ÁRVORE DA LAGOA






Os organizadores da árvore da Lagoa,deviam antes da inauguração se preocupar com as pessoas que para lá se dirigem para apreciá-la.
É tanto mato em alguns pontos,que nem o espelho d'água podemos ver.Assim como as árvores precisam de poda periódica.
Não dá nem para ver o pé da árvore.
A Lagoa é muito bonita,mas não podemos vê-la.

CARTA AOS LEITORES

Carta enviada por um de nossos voluntários ao jornal O Globo em 29/11



REVEILLON EM IPANEMA

O Secretário Rubem Medina diz, conforme O Globo pag. 35 de hoje 29/11, que os moradores de Ipanema "estão julgando a festa pelo tipo de música".
Fábio Tabach, que creio não reside em Ipanema, falta com a verdade ao dizer que somente uma minoria dos moradores é contra a festa. As kombis que chegam no canteiro central da praia dois dias antes da festa emporcalhando a área, os ambulantes com botijões de gás que podem explodir no meio do povo, pessoas urinando nas ruas do bairro e uma confusão generalizada são pontos não avaliados por estes dois senhores.
Rubem Medina tem vivência internacional e não a aplica em sua cidade.
Parabéns Cel. Milan por sempre optar pela segurança e ordem da cidade.
A. de R. Lobo

O Globo de 29/11 pag. 35. Fábio Tabach diz que uma minoria de Ipanema não quer a festa. Medina diz que patrocinadores poderão sair se a polícia não der autorização.

Sugiro enviarmos bastante cartas ao Globo ( Cartas dos Leitores) cumprimentando o Cel. Milan e argumentando contra as declarações de Medina e Tabach.

METRÔ DE IPANEMA

Público visita obras do Metrô em Ipanema

Prevista para terminar em 2009, obra já tem 93% de escavações concluídas


Rio - A Secretaria de Transportes realizará neste domingo, mais uma visita pública às obras de construção da estação Ipanema do metrô, na Zona Sul do Rio.
É a 15ª visita desde o início dos trabalhos. Repetindo o sucesso das visitas anteriores, já há mais de 400 inscritos para este domingo. Além de estudantes de Arquitetura e Engenharia das Faculdades Santa Úrsula e Estácio, 15 integrantes da Banda de Ipanema também conhecerão a maior obra subterrânea no país.
No último evento, em comemoração ao mês das crianças, as secretarias estaduais de Transporte e de Educação, levaram mais de 20 estudantes do ensino médio da rede estadual para a obra, onde tiveram verdadeira aula prática de engenharia e geografia.
Além dos estudantes, 10 crianças do complexo Pavão-Pavãozinho e Cantagalo compareceram. A iniciativa deu tão certo, que a engenheira eletricista Márcia Souza, que inscreveu as crianças da comunidade para o último passeio, vai levar um novo grupo para a próxima visita. A obra chama atenção do público por envolver escavações e detonações feitas em um terreno delicado, formado por rocha e areia, entre o mar e montanha, em uma área urbana densamente povoada.
Prevista para terminar em dezembro do ano que vem, a obra segue em ritmo acelerado, atualmente, 93% das escavações já estão concluídas.
As visitas acontecem em seis horários diferentes entre 9h e 11h30. A inscrição é feita por telefone: (21) 2227-0337, 2236-0041 ou 2521-0289.

MONSTRENGO !

Rio Acima

- Obelisco, Asterisco e a estátua do ET

Marcelo Migliaccio

Toda vez que eu fico preso num engarrafamento ali naquele gargalo do Obelisco de Ipanema, olho para o monstrengo no meio da rua e lembro de um amigo que perguntou por que fizeram um monumento para o Obelisco se o Asterisco é que era o herói da história em quadrinhos. Tudo bem, essa é infâme, mas rigorosamente verdadeira.
O que eu queria mesmo é que Eduardo Paes entrasse para a História como o prefeito que removeu aquele delírio de vaidade e incompetência plantado no meio de uma das avenidas mais movimentadas da Zona Sul. Se, do outro lado do mundo, colocaram estátuas de Lênin e Stálin abaixo, por que aqui não podem implodir aquele falo gigante? Obelix não vai reclamar.

Aliás, o que há de prefeitos que esculhambaram cidades de norte a sul não é brincadeira.
Em Varginha (MG), um iluminado alcaide resolveu homenagear a personalidade local mais conhecida nacionalmente: o ET que teria sido encontrado lá em 1996. Parece incrível, mas quem entra na progressista cidade do interior mineiro dá de cara com um extra-terrestre de concreto em tamanho gigante. E, como o artista plástico contratado para a empreitada não era nenhum virtuoso, a comadre da minha ex-sogra, que é míope, quando viu o monumento ao alienígena fez o seguinte comentário: "Até que enfim uma justa homenagem a esse grande homem público que é o Marco Maciel..."

Minas, por onde andei recentemente, é um manancial. Em outra cidade, à beira do Rio Sapucaí, o prefeito viajou com a patroa a Miami e ficou maravilhado com a profusão de cores que encontrou na capital norte-americana da breguice. De volta à sua terra natal, o líder carismático resolveu colorir um pouco a paisagem e mandou pintar todas as árvores, postes, prédios públicos e até as placas de sinalização do trânsito da cidade de roxo e rosa. A Justiça brecou a caipiragem psicodélica nos sinais, mas o resto do município continuou colorido até o final do mandato.
Aqui mesmo no Estado do do Rio, numa cidade no caminho da Região dos Lagos, o prefeito cismou de fazer um grande banheiro público no meio da principal praça. Aquela tradicional confraternização, que antes tinha lugar nos bancos e jardins, agora acontece enquanto as pessoas fazem suas necessidades fisiológicas no Banheirão. Teve até um vereador delirante – da situação, claro – que falou em inscrever o escatológico ponto turístico no concurso das Sete Maravilhas do Mundo Moderno!

Vai longe a época romântica em que os municípios do interior eram tranqüilos recantos a embalar os sonhos utópicos de quem vive no estresse das metrópoles. Foi-se o tempo em que se dizia que "toda cidadezinha brasileira tem uma praça, uma igreja e um craque de futebol".
Hoje, no lugar dos craques, prolifera o crack, droga que vicia só de olhar. Para cada igreja, há 20 templos pentecostais. Em volta das praças, em vez das prosaicas charretes, agora circulam carros de som anunciando as ofertas do comércio num volume ensurdecedor. E as crianças que jogavam bola descalças no chão de paralelepípedos estão enfurnadas nas lan houses, dando tiros virtuais de AR-15 ou aplicando golpes mortais de luta livre. Bucólico, não?

O leitor Marcelo Virmond de Andrade, do Jardim Botânico, leu o texto de domingo passado e conta sua experiência traumática com um macaco – prego, pela descrição – que invadiu sua casa. Atraído por bananas que a sogra de Marcelo deixara madurando, o primata fartou-se e fez necessidades fisiológicas pelos quatro cantos do imóvel. Apesar de chocado, o leitor conta ter encontrado um motivo de satisfação: o invasor deixou sua marca na bolsa de maquiagem e em algumas calcinhas da mãe de sua esposa.

RÉVEILLON 2009

Anna Ramalho -

Revéillon vetado Contra eventos


Não é novidade para a coluna, nem para ninguém, as dificuldades impostas pelo coronel Marcus Jardim e pelo delegado Alberto Lage, da 14ª DP, sugerindo o cancelamento do Réveillon em Ipanema.
Todo ano é a mesma ladainha e o futuro prefeito terá esse problemão pela frente.
Marcus Jardim, autor da polêmica frase "A PM é um inseticida social" já fez de tudo para proibir eventos de música eletrônica em Niterói, quando comandava o 12º BPM.
Lage, por sua vez, tentou proibir bailes funks no Scala, dizendo que lugar de funk é na Baixada. Tentou processar uma jornalista que publicou tal discriminação, mas perdeu a ação na 16ª Vara Cível.

PURA VERDADE !

Enviado por Jorge Antonio Barros -



The Economist comprova: pequenos delitos, grandes problemas

O leitor assíduo Roberto Motta ofereceu e eu mais que depressa aceitei a tradução de matéria da revista The Economist mostrando o perigo dos pequenas ilegalidades que este blog sempre denuncia na série de vídeos "Pequenos delitos, grandes problemas". Tanto as pequenas bandalhas no trânsito, praticadas até por policiais, como as nossas transgressões urbanas do dia-a-dia, que muitas vezes são apenas o primeiro passo para a prática de crimes graves contra a lei e a ordem pública. Não é moralismo. A tese da janela quebrada está aí para não me deixar mentir.
"Jogue a Lata no Lixo 20 de Novembro de 2008 Da revista The Economist, edição impressa

Tradução de Roberto Motta

A idéia de que pichações e outras formas de pequena delinqüência estimulam o mau comportamento social acaba de ser testada experimentalmente Um local coberto de pichações e cheio de lixo faz com que as pessoas se sintam inseguras. E por uma boa razão, de acordo com um grupo de pesquisadores na Holanda. Kees Keizer e seus colegas da Universidade de Groningen deliberadamente criaram ambientes degradados como parte de uma série de experimentos projetados para descobrir se sinais de vandalismo, lixo e pequenos crimes podem mudar o comportamento das pessoas. Eles descobriram que sim, e por uma grande margem: ambientes degradados duplicam o número de pessoas dispostas a sujar as ruas e roubar.
A idéia de que observar desordem pode ter um efeito psicológico nas pessoas não é nova. No fim dos anos 80 George Kelling, um ex-oficial de justiça que agora trabalha na Universidade Rutgers, iniciou uma rigorosa campanha para remover pichações do Metrô de Nova Iorque, o que resultou em uma redução nos crimes menores. A idéia também serviu como base para a “Tolerância Zero” que Rudy Giuliani trouxe mais tarde para as ruas da cidade, ao se tornar prefeito. Muitas cidades e comunidades no mundo inteiro estão agora tentando controlar comportamentos anti-sociais como forma de deter o crime. Mas a idéia permanece polêmica, dada a dificuldade de se considerar outros fatores que influenciam a criminalidade como mudanças no nível de pobreza, condições de moradia e política penal – incluindo até, de acordo com alguns, a eliminação do chumbo da gasolina.
Um teste experimental da “Teoria da Janela Quebrada”, nome dado pelo Dr. Kelling e seu colega James Wilson à sua idéia, vem, portanto, em boa hora. E é isso que o Dr. Keizer e seus colegas fizeram. O nome da teoria vem da observação de que algumas janelas quebradas em um prédio vazio levam rapidamente a mais vidros estilhaçados, mais vandalismo e, mais tarde, arrombamentos.
A tendência das pessoas a se comportar de uma determinada forma pode ser reforçada ou enfraquecida, dependendo do comportamento que elas observam nos outros. Isso não significa que as pessoas irão copiar exatamente o comportamento ruim que estão vendo, passando a mão em uma lata de tinta spray assim que encontram pichações. Na verdade, diz Dr Keizer, observar comportamentos anti-sociais estimula a “violação” de outras normas de comportamento. Foi este efeito que os experimentos, que acabam de ser publicados na revista Science, foram projetados para testar.
A primeira pesquisa foi feita em um beco utilizado para estacionar bicicletas. Como em todos os outros experimentos, os pesquisadores criaram dois ambientes: um de ordem e outro de desordem. No ambiente de ordem, as paredes do beco foram pintadas; no ambiente de desordem, elas foram cobertas com pichações (feias, para evitar que fossem consideradas arte). Em ambos os casos um grande aviso proibindo pichações foi colocado, de forma a ser visto por qualquer passante. Todas as bicicletas estacionadas tiveram um folheto promocional (de uma loja de esportes fictícia) pendurado no guidão. Era necessário remover o folheto antes que a bicicleta pudesse ser usada. Quando os donos voltaram para pegar suas bicicletas, seu comportamento foi observado. Não havia latas de lixo no beco, portanto os ciclistas tinham três escolhas. Eles poderiam levar o folheto consigo, jogá-lo no chão ou pendurá-lo em outra bicicleta (o que foi considerado pelos pesquisadores como equivalente a jogá-lo no chão).
Quando o beco estava pichado, 69% dos ciclistas jogaram folhetos no chão, comparado com 33% quando as paredes estavam limpas. Para evitar uma possível distorção – a de que lixo gera lixo – os pesquisadores removiam rapidamente cada folheto descartado. Os outros experimentos foram realizados de uma forma similar. Em um deles, uma cerca foi usada para bloquear o acesso a um estacionamento, deixando apenas uma abertura estreita. Dois avisos foram colocados, um informando que a passagem pela abertura era proibida e outro dizendo que bicicletas não deveriam ser presas à cerca.
No ambiente de “ordem” (com quatro bicicletas estacionadas, mas nenhuma presa à cerca) 27% das pessoas desobedeceram ao aviso de passagem proibida e utilizaram a abertura para acesso ao estacionamento. No ambiente de “desordem” (com as quatro bicicletas presas à cerca) 82% das pessoas utilizaram a abertura. Os efeitos não se limitaram à observação visual de pequenos delitos.
É contra a lei na Holanda soltar fogos nas semanas que antecedem o Ano Novo. Portanto, duas semanas antes da data os pesquisadores soltaram rojões ao redor de um estacionamento de bicicletas em uma estação ferroviária e observaram os resultados, usando a técnica do folheto promocional. Sem rojões, 48% das pessoas levaram os folhetos consigo, ao pegar suas bicicletas. Com rojões, esse número caiu para 20%.
O resultado mais dramático, entretanto, foi o que mostrou que dobra o número de pessoas dispostas a roubar em uma situação de desordem. Neste caso, um envelope com uma nota de 5 euros (visível através de uma janela de plástico) foi deixado semi-enfiado em uma caixa de correio. Na condição de ordem, 13% dos passantes levaram o envelope (roubo). Mas se a caixa de correio estivesse coberta de pichações, esse número subia para 27%. Mesmo se a caixa não estivesse pichada, mas a área ao redor estivesse suja de papel, cascas de laranja, pontas de cigarro e latas vazias, 25% levariam o envelope.
conclusão dos pesquisadores é que um exemplo de desordem, como pichações ou sujeira, pode efetivamente estimular outro, como roubo.
O Dr. Kelling estava certo. A mensagem para gestores públicos e policiais é que limpar pichações ou coletar lixo imediatamente pode ajudar no combate ao crime."

ÁRVORE DA LAGOA



Esquema especial

Árvore de Natal da Lagoa brilha, mas chuva atrapalha e Orquestra Sinfônica Brasileira não se apresenta

O Globo


RIO - O mau tempo prejudicou a festa de inauguração da Árvore de Natal da Lagoa, na noite deste sábado. Por causa da chuva, a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) não pode se apresentar no palco montado no Parque do Cantagalo. Porém, o show de outros artistas programados para a festa, como Elba Ramalho, seguiu sem problemas e a árvore foi inaugurada com muitos fogos e a nova iluminação, que encantaram os que tiveram disposição de enfrentar a chuva.
A árvore já é uma tradição do Rio, montada desde 1996 na Lagoa Rodrigo de Freitas , e se tornou a maior árvore de Natal flutuante do mundo.

O público foi menor que nos últimos anos e o trânsito não sofreu maiores problemas na Zona Sul, se limitando a pequenos congestionamentos nas proximidades do Corte do Cantagalo.
Fiscais para organizar o trânsito Para evitar os longos engarrafamentos, os organizadores do evento contrataram fiscais de trânsito. Além disso, a CET-Rio montou um esquema especial. Em frente à área do show, no Corte do Cantagalo, os pedestres contaram com auxílio para atravessar a Avenida Epitácio Pessoa.
O estacionamento foi permitido ao longo da avenida, entre 16h e meia-noite, na pista junto à orla da Lagoa, lado direito, trecho entre a alça de retorno em frente ao número 2.800 e a interseção com a Rua Aníbal de Mendonça; na pista junto às edificações, ambos os lados, no trecho entre os números 2.664 e 2.900; na alça de acesso à Avenida Henrique Dodsworth, sob o Viaduto Augusto Frederico Schmidt, lado direito da mão de direção; e na alça de retorno sentido Ipanema, sob o Viaduto Augusto Frederico Schmidt, em ambos os lados.

PRISÃO

Dois homens são presos em agência bancária tentando clonar cartões
Plantão

Publicada em 29/11/2008 às 13h27m
Djalma Oliveira - Extra


RIO - Policiais do 23º BPM (Leblon) prenderam em flagrante no início da tarde deste sábado Leandro de Araújo e Renato Gonçalves dos Santos, ambos de 29 anos, na agência do banco Citibank na esquina das ruas Visconde de Pirajá e Garcia D'Ávila, em Ipanema. Eles estavam tentando clonar cartões de crédito com um equipamento conhecido como chupa-cabras. Os dois, que foram levados para a 14ª DP (Leblon), não estavam armados e não reagiram à prisão.

ORÇAMENTO MUNICIPAL - RESUMO DA REUNIÃO

Prezados,

Estivemos reunidos (Lilian, Daniel Plá e eu) com a vereadora Andrea Gouveia Vieira e membros de sua equipe – Edson Pinto e Guilherme Coutinho, cfme convite abaixo. O assunto em foco foi CAMINHOS PARA PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE NA ELABORAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO ORÇAMENTO MUNICIPAL.

A vereadora nos esclareceu sobre os processos envolvidos no legislativo e executivo, os responsáveis pela elaboração, encaminhamento, aprovação, execução e acompanhamento.
È preciso entender tudo isto para se vislumbrar as esferas de atuação da sociedade, seus limites e abrangência, e então podermos organizar esta participação para que seja EFICAZ e efetiva.

Breve explicação:
O processo orçamentário compreende a elaboração e execução de três leis – o plano plurianual (PPA), as diretrizes orçamentárias (LDO) e o orçamento anual (LOA), que representam o planejamento e a execução das políticas públicas. Neste momento, o LOA 2009 está na cãmara de vereadores para receber emendas e ser aprovado, até dia 31 de Dezembro deste ano. As emendas deveriam servir para adequar o orçamento ás reais necessidades da população, mas são feitas com propósitos políticos, sem qualquer compromisso de EXECUÇÃO. Não há limite de valores para a proposição das emendas – ou seja, é comum somarem milhões de reais, sabendo-se de antemão que não há recursos para tal. Tradução: o vereador propõe a emenda, alardea em sua base, mas nada é executado e fica tudo por isto mesmo – a população não recebe o benefício alardeado !!

Detalhe importante: este é o último de uma série de 4 orçamentos anuais, da era Cesar Maia – ou seja, será aprovado como os anteriores o foram, até agora. Quer dizer, os recursos e as aplicações para o ano que vem, no município do RJ, já estão comprometidos – o prefeito teria liberdade de dispor de 30% das receitas, ou cerca de R$ 4 milhões – pergunta: isto tem cabimento? Se o orçamento fosse feito respeitando a consolidação das necessidades apresentadas pelas regiões do município, num planejamento voltado para as prioridades e execução realista, não se justifica ter esta margem de manobra – daí Cidades da Música e outras ABERRAÇÕES. O limite de 10% é razoável e, de fato, é o que tem sido possível praticar, segundo levantamento histórico apresentado pela Andrea GV (e com 10% já temos uma Cidade da Música....)

O novo PPA a será elaborado e aprovado até agosto/2009, para o período que vai de 2010 a 20013. E neste PRECISAMOS PARTICIPAR. Começando agora a nos organizarmos, buscando as informações, os contactos, projetos, propostas, institutos e especialistas no assunto. Chamo os voluntários interessados e sensibilizados por esta prioridade, para esta ação.

De tudo que discutimos, concordamos que há, pelo menos 2, caminhos imediatos para se iniciar esta participação, que são:

1. NO LEGISLATIVO: reunirmos com os vereadores e convidá-los para apresentarem seu projetos nesta área – há muitos projetos e propostas que precisamos conhecer para apoiar. A vereadora AGV apresentou como prioridade de seu mandado DIRECIONAR OS TRABALHOS NA BUSCA DO ORÇAMENTO COM RESULTADOS. O prefeito eleito Eduardo Paes prometeu um ORÇAMENTO CIDADÃO , participativo e transparente, possível de ser acompanhado. Temos o melhor cenário para isto finalmente acontecer no Rio – que é a mudança de membros na Cãmara Municipal e o compromisso explícito do Prefeito – a sociedade precisa agir AGORA e não no último ano do orçamento de um PPA aprovado anos antes!! Há outros vereadores que precisamos chamar, como Aspásia, com projetos importantes na questão.
2. NO EXECUTIVO: elaborar um documento com as principais reivendicações e alterações no modelo orçamentário - já existe farto material disponível para isto. Marcar reunião com o chefe da Casa Civel, Pedro Paulo para entregar este documento, assinado pelas lideranças que temos no grupo – presidentes das associações de bairro etc ..

Fundamentalmente, precisamos PARTICIPAR NO NOVO PPA.
Que deve ser elaborado a partir dos indicadores e necessidades apontadas por cada região. Já existe um trabalho assim feito pelo RIO COMO VAMOS?, para algumas regiões, patrocinado pela Fecomércio e Firjan, entre outros, que acaba de ser divulgado.Há também outras fontes, como o IPP – armazém de dados no site da Prefeitura, todos estes precisamos buscar.
Devemos participar de reuniões com as lideranças regionais - neste sentido pedi para conhecer a agenda destas reuniões da vereadora, de apresentação da proposta de novo modelo orçamentário e ela se disponibilizou também para nos apresentar o assunto, vamos convidá-la e aos representantes de moradores e empresários dos bairros.
APOIAR a proposta que está tramitando, de reforma da Lei Orgãnica do Município, para que passe a exigir que o Executivo apresente os documentos orçamentários no modelo proposto

Andrea nos deu uma cópia do estudo e modelo orçamentário. Para disponibilizá-lo aos demais, minha sugestão é agendar reunião com a Andrea e as lideranças dos bairros, onde ela apresenta a questão e podemos debater o assunto. A partir daí, montamos um grupo de voluntários e passamos a participar nas formas apontadas e outras que julgarmos oportunas.

FESTAS NA ORLA

Festas na orla

Festa de réveillon está ameaçada, diz secretário

O Globo


Um dia depois de o comandante do 23 BPM (Leblon), coronel Carlos Milan, afirmar que não vai autorizar a realização da festa de réveillon na orla de Ipanema, a Secretaria municipal de Turismo divulgou na sexta-feira uma nota afirmando que a comemoração do Ano Novo na cidade está ameaçada. Segundo o secretário Rubem Medina, a dificuldade de conseguir patrocinadores para o evento pode ficar ainda maior nos próximos anos, caso a polícia se negue a dar autorização para as festas fora de Copacabana.
- Estão julgando a festa pelo tipo de música. Essa atitude (de proibir) tem um efeito de contaminação muito grande e pode afastar os patrocinadores, que já se retraíram por causa da crise econômica - disse o secretário.

Carlos Milan, que deve dar a negativa oficial na próxima semana. Ele lembrou que, na virada do ano passado, teve de pedir ajuda do Batalhão de Choque para conter as confusões e que houve até um assassinato na areia.

ESQUEMA ESPECIAL


Esquema especial

Árvore de Natal muda o trânsito na Lagoa neste sábado

O Globo


RIO - A inauguração da árvore de Natal da Bradesco Seguros e Previdência, que acontece neste sábado, às 20h, na Lagoa, vai provocar mudanças no tráfego da região, que terá reforço no policiamento. Para evitar os longos engarrafamentos em volta da Lagoa, os organizadores do evento contrataram fiscais de trânsito. Além disso, a CET-Rio montou um esquema especial. Em frente à área do show, os pedestres terão auxílio para atravessar a Avenida Epitácio Pessoa.
O estacionamento será permitido ao longo da avenida, entre 16h e meia-noite, na pista junto à orla da Lagoa, lado direito, trecho entre a alça de retorno em frente ao número 2.800 e a interseção com a Rua Aníbal de Mendonça; na pista junto às edificações, ambos os lados, no trecho entre os números 2.664 e 2.900; na alça de acesso à Avenida Henrique Dodsworth, sob o Viaduto Augusto Frederico Schmidt, lado direito da mão de direção; e na alça de retorno sentido Ipanema, sob o Viaduto Augusto Frederico Schmidt, em ambos os lados.
Haverá uma área de embarque e desembarque na Avenida Epitácio Pessoa, no recuo após a saída do bolsão de estacionamento do Parque do Cantagalo, para paradas dos ônibus do Metrô, das 18h às 23h. O intervalo previsto entre os ônibus é de sete a dez minutos.
A inauguração da árvore será festejada com um concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira, com participações de Elba Ramalho, João Bosco, Roberta Sá, Turíbio Santos, Carol McDavit e o Coral da Fundação Bradesco. A apresentação será na altura do Parque do Cantagalo

CAMPANHA ! VOZ DO CIDADÃO

A Voz do Cidadão lançou a campanha

"Oi, Cidadão! Flagrantes de Cidadania", sob medida para você que usa seu celular para acenar com o flash nos shows, tirar fotos ou enviar torpedos e mensagens para paqueras e amigos.
Faça do seu celular uma arma a favor da plena cidadania! Fotografe situações de cidadania exemplar como estas que estão aqui embaixo e envie para nós com um relato sobre o flagra e a lição que você acha que pode tirar e passar adiante. Se aprovadas, você terá suas imagens divulgadas aqui nesta página e ainda receberá um certificado de Cidadão Exemplar da Voz do Cidadão.
E não se esqueça de que o conceito da verdadeira cidadania não é apenas a boa conduta individual, sermos solidários ou agir com civilidade no espaço público. É sobretudo influenciar e até constranger os outros para que também ajam da mesma forma. Ou seja, não é apenas não cometer o delito; é recorrer às instituições adequadas para que este não se repita.
No caso desta seção da "Oi, Cidadão! Flagrantes de Cidadania", não é apenas registrar um delito, mas principalmente batalhar pela correção do mesmo.Participe! Mande o seu Flagrante de Cidadania para o e-mail: webmaster@avozdocidadao.com.br

Você ,que visita o blog , faça o mesmo.Fotografe e envie para nós !
projetodeipanema@terra.com.br
Sua identidade será preservada.

VOZ DO CIDADÃO







Projeto de Segurança Ipanema promove encontro com futuro Secretário de Ordem Pública do governo de Eduardo Paes (RJ)
" Projeto de Segurança Ipanema (PSI) realiza encontro entre moradores e associações de Ipanema, com Rodrigo Bethlem, futuro Secretário de Ordem Pública do governo de Eduardo Paes (RJ), para discutir e cobrar promessas de campanha e medidas para melhorias públicas na Zona Sul da Cidade - 27 de novembro de 2008.

VOZ DO CIDADÃO








Flagrantes do Projeto de Segurança de Ipanema - janeiro/março de 2008
Apesar das repetidas reclamações junto aos órgãos responsáveis, os problemas basicamente continuam, avançando-se pontualmente em uma ou outra questão. O Projeto fiscaliza, cobra e denuncia aos responsáveis os problemas detectados em seu bairro, tornando-se um modelo exemplar de conduta cidadã que esperamos ver utilizado em outros bairros e cidades. Somente com a adesão dos cidadãos moradores uma iniciativa do tipo terá sucesso.
Vale a pena divulgar e acompanhar os esforços do grupo, como a Operação Ipabacana, de divulgação e conscientização

VOZ DO CIDADÃO








Defesa do Arpoador - RJ, Julho/2007A Voz do Cidadão, em sua campanha de estimular a prática da cidadania no âmbito dos espaços públicos, forneceu à Maria, vendedora de milho do calçadão do Arpoador, este cartaz para tornar a sua vigilância mais eficaz. Isso porque uma pequena muda de árvore recém-plantada no calçadão pela prefeitura em frente ao ponto em que estaciona a sua carrocinha de milho, insistentemente destruída por vândalos, mal começa a brotar e arrancam-lhe as folhas. Como a iniciativa da cidadã Maria requer a participação de todos, lhe fornecemos o cartaz que, além de defendê-la, convoca outros cidadãos a refletir sobre a situação e seguir seu exemplo. Assim como Maria, qualquer cidadão que faz uso do espaço público pode ajudar a vigiá-lo e participar aqui da nossa campanha dos flagrantes da cidadania

E MAIL DE UM COLABORADOR

R.P.Borges
Para:
projetodeipanema@terra.com.br
Assunto:
Projeto de titularidade

Bom-dia, Inês,

estive ontem no evento com o Rodrigo Bethlem. Fui eu que fiz a ele e a você a pergunta sobre a possibilidade implementar o projeto de titularidade.

Queria parabenizar vocês mais uma vez. Agora a sociedade pode saber qual é a situação real do morro e quais as melhores soluções para a questão.

Não seria interessante divulgar mais esse trabalho? No meu entender, um projeto como esse vale uma matéria no Jornal Nacional.

Abraços, sucesso e saúde,
R. P. Borges

CACHORRO PERDIDO

Assunto: Cachorro PERDIDO!RJ


Oi amigos, preciso da ajuda de vcs.

Um amigo muito legal do trabalho perdeu o seu cachorro (o Baixinho) na segunda-feira (24/11) na praia de Ipanema.

O Pablo (dono do baixinho), me explicou que a esposa dele tem a mesma rotina já tem 5 anos.De andar pela praia com os cachorros diariamente, e nunca teve problema.Só que segunda agora, o Baixinho sumiu.Eles procuraram e nada!

O Baixinho sumiu na praia de Ipanema entre o Arpoador e a Farme de Amoedo.

A minha preocupação é que como ele já é idozinho (acho que tem uns 12 anos pelo que o Pablo falou), fique deprimido longe da família.

Como nós estamos acostumados a ver cachorros idosos sendo abandonados como se fossem objetos velhos, minha esperança é de que um ser humano (protetor é claro, pq só protetor mesmo para recolher animal na rua), tenha visto o Baixinho e tenha pensado que ele estava perdido ou abandonado.

POR FAVOR AMIGOS DIVULGUEM,não tem nem uma semana pode ser que o Baixinho esteja por aí.

Qualquer informação podem ligar para o Pablo ( 7856-4906/2267-6670), ou podem ligar para mim (2507-2959/9926-6249 e o tel do trabalho é 3138-9900 de 8h ás 17h).

Obrigada,

DIVULGUEM.

Bjss,

Morena Grijó.

LEILA DINIZ

Leila Diniz: uma mulher eternamente à frente de qualquer tempo


Mirian Goldenberg*

JB Online


RIO - Quando soube que seria publicado um novo livro sobre a vida de Leila Diniz, fiquei intrigada. Depois do filme e do livro (os dois de 1987) de Luiz Carlos Lacerda, de inúmeros artigos, documentários, verbetes em dicionários e, também (por que não dizer?), de minha tese de doutorado (de 1994) sobre a trajetória da atriz, trabalho que se transformou no livro Toda mulher é meio Leila Diniz (de 1995), o que ainda poderia ser revelado sobre esse mito de mulher carioca e revolucionária?

Cheguei à conclusão, ao descobrir que o jornalista e cronista Joaquim Ferreira dos Santos seria o autor da nova biografia (Leila Diniz: uma revolução na praia, Companhia das Letras, R$ 39), , que mais importante do que saber o que seria dito de novo, seria a forma como ele iria contar o que, talvez, já tivesse sido mais do que dito.

Acertei em parte. É verdade que a narrativa de Ferreira dos Santos sobre a vida da Leila é diferente das já existentes. Mas é verdade também que o autor apresenta algumas revelações muito interessantes, mesmo para aqueles que conhecem profundamente a trajetória da atriz. E, mais ainda, Joaquim faz uma bela crônica do Rio de Janeiro dos anos tensos e intensos de 1960 e de sua boemia artística-intelectual no circuito Copacabana-Ipanema.

Algumas sutilezas do livro estão em suas entrelinhas: fala dos inúmeros homens de Leila, de seu primeiro e último amor, conta detalhes de suas histórias nas filmagens e da sua extrema generosidade com os amigos, revela trechos não publicados de sua famosa entrevista ao Pasquim em novembro de 1969. São falas repletas de palavrões, é claro. Mas o que chama a atenção nelas é a defesa desbragada e desbocada que a atriz faz de sua liberdade: conta que já ficara três dias fazendo sexo sem parar e que o membro masculino era "essencial" na sua vida.

Joaquim também mostra a inteligência espontânea de Leila, que desconcertava até os piores cafajestes, como na constrangedora situação em que precisou responder à cantada agressiva de um fazendeiro:
"Leila tentou levar o cara na base do não, do não é bem assim, até que o homem resolveu ser mais explicitamente rude:
– Ora, menina, mas me disseram que você dá pra todo mundo!
– Eu até posso dar pra todos, meu amigo – respondeu a Rainha das Vedetes de Ipanema – mas não dou pra qualquer um.

É praticamente impossível descobrir coisas novas de alguém que escancarou sua vida ao sol de Ipanema. Mas o livro de Ferreira dos Santos não é de fofocas. É um livro de memória, sobre a história de um símbolo dos anos 60, que revolucionou o comportamento masculino e, especialmente, feminino de toda uma geração.

Por que falar de Leila Diniz hoje, 26 anos após a sua morte? Como mostra muito bem Leila Diniz: uma revolução na praia, porque ela continua seduzindo homens e mulheres, mesmo aqueles que não tiveram o privilégio de conviver com ela.

Recentemente, exibi os filmes Todas as mulheres do mundo (1966), de Domingos de Oliveira, e Leila Diniz, de Luiz Carlos Lacerda, para meus alunos de ciências sociais e de história da UFRJ. Fiquei profundamente emocionada ao perceber que eles reconheceram que ela faz parte da história recente de nosso país, que sua luta ainda é a luta de muitas brasileiras. Joaquim mostra a importância de Leila Diniz para as mulheres brasileiras e a história de alguns personagens que viveram e revolucionaram o Brasil dos anos 60, não com luta armada, mas com muito amor, sexo e palavrão. Leila Diniz é, até hoje, o ícone dessa revolução comportamental.

Leila, ao afirmar publicamente seus comportamentos e idéias a respeito da liberdade sexual, ao recusar os modelos tradicionais de casamento e de família e ao contestar a lógica da dominação masculina, passou a personificar as radicais transformações da condição feminina (e também masculina) que ocorreram no Brasil no final da década de 60.

O livro de Joaquim revela também por que, como na música de Rita Lee, é possível dizer que "toda mulher é meio Leila Diniz". Somos "meio Leila Diniz" porque exercemos, em nosso cotidiano, muitas das conquistas de Leila e de sua geração: somos mais livres, temos mais prazer e lutamos pelos nossos desejos. Mas, ao mesmo tempo, também estamos muito longe de ser "meio Leila Diniz", pois não somos tão livres, não temos tanto prazer e não somos tão felizes como ela era.

Joaquim constata, como também o fiz em minha tese, que Leila Diniz fez uma verdadeira revolução ao revelar o oculto – a sexualidade feminina vivida de forma livre e prazerosa – em uma barriga grávida ao sol.

Com os inúmeros palavrões na entrevista ao Pasquim, com uma vida sexual e amorosa extremamente livre e prazerosa, com seu corpo grávido de biquíni, Leila trouxe à luz do dia comportamentos, valores e idéias já existentes, mas que eram vividos como estigmas, proibidos ou ocultos. Ela fazia e dizia o que muitos tinham o desejo de fazer e dizer.

Não à toa, ela é apontada como uma precursora do feminismo no Brasil: uma feminista intuitiva que influenciou, decisivamente, as novas gerações.
Leila Diniz: uma revolução na praia é um livro encantador, fiel a seu principal personagem, que seduz o leitor e revela o carisma deste mito, assim como o seu poder simbólico de transformar pensamentos e comportamentos de toda uma geração.

PROPOSTA ENTREGUE

Várias propostas foram entregues ao Secretário Rodrigo Bethlem,durante a reunião de ontem na Universidade CândidoMendes


Esta foi entregue por um de nossos colaboradores

SUGESTÃO DE PLANO PARA PROFISSIONALIZAÇÃO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO.


JUSTIFICATIVA: Necessidade de o ESTADO retomar o papel de órgão regulador da
Sociedade.


OBJETIVO: dotar a Prefeitura do RJ de funcionários capazes de realizar e implementar as medidas
propostas pela nova Alta Administração.


1- Profissionalização da Organização;
Ø expurgar o compadrio;
Ø alocar nos cargos de Gerência, chefias e técnicos, profissionais competentes da própria organização;

2- Capacitação Técnica;

Ø Habilidades Gerenciais: Gerentes, Chefias e Alta Administração (programa a ser realizado por profissionais de fora da organização)
Ø Outros programas no nivel técnico;


3- Elaboração de Processo de Avaliação de Desempenho;
Ø Definição de metas e objetivos a serem alcançados no prazo de 1 ano (poderá ser utilizada a metodologia Balance Scorecard)
Ø Escolha dos indicadores de desempenho pelos Gerentes , Chefes e supervisores;
Ø Elaboração da Ficha de desempenho que poderá ser a Escala Gráfica;
Ø Prazo de 1 ano para alcance dos objetivos e metas e aplicação da Avaliação de desempenho.

4- Palestra de Sensibilização;
Ø reunião com todos os funcionários para divulgação dos itens do plano;
Ø deverá ser ressaltado que após avaliação de desempenho, os funcionérios que não atingirem o desempenho mínimo adequado serão demitidos a bem do serviço público
Ø Observação: tal plano deverá ser coordenado pelo órgão de RH da Prefeitura do Rio de Janeiro

5- Elaboração de outros itens das Políticas Operacionais de RH;
Ø processo de identificação de potencial e seleção;
Ø definição de novos cargos,carreiras e remuneração;
Ø Observação: este item deverá ser realizado durante o primeiro ano para implementação durante o segundo quando a nova cultura organizacional já estiver sendo absorvida pelos funcionários.

Elaboração: Julio Sergio dos Mares Guia (11/2008)

PROGRAMAÇÃO EM CLIMA DE NATAL


Confira a programação cultural em clima de Natal no Rio

Rio - Quando menos se espera, vão chegando ao fim as folhinhas do calendário e o jingle de uma famosa loja de departamentos entra no ar para lembrar: Já é Natal! Quem curte o clima de comemoração antecipada não tem do que reclamar, já que a programação cultural da cidade está repleta de opções.Símbolo maior dos festejos natalinos no Rio, a Árvore de Natal da Bradesco Seguros e Previdência será inaugurada amanhã, com apresentação da Orquestra Sinfônica Brasileira e participação de Elba Ramalho, João Bosco e Roberta Sá. Com 85 metros, a árvore este ano terá 13 fases de desenhos luminosos diferentes.A magia natalina toma conta também da maioria dos shoppings, com opções divertidas para as crianças, com peças, oficinas, corais e decorações grandiosas, caso da concorrida Cidade dos Sonhos, que reproduz o mundo de Papai Noel no Iguatemi.
Para quem pretende variar e não deixar as compras para a última hora, há espaços que oferecem presentes em conta. Nas próximas páginas, listamos alguns programas para quem deseja se entregar ao clima de Natal antecipado.
Boas festas.
Confira agenda:Árvore de Natal da LagoaMantendo os 85 metros que a colocaram no Guinness como a ‘maior árvore de Natal flutuante do mundo’, a árvore da Lagoa ganha trilha musical. Além do espetáculo de luzes e cores, a estrutura reproduzirá canções natalinas, apresentadas diariamente, às 20h, 21h e 22h.
Outra novidade são os shows pirotécnicos com fogos de artifício, que acontecerão todos os sábados, às 21h. A inauguração acontece amanhã, a partir das 20h, com concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira, e participação de Elba Ramalho, Roberta Sá e João Bosco. Palco montado na altura do Corte do Cantagalo.
Bazares
Quem prefere adiantar as compras mas prefere fugir dos shoppings pode encontrar boas ofertas em bazares que já pipocam pela cidade. A Vila dos Artistas do Jardim Botânico (Rua Engenheiro Pena Chaves 6) já abre suas portas para o Natal amanhã e domingo (e também 6 e 7), das 14h às 20h. No mesmo bairro, o Espaço de Arte (Rua Lopes Quintas 576) reúne 15 artistas plásticos, amanhã e domingo, das 14h às 20h. Em Laranjeiras, o Bazar do Canto da Alice (Rua Alice 146) oferece bolsas, roupas, acessórios e quadros, amanhã (das 13h às 20h) e domingo (das 14h às 22h). Todos com entrada gratuita.
Caravana de Natal Coca-ColaCaminhões iluminados da Coca-Cola, bem semelhantes aos que encantam as criancinhas nas propagandas natalinas do refrigerante, circulam a partir de hoje, das 19h30 às 23h, por 200 bairros da cidade.
Aos fins de semana, a Caravana estaciona em praças promovendo atividades culturais como teatro, oficinas de reciclagem, pintura e desenho. A primeira parada é amanhã, das 11h às 19h30, na Cidade das Crianças, no Flamengo.
Domingo, no mesmo horário, a Caravana estará na Praça dos Três Poderes, em São João de Meriti. Grátis.
Para tirar a tradicional foto com o Papai Noel é preciso levar 1kg de alimento não-perecível.
Cidade dos sonhos Que Pólo Norte que nada. O Papai Noel carioca vive numa charmosa cidadezinha montada no Shopping Iguatemi. O espaço, aberto a visitas, é composto por ambientes como Casa e o Quiosque do Papai Noel, Fábrica de Brinquedos, Carpintaria, Correio e ainda é ‘habitado’ por moradores interpretados por atores.
Praça de Eventos. Barão de São Francisco 236, Vila Isabel, 1º piso. Seg a sáb, das 10h às 22h. Dom e fer, das 11h às 22h. Grátis.
Corais Natalinos"Sinos de Belém’ e ‘Noite Feliz’ ganham variadas versões em apresentações de corais pela cidade. O Shopping Via Parque (Avenida Ayrton Senna 3.000, Barra) promove, às quintas e sábados, às 20h, o Festival de Corais Natalinos. No TopShopping (Avenida Governador Roberto Silveira 540, Centro, Nova Iguaçu) as apresentações acontecem às segundas e quartas, às 19h. Todas são gratuitas.
Festival de Rabanadas
Para quem espera o ano inteiro para saborear a mais festejada das sobremesas natalinas, uma boa notícia: no Leblon, a partir do dia 5, haverá rabanadas de todos os tipos e sabores no cardápio de 13 bares e restaurantes locais, como o Jeito Carioca (2540-8614), que vai preparar a Rabanada Carioca (R$ 6,90), com batidinha de coco à moda da casa e raspas da fruta
O Quebra-nozes:
Exposição
Com o Teatro Municipal fechado para obras, o calendário natalino do Rio ficará desfalcado, sem a tradicional execução de ‘O Quebra Nozes’.
Pensando nisso, a coreógrafa Dalal Achcar e Carla Camurati, diretora do Municipal, organizaram exposição sobre o espetáculo. Em cartaz no Shopping Rio Sul, a mostra contará, pela primeira vez, a história do balé mais popular do mundo. Rua Lauro Müller 116, Botafogo. Seg a sáb, das 10h às 22h. Dom e fer, do meio-dia às 21h. Grátis.
Oficinas
Se a garotada já se diverte montando a árvore de Natal, imagine a alegria de poder confeccionar seus próprios enfeites. Em várias oficinas, as crianças são convidadas a criar os ‘balangandãs’. No BarraShopping (Avenida das Américas 5.000, Barra), há oficinas amanhã e domingo, das 16h às 20h. No Recreio Shopping (Avenida das Américas 19.019, Recreio), de hoje a domingo, das 15h às 18h. No Shopping Grande Rio (Rodovia Presidente Dutra 4.200, São João de Meriti), domingo, das 17h às 19h. No Shopping dos Sabores (Rua General Polidoro 58, Copacabana), amanhã, das 10h30 às 12h. No Passeio Shopping (Rua Viúva Dantas 100, Campo Grande), amanhã, das 10h às 16h. Todas são gratuitas.
Super Natal
O Riocentro vai se transformar numa grande cidade natalina com a montagem, a partir do dia 5, do centro de compras Super Casas Bahia (Avenida Salvador Allende 6.555, Barra, Portão H, Pavilhão 4). O local ganhará uma cidade de Papai Noel estilizada, sobre uma estrutura reproduzindo os Arcos da Lapa, e vai oferecer algumas atrações gratuitas: aulas de culinária com receitas natalinas (às 10h, 14h, 18h ou 20h) e o show ‘A Véspera de Natal do Mickey’ (às 12h, 15h30, 17h30 e 19h30). Os personagens da Disney também serão os protagonistas do musical ‘Sonho e Fantasia’ (ter a dom, às 14h, 16h30, 18h30 e 20h30, com ingressos trocados por cupons fiscais (R$ 150 em compras: 1 ingresso).

RÉVEILLON 2009

Polícia Militar não vai autorizar festa de réveillon em Ipanema

Publicada em 27/11/2008 às 23h36m
Ruben Berta

RIO - O comandante do 23º BPM (Leblon), coronel Carlos Milan, afirmou nesta quinta-feira, durante reunião do Conselho Comunitário de Segurança da Zona Sul, que não vai autorizar a realização da festa de réveillon na orla de Ipanema. Ele disse que enviou relatório ao comando da Polícia Militar e ao Ministério Público estadual relatando uma série de problemas ocorridos no evento do ano passado. O delegado José Alberto Pires Lage, titular da 14ª DP (Leblon) e a associação de moradores do bairro também se manifestaram contra a festa.
- No ano passado, já houve uma série de problemas, tivemos que pedir reforço ao Batalhão de Choque. Se fosse um evento para a família, com o apoio da comunidade, eu autorizaria, mas o que vimos ano passado foi cidadãos tolhidos até no direito de ir e vir - disse Milan.
A festa deste ano está programada para ter 12 horas de atrações voltadas para o público jovem, com DJs tocando músicas eletrônicas.
Na virada para 2008, um jovem foi morto com um tiro no abdômen, na Avenida Vieira Souto, próximo ao Posto Nove.

VARIEDADES






NEWS! No 6 - Novembro de 2008


LDB PRODUÇÃO CULTURAL
Apresenta

Patrícia Bretas

O recital do último dia 13, de reinauguração do Grand Piano Petrof da Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro (PIB/RJ) reativou memórias...Foi nesta igreja, desde menina, que a pianista aprendeu a cantar em coros, e desenvolveu seu gosto pela música, principalmente a de Bach, Beethoven, Händel, Mendelssohn, Bruckner e Brahms...
Temos aqui a oportunidade de assisti-la interpretando Rachmaninoff – Prelúdio em Sol menor op.23 no 5.


♫Clique para assistir em alta resolução:
http://www.youtube.com/watch?v=7IA2uDhLpgA




AGENDA - www.patriciabretas.mus.br

Patrícia Bretas se apresenta no dia 28 de Novembro de 2008 às 17:00
na Rádio MEC, Rio de Janeiro, ao vivo e com público presente, no
programa “SALA DE CONCERTO”, que homenageará o compositor
brasileiro Alceo Bocchino por seus 90 anos. No programa, Toada para
cello e piano, Quatro Canções para mezzo e piano, além de outras
obras com diversos intérpretes.




Para saber antecipadamente dos concertos de Patrícia Bretas envie email para; ldbproducaocultural@gmail.com

CONTATO:
Lilian Bosboom

LDB PRODUÇÃO CULTURALRua Visconde de Piraja 142/s1005Ipanema, RJ CEP 22041-000(21)3521-8737 esc. (21)9546-2200 cel.
+1954-607-6209 (EUA)lilian@ldbcultural.com

REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM--27/11

RODRIGO BETHLEM se reune hoje com moradores

de Ipanema,às 19hs,no Auditório da Universidade

Cândido Mendes

EVENTO IPANEMENSE

Carta de Lucinha Araújo, da Sociedade Viva Cazuza

A edição 2008 do evento ipanemense "A moda na luta contra o HIV", que conta com a participação de 25 lojas do bairro, terá todo o seu lucro revertido para a Sociedade Viva Cazuza. Abaixo, leia a carta de Lucinha Araújo contando o drama que a instituição vive e saiba outras maneiras de ajudar.
A difícil sobrevivência Hoje sei porque poucas pessoas fazem projetos sociais. O custo de mantê-los é enorme e a burocracia gigantesca. A Sociedade Viva Cazuza, depois de dezoito anos de atividades e de ter seu trabalho reconhecido, vive uma grande crise financeira. Os direitos autorais de Cazuza estão cada vez menores, o mesmo posso dizer das doações e os poucos convênios públicos que fazemos têm verba carimbada, ou seja, exclusiva para um único tipo de gasto, que no nosso caso são os alimentos e produtos de limpeza. Como mantemos uma Casa de Apoio Pediátrico, onde moram crianças com Aids, um dos nossos grandes custos é com pessoal, uma vez que trabalhamos vinte e quatro horas por dia todos os dias do ano. Apesar de contar com voluntários, que são profissionais de saúde, não conseguimos manter o trabalho com qualidade se contarmos exclusivamente com voluntários para atividades básicas como limpeza, cozinha, lavanderia, educadores e auxiliares de enfermagem. Pedimos socorro e doações para o Banco Bradesco, Agência 887-7, c/c 26901-8. Lucinha Araújo

ACIDENTE



Árvore cai em cima de carro em Ipanema

Jaqueline Costa
Árvore cai em cima de carro em Ipanema

RIO - Uma árvore caiu em cima de um carro na Rua Barão da Torre, em Ipanema, no trecho entre as ruas Vinicius de Moraes e Farme de Amoedo. A rua foi interditada ao trânsito.
Algumas árvores da Rua Barão da Torre estão sendo retiradas há dois meses porque estão podres desde que foram atacadas por um fungo. Ao todo, serão suprimidas 25 árvores da espécie Senna siamea, originárias da Tailândia. Ainda não há informações se a árvore que caiu em cima do carro é uma dessas. O engenheiro florestal Angelo Greco, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), explica que a espécie, conhecida como acácia, não é a mais adequada para espaços urbanos e defende a substituição das árvores por outras nativas da Mata Atlântica. A UFRRJ fez a análise das árvores condenadas.


VISTA ESTA CAUSA

Vista esta causa


A união faz a força da turma sangue bom da moda carioca liderada pelo estilista Carlos Tufvesson , idealizador da campanha A moda na luta contra o HIV. Até 1° de dezembro, Dia Mundial da Luta contra a AIDS, lojistas da Associação do Charme de Ipanema usarão o laço vermelho em suas vitrinas com o objetivo de enlaçar os consumidores para a participação no combate ao vírus HIV. A militância pode começar com a compra da camiseta da ação com a musa da campanha, a Radical Chic, vestida apenas com a fita vermelha, criação do cartunista Miguel Paiva cuja venda será revertida para a Sociedade Viva Cazuza.
"Através da campanha, saudamos colegas de profissão vitimados pela epidemia, e usamos de nossa exposição pública, as vitrinas, para tentar evitar que mais pessoas sejam contaminadas por esse vírus cruel e mutante", sinaliza Tufvesson.
As grifes que vestem essa camisa são: Antonio Bernardo, Basthianna, Blue Man, Bianca Marques, Carlos Tufvesson, Casual Street, Dautore, Espaço Fashion, Farm, Leeloo, Lenny, Limits, Manufact, Mara Mac, Maria Bonita Extra, Maria Oiticica, Mixed, Natan, Osklen, Regia Coelho, Redley, Reserva, Teodora, Via Flores e Wöllner.

O GLOBO - JORGE ANTONIO BARROS

Enviado por Jorge Antonio Barros -

lei e ordem

Futuro secretário da Ordem Pública ouve hoje Ipanema

O Projeto de Segurança de Ipanema vai receber hoje, dia 27, às 19h, no auditório da Universidade Candido Mendes (Rua Joana Angélica 63), em Ipanema, o futuro secretário da Ordem Pública do município, Rodrigo Betlhem.
Participam do encontro representantes da Associação de Moradores de Ipanema, da Sociedade Amigos de Copacabana e do Quadrilátero do Charme de Ipanema.
Betlhem vai se sentir em casa porque fez sucesso com as operações contra a desordem em Ipanema e Copacabana.
Com todo respeito aos amigos de Ipanema e adjacências, quero ver o futuro secretário ir também a Madureira. Mas para isso, vamos combinar, o pessoal de Madureira tem que convidá-lo.

VARIEDADES





Assunto: Recital Didático de Órgão


Prezados Amigos e Colegas

Gostaria de convidá-los para assistir ao próximo evento musical que o
Instituto de Cultura e Arte Organística realiza em parceria com a
Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro. Será dia 05 de dezembro,
sexta-feira, às 19 horas quando realizarei um recital didático de órgão
com obras do repertório clássico internacional. Este evento contará com
algumas novidades. Uma delas será a utilização de dois tipos de
instrumentos: o órgão de tubos e o órgão Hammond, instrumento eletrônico
de origem americana que se tornou muito popular em meados do século
passado e que ainda hoje é participa da vida musical de muitas igrejas
de nossa cidade. Outra novidade ficará por conta da possibilidade de
visitar a maquinaria do órgão de tubos: os foles, os reservatórios de
ar, os tubos implantados dentro destes reservatórios... tenho certeza de
que você vai gostar muito. Haverá ainda o telão para a execução das
obras ao órgão Hammond e, claro, muitas explicações sobre o
funcionamento e desenvolvimento destes instrumentos ao longo do tempo
bem como a respeito das obras que você ouvirá no recital.
Imperdível, não é? Anote, então, na sua agenda:

Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro
Rua Frei Caneca, 525, Estácio.
Dia 05 de dezembro, sexta-feira, às 19 horas
Entrada Franca
Dica: a igreja fica bem em frente ao Hospital da Polícia Militar e
pertinho do Metrô estação Estácio (ao sair do metrô, escolha a saída que
se chama “Estácio”

Outras informações você pode encontrar em:
www.arteorganistica.org.br/news.html
www.pibrj.org.br/orgao

Espero você lá!
Um abraço,

Domitila Ballesteros

PASSEIO REAL



Rainha Silvia da Suécia caminha na orla de Ipanema

Alteza passeia cercada por assessores



A rainha Silvia da Suécia aproveitou uma pausa do congresso que participa no Rio para curtir um programa ao ar livre. Nem o tempo nublado foi obstáculo para os planos de Vossa Majestade. Acompanhada por assessores, ela passeou pela orla de Ipanema, nesta quarta-feira, 26. No evento mundial que acontece na cidade, a rainha discute a exploração sexual de crianças e adolescentes.

ALÔ CEDAE !!!!!



Enviado por Renato Grandelle -


Esgoto invade esquina em Ipanema

Dois dias após a última tempestade que assolou o Rio, vejam o estado da esquina das ruas Farme de Amoedo e Alberto de Campos, em Ipanema. O bolsão d'água, além de atrapalhar o trânsito, ainda exala um forte odor. Segundo moradores, a poça é figurinha certa a cada chuva forte. A água chega até o meio da pista - ontem à tarde, quando passamos pelo local, a "maré" já havia recuado.
Apesar das inúmeras reclamações que recebeu desde a semana passada - quando também houve um dilúvio - a Cedae ainda não foi desentupir o bueiro da esquina.



REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM--27/11

DIA 27 / 11 ÀS 19 hs


AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MEMDES

RUA JOANA ANGÉLICA,63,
IPANEMA

DOAÇÃO DE ROUPAS

Desabrigados de Santa Catarina nesta quinta na Praça General Ozório

RIO - A Banda de Ipanema vai receber nesta quinta-feira doações de roupas de adultos e crianças para as vítimas das enchentes em Santa Catarina. O caminhão que recebera as doações ficará estacionado na Praça General Ozório, em Ipanema, Zona Sul do Rio, das 11h às 18h. Podem ser doados roupas, agasalhos, colchonetes e cobertores. A Defesa Civil ficará responsável pela distribuição do que for arrecado pela Banda de Ipanema.
As chuvas em Santa Catarina mataram 86 pessoas. Em todo o estado, 54.039 pessoas tiveram que deixar suas casas. Dessas, 22.952 foram para abrigos públicos e 31.087, para a casa de parentes ou amigos. Há 38 desaparecidos.

IMPRUDÊNCIA






Imprudência

Leitora flagra policial dirigindo com arma na mão, do lado de fora do veículo

Texto e fotos da leitora R. J.

RIO - Na última terça-feira, por volta das 18h30m, uma viatura do 23.º Batalhão (Leblon) tentava sair do meio do trânsito engarrafado na Avenida Visconde de Pirajá, em Ipanema, com a sirene ligada e o policial dirigindo com uma só mão, pois com a outra segurava um revólver do lado de fora do veículo. Gostaria de saber se existe alguma explicação para esta atitude. Não consegui imaginar o que ele pretendia fazer...


TEMA DE CONCURSO

“Verão 2009 –

Sorvete Itália.

O Sorvete e Ipanema.” é tema de concurso


O Sorvete Itália promove concurso para o design das novas embalagens dos copinhos de 100 e 200 ml e dos cones de papel da casquinha e cascão.
O tema é ”Verão 2009 – Sorvete Itália. O Sorvete e Ipanema.”
Podem participar profissionais e alunos de todas as áreas, as inscrições são até o dia 15 de dezembro.
Mais informações no site www.sorveteitalia.com

REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM--27/11


DIA 27 / 11
ÀS 19 hs
AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES
Rua Joana Angélica,63 ,Ipanema

PUBLICIDADE

O melhor artista do ano leva prêmio de R$ 100 mil

Braulio Lorentz, Jornal do Brasil


RIO - Na mesma noite em que o lançamento do prêmio de artes plásticas com a maior dotação do Brasil (nada menos do que R$ 100 mil para o artista escolhido) muda o panorama da área, o Centro Cultural Candido Mendes de Ipanema tem seu nome alterado, em homenagem a Maria de Lourdes Mendes de Almeida, diretora e curadora do espaço por 30 anos. Maria de Lourdes morreu em julho, aos 78 anos, de complicações renais.
A reinauguração do espaço e o anúncio da criação do Prêmio de Artes Plásticas Maria de Lourdes Mendes de Almeida vão ser feitos nesta quarta-feira, às 20h.
– A reinauguração quer marcar a importância de Maria de Lourdes na busca dos talentos da geração dos anos 60 e 70 – afirma o professor Candido Mendes de Almeida, viúvo de Maria de Lourdes, reitor da Universidade Candido Mendes e membro da Academia Brasileira de Letras.
Para Candido Mendes, a importância do prêmio é a de associar a memória de Maria de Lourdes à criatividade da cultura plástica brasileira que tanto deve ao Centro Cultural de Ipanema.
– Ela teve um trabalho pioneiro dentro da arte contemporânea no Rio de Janeiro – garante Maria Pia Mendes de Almeida, diretora da Universidade Candido Mendes e filha de Maria de Lourdes.
– Além de uma placa com o nome dela, teremos um boletim que distribuiremos, com diversos depoimentos de artistas.
Resultado sai em março
Diretor do Centro Cultural, Paulo Sérgio Duarte explica como foi formado o júri da premiação, composto pelos críticos Frederico Morais, Luiz Camilo Osório, Aracy Amaral e Paulo Venâncio Filho.
– O júri foi escolhido pelo professor Candido Mendes e por mim. Ele traz perspectivas de diferentes gerações. Há críticos com grande experiência na história da arte na década de 70, como Frederico Morais, e outros que são novos.
Duarte reitera a importância do prêmio e ainda faz uma ressalva:
– Em termos de prêmio individual, com um único premiado, é o maior das artes plásticas e visuais que conheço no país. Outros têm várias categorias que se somadas chegam a um valor maior.
O resultado sai em março e até 15 de janeiro é divulgado o regulamento completo. Cada um dos integrantes do júri vai indicar artistas para que seja escolhido o nome a ser agraciado.
Duarte resume as intenções do prêmio:
– Vamos reconhecer a cada ano uma pessoa que contribuiu para a arte atual do Brasil. Uma premiação dessas é de uma contribuição efetiva. Não pode pegar artistas que estão começando a carreira. Será destinado a artistas que já tenham reconhecimento.
Autora da instalação Obra em negro, exposta na Galeria Candido Mendes, Marilda Machado comemora a movimentação em torno do centro cultural.
– O espaço da galeria é belíssimo e merece ser reinaugurado e revitalizado, porque é maravilhoso para as artes – atesta a artista, que estreou nesta segunda-feira seu novo trabalho, exposto até fevereiro

OUVIDORIA - PMERJ




UMA VIATURA DA OUVIDORIA DA PMERJ ESTARÁ ESTACIONADA HOJE NA ESQUINA DE VISCONDE DE PIRAJÁ COM TEIXEIRA DE MELO.
ACESSAR O LINK "OUVIDORIA".
ATENDIMENTO ELETRÔNICO
TELEFONES - 33 99 21 47 OU 33 99 21 95

DONOS DA RUA



Enviado por leitor Percy Argent Thompson -

EU-REPÓRTER

Moradores de rua se apoderam de Ipanema
Passadas as eleições, o Projeto IpaBacana deu lugar ao "IpaZona". Grande número de moradores de rua se apoderaram da Avenida Visconde de Pirajá e ruas transversais, juntamente com seus "pertences" e animais de estimação, dando uma péssima impressão aos turistas que nos visitam. Além disso, há também o mau-cheiro. Lamentável o final de governo desse prefeito...

POLUIÇÃO VISUAL

Ultimato

Barraqueiros terão que retirar propaganda de cadeiras de praia e guarda-sóis

Globo

RIO - Por determinação da prefeitura, o coordenador de Licenciamento e Fiscalização do município, Luiz Felipe Gomes, deu, nesta segunda-feira, um prazo de 48 horas para que a Companhia de Bebidas da América (AmBev) e a Sollumar 2007 Comércio e Distribuição de Artigos do Vestuário e Alimentos Ltda/Praia SA retirem toda a publicidade de cadeiras de praia, guarda-sóis e qualquer mobiliário ou equipamento usado por barraqueiros nas areias da orla marítima do Rio. A decisão foi publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial. A Praia SA tem contrato com a AmBev - que engloba produtos como as cervejas Skol, Brahma e Antarctica - para a colocação de publicidade em cadeiras e guarda-sóis usados por barraqueiros nas praias.
A AmBev informou na tarde desta segunda que ainda não havia recebido qualquer notificação e não iria se pronunciar. A empresa doou os novos equipamentos de limpeza - tratores e minivarredeiras - que estão em ação em algumas praias desde meados de agosto. Já um dos diretores da Praia SA, Othon Pinto, se disse surpreso com a decisão da prefeitura. Segundo ele, o caso será enviado ao departamento jurídico da empresa.

A assessoria da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da prefeitura informou que a decisão atinge toda publicidade feita por barraqueiros na areia. Segundo Luiz Felipe, a lei proíbe propaganda nas praias.

REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM--27/11

DIA 27 / 11 ÀS 19 hs
AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES
Rua Joana Angélica,63,Ipanema

CUIDADO !!!




ESQUINA DE FARME DE AMOEDO
Breve novo acidente irá acontecer.O que sobrou do sobrado que desabou,na Rua Visconde de Pirajá com Farme de Amoedo ,que está escorado por duas estacas,com essa chuva que vem caindo não demora e vai provocar novo acidente.
A Defesa Civil demoliu parte do imóvel e ao invés de colocá-lo abaixo,escorou uma sacada,pondo em risco quem passa por ali.
Fiquem de olho !

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA PAZ




Visitem o presépio armado dentro da Igreja.
No dia 3 /12 às 20 hs apresentação do Coral

RUAS DE IPANEMA ESTÃO LOTEADAS

Enviado por leitor Mario Luiz -

OPINIÃO DE LEITOR


As ruas são dos moradores de rua

Nos finais de semana, não há ruas na Zona Sul que não sejam dominadas pelos flanelinhas, ilegais. Cansados de esmolar, os moradores de rua resolveram fazer um "bico" para cuidar os carros alheios. Com isto, estão aparecendo guardadores informais em ruas residenciais, que não estão demarcadas pela prefeitura como áreas de estacionamento. Você vai visitar um parente ou um amigo e tem um "guardador", que até então estava esmolando, pronto para cobrar R$ 2 ou R$ 5 para vigiar o seu carro. Vigiar do quê? Parece piada. Isto está acontecendo na Rua General Glicério e adjacências, em Laranjeiras; nas ruas de dentro de Copacabana e de Ipanema, como Júlio de Castilho e Alberto de Campos, respectivamente.

REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM--27/11


DIA 27 / 11
ÀS 19 hs
AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES
Rua Joana Angélica,63,Ipanema

SERÁ QUE VAI DAR CERTO ????

Projeto para blocos prevê banheiros químicos em caminhões


Felipe Sales, JB Online


RIO - O carnaval de rua do próximo ano terá uma novidade que promete agradar desde foliões a moradores que se irritam com a devastação causada pelo exército de Arlequins e Colombinas. Pelo menos 20 blocos da Zona Sul e do Centro já aderiram ao projeto Bloco de Ouro, que promete seguir a multidão com caminhões-pipa, banheiros químicos móveis, serviços de achados e perdidos e até equipes de coordenação de trânsito, apoio médico e catadores de lixo – todos devidamente fantasiados, no clima da festa.

A iniciativa já conta com empresas interessadas, mas os acordos ainda estão sendo fechados e até a prefeitura já sinalizou positivamente. Por e-mail, o prefeito Cesar Maia disse que ainda vai receber o projeto, mas já soube “ser muito bom”. Idealizador da proposta, o publicitário Felipe Nogueira, 25 anos – proprietário de uma empresa de marketing cultural – ainda espera marcar um encontro com o prefeito eleito, Eduardo Paes, mas já fechou parcerias e promete botar seu bloco na rua a partir do próximo mês.

– Precisamos principalmente de apoio financeiro, mas o interesse tem sido excelente – contou Felipe. – Queremos destacar que de forma alguma vamos formatar os blocos ou limitar a folia. O espírito anárquico típico do carnaval de rua será mantido. Somos uma espécie de movimento de conscientização dos foliões e de conservação do carnaval de rua como patrimônio da cidade.
São cinco as principais propostas do projeto, que começou a ser idealizado no último carnaval. Depois que o bloco passar, a multidão será acompanhada por um caminhão com plataforma baixa onde serão instalados banheiros químicos. Haverá ainda equipes lúdico–efetivas: juízes para promover apitaço e dar cartão vermelho a quem urinar na rua, policiais com armas d'água e algemas de plástico, patinadores auxiliando o trânsito e homens-cesto carregando lixeiras nas costas. Em seguida virão os caminhões-pipa para jogar pelo ralo o fim de festa.

A idéia é que haja ainda um serviço de informações para pessoas perdidas, incluindo uma central de achados e perdidos, tendo em vista a quantidade de carteiras, chaves e objetos pessoais deixados na avenida por foliões mais distraídos. O Bloco de Ouro planeja também confeccionar um mapa com horários dos blocos e serviços úteis, como táxis, por exemplo.

Dos 20 blocos que já aderiram ao projeto, alguns dependem de cláusulas no contrato com as empresas parceiras para evitar conflito entre os patrocinadores.

– É fundamental que se tente organizar os blocos, pois a situação está incontrolável – apoiou a presidente da Câmara Comunitária do Leblon, Evelyn Rosenzweig. – Não queremos de forma alguma acabar com o carnaval de rua, mas é preciso tentar organizar o trânsito pois muitas pessoas têm parentes doentes, por exemplo, que podem precisar de ajuda rápida.

ANIVERSÁRIO DA FEIRA HIPPIE - HOJE


Comemoração do aniversário da
Feira Hippie em Ipanema ,hoje à partir das 9 hs.
HOJE DIA 23
40 ANOS EM IPANEMA !

DIA 27 / 11
ÀS 19 hs
AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES

MONTAGEM


Montagem

Topo da Árvore de Natal da Lagoa é instalado

O Globo

RIO - O topo da Árvore de Natal da Lagoa, com uma estrela, foi colocado na manhã deste sábado. O topo mede 16m e pesa 2 toneladas. Um guindaste com lança de 100 metros efetuou a operação. No topo há também dois anjos, representando a paz.
A Árvore de Natal da Lagoa está praticamente pronta para o evento de inauguração no próximo sábado, dia 29 de novembro. A festa contará com o concerto com a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), sob a regência do maestro Marcos Arakaki e participações especiais de Elba Ramalho,
Neste ano, a Árvore tem como tema "Uma melodia de paz para a família brasileira". Simbolizada por anjos e notas musicais, a cenografia, assinada por Abel Gomes, será apresentada pela primeira vez em treze fases seqüenciais com desenhos diferentes para encantar o público.
Além do espetáculo de luzes e cores, a Árvore vai ganhar um toque musical: um carrilhão reproduzirá canções natalinas, gravadas na Itália, com sinos tocados manualmente por sineiros profissionais. A música-tema da Árvore de Natal, composta pelos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle, e outras composições natalinas, como Jingle Bells, serão apresentadas diariamente, às 20h, 21h e 22h. O carrilhão eletrônico, importado da Itália, é semelhante ao usado na Basílica de São Pedro, no Vaticano.
Todos os sábados, às 21h, haverá espetáculo pirotécnico. Os fogos de artifício foram instalados nas laterais e no topo da Árvore de Natal.
Na segunda-feira, dia 24 de novembro, a partir das 20h, começará a ser realizado o pré-teste do sistema de iluminação da Árvore.

UTILIDADE PÚBLICA

Caros amigos,

Para que você conheça o produto de nosso Projeto, selecionamos alguns vídeos de nossas apresentações. Estes são do dia 2011 no XV Congresso de Cardiologia, onde fomos honrados cojm o convite de abertura com o Hino Nacional Brasileiro, que esta sendo realizado no Sofitel em Copacabana. até 22/11. Funcionamos em casa alugada, ainda não ideal para atender a tantas crianças, e o Conjunto Harmonicanto é o cartão de visitas de nosso trabalho, que funciona só com voluntariado, doações e venda de nossos bombons.

Entre vc também nesta corrente de amor e faça a diferença para as crianças assistidas
Ligue pra nós; Buscamos sua doação: material escolar, brinquedos, instrumentos, roupas infantis e especificamente para o Natal doaçãode qualquer produto para nossa ceia, que será realizada no Projeto na noite do dia 24 de dezembro.

Tel 2267 6748


Epitáfio – Conjunto completo
http://www.youtube.com/watch?v=0jZGY3dQ9cA

Eu sei que vou te amar –Instrumental
http://www.youtube.com/watch?v=9EKXjNzH9Uo

Maria Maria – Instrumental com coreografia
http://www.youtube.com/watch?v=yMbR-I7Od9I


JUNTE-SE A NÓS PARA CELEBRAR O NATAL!

Ganhamos esta campanha, e aguardamos sua participação!

O Projeto "Harmonicanto Música e Cidadania" traz para o Natal de 2008 uma campanha diferente. Através de um Blog na internet, mostraremos a "carinha" de cada integrante que compõe o projeto. E para que nossa campanha dê certo, estamos buscando padrinhos que escolham uma destas crianças, para que elas possam ter um Natal mais feliz. O padrinho pode escolher através do nosso Blog de 1 (um) a 3 (três) kits pré-determinados (Higiene, Escolar ou um Presente). É opção do mesmo, dar 1, 2 ou os 3 kits à criança escolhida. Uma sugestão aos que querem ajudar, mas não podem contribuir com muito: junte-se com seus amigos e monte um dos Kits!Vocês podem acessar o Blog da Campanha de Natal do Harmonicanto, onde terão acesso à listagem dos Kits e às fotos com o "mini- currículo" da criançada:
Blog: http://nataldoharmonicanto.blogspot.com/Abertos a voluntários que queiram contribuir com alguma atração no evento.
E-mail Contato: marketing_harmonicanto@oi.com.br

Contamos com seu apoio e divulgação!

PAUTA DA REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM - DIA 27 / 11

PAUTA


Reunião 27/11/2008 às 19hs.

Universidade Candido Mendes com o Rodrigo Bethlem que vem representando o prefeito eleito. – rua Joana Angélica 63

1) Apresentação do power point do projeto de titularidade do Cantagalo – 10 minutos –
a) - posto de saúde 24hs. no Cantagalo, número insuficiente de garis, esgoto na comunidade.
b) – Prazeres e Julio Otoni em ST reveindicam sua titularidade.
2) hospital IV Centenário em ST risco de invasão
3) Ipabacana – saber como vai ficar
4) Barão da Torre com Teixeira de Mello – urbanização e estação de Metrô
5) Praça Gen. Osório pontos finais de ônibus – estações de Metrô
6) Eventos na orla – REVEILLON/ MP
7) CARNAVAL - passar DVD de 2 minutos de fotos tiradas pelos nossos voluntários durante a passagem dos blocos.
8) Comitê Gestor da Orla – ocupação indevida da areia
9) Adoção da praça N. Sra. da Paz
10)Segurança Pública – GM – contingente /horário - capacitação
11)Diversos – flanelinhas, gangues de bicicleta, barraqueiros, lixeiras na praia , iluminação, calçamento, ambulantes, população de rua, fiscalização do fluxo de ônibus e taxis na Visconde de Pirajá, bombas d´água na areia, recuperação do Bairro Cidade em Ipanema, garagem do Forum.

REUNIÃO COM RODRIGO BETHLEM


DIA 27 / 11
ÀS 19 hs
AUDITÓRIO DA UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES
Rua Joana Angélica,63,Ipanema