ficaram responsáveis por esta ação: Tereza e Ignez

2- RECOLHA DE PAPELÕES;

As Lojas Americanas, Casa e Vídeo, Bahia e outras, continuam colocando os papelões nas calçadas para que sejam recolhidos por aqueles que se ocupam com essa atividade, incentivando a mendicância e desordem nas calçadas. É necessário que se observe a legislação da Prefeitura sobre o fato.

3- CURSO DE PORTEIROS:

Tendo em vista a mudança do Comando do 23º Batalhão, foi solicitado que o próximo curso seja adiado para depois do Carnaval.

4- JARDIM DE ALAH;

A operação para reurbanização deste local já teve início,em que primeiramente foram recolhidos todos os moradores de rua. Foi sugerido que se tente recuperar o projeto original paisagístico do jardim, que deve datar dos anos trinta. O Bruno Pereira como presidente da Associação dos Moradores do Jardim de Alah, que não estava presente à reunião, seria a pessoa mais indicada para coordenar este grupo e propor um projeto à prefeitura.

5- ORÇAMENTO PÚBLICO:

O PSI irá convidar a vereadora Andréa Vieira para apresentação formal sobre este tópico com referência ao modelo participativo. Neste ponto, achou-se necessário também, apresentação sobre O PLANO DIRETOR DA CIDADE; e para tanto, formou-se grupo de trabalho composto por: Eliane, Aquiles, Teresa, Sebastião, Pabla, Lílian que irão inclusive, solicitar a Sra. Aspásia Camargo exposição sobre o tema.
Chamou-se atenção para o fato de que apenas alguns Vereadores, notadamente aqueles envolvidos com a Zona Sul, preocupam-se com tal Plano, sendo que os outros bairros ficam “entregues a própria sorte...”

6- PESQUISA SOCIAL SOBRE O BAIRRO DE IPANEMA;

Regina, Bruno e Ignez se reuniram com o prof. Mauro Rochlin diretor da UCAM sobre a questão da pesquisa de opinião com os moradores do bairro sob a repercussão dos eventos de Réveillon e Carnaval. O professor disse que vai estudar a possibilidade da Candido Mendes fazer esta pesquisa e dia 9/02 já vai ter uma resposta.
7- FAIXAS DE CONSCIENTIZAÇÃO;
As faixas estão em final de elaboração e seus conteúdos de ordem urbana serão
apresentados na próxima reunião. Os Srs. Rogério e Rodrigo, encarregados deste sub-projeto, solicitarão a devida permissão à Prefeitura para colocação das mesmas nos pontos estratégicos do bairro. Como exemplo de chamada de ordem citou-se : Não dê esmolas, dê um futuro, não compre em camelô etc.

8 -PRAÇA GENERAL OSÓRIO:

1)O grupo que se formou para cuidar da praça gen. Osório composto de: Demétrius ( Pólo Gastronômico ), Umberto, João Francisco e Oscar( Feira Hippie ) Achilles, Georges André , Rogério ( ausente ) e Ignez e mais Edith e Roselene se reuniram com o sub prefeito Bruno Ramos. Nesta reunião foi solicitado:1) - organização e fiscalização do estacionamento com relação à Feira Hippie,

2) - presença de fiscais da Secretaria de Receita Municipal, como exigido por lei, para: fiscalizar os licenciamentos, se o produto que está sendo vendido está de acordo com a autorização do expositor, e se o produto é compatível com a classificação de artesanato.

3) repressão aos camelôs que por conta da feira se estendem pela rua Visconde de Pirajá em direção à Copacabana e à praça N. Sra. da Paz

4) presença da GM na feira

5) presença da PM na feira

6) padronização das barracas

7) acabar com os finais os pontos de ônibus na praça. Atualmente são quatro contando com as vans.
Ficou acertado que a sub prefeitura vai começar por um choque de ordem para ver quem tem licença para trabalhar, quem está trabalhando sem a documentação, quem está alugando seu lugar para terceiros e quem está vendendo produtos industrializados, fora do padrão de artesão e se os industrializados ao menos têm origem.

OUTROS ASSUNTOS:

- Solicitou-se que o Instituto E faça nova apresentação sobre o trabalho que vem realizando no Parque Garota de Ipanema;
- O ferro-velho junto a R. Teixeira de Melo está sendo extinto e o Metrô procede a recuperação do local com construção de galpão para abrigo do material dos ambulantes cadastrados.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES
- Ressalta-se a presença de Assessores da Vereadora Aspásia Camargo como forma de aproximação e verificação dos anseios da população. Como também, representantes da Associação dos Moradores do Posto Seis.

PROXIMA REUNIÃO: DIA 10/02/2009

Elaboração da Ata: Julio Sergio dos Mares Guia
Rio de Janeiro, 28/01/2009

CARNAVAL 2009

Rio 30/01/2009


REUNIÃO / ADMINSTRADOR REGIONAL - BERNARDO CARVALHO

Dia 29/01 às 14hs. na 6ª. RA


O objetivo desta reunião foi saber do adminstrador regional da 6ª. RA o que de concreto já foi providenciado tendo em vista a melhoria da organização do carnaval no bairro. Foi consenso de todos que o tempo é exíguo e portanto em relação a 2009 serão tomadas medidas pontuais. Foi acertado:
2009
1) garantia de horários pré fixados de começar e treminar o desfile e de que estes horários serão respeitados.
2) – garantia de que os blocos não irão se encontrar um com o outro. Será feito um estudo, depois de definidos que blocos serão terão a permissão de sair, para que os percurssos e horários não se choquem.
3) – em relação aos ambulantes a sub prefeitura pretende ter policiamento ostensivo no trajeto dos blocos desde 8hs. da manhã de modo a não permitir que os mesmos se isntalem. Este trabalho será feito pela GM com o apoio do Controle Urbano, da PM e da PC.
4) banheiros químicos para os blocos grandes a confirmar.
5) Cet – Rio para planejamento do trânsito
6) ainda não está totalmente definida mas a prefeitura está estudando a possibilidade de ir limpando imediatamente após a passagem do bloco.

PARA O ANO DE 2010 ;

1) fazer um planjamento mais rigoroso que vai começar a ser estudado logo após o carnaval
2) vai ser exigido o volume de decibéis de acordo com o que manda a lei
3) horários pré determinados
4) repressão aos ambulantes
5) limpeza sob a responsabilidade de cada bloco
6) banheiros quimícos pagos pelos blocos
7) não autorizar a divulgação dos horários e locais de concentração com o objetivo de diminuir o público.

Nosso próximo passo: acompanhar a definição de quais os blocos autorizados,em Ipanema, cobrar da prefeitura o cumprimento desta detrminação e a proibição dos ambulantes no percursso dos blocos, no bairro.

CRIME EM IPANEMA

Denúncia antes de morte em Ipanema Pecuarista executado disse que há uma lista de policiais ameaçados Rio

- Na véspera de ser assassinado em um dos pontos mais movimentados de Ipanema, o pecuarista Rogério Mesquita, braço-direito do bicheiro Waldemir Paes Garcia, o Maninho — morto em 2004 na guerra dos caça-níqueis —, disse a policiais da Delegacia de Homicídios (DH) que existe uma lista de agentes da especializada marcados para morrer.
A declaração foi feita em depoimento no inquérito que apura o atentado sofrido por Rogério, em maio.O pecuarista disse que vinha recebendo ameaças e foi alertado para que tivesse mais cuidado. Descrente da ousadia dos inimigos, chegou a comentar que nada aconteceria com ele em Ipanema, bairro onde morava com a família.
Ele tinha uma fazenda em Cachoeiras de Macacu e administrava outras cinco, entre elas as que estão no inventário do bicheiro Maninho, seu amigo de infância. Rogério disse aos investigadores que estava preocupado que alguém do seu convívio passasse informações a seu respeito aos desafetos.O corpo de Rogério foi enterrado ontem no Cemitério São João Batista, em Botafogo. Os filhos mais novos da vítima não compareceram e os parentes não quiseram comentar o crime.
O pecuarista era acusado da morte do vice-presidente do Salgueiro, Guaracy Paes Falcão, e da mulher dele Simone Moujarkian, mas respondia pelo crime em liberdade.Ano passado, depois de ficar ferido na perna em um atentado, Rogério acusou o genro de Maninho, José Luiz Barros Lopes, o Zé Personal, de ter planejado o ataque contra ele e de mais oito homicídios. “Não descartamos nenhuma hipótese, mas o ponto de partida das investigações é o atentado sofrido pelo Rogério.
O inquérito está quase encerrado, com quatro suspeitos identificados”, afirmou o delegado Roberto Cardoso, da DH.

E MAIL DE UM COLABORADOR

Caro Rodrigo Bethlem,

Venho comunicar que a rua Vinicius de Moraes está sendo tomada por carrinhos "burro sem rabo" e moradores de rua em frente à loja da Deplá, que fica localizada entre a Prudente de Moraes e Visconde de Pirajá.
Na mesma rua, o restaurante Conversa Fiada, que fica localizado no nº 75 , está tomando a calçada, colocando jardineiras e fechando a passagem de pedestres; ainda mais continuam colocando clones para guardar vagas para seus clientes, uma verdadeira desordem urbana!
Precisamos de sua ajuda
Atenciosamente ,voluntário do PSI

SEM ABRIGO

Enviado por Mauro Ventura -

Sem abrigo

O homem morto ontem de manhã em Ipanema era ligado ao bicheiro Maninho. Não tinha nada de inocente, portanto. Mas não é isso que está em questão.
O que impressiona é uma pessoa, criminosa ou não, ter sido executada à luz do dia, numa das esquinas mais valorizadas e movimentadas do Rio, perto de babás e crianças. Os assassinos sequer usavam capacete. O que matou ainda recolheu calmamente as cápsulas antes de ir embora, como se estivesse pegando embrulhos de balas e doces no chão.
Como acontece em muitos dos crimes ocorridos no Rio, esse pode ter o dedo (no gatilho) de policiais-bandidos. A vítima havia denunciado PMs ligados à máfia dos caça-níqueis. A pistola usada no crime é de uso restrito da polícia. A ousadia é típica de policiais-criminosos.
Por falar no nosso cotidiano de violência, ontem as rádios diziam o tempo inteiro para evitar a região da Mangueira, aí incluída toda aquela região da Tijuca, por causa do tiroteio e dos ônibus incendiados. Parecia alerta de bomba de países em guerra, para avisar às pessoas que corram em direção aos abrigos anti-aéreos.

CARNAVAL 2009

Enviado por Juliana Rangel -

Entrevista: secretário detalha choque de ordem

Aos 34 anos, o novo secretário municipal de Turismo do Rio, Antonio Pedro Figueira de Mello, já assumiu o cargo em meio a polêmicas. Há algumas semanas, anunciou um "choque de ordem" no carnaval carioca e criticou os blocos que estão transformando o carnaval do Rio em um grande negócio. Segundo ele, anúncios em carros de som e ventarolas terão que ser devidamente autorizados pela secretaria de Fazenda. Dizendo-se mal-interpretado em suas primeiras declarações, afirma que todos os blocos, inclusive os pequenos, terão suas solicitações para desfile atendidas, mas precisarão que seus horários e dias de cortejo passem pelo crivo das subprefeituras, numa tentativa de evitar congestionamentos nos bairros.

Dentro das novas regras, os blocos maiores terão prioridade: "Não dá para um bloco que nasceu ontem querer desfilar no dia do Bola Preta na Rio Branco", diz. Mello promete não transformar o carnaval de rua do Rio em um evento comercial, e fala que seu objetivo está longe de tirar dos festejos a espontaneidade típica do Rio.
O intuito é fazer com que a CET Rio e a Comlurb sejam avisadas dos desfiles, para que possam cuidar do trânsito e lavar a rua. O secretário também avalia que não será possível oferecer muito mais banheiros químicos além dos 830 já disponibilizados pela Prefeitura no ano passado. Mas, afirmando-se folião de rua - no ano passado foi ao Boitatá, mas já pulou no Carmelitas e no Me Esquece - garante que nunca faz xixi atrás do carro, mesmo quando era apenas um mero folião.

"Não basta a Prefeitura fazer a parte dela e colocar banheiro químico. É preciso a ajuda da imprensa para que haja um movimento de conscientização. Para que os foliões procurem não fazer das ruas um grande banheiro. Existe sempre um bar por perto...", defende.

Veja a íntegra da entrevista exclusiva do secretário ao Nosso Blog.

O choque de ordem virou um tema polêmico entre nossos leitores. Como ele está sendo desenhado? Num primeiro momento fomos mal interpretados. Não tem polêmica. Estivemos hoje com a Sebastiana (liga que reúne vários dos maiores blocos do Rio) e mostramos nosso interesse. No momento em que o prefeito criou um grupo de trabalho era para tentar criar, na Prefeitura, um procedimento em conjunto com os blocos para que o carnaval de rua não se perca. Vamos participar com os serviços que temos para que a cidade não sofra. O carnaval tem crescido de maneira desordenada. Estamos finalizando uma proposta para levar para o prefeito analisar. Mas a ideia é que os blocos tenham seus pedidos de autorização feitos às subprefeituras de cada bairro, para que elas possam participar dessa organização, junto com a CET Rio, a Guarda Municipal e a Comlurb. Até agora, os blocos mais organizados informavam sobre seus desfiles. Mas a maioria não fazia solicitação nenhuma à Prefeitura. O que encontramos era um grande caos de blocos saindo no mesmo dia, no mesmo horário e fazendo coisas que iam acabar dando problema. Queremos saber onde os blocos estão desfilando para não criar uma pororoca de blocos. Para que a Comlurb entre limpando as ruas depois dos desfiles e a CET Rio entre dizendo que ruas estarão fechadas.
O senhor falou inicialmente em contrapartidas dos blocos. Como será isso? No domingo teve um bloco que saiu na Delfim Moreira e que era praticamente um bloco comercial. O caminhão era todo adesivado, havia distribuição de abanadores com marca de cervejaria... Isso foi uma maneira que as empresas de cerveja e telefonia viram de fazer uma publicidade que é ilegal. Não estamos criando taxa nenhuma, mas existe uma taxa antiga.
Qualquer publicidade em espaço público tem que ter autorização na Secretaria de Fazenda. Elas (as empresas) aproveitaram para colocar sua marca e alguns blocos começaram a ser criados visando a uma maneira de ter lucro financeiro. Eu peguei um abanador foi distribuído no bloco, mas dizia: "distribuição interna". Sabemos que não era.

O senhor costuma frequentar os blocos do Rio? Em quais gosta de sair? Eu sempre fui folião.

Agora, esse trabalho vai dificultar um pouco a minha vida de folião. Mas sempre que eu puder ter um momento de prazer, estarei prestigiando (os blocos), como secretário ou pessoa física. No ano passado fui ao Boitatá, mas também já fui no Carmelitas, e num que sai perto da minha casa, o Me Esquece. Como folião, o senhor já passou pelo constrangimento de ter que fazer xixi atrás de um carro? A questão do banheiro público... Quando estou nos blocos, tem sempre bares por perto e eu vou ali. Quando tem banheiro químico, vou no banheiro químico.
Vamos ter 830 banheiros químicos, que já vêm do governo anterior. Não vamos conseguir fazer um aumento. Temos mais de 400 blocos, é impossível atender a todos. Mas vamos estruturar de forma que consigamos fazer um grande atendimento. Agora, as pessoas muitas vezes fazem xixi do lado de fora do banheiro químico. Já vi empurrarem o banheiro até a pessoa tombar junto com ele na areia. Se você colocar "banheiro químico" no Google vai ver loucuras que existem no carnaval.
Não basta a Prefeitura fazer a parte dela e colocar banheiro químico. É preciso a ajuda da imprensa para que haja um movimento de conscientização. Para que os foliões procurem não fazer das ruas um grande banheiro. Existe sempre um bar por perto...

E a Comlurb, irá lavar as ruas depois da passagem dos blocos? Essa é a nossa idéia. Antes, o bloco saía e a Comlurb não sabia. E a cidade virava um caos. A gente está criando as normativas e os procedimentos e vamos ter condição de fazer uma normatização, de saber de onde o bloco está saindo, para que a Comlurb possa fazer a limpeza necessária. A gente diz que cidade só é boa para turismo se for boa para o cidadão carioca. Os leitores ficam assustados com a possibilidade de que os blocos virem algo comercial, com abadás ou com a criação de corredores para os desfiles, como em Salvador... A nossa medida é exatamente para que isso não aconteça. Para que não tenha problemas e não tenhamos que fazer um corredor para os blocos.
O carnaval do Rio é essa maravilha porque acontece de forma espontânea. O Bib Bip sai do Bip Bip. A Banda de Ipanema não vai mudar seu local, o Bola não vai deixar de sair na Rio Branco. É cultural, e isso é o que há de mais magnífico no nosso carnaval. Lá (na Bahia) é algo comercial, e aqui é uma manifestação espontânea. O que a gente quer é exatamente não deixar que isso aconteça. Tem gente aproveitando para ganhar dinheiro. Mas bloco é uma coisa popular, algo que é natural. Não pode se transformar em um investimento.

Todos os blocos, mesmo os pequenos, conseguirão suas autorizações para desfilar?
Sem dúvida nenhuma. Mas todos terão que se dirigir à subprefeitura e solicitar a autorização. Dizer: "vou desfilar e gostaria de sair dia tal, no horário tal". O subprefeito tem lá todas as listas e vai analisar. É uma das coisas que vamos fazer: criar uma normativa para que as pessoas peçam as autorizações com antecedência. Quem chegar primeiro vai se beneficiar. Agora, os blocos antigos têm o seu posto. Não dá para um bloco que nasceu ontem querer desfilar no dia do Bola Preta na Rio Branco.

ABANDONO DAS PRAÇAS



Enviado por Renato Grandelle -

Praças da região estão abandonadas

O lago da Praça Nossa Senhora da Paz está imundo. A Praça do Lido é ponto de encontro da população de rua. Na Antero de Quental, os balanços estão quebrados. A Santos Dumont é tomada pela sujeira dos frequentadores do Baixo Gávea. Na São Salvador e na General Osório, o chafariz quebrado foi transformado em banheiro.
O parágrafo acima resume o estado atual das principais praças da Zona Sul. Segundo a Fundação Parques e Jardins, boa parte destes locais passou por intervenções recentemente. Nada, porém, que as transforme em algo parecido com a Praça Nossa Senhora da Paz na época em que era adotada pela iniciativa privada. Hoje, a prefeitura não mantém convênio com empresas para cuidar de praça alguma da região.
Leia mais sobre nossa visita às praças na edição desta quinta-feira do GLOBO-Zona Sul.

E MAIL DE UM COLABORADOR

Conversa Fiada

O Conversa Fiada hoje, 28/01, às 16:15, enquanto chovia, estava com a entrada da passagem de pedestres aberta para quem vinha da Prudente de Moraes em direção à Visconde de Pirajá. Quem entrava tinha que voltar pois a saida estava fechada. O habitual PM da esquina, aquele de bigodinho e da cor brasileira, tudo assistia de dentro do restaurante. Reclamações não incomodavam a conversa dele com o gerente do Conversa Fiada.
O ABUSO CONTINUA!FAZEM O QUE QUEREM E NUNCA SÃO INCOMODADOS!!!
NINGUÉM TOMA PROVIDÊNCIAS QUANTO AOS RESTAURANTES QUE USAM AS CALÇADAS ,TIRANDO DOS PEDESTRES SEU DIREITO DE IR E VIR.

QUE BELEZA !!



Golfinhos aparecem no mar entre Ipanema e Leblon

Publicada em 28/01/2009 às 11h58mCBN e Globonews TV

RIO - Pelo menos trinta golfinhos foram vistos nas praias do Leblon, Ipanema e Copacabana na manhã desta quarta-feira. Apesar do tempo nublado, muitos banhistas ficaram observando os golfinhos da areia. No domingo, golfinhos foram vistos na Praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

HOJE !!!




Este show é realmente espetacular. Para quem gosta de Raul Seixas.
Rick Ferreira conta todas as histórias do Raul.
Alem do que, o nosso amigo Emerson incorpora o falecido artista com uma autenticidade psicografada.
Abraços e beijos,
Michel Frohlich

VIOLÊNCIA



Enviado por Caso de Polícia -

guerra da contravenção

Rogério Mesquita é assassinado em Ipanema
Foi identificado como Rogério Mesquita, de 55 anos, o homem assassinado, esta manhã, na Rua Visconde de Pirajá, em Ipanema. Amigo íntimo do contraventor Waldemir Paes Garcia, o Maninho, e acusado de ser um dos assassinos do vice-presidente do Salgueiro Guaracy Paes Falcão, o Guará, e da mulher dele, Simone Moujarkian, em 2007, ele já havia sofrido um atentado, em maio do ano passado, em Cachoeiras de Macacu. Rogério teria sido morto por dois homens, que conseguiram fugir.

IPANEMA PEDE SOCORRO !!



Violência
Homem é assassinado a tiros em Ipanema

Publicada em 28/01/2009 às 13h00m

Ruben Berta e Rogério Daflon, com foto do leitor José Conde


RIO - Um homem foi morto a tiros por volta das 11h30m desta quarta-feira, na esquina das ruas Maria Quitéria com Visconde de Pirajá, em Ipanema, próximo à Sorveteria Itália, na Zona Sul do Rio. Policiais militares estão no local, mas ainda não há identificação da vítima.
Testemunhas que viram o crime disseram que ele levou três tiros. O assassino estava em uma motocicleta com um comparsa. Os dois esperaram o sinal de trânsito fechar na esquina com a Rua Maria Quitéria, o carona saltou e atirou na vítima. Testemunhas disseram que não houve assalto.
A vítima estava com roupas de prática de esportes e teria saído da academia. A foto desta reportagem foi enviada por um leitor do Globo.

CHOQUE DE ORDEM

Tema do dia: Choque de Ordem apreende 46 carros por dia

João Paulo Aquino,

JB Online

RIO - O carioca já começou a pensar duas vezes antes de parar o veículo em lugar irregular. Em 22 dias da Operação Choque de Ordem, a prefeitura do Rio rebocou 1.030 veículos apenas na Zona Sul, Barra e Centro, conforme números da Secretaria de Ordem Pública, que centraliza os dados. Os números contabilizam uma média superior a 46 automóveis rebocados por dia. Para continuar o trabalho de fiscalização e intensificá-lo, Rodrigo Bethlem, secretário especial de Ordem Pública anunciou, em entrevista ao JB , que comprará em fevereiro mais 24 reboques.
– Contamos com 16 deles, o que é insuficiente para uma cidade do tamanho do Rio. A compra de mais 40 mostra que o nosso trabalho será constante. A ordem urbana é prioridade durante os quatro anos deste governo – reafirmou Bethlem.
Somente no último domingo, 65 carros foram apreendidos no Jardim de Allah, próximo ao Leblon, em um intervalo de quatro horas. A quantidade de veículos rebocados nesse único dia de fiscalização supera o número relativo a todo o ano passado na área.
Os efeitos da Choque de Ordem aplicados no trânsito são perceptíveis pela secretaria de Transportes.
– Um exemplo foi o jogo Flamengo x Friburguense, no Maracanã. Houve fiscalização intensa e não vimos carros estacionados na Radial Oeste. E na Avenida Maracanã foram colocados grades na entrepista para controlar a travessia de pedestres – pontuou o secretário Alexandre Sansão.
Segundo o secretário, os bons resultados surpreenderam até mesmo a PM, que estimam a quantidade de torcedores.
– Um dos critérios da PM para calcular o público é o fluxo de carros. No domingo, o tráfego fluiu tão bem que a polícia estimou 25 mil torcedores para a partida, quando, na verdade, a bilheteria do Maracanã registrou quase 10 mil pessoas a mais – exemplificou Sansão.

Prova de fogo

Para ele, a estratégia vai ser colocada à prova hoje, na disputa entre Fluminense e Madureira, em pleno dia de semana, às 22h:
– Mas não acredito em problemas. Só os ocasionais.
Professor de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Paulo Cezar Ribeiro é favorável à fiscalização rigorosa.
– É importante garantir as condições de fluidez do tráfego, como desobstrução dos cruzamentos e das esquinas. Agora, as pessoas vão estacionar onde é permitido. Quando um condutor pára onde é mais conveniente a ele e o local é proibido, gera prejuízo a todos – adverte.
A psicóloga Raquel Ladeira de Campos teve o carro rebocado semana passada, ao estacionar em lugar impróprio, em Copacabana.
– Metade do carro estava em local proibido e outra metade em local permitido. Quando voltei, o veículo não estava mais lá. Perguntei a um comerciante e me disseram que o carro tinha sido rebocado. Procurei um guarda municipal e fui ao Detran para pegar a declaração de que o veículo está regularizado com a lei – conta a psicóloga, que pagou R$ 240 pelo serviço de guincho e duas diárias do carro apreendido no depósito da prefeitura. Raquel aguarda ainda a multa por ter estacionado em local proibido.
– Agora eu aprendi, pois estou com medo – reconheceu.
Ao desrespeitar a lei e estacionar em local proibido, o condutor não apenas comete infrações ao código de trânsito, como prova seu despreparo para lidar com o espaço público.
– O que é público na nossa tradição jurídica e cultural é aquilo que pertence ao Estado, ou seja, que não é de ninguém. Então eu posso me apropriar daquele espaço tem uma lógica de usurpação: eu posso tirar proveito privado daquilo. Na Europa ou nos EUA é diferente. Lá, cada indivíduo é dono de um pedaço e ele zela por aquele bem – compara o pesquisador e coordenador do Laboratório de Etnografia Metropolitana (LeMetro - IFCS/UFRJ) e professor de antropologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) e UFRJ, Marco Antonio da Silva Mello.
O professor completa:
– Para educar a população é preciso multar. Isso é o que nós, antropólogos, costumamos chamar de pedagogia da dor.

Detran e Detro entram no ritmo das fiscalizações do Rio

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) apreendeu 1.013 veículos desde o início das operações de fiscalização de IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), no último dia 5. O dono do automóvel que não pagou o imposto, como conseqüência, também não realizou o licenciamento anual obrigatório. É pela falta desta licença que o veículo é apreendido.
– Estas fiscalizações são uma forma educativa, e não apenas um modo de obter receita. Além do mais, garantem as condições mínimas de trafegabilidade – conta o presidente do Detran, Fernando Avelino.
Para que as fiscalizações sejam contínuas, a corregedoria do órgão foi reforçada com a inclusão de funcionários concursados. As operações de checagem são feitas pela manhã e à tarde por 22 funcionários, além de policiais militares.
– Nós combatemos aquele condutor que eu chamo de atleta da inadimplência. Ele tem condições de pagar imposto, mas não paga porque pensa que nunca vai ser punido – revela Avelino.
Segundo o presidente, pelo menos 30% dos veículos apreendidos têm valor superior a R$ 35 mil. Avelino lembra que em um único dia foram apreendidos 19 carros de luxo, entre eles: BMW, Audi A4, Mercedes, Zafira, Renault, Honda, Corolla, Land Rover, Astra, Infiniti, Vectra e Pajero.
– Para termos um trânsito melhor, de imediato, precisamos de atitudes de coerção, educação e informação vinculadas – receita Fernando Avelino, que apóia o Choque de Ordem no trânsito.
Ônibus
O Departamento de Transporte Rodoviário (Detro) realiza a operação Legal Tem que Ser Legal e apreendeu, em dois dias, 143 ônibus e registrou 199 infrações em todo o estado. As vistorias têm como objetivo coibir as irregularidades no transporte intermunicipal de passageiros.
– Estamos trabalhando muito forte para punir aqueles empresários que destratam seus usuários. A operação acontece há oito meses e será cada vez mais freqüente. Queremos garantir um transporte de qualidade à população. Não vamos descansar enquanto os problemas dos passageiros que dependem dos ônibus para se locomover não estiverem resolvidos – afirma Rogério Onofre, presidente do Detro.
Em 2008, o órgão estadual registrou 6.671 denúncias referentes ao serviço prestado pelas empresas. Este ano, já foram recebidas 247 ligações.
Ontem, fiscais multaram e recolheram sete ônibus na Rodoviária Novo Rio. Em Niterói, houve 14 infrações e 11 apreensões. A Auto Viação 1001 foi a empresa com maior número de infrações.

CULTURA



Festival de comida indiana em Ipanema

Redação SRZD
A moda indiana da nova novela das oito da TV Globo, "Caminho das índias", já começa a inspirar. O restaurante Opium fará o seu primeiro festival de comida indiana contemporânea. O chefs Mário Sérgio Silva e Katayama passaram as últimas semanas pesquisando as peculiaridades da cozinha indiana e criaram um menu especial.
A culinária indiana é conhecida como uma das mais aromáticas do mundo, por isso não faltarão especiarias e temperos perfumados e com relevantes propriedades medicinais, como masala, curry, cravo-da-índia, água de rosa, açafrão e cardamomo.
"A culinária indiana é sábia e varia muito de uma região para outra. Embora uma significativa porção da comida indiana seja vegetariana, muitos pratos tradicionais incluem frango, peixe, cordeiro e outras carnes", detalha o chef katayama.
Ambiente indiano
O restaurante pretende transportar o cliente para o país das tradições. Todos os funcionários estarão caracterizados para o festival, com tecidos indianos e bindis- adesivo que as indianas usam na testa como um terceiro olho e que significa a força feminina.
O aroma de incensos completará o clima indiano do festival, que inclui entrada, prato principal e mix de sobremesas.
Por um preço fixo, o cliente poderá escolher uma entre três opções de entrada e de prato principal.
As opções de entrada são:
Salada raita com hadoque (feita com espuma de iogurte de maçã e servida com grissine indiano); Samosa (pastel indiano) de camarão com batata baroa e pasta de berinjela e Trouxinha de carne de porco com chutney de carambola.
Depois da entrada, há como opções de prato principal a Costelinha de cordeiro a biriani com geléia de garan masala;
Camarão na abóbora ao curry, além do Frango indiano, preparado com curry amarelo e acompanhado de arroz de açafrão com frutas secas. "Embora os pratos indianos sejam sempre condimentados, não são necessariamente apimentados", diz o chef Mário Sérgio Silva.
O mix de sobremesas, batizado Caminhos da Índia, inclui Flauta de tâmaras com calda de rosas, Kulfi (sorvete indiano) de pistashe, Rabri (sobremesa indiana servida no copinho de chocolate), além de torta de banana com canela.
ServiçoFestival de comida indianaData: 29 de janeiro e 1° de fevereiro
Restaurante Opium: Ipanema Plaza Hotel
Rua Farme de Amoedo, 34, Ipanema.
Tel: (21) 3687 -2010

METRÔ DE IPANEMA




Metrô de Ipanema já tem acesso à Rua Teixeira de Melo

Inauguração da nova estação está marcada para 17 de dezembro.Segundo secretaria, 95% da obra estruturais está concluída.

Do G1, no Rio

A 325 dias para a inauguração do metrô Ipanema, marcada para o dia 17 de dezembro, já existe o acesso da Rua Teixeira de Melo. A Secretaria estadual de Transportes informou nesta terça-feira (27) que as obras estão avançadas e que o acesso da Rua Sá Ferreira já teve 100% das escavações concluídas e está com 95% das obras estruturais realizadas. A próxima etapa, segundo a secretaria, será o início do acabamento e a reurbanização da região, que vai devolver as características originais à Rua Sá Ferreira, acabando com os transtornos aos moradores. (Foto: Divulgação / Fábio Ferreira)

AJUDA VAI.......

o Solar Meninos de Luz será a instituição beneficiada

Oi amigos queridos,


O Solar Meninos de Luz será a instituição beneficiada para receber a doação de leite, dentro do projeto "Doe Leite", com cliques que doam leite longa vida, no site www.bebaleite.com.br, no período de 16 de dezembro de 2008 a 31 de janeiro de 2009.
A cada acesso diário do visitante, com um clique no link "doe leite", 50ml de leite longa vida.
E então, já se cadastrou???
Continue clickando!!! hoje são 1091 litros! Precisamos mais!!

Por favor, façam a divulgação do site www.bebaleite.com.br.

Quanto maior o número de acessos e cliques no site, mais leite longa vida será entregue ao SOLAR!!!E então, já clicou HOJE????? O quê você está esperando?????

Divulgue por favor!!!!

Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue Divulgue
www.bebaleite.com.br

E agora temos o mês de Janeiro inteirinho para reforçar nossos estoques então divulgue a campanha nova, você gasta uns 10 segundos no máximo...
www.bebaleite.com.br

Toda e qualquer ajuda é muito bem vinda!Apoie o solar Meninos de Luz!Entre no site para conhecer nosso solar: www.meninosdeluz.org.br

Beijos,
R. S.

NOVO POINT EM IPANEMA



VERÃO JÁ TEM O MAIS NOVO POINT EM IPANEMA

Apequena casa de dois andares que tem lugar no número 234 da Avenida Vieira Souto,em Ipanema,é o novo templo do verão carioca.Até o dia 1º de março,o espaço sediará o “Vivo Summer House”,que conecta ,de maneira harmônica e atraente,o melhor da gastronomia,moda,arte,cinema e fotografia.

JÁ ERA !

JÁ ERA !

A bela casa que pertenceu ao jurista Pontes de Miranda -na Rua prudente de Morais,bem em frente ao antigo Chapeuzinho Vermelho,a escola de 10 entre 10 filhos da elite – Foi comprada pela Concal.
Pouco depois do anúncio da morte da viúva Amnéris Pontes de Miranda,há cerca de um mês.
O ponto é o maior filé ; fica entre Garcia D’Ávila e Aníbal de Mendonça.

VERGONHA !!!

Praças do Rio têm brinquedos quebrados e presença de sem-teto

Ana Paula Verly, Jornal do Brasil

RIO - A Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, tem um espaço coberto por um ipê roxo. Ideal para se abrigar em dias como o desta segunda-feira, chuvosos, e ao mesmo tempo estar ao ar livre. Nesse ambiente, um morador de rua tirou um cochilo nesta segunda à tarde, esparramado no meio do longo banco de madeira, enquanto um casal de turistas com a filha se apressava em fugir das gotas cada vez mais grossas. Longe deles, Ane Justino, de 9 anos, cavava com a ponta dos dedos o que sobrou de areia no canteiro de brincadeiras. A cena é só uma amostra da herança maldita recebida pela atual administração da prefeitura: algumas praças e parques da cidade estão abandonados e acabam representando um perigo real para as crianças que, em plena época de férias, se arriscam a brincar nelas.

– Era mais legal, porque tinha areia para brincar, mais brinquedos e uma casinha de madeira – lembra a pequena Ane, que tem saudade da pracinha de uns anos atrás.

O pai dela, Valdek Justino, aponta carências mais sérias: falta segurança para afastar os pivetes e manutenção nos brinquedos. Os moradores de rua levam bolsas com comida e deixam os restos espalhados. O mau cheiro fica insuportável, e as crianças não podem brincar à vontade. A ferrugem nas correntes dos balanços deixa as mãos delas encardidas, pois precisam de cuidados, constata o pai zeloso.

– Falta um pouco de cada coisa para a praça voltar a ser o que era. Procure um guarda. Não tem – chama a atenção.

Para a fotógrafa Bernadete Lou, mãe de uma menina de 3 anos, fazem falta os brinquedos anteriores – de madeira e pneus – e os patos nadando no laguinho.

– Padronizaram os brinquedos. Os antigos eram diferentes, criativos, lúdicos. Antes havia ocas e uma ponte que balançava. Os brinquedos agora são de ferro, menos seguros. A praça era bem cuidada, tinha grama e flores. Atualmente, está abandonada – lamenta.

O que Lou diria, então, da Praça Antero de Quental, no Leblon, apontada por mães e babás como a pior do bairro? O descaso, acusam, já provocou um acidente grave no escorrega, sem uma das hastes de segurança há três meses. Uma criança pequena caiu do topo, por não ter onde se segurar, e foi para o hospital com o rosto sangrando.

– Tiraram a haste e até agora não recolocaram. Duas crianças também já caíram do balanço quebrado – conta, apontando o brinquedo pendurado por uma corrente.

Falta ainda religar a energia, capinar, reinstalar um balanço, duas peças de mármore de dois bancos e segurança para intimidar os moradores de rua, que fumam maconha e sujam o lugar.
– Há dias em que as crianças não podem brincar por causa do cheiro. Já presenciamos briga com faca. Nesse dia, chamamos a polícia. Essa praça tinha de ser gradeada e ter um vigia – sugere a advogada Evelin Souza, atenta a João, de 4 anos.

Evelyn tambem não gosta dos ônibus que estacionam no entorno e ocupam o ponto de embarque e desembarque. A babá Joseli Alves reclama da limpeza.

– Todo mundo fala que a pior é essa daqui. Ninguém quer mais trazer as crianças. Antes ficava cheia. Agora, é vazia – avalia.

Os problemas se repetem. Na Praça Serzedelo Correia, em Copacabana, também há menores inalando solvente em plena luz do dia, bancos com pedaços de madeira soltos e gangorra sem alças. A corretora de imóveis Maria Lúcia Oliveira, 66 anos, prefere levar os seus netos nas pracinhas de Jacarepaguá, onde moram.

– Não vale a pena trazer aqui. Depois das 17h, vem muito morador de rua – observa.

EMAIL MANDADO - RODRIGO BETHLEM


Rio 26/01/2009


Caro Rodrigo Bethlem

Parabéns a você e à toda a sua equipe. Ontem às 17,15 na General Osório não havia nenhum camelô. Um carro da PM e um da prefeitura estavam estacionados na Visconde de Pirajá bem perto da Praça General Osório. Tudo tranquilo. Sei que a luta é árdua. Conte conosco , Ipanema agradece.
Um abraço,
Voluntários do PSI

CHOQUE DE ORDEM - JARDIM DE ALAH

Choque de ordem

Prefeitura reboca carros no Jardim de Alah

Publicada em 26/01/2009 às 00h00m

O Globo


RIO - Funcionários da Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop) e guardas municipais realizaram no domingo uma grande operação contra o estacionamento irregular no Jardim de Alah e seus arredores. Foram rebocados 48 veículos e aplicadas 141 multas. Mas enquanto os carros eram retirados da calçada, outros problemas persistiam: repórteres do GLOBO flagraram lixo espalhado e moradores de rua.

A operação começou por volta de 9h e se estendeu pelas vias próximas, como a Avenida Epitácio Pessoa e a Rua Henrique Dumont. Oito reboques foram utilizados e os veículos apreendidos foram levados para um depósito em Manguinhos e para a sede do 23 BPM (Leblon). Oito guardas municipais e seis funcionários da Seop realizaram os trabalhos, que duraram até as 19h.
Um dos focos principais do choque de ordem foi um gramado no Jardim de Alah, que estava completamente ocupado por uma fila de veículos estacionados irregularmente. Muitos motoristas chegaram durante a operação e tentaram argumentar com os guardas para não terem seus carros rebocados, mas não houve tumultos. No canteiro, apenas um automóvel não foi levado por causa do risco de ser danificado.
Com 20 dias de operações contra a desordem, o Jardim de Alah surge como um dos grandes desafios para a prefeitura. No sábado, o GLOBO mostrou o abandono que marca o espaço e seu entorno. Havia carros abandonados, catadores de papel que deixam burros-sem-rabo parados na via durante todo o dia e moradores de rua dormindo em barracos improvisados.

CHOQUE DE ORDEM



Choque de ordem

Bethlem ameaça multar os infratores que causam acidentes e tumultos nas ciclovias

Publicada em 25/01/2009 às 23h53m

Rogério Daflon

RIO - A ciclovia de Ipanema, o alemão Jonas Hagen tirava fotos do banco de sua bicicleta, sem reparar o transtorno à sua volta. Perguntado por que ele não se preocupava com a possibilidade de causar um acidente, foi rapidamente para o calçadão e se mostrou veloz também na autocrítica:
- Errei. Moro em Munique e lá já tomei duas multas na ciclovia, por estar na contramão. Lá a aplicação da lei é mais rígida do que aqui.
O secretário de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, quer um Rio à moda de Munique nas ciclovias. Segundo ele, a Guarda Municipal tem feito intenso trabalho para orientar o comportamento das pessoas na pista:
- Espero que as pessoas tomem consciência. Mas, se o quadro atual não mudar, aplicaremos a lei.
E, pela lei de 1995, a Guarda Municipal pode, dependendo da infração, fazer a remoção e apreensão do veículo e multar no valor de até dez Unifs, o que equivale a R$ 266,87.
- Mas nunca uma muita foi aplicada nas ciclovias do Rio - diz José Lobo, da ONG Transporte Ativo .
A impunidade, assim, é a resposta para a desordem. No domingo, na ciclovia do Recreio, Patrícia Seabra levava seu filho num carrinho de bebê. Pela lei, além das bicicletas, nas ciclovias só são permitidas pessoas com patins e skate ou fazendo Cooper. No Rio, caminhadas são vetadas, à exceção da pista da Lagoa, compartilhada por ciclistas e andarilhos

CADASTRO PARA AMBULANTES

Prefeitura inicia inscrições para 223 pontos para ambulantes

JB Online

RIO - A Secretaria Especial de Ordem Pública (SEOP) realiza, nos dias 26, 27 e 28 de janeiro, as inscrições para o sorteio de até 223 pontos para a instalação de barracas de ambulantes no Centro (inclusive no entorno da passarela do Samba) durante o carnaval. As normas de concessão foram publicadas na página 17 do Diário Oficial do Município desta sexta-feira, dia 23, e dão direito apenas ao uso do espaço público, cabendo ao ambulante sorteado arcar com toda a logística de obtenção e montagem da barraca, além de outros serviços, como o fornecimento de água e luz. A localização de cada ponto ainda será definida pelos técnicos da CCU, que trabalham com um limite máximo de 223 vagas.

Inscrições

Os interessados devem requerer a participação no sorteio no posto provisório da Coordenação de Controle Urbano/CCU (Praça da Bandeira, 44) no dias 26, 27 e 28 de janeiro, entre 10h e 16h. A inscrição só será feita mediante apresentação do original e cópia da carteira de identidade, CIC e comprovante de residência (conta de água, luz, gás ou telefone) no município do Rio de Janeiro. Cada candidato só poderá se inscrever uma vez e sem o uso de procuração.

Sorteio

O sorteio para a concessão dos espaços (e de um cadastro reserva com cem nomes) será realizado a partir das 9h do dia 2 de fevereiro, no Terreirão do Samba. Os candidatos sorteados deverão ir novamente ao posto da CCU, entre os dias 5 e 6 de fevereiro, para receber a guia para recolhimento da Taxa de Uso de Área Pública. O critério de sorteio será estendido também a outros bairros da cidade e será acompanhado pelo setor de Licenciamento e Fiscalização de cada Região Administrativa.

Comissão

No D.O. desta sexta-feira também foi criada a comissão de carnaval, presidida pelo coordenador da CCU, Alfredo Henrique Araújo, com o objetivo de disciplinar o comércio ambulante durante o festejo.

QUE BELEZA!!!



Coleção George Ermakoff

Livro reúne imagens do Rio de 1930 a 1960 e encerra trilogia sobre a cidade

Publicada em 24/01/2009 às 18h37m

O Globo

RIO - "Cidade Maravilhosa", a música que se tornou hino oficial, seria uma perfeita tradução para o livro "Rio de Janeiro: 1930-1960, uma crônica fotográfica", organizado pelo colecionador de fotos antigas George Ermakoff. De acordo com reportagem publicada na edição deste domingo do jornal 'O Globo', a memória da cidade deixa nostálgico até mesmo quem não viveu os momentos eternizados por cerca de 250 imagens em preto e branco. Ao longo das páginas, desfilam paisagens, marcos arquitetônicos e cartões-postais, além de retratos de personalidades e ilustres desconhecidos. ( Veja fotos do Rio antigo )
Parte das fotos é da coleção do próprio Ermakoff, cujo acervo contabiliza mais de três mil imagens, entre reproduções e originais. Outras foram garimpadas em acervos particulares, como o do escritor e novelista Agnaldo Silva, e em acervos de instituições como o Museu da Imagem e do Som e o Instituto Moreira Salles. As três décadas ilustram um período marcado pela popularização das máquinas fotográficas. As fotos não seguem uma ordem cronológica, mas são agrupadas por assuntos.
O crescimento de bairros da Zona Sul pode ser acompanhado através das imagens. A Praia do Leblon foi registrada, em 1940, com pouquíssimos prédios na orla. Até os anos 50, o gabarito do bairro e da vizinha Ipanema não ultrapassava quatro pavimentos e cobertura, enquanto Copacabana já tinha edifícios altos há pelo menos duas décadas. A Praia do Flamengo é mostrada ainda sem o aterro, nos anos 50, também numa foto aérea.

ESQUENTANDO O CARNAVAL !!











BANDA DE IPANEMA
Praça General Osório,17hs,a Banda de Ipanema dando um show de marchinhas e sambas.
As pessoas iam chegando aos poucos e a animação tomava conta.
Próximo sábado no mesmo horário ,não perca !

PALHAÇADA NA PRAIA




Sábado, 24 de janeiro de 2009, 18h18

Sílvio e Repórter Vesgo divertem público em Ipanema

Gil Rodrigues/Photo Rio News

Sílvio e Repórter Vesgo fizeram a alegria dos banhistas no Rio

» Sílvio e Repórter Vesgo divertem público em Ipanema»





Os humoristas Sílvio (Wellington Muniz) e Repórter Vesgo (Rodrigo Scarpa) agitaram a praia de Ipanema na tarde deste sábado, no Rio de Janeiro.

» Veja a foto ampliada » Veja as fotos da dupla

Ao chegarem ao local, os integrantes do programa Pânico na TV!, da Rede TV!, chamaram a atenção dos banhistas, que criaram uma grande roda em torno dos dois.
Sempre bem-humorados, Sílvio e Vesgo trajavam um collant e um short da cor da pele, além de uma cueca com a cara de dois elefantes.

CARNAVAL 2009



Carnaval 2009

Blocos de carnaval não querem dividir custos de desfiles

Publicada em 24/01/2009 às 00h10m

Célia Costa

RIO- A Associação Independente dos Blocos da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade (Sebastiana) enviou na sexta-feita um ofício ao secretário Especial de Turismo, Antônio Pedro Figueira de Mello, no qual afirma que não há como os blocos carnavalescos contribuírem com a infraestrutura da festa. No documento, a associação também dá uma série de sugestões para o planejamento. No dia 9 de janeiro, o prefeito Eduardo Paes assinou decreto criando um grupo de trabalho para organizar a apresentação dos blocos. O grupo vai analisar todas as propostas e tem até 9 de fevereiro para apresentar o planejamento ao prefeito. (Já está aproveitando a folia nos blocos? Mande seu twitter)
A associação, que representa 12 blocos, entre eles, o Simpatia é Quase Amor e o Suvaco do Cristo, afirma que a proposta dos blocos não é conseguir lucro, e que a busca de patrocínio junto à iniciativa privada tem sido tão somente no sentido de cobrir custos com os desfiles. Segundo a associação, a contrapartida dos blocos já é dada quando eles contratam seguranças, cooperativas de organização de trânsito, carros de som e baterias, "sem falar na maior de todas as contrapartidas: a imagem positiva gerada em torno da cidade", diz um trecho do documento entregue ao secretário.
Todos os anos, os blocos mais famosos da Zona Sul arrastam multidões em seus desfiles, mas também deixam um rastro de muita sujeira. A falta de banheiros químicos, o tumulto no trânsito e brigas são alguns dos problemas.

ABANDONO - JARDIM DE ALAH













Desordem
Jardim de Alah desafia as ações da prefeitura contra a desordem

Publicada em 24/01/2009 às 00h09m

Ediane Merola e Paula Autran

RIO - O choque de ordem da prefeitura começou há quase 20 dias, já passou pelo Leblon e por Ipanema, mas no Jardim de Alah, que fica na divisa entre os dois bairros da Zona Sul, ainda não tem data para chegar. Enquanto isso, a desordem urbana impera no entorno do parque, principalmente na Avenida Borges de Medeiros.
Ontem, uma equipe do GLOBO circulou pela área e constatou que há carros abandonados, catadores de papel que deixam burros-sem-rabo parados na via durante todo o dia e moradores de rua dormindo em barracos improvisados. Além disso, há problemas dentro do próprio jardim, que está com parte da grade e do gramado danificados. Os moradores reclamam da falta de conservação e fiscalização no local que, de acordo com a prefeitura, será alvo de um reordenamento.
Por volta das 13h de ontem, pelo menos três homens dormiam em barracos de papelão, na Avenida Borges de Medeiros, entre o Clube Monte Líbano e a Cruzada São Sebastião. Ao perceber a aproximação de repórteres, um dos catadores de papel gritou, reclamando das fotografias. Uma mulher chegou a ameaçar os profissionais, perguntando se queriam levar pedradas.
Na Avenida Epitácio Pessoa, um mendigo descansava debaixo de um ponto de ônibus.
Duplas de guardas municipais faziam ronda no Jardim de Alah, mas não reprimiam a desordem, que é antiga.
O secretário municipal de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, disse por meio de sua assessoria que não surpreende o fato de pessoas acolhidas em operações da prefeitura voltarem às ruas. Mas, segundo ele, o poder público continuará na batalha pelo ordenamento urbano.

DESORDEM DE "CHOQUE DE ORDEM"


Enviado por leitor Rogério de Melo Araújo -

OPINIÃO DE LEITOR

Desordem de 'choques' em Ipanema

Final de tarde do feriado de São Sebastião, no dia 20 de janeiro, em frente ao Posto 9, em Ipanema, presenciamos algo que parecia cena de filme policial americano.
Quatro policiais militares conversavam despreocupadamente e parados numa das pistas da ciclovia. Eis que, de repente, um ciclista que ia em direção ao Arpoador não conseguiu desviar totalmente e bateu com o guidom da bicicleta num dos policiais. Mesmo assim, o ciclista conseguiu seguir equilibrando a direção.
Olhou para trás e reclamou que eles estavam ocupando a ciclovia. Um dos policiais não gostou de ser retaliado, mesmo incorrendo em erro, e subitamente parou um rapaz, também ciclista, que ia pedalando no sentido Leblon. "Tomou" sua bicicleta, alegando que era um operação policial, e foi disparado em direção ao Arpoador em perseguição ao ciclista que não havia cometido nenhuma infração.
Imaginem a reação do outro ciclista que teve seu veículo temporariamente apreendido, ficou em estado de choque, numa operação de "choque de ordem" que em segundos se transformou em desordem do agente da polícia militar.

FALTA POLICIAMENTO !

Menor de idade é detido e rapaz é preso suspeitos de assalto a australiano

Turista avisou sobre roubo a PMs que faziam o patrulhamento da área.Suspeitos e australiano foram levados para a delegacia de turistas.

Do G1, no Rio

Policiais do 23º BPM (Leblon) prenderam na tarde desta sexta-feira (23) um rapaz e apreenderam menor de idade suspeitos de furtarem um óculos de sol de um turista australiano na Praia de Ipanema, na Zona Sul do Rio.

De acordo com a polícia, o australiano e mais dois amigos mostraram aos PMs que faziam patrulhamento na orla os suspeitos de furtarem o óculos. Os suspeitos e o turista foram levados para a Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat), onde o caso foi registrado.

Turistas ingleses são esfaqueados

Um casal de turistas ingleses foi esfaqueado na quinta-feira (22) durante uma tentativa de assalto em Ipanema, Zona Sul do Rio. O médico Phillip Sills, 61 anos, foi esfaqueado no tórax e sua esposa, Alícia, sofreu um corte na mão.

Os turistas foram levados para o hospital Cardiotrauma em Ipanema. De acordo com a assessoria do hospital, Phillip colocou um dreno no tórax e está internado no CTI. Os médicos consideram o estado de saúde do turista bom.

IMAGEM DO LADRÃO



Circuito de TV filmou assaltante que esfaqueou turistas ingleses

Bartolomeu Brito

Rio - O circuito interno de um prédio na Rua Prudente de Moraes flagrou imagens do homem que assaltou e esfaqueoy um casal de turistas ingleses na manhã desta quinta-feira, na esquina da Avenida Vieira Souto com a Rua Farme de Amoedo, em Ipanema. Philip Sills, de 61 anos, médico, levou uma facada no peito, e sua mulher, Alícia Sills, de 49, foi ferida na mão esquerda.

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista (Deat) já sabem que o ladrão - que foi filmado, fugindo, por uma câmera de um prédio na Rua Prudente de Moraes - é um morador de rua e vem praticando uma série de assaltos no Leblon, Ipanema e Copacabana.
O casal foi socorrido por populares e funcionários do Hotel Ipanema Plaza, que fica na Farme de Amoedo - onde está hospedado - e levado medicado no Hospital Cardio-Trauma, na mesma rua, em Ipanema. O médico levou uma facada no peito, do lado esquerdo, e ficou internado. Sua mulher teve a mão esquerda suturada.
Segundo a polícia, pouco depois das 10h da manhã o casal deixou o hotel e foi passear na Praia de Ipanema. Alícia levava uma câmera fotográfica presa ao ombro por uma alça. O ladrão se aproximou dela, por trás, e utilizando uma faca tipo serra, tentou cortar a alça da máquina para rouba-la.
A ação do bandido assustou Alícia que, instintivamente, segurou a máquina com a mão esquerda. O golpe desferido para corta-la atingiu sua mão esquerda. O médico, ao ver a esposa ser atacada e o sangue escorrendo de sua mão, partiu para cima do bandido.
Atracou-se com ele, tentando tomar a faca mas não conseguiu. Acabou sendo atingido com um golpe no peito, do lado esquerdo. No hospital, ele foi submetido a uma série de exames, inclusive uma tomografia computadorizada. 0s médicos disseram que seu estado de saúde era estável, mas ele deveria ficar internado em observação. a mulher estava liberada, mas resolveu ficar ao lado do marido no hospital.
A inspetora Claudia, da Deat, à frente de uma equipe de agentes, foi tentar ouvir o depoimento do casal. Depois, munidos da imagem tirada pela câmera do circuito interno de um prédio na Rua Prudente de Moraes, realizaram investigações pelas ruas do Leblon, Ipanema e Copacabana, tentando encontrar o criminoso, que é mulato, estava de camisa clara, short e sandálias de borracha.

IPANEMA PEDE SOCORRO !!

Casal de turistas esfaqueados em Ipanema passa bem

Plantão

Publicada em 22/01/2009 às 15h55m

O Globo

RIO - O casal de turistas ingleses que foi esfaqueado na manhã desta quinta-feira durante uma tentativa de assalto passa bem no Hospital Cardiotrauma, em Ipanema, onde está sendo submetido a exames. Philip Sills, de 61 anos, e Alicia Sills, de 49, andavam pela Rua Farme de Amoedo, em Ipanema, perto da praia quando foram abordados por um assaltante armado com uma faca. O inglês reagiu e foi ferido no tórax no lado esquerdo e sua mulher foi ferida na mão esquerda. De acordo com a assessoria do hospital, a inglesa já fez uma sutura na mão e o ferimento no seu marido indica que não foi profundo. A polícia ainda não tem pista do criminoso que atacou os turistas ingleses.

TROCA DE COMANDO











Hoje ,dia 22 às 10hs ,no 23ºBPM,o Cel.Henrique Lima Castro,assumiu o comando .




Na despedida emocionada o Cel Millan, agradeceu a todos os presentes o apoio que teve .




O PSI deseja aos dois Comandantes felicidades nos novos cargos.
O coronel Carlos Millan, comandante desde março de 2006 do 23º BPM (Leblon), entregou o cargo , às 10h, para o coronel Lima Castro, que estava à frente do batalhão de Queimados.
Pelo menos nos últimos cinco anos, Millan foi o comandante mais duradouro no quartel do Leblon. Agora vai dar expediente em Sulacap, na chefia da Academia Dom João IV, escola de ensino superior por onde passam os futuros oficiais da PM.
Durante a passagem de Millan pelo Leblon, houve momentos difíceis, como em novembro de 2006, no assassinato de Ana Cristina Johanpetter - ex-cunhada de Jorge Gerdau - em assalto na Avenida Afrânio de Melo Franco, além da eterna dificuldade em manter ocupadas as cabines da PM na região.
Entre os elogios, destaca-se a queda nos roubos a residências, crime que assustava na época do temido Pedro Dom.
Ao novo comandante, a missão imediata será auxiliar a prefeitura nas operações de choque de ordem.

PERIGO !

Turista é esfaqueado em Ipanema

Ele teria reagido a um assalto na Rua Farme de Amoedo

Bartolomeu Brito

Rio - Um turista que teria sido vítima de assalto na manhã desta quinta-feira, na Rua Farme de Amoedo, em Ipanema, na Zona Sul, reagiu e foi ferido à facadas.
O médico inglês Philip Sill, 61 anos, foi atingido no peito e segundo informações dos médicos do Hospital Cardio-trauma, em Ipanema, o estado dele é estável. A esposa dele, identificada como Alícia, também foi atingida na mão esquerda e atendida na mesma unidade de saúde.

FOGOS DE ARTIFÍCIO

Enviado por Mauro Ventura -

Fogos de artifício

Na hora da posse de Obama, Ipanema assistiu a um dos maiores foguetórios dos últimos tempos. Não deu para saber se o morro estava comemorando mais uma chegada de drogas ou se o tráfico também festejava o novo presidente americano. Sei que impressionou.
Foi uma cerimônia emocionante. Difícil não ficar com os olhos marejados quando ele caminhou, majestoso, em direção ao ponto onde tomaria posse e faria seu discurso. Um dos melhores momentos foi na hora em que disse: "Nós rejeitamos a falsa escolha entre nossa segurança e nossos ideais" - numa provável referência à tortura e à invasão do Iraque - e a câmera focalizou Bush.
Obama estava nervoso - provavelmente não tanto quanto os seguranças - mas foi uma cerimônia como nunca se viu. Nem o chapéu de Aretha Franklin ou o poema da amiga do presidente chegaram a atrapalhar muito.

E MAIL DE UM COLABORADOR

Caro RodrigoBethlem,

Venho comunicar que a rua Vinicius de Moraes está sendo tomada por carrinhos "burro sem rabo" e moradores de rua em frente à loja da Deplá, que fica localizada entre a Prudente de Moraes e Visconde de Pirajá.
Na mesma rua, o restaurante Conversa Fiada, que fica localizado no nº 75 , está tomando a calçada, colocando jardineiras e fechando a passagem de pedestres; ainda mais continuam colocando clones para guardar vagas para seus clientes, uma verdadeira desordem urbana!
Peço sua ajuda!
Obrigada
G.A.

1ª REUNIÃO - FEIRA HIPPIE

PSI (Projeto de Segurança de Ipanema)

Moradores do bairro

Polo Gastronômico

Representante da comissão de administração feira hippie Ipanema

Primeiramente grande preocupação geral com aspecto descaraterização da feira ( diversas opiniões e observações foram relatadas)

Solicitamos a todos que utilizem toldo padronizado e ( listrado ) e que os carreteiros de lona leve, somente no dia de chuva.

Assuntos em pauta ( serão marcada reuniões específicas com cada órgão.)

1- Estacionamento- CET-Rio
Transformar aos domingos ruas como Carlos Goes eTeixeira de Melo estacionamento para eventos especiais 45º.
Flexibilidade para áreas predeterminadas para carga e descargas de 6:00hs às 9:00hs e de 18:00hs às 21:00hs. Procurar melhor lugar para estacionamento dos caminhões.
Procurar aumentar convênio com estacionamentos para acomodar carros de feirantes identificados.
Entorno da praça para estacionamento pago a cada 2 horas.

2- Lixo - ( Limpeza Urbana )
Colocação de um nº significativo de caçambas com sacos de 100 litros.
Lixo seletivo.

3- Banheiro
Comissão e pólo gastronómico procurarão Instituto Pereira Passos ( órgão de arquitetura do município ) para construção de banheiros múltiplos . Tipo 03 masculinos e 03 femininos.

4- Junto a Fazenda
Fiscalização permanente, com a presença de 03 fiscais de 10:00hs às 16:00hs para fiscalizar, repreender e receber denúncias.

5- Ipabacana
Presença de um veículo com fiscais estacionado na esquina da Teixeira de Melo com Visconde de Piraja, para coibir permanência de camelôs ao entorno da praça.

6- Junto a Secretaria de Turismo (Sectur)
Uma barraca de atendimento ao turista.
Presença de guarda especial de atendimento ao turista.

7-Segurança
Presença da Guarda Municipal circulando no interior da feira.

Assunto Metro
Está sendo ampliado corte no canteiro gramado junto a obra para melhor arrumação das barracas e circulação dos frequentadores da feira

Domingo próximo dia 18/01/2009 às 9:30hs , teremos a presença do sub prefeito da região, acompanhado da vereadora Rosa Fernandes.

Obs: Foi solicitado um pouco de paciência para entrada do Ipabacana e o Choque de Ordem, que será inevitável e é questão indiscutível (que tem concordância ou aceitação da comissão para que se restabeleça a ordem necessária)





ATENÇÃO !!!

Por favor,

fiquem atentos a caçambas ou burros sem rabos espalhados pelo bairro. As caçambas só são autorizadas mediante pedido feito pelo responsável da obra. Os burros sem rabo não podem ficar estacionados na rua. Como é do conhecimento de todos, o Projeto de Segurança de Ipanema em parceria com a Secretaria Estadual de Transportes está desenvolvendo, com enorme esforço, um trabalho para solucionar definitivamente a degradação urbana na Barão da Torre esquina com Teixeira de Mello.
O sr. paulo Gomes da Secretaria Estadual de Transportes tem sido incansável na busca de uma solução que contemple aquelas pessoas que trabalham no local há pelo menos 17 anos e dalí tiram o sustento de suas famílias. O fato é que tudo que podia se fazer foi feito: o fero velho ganhou em comodato um terreno do governo do estado para instalar seu comércio, um caminhão e obras de um galpão e portão.
O Metrô vai construir um galpão onde os barraqueiros , alugadores de cadeiras na praia, burros sem rabo etc poderão guardar seu material de trabalho de forma organizada e não mais no meio da rua. A obra da estação está avançando e chegou a hora daquelas pessoas abandonarem a rua como seu local de trabalho.
A nossa preocupação: que a desordem se espalhe pelo bairro. De modo que, temos de ser vigilantes e denunciar toda e qualquer caçamba suspeita ( não vinculada à uma obra ), e os burros sem rabo que não podendo ficar mais na esquina de Barão c/ Teixeira podem querer se instalar em outros pontos. A hora de manter a ordem urbana é agora. Depois que a desordem se instala fica muito mais difícil de removê la.

POR FAVOR, SEJA UM FISCAL DE SEU BAIRRO, PARTICIPE –

projetodeipanema@terra.com.br. Sua denúncia é anônima e vai ser direcionada aos órgãos que têm por obrigação manter o bairro limpo e organizado.